Há mais dados sobre a PS5 e rumores especulativos sobre a Xbox Anaconda. Há tambem um rumor gigante sobre o Navi.

A noite de ontem foi fértil em dados novos sobre as novas consolas, seja na forma de dados concretos sobre a PS5, bem como rumores sobre ambas as consolas. No lado da Xbox os rumores são relacionados com tecnologia AMD ainda por lançar. Mas o melhor… o melhor é o rumor sobre o Navi.

NOTA: Artigo com correcções de dados anteriormente imprecisos na parte do rumor da Navi.

Apresentação PS5

Começando por dados concretos, eis novas novidades sobre a PS5. Estes foram dados divulgados pela Sony, numa apresentação em que falou da sua consola.

O primeiro dado é exactamente a demonstração que Cerny fez do jogo Spider man, e onde vemos o jogo a correr na PS4 Pro e na PS5, com os ganhos nos tempos de Loading.



 

Como se pode ver, os ganhos são gigantes. Basicamente não há cargas, e tudo corre basicamente de forma sequencial. É realmente algo impressionante!

A Sony falou do SSD, mas igualmente que planeia tornar a PS4 num servidor de streaming. Este é um dado interessante e cujos planos da Sony para a consola queremos ver mais desenvolvidos.

A cloud faz claramente parte dos planos da Sony, e isso está bem presente no slide de cima.

Os dados já referidos sobre a consola foram expostos no slide de cima, mas sem serem apresentados grandes dados. Os 8K, mesmo representando um uso com uma qualidade menor, estão em cima da mesa.

 

A Sony pretende ainda expandir a sua rede First Party, seja pela expansão dos estúdios, ou pela aquisição de novos. A aposta em conteúdos adicionais que possam dar futuras receitas será também uma aposta.

Ficamos também a saber que GOD OF WAR passou os 10 milhões de cópias vendidas.

Rumores PS5

Passemos agora aos rumores sobre a PS5. E convenhamos que se este rumor não tem fundamento, ele é tecnicamente dos mais avançados que alguma vez vi.

PS5 devkit PCB specs from OQA from r/PS5

Irei tentar em futuros artigos analisar os chips aqui referidos, mas numa olhada rápida as memórias da Samsung parecem-me GDDR6 e DDR4 e não HBM. Mas este é um devkit prematuro e não final.

As NANDs que constituem o disco SSD serão  TH58LJT2T24BAEG  da Toshiba, com um controlador topo de gama, o PS5016-E16 da Phison (note-se como curiosidade o facto do seu número de série começar por PS5).

Este controlador consegue debitar leituras superiores a 4 GB/s, com a marca a esperar atingir os 4.8 GB/s, sendo por isso o mais rápido actualmente existente.

Rumores Xbox



Os rumores Xbox são como de costume. Metem tecnologia que é desconhecida ao barulho e como tal tornam-se difíceis de contrariar.

Segundo o rumor, a gama de consolas Xbox Scarlett, usará GPUs VEGA. Segundo ele o Navi é exclusivo da Sony, e como tal a Microsoft teve de se virar para outro lado.

O GPU escolhido foi então o Vega 20 que equipa o Vega VII, mas com uma suposta grande novidade. Os seus CUs serão baseados nos CUs da futura geração de GPUs da AMD, os Arcturus.

Esta é uma situação complexa de ser analisada.



Para começar, a exclusividade do Navi pode ser real… mas é duvidosa!

Depois o Arcturus… Bem, o termo surgiu pela boca de um funcionário da AMD, mas este veio depois a publico referir que o nome Arcturus não dizia respeito a nenhuma arquitectura, mas sim a um GPU específico. Daí que esta insistência no Arcturus como uma arquitectura, neste momento, tem pouca sustentação.

Aliás,  custa a crer que estando a AMD ainda sem ter a Navi comercializada, com os Devkits da Sony, segundo dizem, a serem Vega, esteja já com protótipos da geração seguinte funcionais para devkits. Convêm não esquecer que o nome Arcturus surgiu da captura de ecrã de um suposto devkit.

Basicamente, como de costume, estes rumores Xbox são difíceis de contrariar ou de confirmar. Mas tudo soa a estranho! Agora depende do que é realmente o Arcturus, e do nível de alterações que ele traz, pelo que não podemos dar o rumor como falso ou verdadeiro

Rumores NAVI

A melhor parte deixamos para o fim! Os rumores da Navi!

Bem, são rumores, e podem ser aldrabice. Mas a serem verdade a Navi é realmente revolucionária, e mudará radicalmente os GPUs da AMD.

Pois bem, o rumor surgiu num tweet entretanto apagado, mas ele dizia respeito ao Navi 10 que a AMD anunciou que será o primeiro a ser lançado.

Estamos a falar de um GPU que terá 2560 shader processors, e que todos, como é norma no GCN, associaram a 40 CUs.

Pois bem, este GPU terá efectivamente 2560 shader processors… e 40 CUs…

A diferença é que não na forma como os conhecemos!

Por norma o GCN possui 4 Shader Engines, sendo que cada um pode levar até 16 CUs, criando assim um limite de 64 CUs. E a ideia que as pessoas fizeram foi que estariamos perante um GPU com 4×10 CUs activos.

Pois bem… segundo o rumor, isso não é verdade! O navi não terá 4 Shader Engines (SE), mas sim… 8

Sim, 8 Shader Engines, o que quer dizer que, a ser verdade o rumor, seria de se pensar que a Navi poderia  aumentar o limite teórico de CUs para 128, mas pelos vistos as restrições dos 64 CUs mantêm-se, sendo que ao usar 8 SE, cada um fica limitado a 8 CU.

Este Navi 10 com 2560 Shader Processors, não terá então 4×10 Cus, mas sim 8x5CUs.

O rumor refere que esta Navi trabalhará com 2 SIMD com um máximo de 32 CU cada pelo que a Navi lidará com 32 threads de cada vez. As anteriores gerações lidam com 4 SIMD com 16 threads cada. Há uma diminuição no número de SIMD, mas o hardware responsável pela atribuição de tarefas pode agora encher ambos os SIMD com apenas dois ciclo de relógio, ao passo que antes o mesmo requeria 4. Há uma vantagem clara de poupança de ciclos de relógio no processamento mais intenso.

Uma suposta vantagem derivada da capacidade de processamento dos CU, é que o seu aproveitamento passa a poder ser muito superior. Para processamento paralelo, as capacidades de resposta do GPU sobem bastante, apesar de não ser claro se isto se traduz num real ganho uma vez que o número de SIMDs diminui. A AMD aposta numa solução de largura e não potência bruta, algo que os GPUs Nvidia sempre fizeram, pelo que quem sabe se não é desta que a AMD iguala a Nvidia? Pelo menos o racio de shader processors, TMUs e ROPS fica ao nível do que as atuais Turing apresentam.

O que parece evidente do esquema de cima, que não é ainda confirmado, é que ao se duplicar os SE, e com cada um a ter um processador de geometria e rasterização, essas capacidades basicamente dobram face aos designs anteriores do GCN, tornando o GPU extremamente virado para o débito de pixels, e como tal altamente dedicado a jogos.

Como desvantagem, tudo isto vai requerer drivers optimizadas e maduras, que neste momento dificilmente existem. E da mesma forma os devkits actuais, por não terem hardware Navi, não conseguem, de forma alguma obter as performances do hardware final, emulando a situação com os Vega, o que quer dizer que caso este runor se confirme, tudo o que possa ser dito nesta fase sobre a performance da PS5 será errôneo.

Basicamente, isto explicaria como é que os benchmarks que apareceram da Navi a 1 Ghz conseguiram competir com uma Vega 56. E tiraria as dúvidas de uma vez por todas: A Navi pode ter raizes GCN, mas é um GCN radicalmente diferente e uma nova arquitectura.

Esperemos que a AMD fale da Navi em breve… este é um rumor suculento!

 



Posts Relacionados

newest oldest
Notify of
bruno
Visitante
bruno

Sobre a apresentacao da Sony, uma coisa que achei preocupante foi a empresa ter como objectivo disponibilizar jogos PS5 tb via streaming. Nao e claro, se logo no lancamente ou mais tarde. Esta presente em dois sliders essa intencao e eu gostava de saber como e que isto ira impactar a proxima geracao.

Sobre a Xbox, nada a dizer. As pessoas ou assumem que sera mais fraca, ou assumem que sera mais poderosa. Justificacoes para qualquer das posicoes sao caricatas para dizer o minimo.

Sobre o Navi… Ha muita coisa curiosa.

Em primeiro, se nao estou em erro um dos tweets dizia o seguinte:

Para calcular o total de shaders ter-se-ia que fazer:

8x5x2x32=2560 SPs

Isto significa que houve duas grandes alteracoes no design da compute unit:

Primeiro – o numero de simd passou de 4, para 2.

Segundo – o numero de SPs por simd passou de 16 para 32.

Tradicionalmente, cada CU era composto por 4 SIMD, com 16 SPs cada fazendo o total de 64.

Neste novo design, cada CU passa a ser composto por 2 SIMD com 32 SPs cada.

No total cada CU mantem-se a mesma coisa, com 64 SPs, mas ve o numero de SIMd reduzido para 2. Ainda pior, acho que a capacidade de computacao de cada CU (cada SIMd tinha como funcao processar uma thread) e reduzida para metade.

Por outro lado, o numero total de CUs, acreditando que o shader engines (tradicionalmente podem ir ate as 16 CU) mantem o mesmo limite, aumenta.

basicamente, e como se tivessem criado um novo CPU com cores mais fracos, mas tivessem duplicado o numero de cores.

Vitor Calado
Visitante
Vitor Calado

Como é que a Sony disponibilizar jogos da PS5 via streaming é preocupante, eu diria que não disponibilizar os jogos da PS5 é que é preocupante.
O Google stadia com 10,8 Tflops vai ter jogos AAA da próxima geração, a Microsoft com o Xcloud vai disponibilizar jogos da próxima geração logo no lançamento dos mesmos…a PSNOW até agora não teve concorrência e a Sony tem lá um MIX de jogos PS3 e PS4 mas da PS4 nem são os cabeça de cartaz, aqueles exclusivos Top, não vejo qualquer hipótese de a Sony conseguir concorrer com os serviços que estão para aparecer com uma oferta tão desinteressante, se o futuro dos videojogos é o streaming (eu acredito que sim) se a Sony não se empenha em ter um serviço de topo vai ficar com um futuro comprometido…apenas a minha opinião, até pode ser que o streaming falhe como muitos outros falharam antes e as consolas ainda podem dominar o mercado por muitos e muitos anos…vamos ver

bruno
Visitante
bruno

Vitor, ja houve varios artigos a altertar para as implicacoes do streaming. E um dos principais problemas e que a economia nao funciona com o custo atual dos AAA.

Ou seja, liberar jogos AAA ao nivel dos atuais em streaming dia 1, e economicamente inviavel. Os jogos nao se pagam.

E daqui ha dois resultados – ou passa tudo para a moda fortnite, ou indies de baixo custo, ou formatico episodico como The walking Dead ou Hitman. E mesmo assim, a ver vamos se a qualidade nao e drasticamente reduzida.

Sobre o Stadia, vou so recordar que o seu catalogo neste momento tem 1 titulo… AC Odyssey. E se te recordas bem, nem todos os criadores estao interessados porque a forma de financiamento dos titulos e percentagem por numero de horas jogadas. Com alguns produtores a confirmarem que primeiro tem que ver se pega.

A Sony a querer lancar os exclusivos dia 1, ira dar cabo da fonte de receitas do mercado tradicional (digital ou fisico, que quer se queira quer nao representam ainda o grosso dos ganhos).

E neste sentido que e preocupante.

Repara, tudo o que tu descreves e baseado em promessas. O Stadia ainda e uma promessa, e sem catalogo (logo nao podes afirmar que ira contar com titulos AAA dia 1, pelo menos nao sem saber qual o valor mensal de subscricao).

bruno
Visitante
bruno

Se eu entendi bem, então até agora em cada ciclo de relógio só atribuía 16 bits a cada CU da placa?

Daniel Cardoso
Visitante
Daniel Cardoso

Mario qual a percentagem da Navi ser exclusiva da “Consola” da Sony.

bruno
Visitante
bruno

Percentagem?

Vejamos uma coisa Daniel – a Sony, se tiver auxiliado no design, pode nao ter interesse em que seja exlusiva.

Porque desenhar hardware e bonito, mas o necessario mesmo e garantir que as thirds aproveitem esse hardware.

E por isso nao deve torna-lo exclusivo da consola.

O cell era um hardware exclusivo.. e no fim foi mal aproveitado por terceiros.

A PS4 Pro tem suporte ao RPM da AMD que auxilia no checkerboard rendering. No entanto, apesar de a tecnica ja ter dado mostras de ser capaz em titulos first party, raros sao os casos de thirds que o usam.

Portanto eu diria que se a arquitetura precisar de ser adoptada com grandes alteracoes ao atual, a Sony tem 0 interesse em torna-la exclusiva.

Por outro lado, partilhando-a tem royalties e pode usar nisso em desconto no hardware.

Eu preferiria a segunda hipotese.