Huawei recorre aos tribunais para parar o bloqueio imposto por Trump

A Huawei alega que a medida de Trump é tirânica, sem fundamentação, anti constitucional, e que toma a Huawei como culpada sem julgamento ou possibilidade de defesa.

A Huawei respondeu à medida de Trump com um processo em tribunal onde pede a anulação daquilo que denomina de “proibição tirânica ” das empresas poderem negociar ou comprar os seus equipamentos.
A situação foi comunicada na cadeia de televisão chinesa CCTV, pelo responsável jurídico da Huawei, Song Liuping, que refere que “esta lei estabelece directamente que a Huawei é culpada e impõe um elevado número de constrangimentos (…), com o objetivo evidente de afastar a Huawei”.
A Huawei associa a esta queixa uma outra já apresentada em Março, e colocada num tribunal do Texas, onde refere que o Congresso norte-americano nunca apresentou provas que justificassem as “restrições anticonstitucionais” que visam a companhia.
Song Liuping refere ainda que “Esta maneira de usar a legislação (…) é um ato tirânico e é explicitamente proibido pela Constituição dos EUA”.
A realidade é que as medidas impostas por Donald Trump podem mesmo acabar com a Huawei, e tudo baseado em acusações das quais não se conhecem qualquer fundamentação.
Como cliente Huawei, e estando extremamente satisfeito com os seus produtos, o que posso dizer é que gostava de conhecer algo mais pálpável do que o que há relativamente às acusações feitas à Huawei. Mas até ao momento, com excepção das insinuações vagas de que há situações de risco, nada foi mostrado ou provado que comprometa efectivamente a Huawei, e nesse sentido o que nos quer parecer é que a Huawei está a ser vítima de uma guerra comercial bem mais extensa.


Posts Relacionados

newest oldest
Notify of
Jefferson
Visitante
Jefferson

Trump se comporta como valentão grande e rico da turma que faz bullyng com todo mundo,