Há um novo rumor… que coloca a PS5 com até 13,8 Tflops.

0 0 votes
Avalie o nosso artigo

Se tem vindo a acompanhar a PCManias, saberão que as conversas que correm nos fóruns tem sido muito férteis em rumores sobre a PS5. E agora… eis que surge mais um!

Nota após publicação: Este artigo foi escrito durante a madrugada, após ter lido o rumor e visto a forma como ele se espalhava, não querendo deixar de noticiar em primeira mão algo que poderia ser de elevada importância. No entanto após visualizar a patente indicada com algum cuidado, confesso que não vejo o motivo para o alarido. Nesse sentido o artigo poderá ter sido precipitado, sendo que neste momento não lhe dou credibilidade.

Segue o artigo original:

—–

Se tem lido a PCManias, saberão que nos foruns tem corrido a teoria de a PS5 ter não um mas sim 2 processadores gráficos. Uma teoria que se dividiu em duas correntes de discussão, e cujas duas variantes foram publicadas por nós aqui.



Resumidamente uma das correntes ideológicas sobre estes 2 processadores acredita na presença de um ASIC, um co-processador especializado, de auxílio ao GPU, que será o responsável pelo cálculo do Ray Tracing (para mais detalhe podem ler o artigo anteriormente linkado).

A outra corrente acredita que esse co-processador é não outro que um segundo GPU. A ideia apoia-se em uma base que explicaria como a Sony apenas desenvolveu um APU, que usaria tanto para uma consola base, como uma PS5 Pro, colocando um segundo APU desprovido do processador, ou até completo.

Ambas as teorias são relativamente bem fundamentadas, e se as quiserem conhecer mais a fundo, recomendo que sigam o link anterior para as ler.

Mas eis que agora… surge um novo rumor… E este é possui igualmente dados para que não o descartemos à partida.

Ora este novo rumor, a ter algum fundamento, aparenta invalidar a corrente ideológica do rumor anterior que se refere a um segundo GPU, apesar de não eliminar a possibilidade de o ASIC ainda assim existir.

Mas e porque? O que ele tem que leva a desacreditar essa teoria, e em que consiste?



O Rumor partiu do Twitter de um utilizador chamado Josh, mais conhecido por Liquid Titan. Este utilizador deu de caras com uma patente da Sony, assinada por Mark Cerny, e que este indica referir que está a uso na PS5.

A patente em causa está aqui, e no fundo ela era já conhecida, dizendo respeito a modos de retro compatibilidade com hardware antigo, usando alterações ao hardware e aplicada na PS5.

Ora confesso que não li as 19 páginas da patente, especialmente porque me deparei com isto já quando cheguei a casa, já na madrugada de hoje, estando a escrever isto poucas horas antes de publicar, mas o utilizador Josh afirma que a mesma faz referências a instruções SIMD aplicadas a cada ciclo de relógio. Isto é uma tecnologia que já ouvimos falar, denomina-se Super-SIMD, sendo uma evolução do presente no RDNA e que conhecemos.

Basicamente o que é que isto, a existir na PS5 implicaria? Que a consola pode processar mais do que 2 comandos por ciclo!

E isso alteraria a regra de cálculo dos Teraflops!



A regra de cálculo dos teraflops consiste em multiplicar o número de shader engines pela velocidade de relógio do GPU, e depois por 2, dado que o GPU calcula 2 instruções por cada ciclo.
Mas com o super simd o 2 deixa de ser realidade, e poderemos pelo menos colocar ali um 3.



Como veem isto colocaria a PS5 com 13,8 Tflops com apenas 36 CU, a 2 Ghz, ou então a 12,44 Tflops com 36 CU a 1,8 Ghz. Qualquer dos casos, tornaria a consola sempre acima dos anteriormente estimados 9.2 Tflops, e na casa dos 12 ou mais Tflops.

Esta situação é bastante relevante, uma vez que se trata de tecnologia real e já apresentada pela AMD que se sabe vir a existir, mas da qual nunca ninguém ainda falou como aplicada às novas consolas uma vez que ela não foi aplicada às Navi.
Aqui a mesma está apontada à PS5, sem qualquer referência à Xbox série X, mas o certo é que sendo o portfólio da AMD acessível pela Microsoft o mesmo, a sua consola poderá igualmente ter optado por usar algo do género.

A questão que fica é que se o tivesse feito as comparações de Phil Spencer com o poder da Xbox One e da X perderiam todo o qualquer sentido, uma vez que a consola não teria nem 8x a xbox one, nem 2x a X, nem a nível real de performance, nem sequer a nível matemático, e muito menos com um Chip que se sabe ter mais de 400 mm2!

Daí que se está a dar esta tecnologia, a efectivamente existir, como exclusiva da Sony!

Mas hey… é apenas um rumor. Publicado por ser interessante e baseado em algo que se sabe existir, mas que pode não ser muito mais do que as grandes especulações de 2013 do MisterXmedia.





error: Conteúdo protegido