Forbes: “Xbox série X é a maior desilusão do Gaming em 2020″… Só que… Não!

0 0 votes
Avalie o nosso artigo

Na nossa opinião, o artigo da Forbes é um verdadeiro atentado ao jornalismo, e uma peça vergonhosa que nem devia existir.

O ano 2020, a nível de Gaming ficou marcado pelo lançamento das novas consolas. Elas eram de tal forma esperadas, faladas e ansiadas, que o ano do Gaming rodou em torno delas.

Ora torna-se um bocado ridículo dizer que, quando foram lançadas três consolas, duas delas muito aproximadas a nível de performance, e uma terceira bastante menos capaz, que não consegue acompanhar as outras duas em todos os modos, e que roda jogos a resoluções que podem descer aos 540p, e que partilha todos os jogos e políticas da sua irmã mais poderosa, se venha dizer que, deste pacote, a desilusão do ano é… a série X.

Que este senhor que criou a reportagem viesse dizer que a série X tinha sido a consola que mais expectativas tinha gerado, não as tendo cumprido, isso é uma coisa. Mas daí a ver-se neste produto a maior deceção do ano, é nossa opinião que há um fosso enorme.

Basicamente o que vemos é que este artigo basicamente ignora a existência da série S, e reduz o mercado como se apenas a PS5 e a série X existissem. Porque não fosse isso não era possível dizer-se que a série X era a maior deceção, uma vez que a série S partilhou de todas as situações que se queiram apontar à série X, mas entrando por performances menores e resoluções mínimas que nos transportam à era da Playstation 2.



E pegar num universo reduzido a duas consolas, e sendo que o acontecimento mais relevante do ano foi os seus lançamentos, então isso é pegar nas duas consolas e atribuir a uma o título de Maior evento do Gaming de 2020, e à outra o título de maior desilusão do Gaming de 2020. Basicamente, por esta perspetiva, ou os lançamentos das consolas eram os dois colossais, ou uma recebia o prémio, e a outra a forca, como parece que este senhor está a tentar fazer.

A realidade é que quem é nosso leitor soube desde sempre que, a nível de performances, as consolas seriam muito próximas, e estavam mesmo alertados para o facto de a PS5 até poder passar a X, pelo que nesse sentido as consolas que foram lançadas não foram uma deceção. Foram aquilo que era esperado!

Que é uma realidade que a PS5 tem um conjunto de jogos de lançamento superior, é! Que se espera um suporte maior, e títulos de renome, sim! Mas isso não tornam a Xbox numa deceção. A consola tem um bom lineup de lançamento, que a Microsoft até refere ser o melhor de sempre de uma Xbox (ok, opinativo), e tem hardware e performances de topo. Daí que surge a questão: Porque motivo alguém que comprou informado haveria de considerar a consola uma desilusão? Eu, por exemplo, que estou a par de toda a realidade da Xbox, que critico regularmente as políticas da Microsoft, tenciono, se possível, vir a adquirir uma caso a Microsoft mostre suporte à mesma.

Mas será que alguém que tenha optado por uma Xbox no lançamento tem razões para se sentir com a maior desilusão do ano nas mãos? Claro que não! Possui entre mãos a Xbox mais poderosa de sempre, uma consola que possui hardware e capacidades para discutir lado a lado e jogo a jogo as melhores performances e resoluções. O que tem esta consola assim de tão mau para ser a desilusão do ano?

Quer-nos parecer aqui que este senhor jornalista, neste artigo, está a despejar frustrações. Ele ansiava por muito mais… e não teve! Mas só quem não acompanhou as notícias antes do lançamento, quem não se informou, ficou surpreendido com alguma coisa. O que está a acontecer é o esperado, o que foi anunciado e referido, e nesse aspeto do suporte a Microsoft foi clara sobre o que se esperar. Se surpresas houve foi do lado da Sony que deu a passar uma imagem de gerações e exclusivos para a nova consola que, aparentemente, não conta fazer em pleno, mantendo o suporte à PS4 por muitos mais anos. E isso sim, foi algo que apanhou todos de surpresa. Isso sim, poderia ser um argumento para uma deceção. Mas não a mensagem clara da Microsoft a nível de suporte. Se algo criou deceção foram as expectativas irrealistas criadas por fanboys da marca em foruns e outros locais.

A pegar nos lançamentos e dizer que houve um hardware que dececionou, não seria a série X. Se há uma consola que para acompanhar as outras consolas tem de descer para standards de resolução completamente ultrapassados, e mesmo abdicar de modos de jogos, é a série S. Comparativamente,  série X… essa não é uma deceção. É uma excelente consola! E apenas dececionou quem gerou expectativas desmesuradas e surreais sobre aquilo que seria o hardware da consola, pois para esses, a excelente consola que é a série X, não chega, pois esperavam mais… muito mais face ao que a concorrência ofereceu. E quando compararam as duas coisas… ficaram dececionados! E isso torna este artigo em algo que não é mais do que a mera opinião do seu autor, e algo com o qual discordamos.



 



0 0 votes
Avalie o nosso artigo
107 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
andrio
andrio
10 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

A Microsoft pode ter um futuro brilhante quando suas franquias começarem a sair. Só precisava ter se planejado melhor. O Studio que está fazendo o perfect dark tem muita gente de calibre, várias pessoas da santa mônica e ND.
Acredito que saia um bom jogo.

Deto
Deto
Responder a  andrio
10 meses atrás

Ele tem vários freelances da ND e SM.

Mas como sempre fizeram um circo com isso, principalmente entre os fanboys profissionais da MS.

Fanboy profissional da MS e astroturfings: os clones do misterXmedia no twitter, “ex desenvolvedor da guerrilha”, dusk Golem, Odium, Tom Warren, “jornalistas” do Windows Central (WC, lol).

E deve ser jogo em capítulos para fazer render vários meses de assinatura de game pass ou vai ser algum tipo de GaaS MP.

Danilo Marciel
Danilo Marciel
10 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Sinceramente desde o PS3 eu tenho os dois consoles sempre fui de Playstation 1,2,3,4 ai nessa geração peguei primeiro o Xbox FAT por conta do Kinect jogos família e tal.

Ai depois peguei o PS4 dois anos depois e por último o Xbox One X e pretendia começar essa de Xbox SX mas com essas análises decepcionantes aonde ele não tem vantagem nenhuma sobre o PS5 eu vou de PS5 e vou continuar com meu Xbox One X simplesmente não vale mais a pena ter os dois.

Fernando Molina
Fernando Molina
10 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Quem realmente tem um e está a jogar nele, jamais vai dizer que ele é uma decepção, o console é fantástico

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Fernando Molina
10 meses atrás

Aí que tá! Ele é um console feito para os fãs de Xbox. Ele é a cara dos fãs… Cobrar algo a mais que isso é até bizarro, pois os fãs tão satisfeitos.

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Sparrow81
10 meses atrás

Cara, em hardware ele é fantástico, não tem o que falar, claro que em matéria de games exclusivos pra lancamento a Microsoft foi mal, mas acredito que isso irá mudar, vide o anúncio de Perfect Dark, o que quis dizer é que em matéria de hardware, sem duvidas ele será capaz de coisas fantásticas

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Fernando Molina
10 meses atrás

Fernando, eu entendo vc, mas não posso concordar. Eles colocaram um trailer cinemático de perfect dark e nem sequer sabemos como é o trabalho. A Microsoft vem fazendo isso sempre! Gera a expectativa e quando o jogo está pronto é algo que chega a revoltar. Se os fãs estão satisfeitos e não criticam, é ladeira abaixo mesmo. Os fãs de playstation são mais exigentes… Ontem eu fiz uma lista dos meus 10 jogos de geração PS4/Xbox One, nessa lista, 8 são exclusivos PlayStation. Horizon tá no Pc, então são 7… Mas né? Entende a diferença de qualidade? O público do Xbox é muito diferente do de PlayStation. É até covardia comparar.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Fernando Molina
10 meses atrás

E quanto ao Hardware, tenho muitas dúvidas. Ele tem escolhas bem estranhas. 52 CUs é o número fechado para ser um servidor e a proposta é essa. O Xbox só mais um meio da Microsoft vender serviço, esse é o foco. Totalmente o oposto da proposta do playstation.

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Sparrow81
10 meses atrás

Olha cara, você dizer que o hardware do ps5 é mais capaz, eu até aceito, não tem como discutir isso no momento, agora colocar dúvidas sobre a capacidade do hardware do SX, aí não dá, me desculpe, não tem nem o que falar mais

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Fernando Molina
10 meses atrás

Quando saírem os próximos jogos, vc fala o que acha ok? Eu não tenho dúvidas que a distância vai só aumentar.

Miguel
Miguel
Responder a  Sparrow81
10 meses atrás

Dúdivas no hardware? Porquê?

A XBOX é RDNA2, tem mais CUs, mais ROPS, mais Shading Units e ainda Mesh Shaders. A somar ainda temos a maior largura de banda.
Estamos a falar de arquitecturas iguais, é impossível a PS5 ser superior seja quais forem os costum features.
A atual vantagem da PS5 é simplesmente o Dev que é familiar aod a ps4 e está á mais tempos nas mãos das produtoras.

O mesmo vamos ver em relação ao SSD, que no caso da PS5 apenas veremos as suas reais capacidades mais para a frente, pois embora superior ao da SX, a SX apresenta atualmente resultados idênticos e até superiores.

Miguel
Miguel
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Esses 22% mais rápidoe estás a referir o GPU a 2.23Ghz?
Isso não é linear, pois testes comprovam que o aumento de frequência não é directamente relacionado á performance, obtendo-se melhor resultados com aumento de CUs.
Aliás segundo testes com GPUs tanto da nvidia como AMD é mostrado que por exemplo 10Tflops obtidos por um menor numero de CUs a maior frequência têm menor performence que os mesmos 10Tflops obtidos por maior numero de CUs a menor frequência.

Para mim a grande vantagem da SX está no número de shaders, pois não havendo hardware dedicado, o RT e ML serão feitos nestes.

Quanto aos SSD ainda não há jogos que retirem total proveito das velociades do SSD da PS5, mas xbox velocity architecture parece ser de grande valor.

Miguel
Miguel
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Esquecer? As consolas desde que são x86 que são PCs um pouco alterados.
É de mais evidente que apesar de ambas serem RDNA2 e ZEN2, em tremos que GPUs a SX é bseada em Navi21 e a PS5 em Navi22, cujos clocks são mais altos, o que vai de encontro ao GPU da PS5.

Os custos é que mandam, e hoje nem a sony nem a Ms estão para gastar dinheiro em desenvolvimento de raiz. Já asim foi na geração passada.

O GPU da ps5 são de 2.23Ghz efectivos, (nada demais para uma Navi 22), que tem a a capacidade de ajuste inferior para gestão energética.
A PS5 etm uma gestão energética melhor que a SX.

Por outras palavras, se os rumores de specs estiverem corresctas (o que é bem provável) a GPU a SX é baseada na RX6800 com corte nos Cus devido ás yelds e a PS5 na RX6700.

As maiores dúvidas estão nos shaders, não faz sentido substituir mesh shaders por primitive shaders quando estes vêm por defeito no RDNA2. E o geometry engine cheira a algo forçado para tentar colmatar essa falta!

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Miguel
10 meses atrás

Hahaha… Geometry engine redesenhada pelo Cerny é algo que altera como é feita a programação, meu caro. Não tem nada de remendo, é sim um passo adiante do Mesh Shaders, feito a nível de hardware, não software… Viu o que foi feito com ela na Tech Demo da Unreal 5 ou tá por fora TB? Se pega qualquer programador e mostra aquilo, os caras simplesmente ficam com os olhos brilhando… É uma quebra do que é feito hoje, uma evolução.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Miguel
10 meses atrás

Amigão, fique a vontade para ler artigos do Mario. Ele explica de forma direta e fácil. Pois o que falou até agora é um blá blá de pessoa que não entende o mínimo de como as coisas funcionam… Falar que as arquiteturas são iguais é de uma falta de conhecimento que chega a doer. Leia mais artigos e perceba as coisas..

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Com todo respeito Mário, acho que deveria bloquear esses fanboys, você vai ficar se estressando talvez, enquanto nada muda, depois de tantos artigos e testes o cara vem com um papo desse, quem quiser pensar isso ou aquilo, é sensato ou desonesto, no fim não é problema seu, eles que vão se morder e escorrer lágrimas em outra freguesia, no final esses consoles são praticamente iguais no resultado em tela
Só sugestão, não me leve a mal.

Rui
Rui
10 meses atrás

Sr Mário, se a ps5 for a consola com maior performance nos multis na geração seja por 1 frame ou 20 frames a xbox SX é uma desilusão ponto.
Estamos a falar de uma consola que tem um gpu de 52 cus, quem investe num gpu destes tem de garantir que corre melhor os jogos que a concorrencias, sao arquitecturas iguais com variantes mas as pecas vem todas do mesmo sítio.

A Microsoft só tinha que criar uma consola que corresse a maioria dos jogos melhor e atenção ainda penso que é isso que vai acontecer, manter a aposta no gamepass e trazer novas ips de qualidade umas 6 chegavam.

Agora quando tens uma consola com um disco maior, uma memória com bus superior e mais caro e um gpu muito mais caro, nao ser superior em 90% dos jogos é muito grave.

Eu no hardware tenho a maior consideração pela Microsoft sempre tiveram maquinas de topo, ainda me custa a perceber como é que por exemplo no cyberpunk a 60 fps não é mais estável que a ps5 e corre numa resolução ligeiramente inferior, é ridiculo, eu se fosse o phill spencer chamava os engenheiros do hardware para me explicar como é que um hardware mais caro anda a correr os jogos ligeiramente melhor ou igual ou pior em mais casos.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Rui
10 meses atrás

São baseados na mesma microarquitetura de CPU e GPU. Daí para serem iguais há um abismo. Os consoles são muito diferentes em arquitetura.

Miguel
Miguel
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Discordo, as alterações não são assim tão demasiadas e dispares.
Alterações dessas apenas existiram nas gerações da PS4 para trás, sendo em alguns casos diferenças altamente radicais. Mesmo assim a mais poderosa levou sempre vantagem.

N64>PSX>SS (arquitecturas diferentes)
XBOX>GC>PS2 (arquitecturas diferentes)
XBOX360=PS3 (arqutecturas diferentes)
PS4>XBOX ONE (arquitecturas uguais)
SX>PS5 (arquitecturas iguais)

Hoje produzir jogos para várias plataformas não dá nem um terço do trabalho que dava antigamente.

A SX apenas se vai fazer notar quando for implementados recursos de ML, pois nada na PS5 irá ser capaz de suplementar a diferença entre CUs, ROPS, e Shading Units.

Miguel
Miguel
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Discordo, as arquitecturas são iguais, x86 con ZEN2 e RDNA2, o que muda são apenas algumas features.
As diferenças não são nem 1/10 do visto nas gerações anteriores, principalmente na geração da PS2, Custom vs powerPC vs x86.

Nesta geração ainda não vemos nada porque na verdade ainda não há nada para mostrar.
A xbox nunca irá ter diferenças da ps5 gritantes como é óbvio, e a existir deverá ser algo ainda menor do que é visto entre a ps4 e a xbox one. A vantagem da ps5 atualmente resume-se aos devkits, mais familiares e mais antigos.

O spiderman tem bom desempenho na ps4 pro, mal seria na PS5.
Mesmo para o FH4 na SX que está um espanto visual mesmo recorrendo apenas á retro compatibilidade.

Miguel
Miguel
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Quais factos? A base architecture é de longe o mais importante, o resto são remendos.

Miguel
Miguel
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Têm o mesmo “motor” como base, e consequentemente são iguais, com as mesmas performances, rendimentos e problemas.
Essa comparação não foi muito acertada.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Miguel
10 meses atrás

Remendos? Você realmente não entende do que está falando…
Motores de coerência no ps5, cache scrubbers, cache unificado na cpu, geometry engine totalmente reformulada, remoção de gargalos, ausencia de check in, estrutura i/o sem paralelo no mercado. Só pode estar brincando ao falar que tendo a base na mesma microarquitetura de CPU e GPU, eles são iguais em tudo. É muito diferente. É um abismo de diferenças!

Miguel
Miguel
Responder a  Sparrow81
10 meses atrás

Ainda nem foi revelado a estrutura os i/o da ps5. Vê-se logo ao que vens, á aldrabice.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Miguel
10 meses atrás

Assista road to ps5, cara! Lá foi mostrado tudo e a estrutura i/o está lá TB. Não é possível que vc venha aqui, num site que informa sobre tecnologia falar tantas coisas sem sentido.

Felipe Leite
Felipe Leite
Responder a  Sparrow81
10 meses atrás

Mário, estou a começar a ter saudades da altura em que os comentários estavam bloqueados a novos utilizadores…
Vê bem o tanto de stress que já passaste só a responder esse utilizador “Miguel”.
Até o Sparrow81 já gastou todo o tempo a explicar coisas óbvias!

@Miguel, quantas consolas você já arquitetou? Quantos jogos já produziu?
Para ter essa certeza toda e essa sapiência salomônica para contradizer todas as informações que são pesquisadas e explicadas a fundo aqui na Pcmanias e em outros sites confiáveis, você deve ter um currículo invejável!
Por favor…

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

O fato de ter que ficar explicando a mesma coisa repetidamente Mário, provavelmente é porquê as pessoas acharam que você estava sendo parcial por ser “Fanboy” da Sony simplesmente por apontar falhas no Xbox ou políticas deles e apontar as qualidades únicas que a Sony trouxe em seu conceito, daí quando se confirma, alguns vem com uma carreta de pano/controle de dano e outros simplesmente se fazem de desentendidos sobre o que foi explicado em detalhes em diversas ocasiões.
É a realidade batendo a porta.
Mas…
Mas o curioso é o que farão os que diziam que jogam no hardware que corre melhor, no mais capaz, melhores versões e esse era o Xbox PODEROSO do papel com seu abismo de CU, mas caso o PS5 continuar se mostrando melhor, haverá outra versão da história como Gamepass… Estúdios ou outra coisa? Quando a potência era o primordial acima de tudo ou passa pro PS5?
É uma pergunta que tenho 🤔

Rafael
Rafael
Responder a  Rui
10 meses atrás

Desempenho não se mede só por hardware. Tem muito carro 1.0 turbo dando pau em motores maiores….
De qualquer forma, se olhar o historico , nenhum console foi tão superior ao outro em termos de desempenho. O Series X teoricamente tem 18% mais hardware, mas temos que colocar na conta o software e demais otimizacoes. Ainda é muito cedo pra cravar e dizer que o console a ou b é melhor, pois ow jogos exclusivos e pensados pra nova geração ainda estao por vir. É nesse momento que veremos o máximo que cada um pode entregar. Ambos consoles são ótimos e cada um com uma proposta diferente, por isso acho que não tem melhor ou pior. Por mais que tenha comparações, não vejo razão pra darmos tanta ênfase nisso, ficar parando tela por tela, aplicando zoom e procurando diferenças pra justificar qual console entrega graficos melhores. Um console é muito mais que isso, é uma experiência, que passa por gráficos, som, suporte de ponta e acima de tudo… os jogos, que são o maior motivo pelo qual compramos um console. Maioria das pessoas que compram console nao ligam pra essas diferencas de graficos pequenas, nem notam isso.

Gervas69
Gervas69
Responder a  Rui
10 meses atrás

Sem entrar em pormenores técnicos , tenho de discordar com a afirmação.
Se os testes feitos até então se não tivessem ferramentas de análise pouco ou nada se deveriam notar diferenças, e já se viu que vai depender muitos dos estúdios a forma como corre numa e noutra consola.
No caso do cyberpunk para a ps5 só tem o modo performance, que na maioria dos jogos apresentados corre melhor na ps5, já para a Xbox tem também o modo gráfico, poderá vir mais tarde para a ps5, mas neste modo a Xbox tem se portado melhor.
Não acho que seja uma desilusão, cumpre o que promete, só é desilusão para quem acha que a consola seria muito melhor que a ps5 a custar o mesmo, aliás neste momento quem quiser uma ps5 para o natal vai ter de abrir bem os cordões á bolsa e rezar para não ser enganado

Sparrow81
Sparrow81
10 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Não foi levado em consideração a SS. E nem deveria mesmo. Se refere a SX ser decepcionante e é! O primeiro console da história lançado sem jogos, vendendo poder desde sempre e levou atraso nos comparativos com o concorrente que se falava ser fraco. É essa a decepção! E o SS nem deve ser considerado mesmo, é uma aberração.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

O problema não é a capacidade do hardware, é o caminho da empresa. O SX tá lado a lado com o Pc e isso vai prejudicar mto o console. Simples.

Rafael
Rafael
Responder a  Sparrow81
10 meses atrás

Isso já é de conhecimento de todos… nenhum console oferece muita coisa no seu lançamento. Só compra agora quem é entusiasta. Os jogos demoram cerca de 2 anos pra realmente justificar a aquisição. Nessa geração penso que vai demorar mais ainda pra ver tudo o que esses consoles podem oferecer, visto que a retrocompatibilidade permite que cada console tenha todo o catálogo de ps4/zone disponivel, reduzindo a exigencia imediata de varios titulos exclusivos…

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Rafael
10 meses atrás

Tenho um ps5 aqui. Peguei no PS4 depois de 15 dias usando o ps5, não dá! Parece que voltei 20 anos no tempo. Seja na pegada do controle ou na UI.

Rodrigo
Rodrigo
10 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Se fosse feita uma pesquisa de opinião entre aqueles que compraram a Séries X e de fato estão jogando, tenho certeza que a maioria iria dizer que estão gostando do console. Até com Séries S o resultado seria esse. Agora entre aqueles jogadores que gostam de ficar acessando sites para ver as comparações de desempenho e resolução entre as máquinas, e são influenciados por isso, e que ficaram esperando pelas franquias famosas como Halo e Gears, talvez tenham esse sentimento pela máquina mesmo.

Deto
Deto
10 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Mas ele tem graves problemas de nível alto no comando, aquilo no Halo Infinite foi claramente incompetência do Phill Spencer

O console tem compromissos com Azure que prejudicaram o rendimento real em jogos, elevado números de CUs para processar 4 sessões de xcloud com Xbox one e clock baixo, downclock pelo limite térmico, memória GDDR6 com ECC q obviamente consume orçamento que podia ir para outra parte do console que e q só tem utilidade para Azure e não para Jogos

O que eu gosto do Xbox é a aparência ahahahah

José Galvão
José Galvão
10 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Mário percebo a tua perspetiva mas também percebo a do jornalista, e digo mais, concordo com ele, a Series X foi a desilusão do ano para muita gente dado o que a Microsoft prometia, a consola mais poderosa do mundo.
Também não concordo quando dizes que a Microsoft foi clara quando na realidade têm sido tudo menos claros, acho inclusive que foram mais claro em relação à Series S, dizendo que apontava para resoluções mais baixas, do que a Series X que ia comer tudo ao pequeno-almoço e que afinal nem no lanche tem vantagem.

Eu tenho todas as consolas desde a Megadrive, e todas elas tiveram no lançamento pelo menos um jogo que se distiguia da geração anterior ou que mostrava o potencial da consola, na Series X isso não acontece, pela primeira vez na história isso não acontece, e como tal é uma desilusão.

De facto é verdade que a Sony disse que acredita em gerações, mas afinal também sai para a PS4, algo que vai prender o jogo, mas isso acontece em quantos jogos?
De alto perfil e para sair, só tens um, o Horizon, se houver mais logo se vê.
A Microsoft dizia que ninguém ficava para trás, mas no reveal da Series X e depois no último evento antes do lançamento, em certos jogos da Microsoft Game Studios, tinhas lá preto no branco a dizer que saia somente na Series X e no PC, afinal muitos iam ficar para trás, portanto nem neste aspecto a Microsoft foi mais clara que a Sony.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  José Galvão
10 meses atrás

Creio que há um erro de interpretação na fala da Sony sobre acreditar em gerações. Tá óbvio que os esforços são o PlayStation 5 hoje, mas todo mundo já achou que ela abandonaria totalmente o console que vendeu 120 milhões de unidades? Ela não disse isso.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Mas tem diferenças… Agora acreditar que ela abandonaria totalmente o console anterior é loucura. Ela estaria dandonum tiro no pé. Não abandonou totalmente, mas tem jogos do ano que vem que não estarão no ps4. Isso só já mostra o que falaram como verdade. Ps4 recebe jogos cada vez menos.

José Galvão
José Galvão
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Sabes que não domino a questão técnica como tu ou outros membros da comunidade, mas graças aos teus artigos e muitas das conversas que temos nos comentários e o facto de eu não andar nisto à dois dias, fez com que eu nunca me tivesse deixado enrolar pelo paleio do Phil Spencer e companhia, e agora pergunto, quantas PCManias há no mundo?
Pah até já andas a ter reconhecimento internacional, o que significa que temos aqui não só um núcleo muito conhecedor mas também muito lúcido, algo que é raríssimo nos dias de hoje, portanto não é de estranhar que muitos estejam de factos desiludidos, porque quando tens a Digital Foundry, os supra-sumos da tech, confusa quando constata que nos confrontos iniciais a PS5 bate a Series X, é até natural que tenhas artigos como os da Forbes, e mais, como jornalista, ele tem que “acreditar” na Microsoft quando esta diz uma e outra vez que a Series X vai ser melhor em tudo e que vai ter o melhor lançamento da sua história, é claro que como tal não se verificou, o jornalista tem que se mostrar “desiludido”.

José Galvão
José Galvão
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Concordo contigo, e também sinto a falta dele, quando abro os artigos estou na expectativa de o encontrar, de ler comentários dele, só que depois dos comentários deles, ele simplesmente desapareceu, e a explicação para isso é só uma, ele amuou, ponto.

Edson
Edson
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Os fanboys o afastaram daqui, atacando-o só pq ele não estava defendendo marcas ou bandeiras e quando disse que alguns jogos que foram anunciados para o ps5, rodariam tbm no ps4, muitos o atacaram! Ele tbm falou que a Sony colocaria mais jogos no ps4 , msm tendo anunciados somente até o momento, para o ps5. No final, ele estava certo, os fanboys azuis daqui que agem como os verdes, não assumiram que estavam errados, onde Bruno deve ter percebido que aqui na parte dos comentários, virou um game vicio ou uma eurogamer, e saiu fora! Se notar, Shin tbm não comenta mais aqui e no último dia que comentou, fez uma crítica ao ps5 e foi atacado por alguns. Eu conheço o Shin, indiquei o site a ele, pedi para ele acrescentar com seu conhecimento, mas sei que ele quando percebe que os fanboys aparecem em massa, ele sai fora! O nível de fanboys está tão grande que Shin que detesta o xbox foi atacado pela turma de fanboys do play e Bruno que sempre gostou muitooo do play, tbm começou a ser atacado pela msm turma. Daqui a pouco, não teremos mais o Molina, o Ruy,etc… Mas… Eles pensam assim sobre o xbox: “O xbox é um ” lixo” não tem nada que preste, só faz games de baixo orçamento e os estúdios comprados só existem para fazerem games de quinta categoria, além que Perfect Dark será uma grande piada!” Talvez se Bruno e Shin disserem isso, uma turma aqui dará moral aos dois novamente!

Edson
Edson
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Não defendi um lado, Mário! É uma citação de como os haters pensam sobre o xbox. Eles dizem isso aqui que falei, mas de uma forma mais aveludada. Só esqueci de abrir as aspas

José Galvão
José Galvão
Responder a  Edson
10 meses atrás

O facto de alguns jogos da PS5 terem uma versão PS4, é de certa forma compreensível dada a total retrocompatibilidade, mas tendo em conta que apenas 3 desses jogos, dois deles de lançamento, acho que se fez e está a fazer uma tempestade num copo de água.

Essa narrativa de que, coitado disse a verdade e foi atacado, comigo não cola, não foi por causa dos jogos cross-gen que que pessoas como eu o confrontaram, foi por causa de ele ter dito que o hardware da PS5 era uma desilusão e que devia ter saido um ano mais tarde, isto depois de tantos artigos a explicar o engenho da arquitetura da consola e como ela é revolucionária, o Mário chegou mesmo a questioná-lo com factos ao que ele respondeu de forma seca, e perante tal teimosia em reconhecer que estava errado, muita da comunidade a quem tu estás a chamar de fanboys, confrontou-o, e com razão, porque o tempo vai acabar por me dar razão a quem discordou dele, a consola já estar a bater uma consola mais potente, e quando chegar a segunda geração de jogos, gostava que ele viesse aqui dizer o quanto estava desiludido…

Edson
Edson
Responder a  José Galvão
10 meses atrás

José, então vc pegou a segunda parte da conversa. Ele atacou as políticas da Sony, onde que bateu na tecla que jogos que a Sony os vendeu como games do ps5, iriam para o ps4, onde foi confirmado e ele acertou! Antes aqui, quando a MS falou do suporte ao xbox one por 2 anos com o series X e S, muitos a criticaram, porém quando a Sony fez o mesmo… ” Nossa, a Sony está certa, não pode abandonar mais de 100 milhões de consoles, etc…” Não vou nem abordar a demagogia de Jim Ryan aqui e como alguns ainda o defendem. Quanto à performance, não somente Bruno ataca o console, como o Shin tbm! Na verdade, eles criticam ambos os hardwares e sinceramente não temos parâmetros para falarmos se eles estão certos ou errados, pois ainda não vimos nenhum game de nova geração. Quando sair um game de nova geração como um Perfect Dark pelo lado da MS ou um GOW pelo lado da Sony ( caso não venha para o ps4) saberemos se ambos estão certos ou errados! E para finalizar, chamo alguns de fanboys pq são! São pessoas que idolatram suas marcas de eleição e atacam as marcas concorrentes sem embasamento mínimo. Quer exemplos? Há caixista aqui que tem a pachorra de criticar TLOU 2 tecnicamente, de dizer que não é grande coisa e que a Sony só faz filminho. Tbm há Sonystas que alegam que a Zenimax não vale nada, que a MS está comprando estúdios para fazerem joguinhos de quinta categoria, etc… O problema aqui é a polarização, José! Aqui não respeita a pluralidade de ideias, o contraditório e chega a ficar insuportável! Eu não escondo que a minha empresa predileta é a Nintendo, mas sou o primeiro a criticar as políticas da mesma. O Playstation além de ser uma paixão antiga pra mim tbm, ao meu ver é a plataforma mais completa e com exclusivos incríveis e a MS é uma empresa que não gosto como corporação, mas gosto muito do xbox como produto creio que a aposta deles com relação à expansão, tem a ver como o Satya ter dado o ultimato em Phil, do tipo: ” Ou os games vão para mais lugares ou… Acabo com o console de vez e o nosso produto gaming” e Phil só teve um caminho, mas esse são meus pensamentos e não preciso gostar de uma e odiar as outras por gostar mais de uma do que da outra. O mundo não é binário, entendo eu!

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Edson
10 meses atrás

Bruno foi prepotente. Comigo e com o Carlos Eduardo. Ele se mostrou dono da razão. Agora tá difícil ele afirmar o que afirmou, pq simplesmente o que falou não aconteceu. Sumiu por isso. Ele manja legal ddo assunto, mas nada acima de muitos aqui, muito menos do Mario. Imaginar coisas como uma unreal engine 5 day one é viagem, e quando contestado com isso ficou bravo e não soube lidar. Só chora.

José Galvão
José Galvão
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Todos nós já discordamos uns dos outros e inclusive já todos tivemos desaguisados uns com os outros, quando a coisa descamba tu metes ordem e pronto, no entanto seguimos em frente, não entramos em modo blackout.
Podes achar que o termo não é correto mas é aquilo que eu sinto, o que não significa que não tenha respeito por ele e que não o valorize, acho que o problema não esteve na opinião dele mas na atitude dele perante essa mesma opinião, achei-o irredutível perante os argumentos, tendo demonstrado uma certa arrogância.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
10 meses atrás

A mim não decepciona nada pois é carta fora do baralho, mas eu realmente fiquei surpreso pois esperava o Series X indo melhor em quase tudo, claro, a diferença seria vista com microscópio, zoom 400x mas existiria né… Mas no fim, a máquina dos 5,8 ou 9 Tflop dependendo do “especialista” dos fóruns não era tão má afinal.
Essas guerras são tão bobas que só servem de memes e gozação.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
10 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Talvez o artigo da Forbes tenha exagerado no tom. Mas guardadas as devidas proporções, creio que existe um certo ar de decepção por parte de algumas pessoas, seja consumidores mais ávidos ou imprensa especializada.

Sobre hardware, independente da comparação com o PS5, creio que muitos criaram expectativas sobre 4k nativo em todos os jogos do Xbox Series X, o que não se concretizou. Os mais leigos acreditavam muito nisso até porque o Xbox One X roda uma parcela de jogos em 4k nativo, e o Xbox Series X é um hardware bem superior. Claro que na prática é mais complicado, e muitos se conformaram com o DRS justamente porque o PS5 e até specs high-end de PC também sofrem com resolução. Mas como a ‘narrativa de poder’ estava com o Xbox, soa como se a decepção fosse maior para os donos da marca. Fazendo uma breve analogia, seria como se a Sony não tivesse jogos first-party para o PS5, e se justificasse dizendo que a Microsoft também não tem para o Xbox. Como a narrativa de ‘jogos first-party’ está do lado da Sony, fica mais feio para o PS5 não ter, já que seu público tem essa expectativa.

Sobre jogos, não tem como ignorar a vergonha mundial que foi Halo Infinite. Além do jogo estar em um nível muito abaixo do que se esperava, para piorar o marketing em cima do jogo foi tão intenso que até a caixa do console tem a propaganda, e o mesmo foi adiado. Definitivamente foi um golpe duro, e não contavam com esse adiamento, tampouco com a péssima impressão sobre o gameplay, com direito a Craig e uma enxurrada de memes e piadas.

E nessa parte de lineup dos jogos, fica difícil ignorar a comparação com o PS5. Enquanto que a Sony tem uma lineup de jogos bem atraente para seus primeiros meses, a Microsoft tem CGIs e promessas. O TGA mesmo nos deu uma amostragem disso. Após o belíssimo trailer de Perfect Dark, foi mostrado um bonito trailer de Back 4 Blood. E logo em seguida veio uma gameplay já destoando bastante do que vimos no trailer. A pergunta que fica é: quando mostrarem gameplays de State of Decay 3, Hellbalde 2, Fable, Perfect Dark, etc. será que ficaremos com a mesma impressão que tivemos de Back 4 Blood? Ou seja, um game que impressiona pelo trailer, e o gameplay não mostra nada de mais. E para piorar, a grande maioria dos jogos sem previsão, para médio/longo prazo.

E eu acho que embora o Xbox Series X tenha um excelente joystick, fica a impressão de que após o Dualsense, poderiam ter trabalhado mais forte em inovações.

Claro que o Xbox Series X no geral tem ótima performance, estamos vendo resultados equiparáveis até a PCs high-end. Os entusiastas obviamente terão uma experiência bem superior se comparado ao Xbox One X, já que Assassin´s Creed Valhalla, Cyberpunk 2077, Call of Duty BO: Cold War, mostram diferenças consideráveis entre as duas gerações. Além disso, adorei o Quick Resume, que para mim é uma feature bem útil. A retrocompatibilidade do Xbox no geral é bem encorpada, e alguns jogos como Red Dead Redemption 1 podem alcançar resultados bem bacanas com todas essas técnicas de Machine Learning como Auto HDR, etc.

Mas na minha visão, a impressão que se tinha é que a Microsoft começaria muito melhor esse começo de geração. Desde dezembro/2019 na revelação do console, ao trailer de Hellblade 2, à revelação do form factor e specs pela Digital Foundry. Eu realmente tinha uma expectativa de que o Xbox Series X entregaria pelo menos 1 jogo visualmente arrasador neste lançamento, e forneceria uma experiência no geral um pouco melhor que o PS5. E para a nossa surpresa, o PS5 é competitivo não apenas nos jogos first-party e na performance dos jogos third-party, mas como também em joystick, dashboard, temperatura, ruído, e experiência de console como um todo. Claro que o PS5 também tem vários pontos a melhorar (salvar jogo de PS5 no HDDDD pelamordedeussss), mas inegavelmente a Sony entregou uma proposta bastante competitiva para o mercado.

Edson
Edson
Responder a  Carlos Eduardo
10 meses atrás

Esse Back 4 Blood não é exclusivo, Carlos!

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Edson
10 meses atrás

Tanto faz se é jogo multi ou exclusivo. Não é essa a questão.

Eu quis evidenciar que muitas vezes nos empolgamos muito com trailers, e os gameplays que surgem meses ou anos depois podem entregar algo muito inferior à primeira impressão mostrada no trailer. Back 4 Blood foi um exemplo bem hilário, porque o gameplay veio poucos segundos após o trailer, deixando claro o quanto uma CGI inicial pode destoar da realidade que é o jogo em si. E como isso aconteceu logo depois do trailer de Perfect Dark, serviu até para conter a minha empolgação e me chamar de volta para a realidade, do tipo.. “cara, você só viu um trailer, espera algo mais sólido para comentar de forma mais efetiva sobre este jogo”.

E para deixar claro, nem de longe estou na torcida para que os jogos que mencionei sejam ruins. É só uma questão de pé atrás mesmo como mencionei acima. E isso vale para qualquer jogo. Até o trailer de Uncharted 4 mostrado na E3 de 2014. Na época eu olhei aquilo e pensei.. “hummm… sei não viu”.

Edson
Edson
Responder a  Carlos Eduardo
10 meses atrás

Eu o entendi, Carlos! Pq vc havia citado exclusivos da MS e citou o Back 4 Blood, por isso a minha dúvida na hora, mas eu o entendi perfeitamente! O que me desanimou no Perfect Dark foi ele ser anunciado como um FPS. Não tenho nada contra fps, mas não sei pq, eu jurava que ele seria um jogo em terceira pessoa. A The Initiative anda dizendo aos 4 ventos que esse game terá algo inovador na câmera, mas não caio tbm em propaganda, quero ver o game. Deles eu confio pelo time que lá está, De Darrel Gallagher à Drew Murray, porém ser humano nenhum está passível de erros e o game pode ser uma decepção, msm eu acreditando que não!

AlexandreR
AlexandreR
10 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Mais uma vez concordo com o Mario. Claro que em termos de marketing e de expetativas, a consola poderá ter ficado um bocado aquém. Mas também era esperado, devido ao adiantamento de Halo e não ter nenhum jogo de lancamento.

Mas a coisa finalmente vai mudar e vai ficar mais renhida. Como sempre o que interessa é os jogos, e a MS tirou um coelho da cartola com a nova aquisição. E agora tem mais armad a seu favor. Sou contra a monopolização da Microsoft, e prefiro uma abordagem como a Sony.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
10 meses atrás

Mário, gostaria de te perguntar algo sobre a retrocompatibilidade do Xbox Series X.

Como sabemos, Cyberpunk está sendo executado nas consolas next-gen em modo de retrocompatibilidade. Mas no Xbox Series X, Cyberpunk tem um modo qualidade que é específico para esta consola, que não existe nem mesmo no Xbox One X. Sendo assim, a lógica é que a retrocompatibilidade do Xbox Series é feita em nível de software, onde devem ter seus arquivos de configurações, activando ou desactivando recursos nas 4 consolas (Xbox One, Xbox One X, Xbox Series S e Xbox Series X). Por exemplo, caso queira colocar 120fps em um jogo que está no modo retrocompatibilidade, é uma questão editar o arquivo de configuração, desactivando nas consolas Xbox One e Xbox One X, e activando nas consolas Xbox Series S e Xbox Series X. Mas as 4 consolas estão executando o mesmo código-fonte neste modo retro. Essa é a explicação que eu encontro para que o Xbox Series X execute um jogo em modo retro com configurações únicas, como mencionei sobre o modo qualidade de Cyberpunk.

Claro que há limitações, já que pelo modo retro se usa XDK, sem a possibilidade de usar nenhuma feature RDNA 2 como Ray Tracing ou VRS. Mas essa forma de se implementar a retro difere radicalmente do PS5, que é feita a nível de hardware. Neste caso, o PS5 executa diretamente a versão PS4 PRo, e para obter 4k 60fps em jogos retro, deve-se destravar FPS e trabalhar com resolução dinâmica na maior escala possível. Isso permite que o PS5 e PS4 Pro busquem alcançar os valores máximos que conseguirem sobre cada jogo.

A pergunta é basicamente se meu raciocínio acima está correcto. Creio que no caso da Microsoft isso se deva primariamente ao DirectX, que deve abstrair as particularidades das 4 consolas envolvidas. Já no caso do PS5 é uma situação mais limitada em baixo nível. Neste caso, só existiria o modo qualidade de Cyberpunk no PS5 se o PS4 Pro também o possuísse.

Só para constar, tenho total ciência que estamos conversando única e exclusivamente sobre o modo retro. Quando Cyberpunk for efectivamente recompilado para as consolas next-gen, usando GDK no Xbox Series X|S e as APIs do PS5, várias novas possibilidades se abrirão, como por exemplo adicionar Ray Tracing, várias optimizações específicas, modo qualidade no PS5, etc.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Obrigado pela resposta Mário.

Parece que o Xbox BC funciona com o suporte para Gen8BC, Gen9Aware e Gen9Native.

Gen8BC suporta apenas a versão X1X / X1S.

Gen9Aware permite que os desenvolvedores definam presets como a forma como X1X e X1 funcionam agora. Mas este modo adiciona dois novos modelos “X1”: Série S e Série X. Não há ganhos arquitetônicos aqui, mas obtém seu próprio perfil de configurações, permitindo que o Xbox Series X tenha por exemplo seus 120fps em um código-fonte que roda idêntico ao do Xbox One X.

Gen9Native tem código distinto compilado para os novos consoles.

Marcos Silva
Marcos Silva
10 meses atrás

Quero saber quanto vai sair a matéria criticando a sony por lançar os proximos jogos do ps5 no ps4.
Porque quando a microsoft falou isso, varios sites e inclusive esse disse que isso iria atrasar a nova geração.
Ou a Sony pode fazer isso na visao da internet

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Marcos Silva
10 meses atrás

Vcs estão em colapso hein… A geração inteira vai ser um choro horrível. Todo dia tem um chorando aqui. Desanima demais.

Miguel
Miguel
Responder a  Marcos Silva
10 meses atrás

Apenas uma companhia doida iria ignorar uma base instalada de mais de 100 milhões.
Em primeiro está sempre o lucro.

Como consumidor adorava que a sony se focasse exclusivamente na ps5, mas se eu fosse acionista queria vender o maior numero de jogos no menor espaço de tempo.

Jays
Jays
10 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Ora bem
Li aqui diversos comentários e não acho que nenhuma consola seja perfeita seja qual a geração. Cresci com a SEGA e fui evoluindo da PS1 para o PC. Cheguei a ter a PS2 e PS3 por pouco tempo mas depressa vi que o PC era outro mundo.

Atualmente não vejo o PC como algo de outro mundo. São sim coisas incomparáveis com objetivos diferentes para além de custos embora estes seja subjectivos pois se tiverem que comprar uma TV nova com boa capacidade mais a consola e os custos associados será ela por ela (não para jogar em 4K claro).

A geração da PS4 vs XBOX foi interessante. A Sony sempre teve exclusivos melhores e não há volta a dar. Porém um serviço de Internet muito fraco é com a chegada do serviço EA Play incluído no Ultimate Game Pass supera ainda mais os serviços. A Sony sempre teve instabilidade de Internet e serviços pelo qual é claramente inferior. Adoro os exclusivos da Sony mas depois de concluir o modo de história, fica se por isso mesmo. Concluído.

Foi isso que me levou a mudar de uma PS4 Pro para uma XBOX One X e não me arrependo. Superior em todos os sentidos ficando apenas a perder nos exclusivos que já os tinha concluído.

A comunidade não é tão pequena como pensava. Até chega a ser mais educada e construtiva face às crianças que andam na comunidade da Sony onde não existe qualquer respeito.

Na Europa a Sony reina o mercado e continuará ainda que a Microsoft melhor em muito o apoio deles.

Eu andei meses a estudar qual das novas gerações deveria comprar e sim comprei a Séries X e não me arrependo.

No jornalismo esquecem se de falarem nas unidades que tiveram defeitos, pois a Microsoft teve poucos refunds ou retornos delas enquanto que na PS5, 1 em cada 5 apresentava graves defeitos.

Tenho a Series X desde o dia 1 e nunca tive um erro seja software ou hardware. Esperava mais? Talvez. Esperava que ele aumentasse sozinho o desempenho dos jogos nos frames mas isso é algo que so5os DEVs podem fazer.

A PS5 vendeu ligeiramente mais que a XBOX Series X e não é uma margem tão grande quanto pensam.

Quando dizem que PS5 e XBOX S/X é como falar de coisas incomparáveis não sabe o que diz. A PS5 tem os seus lados bons com uma interface UI melhorada e uma qualidade de share superior. A XBOX tem melhor estabilidade dos serviços online, mais jogos com suporte nativo à nova geração e claro é prematuro dar qualquer vitória a uma delas pois nenhuma delas mostrou ainda o potencial.

2TFlops fazem toda a diferença e não é agora que vamos ver isso. A PS5 corre alguns jogos com frames mais estáveis mas isso não significa que será sempre assim ou que não haja updates pendentes.

Claro que não admito que a Microsoft tenha uma interface igual à One X ou que a mesma seja apenas 1080p mas tenho fé que eles mudem isso.

Seja como for, no final é uma questão de gostos e sim devemos comparar ambas pois ambas são boas e têm defeitos.

Já o PC é incomparável pela natureza de não ser algo apenas dedicado ao Gaming.

Stay safe

Miguel
Miguel
10 meses atrás

A SX apenas mais lá para a frente vai mostrar a máquina que é, pois poucos ou nenhuns dos seus recursos extras está a ser utilizado.
Ao contrário da PS5, a SX tem muito mais potêncial para ML e e raytracing devido ao seu maior número de shading units, ROPs e mesh shaders.
O Dev da SX é totalmente novo e chegou tarde ás mãos das produtoras. O Dev da PS5 é bastante familiar ao da PS4 e está nas mãos das produtoras á mais tempo.
Por outras palavras, atualmente é mais fácil programar para a PS5, mas por outro lado a PS5 vai surpreender menos com o passar do tempo.

Miguel
Miguel
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Eu acredito em números,e em experiências do passado.
A questão das ferramentas não está na optimização, está no tempo que tiveram a trabalhar com elas e as semelhanças com as anteriores já dominadas na quase totalidade.

Basta olhar para o passado e ver o que se conseguiu no inicio, no meio e no fim.
Teraflops não podem ser levados em conta em arquitecturas diferentes, que não é o caso das consolas. Entre arquitecturas iguais, mais teraflops é igual a maior desempenho.
E por favor não me venham dizer a PS5 tem RDNA3 🙂

Miguel
Miguel
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Isso são apenas achismos.
O geometry engine é um remendo para a falta de mesh shaders. Até a própria sony tem dúvidas na sua utilização, dando a entender que poderá ser muito dificil de usar na totalidade.

CELL…dejá vu!

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Mario, complementando e corrija se eu estiver errado. A Sony fez uma aposta mais arriscada, porém os ganhos da geometry engine superam em muito o que o Xbox pode entregar. Não tem paralelo, ele não vai conseguir acompanhar o ps5. Resta saber se os devs vão aderir ao motor da Sony e programar de forma diferente. Se isso ocorrer, não vejo como o SX ser superior, já que vc 10 Teraflops com ganhos de eficiência frente a 12, muito próximo ao Pc. O streaming de dados do ps5 e muito superior e isso vai fazer muita diferença. Eu creio que MS lance em 2 anos um SZ e a Sony quem sabe vá para um ps5 pró para acompanhar. Existe um desequilíbrio aí. Não que a SX seja ruim, ela é ótima, mas está competindo contra um hardware muito específico e feito pensando em performances no talo, não em força bruta. Se o console clássico já leva vantagem em força bruta hoje, deve surpreender muito no futuro, quando as otimizações serem levadas em conta.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Miguel
10 meses atrás

Miguel,

Seu texto está escrito de maneira formal e educada, mas cheio de narrativas construídas no flamewar.

O Xbox Series X e o PS5 possuem a mesma quantidade de 64 ROPs. Infelizmente alguns divulgaram no passado que o Xbox Series X tem 80 ROPs, o que estava errado. Até o site techpowerup corrigiu a informação: https://www.techpowerup.com/gpu-specs/xbox-series-x-gpu.c3482 . Podes conferir estes números até na apresentação da Microsoft no evento Hot Chips.

Em ML, ambas as consolas usam os shaders, variando a precisão entre int4,int8,fp16 e o default fp32. Essas precisões são da própria arquitetura RDNA, não é exclusivo da consola A ou B. E em RT, ambas as consolas usam os Ray Accelerators. O Xbox Series X tem a vantagem de ter mais unidades computacionais, e o PS5 tem vantagens como ter maior clock e menos gargalos de cache miss, já que tem features como cache scrubbers que ajudam a minimizar o efeito GPU stall.

Sobre devkit, creio que o Mário já explicou o bastante em seu comentário. Mas só acrescento com a entrevista no próprio site da Microsoft realizada em junho/2020, onde o lead developer de Dirt 5 elogia a famliliaridade do GDK e que puderam realizar a transição muito mais cedo. É só ler a resposta da pergunta: “Q: What is it like developing on Xbox Series X?”. Link: https://news.xbox.com/en-us/2020/06/10/inside-xbox-series-x-optimized-dirt-5/

Deto
Deto
Responder a  Miguel
10 meses atrás

começou o papo de Devkit oculto.

Mas não era a sony desesperada com o PS5 pegando fogo pq fez overclock de ultima hora pra competir com o monstro encapetado da MS e que a MS já estava com tudo pronto e maravilhoso?

agora é a MS que chegou atrasada?

lol

Voce não gosta de realidade, FATOS, e sim narrativas, Historinhas.

Agora a narrativa mudou, para sustentar as tuas ilusões.

Vitor hugo Reale Pereira
Vitor hugo Reale Pereira
Responder a  Deto
10 meses atrás

Não precisa ficar explicando para o Miguel, está claro que é apenas um fanatico que não entende de nada dos assuntos abordados. Se ele fosse humilde saberia ouvir e não falar asneiras.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Fez bem Mário.

Primeiro porque quando a pessoa começa a usar de argumentos ad hominem, isso significa simplesmente que não tem mais nada a acrescentar na discussão.

E segundo porque este tipo de argumento é xenofóbico, o que é profundamente lamentável, independentemente da origem de quem esteja proferindo as palavras.

Obrigado.

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

me lembrei de nunca esquecer uma regra que persegue esse tipo de fã de xbox ai… o contrário.

toda vez que um cara tipo esse sujeito ai fica hypando algo, acontece o contrário.

antes ele hypava que o serie X iria ser muito mais poderoso, que não ia perder um comparativo da DF e que esta ansioso para sair os comparativos.

agora é que o devkit vai ser atualizado e o xbox vai melhorar muito e passar o PS5 conforme a geração avança.

então já sabe, é a diferença do PS5 rendendo mais só vai aumentar conforme a geração avança hahahahah pq tudo que esses caras falam acontece o contrário.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Miguel
10 meses atrás

Sua fonte é um amontoado de informações misturado com suposições. A minha fonte é o próprio site da Microsoft entrevistando o Diretor de Desenvolvimento de Dirt 5.

Mas já que a sua fonte cita a própria Digital Foundry, permita-me compartilhar com você o link abaixo:

https://twitter.com/CarlosEduardoCD/status/1337183683774701570?s=20

Repare que o John Linneman menciona questões interessantes, que no caso as APIs da Sony são rápidas e fáceis de se extrair performance, exactamente porque são dedicadas a um único hardware. PS4 com sua GNM/GNMX, e PS5 com sua nova implementação que ainda não sabemos o nome.

E o John foi além, dizendo que o Xbox One X superou o PS4 Pro em performance também porque seu hardware era muito mais forte, minimizando perdas de software. O que podemos extrair disso? Que o DirectX cobra um “preço” por abstrair o hardware em baixo nível.

Não estou aqui a afirmar que API de A ou B é melhor. A questão é que a Microsoft trabalha sobre um ecossistema de plataformas (Xbox, PC), enquanto que a Sony trabalha dedicada a uma única plataforma. São formatos diferentes, o que implica em vantagens e desvantagens. A retro do Xbox é melhor inclusive por esse formato de trabalho.

E essa questão de entregar devkits antes ou depois, existem alguns fatores. Por exemplo: o que de fato foi entregue depois? Uma nova versão da GDK que adicionava suporte a DXR? O devkit físico para testar o jogo diretamente na consola ao invés dos desenvolvedores testarem o jogo diretamente nos emuladores do SDK rodando no PC? O que tenho conhecimento que foi entregue depois foram as revelações do Xbox Series S para os times de desenvolvimento. O próprio co-fundador da Moon Studios disse isso para a Digital Foundry.

Repare que as pessoas não fazem idéia do que estão falando. A GDK está disponível há bastante tempo como o Diretor Técnico de Dirt 5 disse no próprio site da Microsoft. Isso não impactou no desenvolvimento. Agora essas melhorias vão sendo entregues ao longo do tempo, não é tão simples. E isso vale para todas as plataformas, inclusive o PS5. Watch Dogs Legion e Devil May Cry 5 SE não receberiam Ray Tracing no Xbox Series X em day one sem essas APIs estarem funcionando com bastante antecedência.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Carlos Eduardo
10 meses atrás

Mas isso não parece óbvio para alguns ainda. Pra maioria, que informa o mínimo, sabe que as APIs Sony são melhores para o console. DirectX é bom para o geral, mas sempre foi algo que não extraiu o poder do console. É paralelo e impossível se extrair como.uma API que trabalha só num sistema. Eu sempre falei que o One X é.uk desperdício de desempenho… Se fosse o contrário e o PS4 pro fosse mais potente que o One x na mesma proporção, os ganhos seriam muito superiores. Mas sempre foi a.proposta da Microsoft, poder bruto nos moldes Pc. Isso é ruim? Para nós que gostamos de console é, mas para se portar um jogo de.ul.sistema para outro é ótimo.

Deto
Deto
Responder a  Carlos Eduardo
10 meses atrás

Li os teus cometários sobre abstração de api…

E se o melhor for fazer o contrário?

Programar “no metal” e depois fazer uma camada de software para “emular”?

A MS faz o contrário disso.

Acho q a abordagem da Sony é muito melhor.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Deto
10 meses atrás

O problema de emular é que teria uma grande perda de performance.

Emular um Xbox 360 ou Xbox não é grande problema devido a grande diferença de performance entre a geração passada e a atual. O PS3 é mais difícil de emular por causa do CELL, que além da sua arquitetura complexa, é uma super CPU com alto grau de paralelismo executando até tarefas de GPU.

Obs: antes que alguns me joguem pedras, não estou passando pano para o PS5 não emular o PS3. Deveria sim. Só estou dizendo que é mais complexo.

E a vantagem da retro do PS5 é justamente alcançar 60fps muito facilmente nos jogos de PS4 com fps destravado porque não existem “barreiras” onerando performance.

Digamos que resumindo:

Ps5 sem barreiras porque a retro é feita diretamente no hardware.

Xbox Series X com algumas poucas barreiras porque precisa usar o DirectX para abstrair diferentes hardwares.

Emulação teria muitas barreiras, porque o software precisaria “fingir” que é o hardware para o jogo.

Vitor hugo Reale Pereira
Vitor hugo Reale Pereira
Responder a  Miguel
10 meses atrás

Caro Miguel, vc deveria rever os lugares que anda lendo suas informações, pois, nao faz sentido muitas coisas que vc está a falar. Primeira impressão que tenho da sua pessoa é que não sabe o que está falando e não pode provar com fatos suas hipóteses mal elaboradas. Com todo respeito, discordar é seu direito, mais faça isso pelo menos dominando o assunto. Um conselho pare de defender um pedaço de plástico e vá estudar melhor…

Vitor hugo Reale Pereira
Vitor hugo Reale Pereira
Responder a  Mário Armão Ferreira
10 meses atrás

Concordo Mário, bem curioso a forma como cada empresa trabalha no marketing e tecnologias. São duas ideologias diferentes.

error: Conteúdo protegido