Intrigante Tweet de Komachi dá a enter que a PS5 poderá ter um GPU a 2 Ghz.

Já há várias pistas que indicam que a Sony estará a optar por um GPU menor, mas mais rápido. E Komachi acaba de dar uma pista que o GPU da PS4 estará agora apto a correr a 2 Ghz.

Komashi Ensaka é um japonês que tem acesso a uma quantidade de material da AMD, e que analisa o mesmo obtendo dados que vai fornecendo.

Agora Komashi aparece com novo tweet intrigante, com um nome de código diferente, talvez referente a uma plataforma, o OBERON A0, mas que claramente se refere ao GPU playstation, e onde afirma que a o último GPU criado corre a 2 Ghz.

Eis o Tweet:

Claramente não há que enganar. O Oberon A0, é apresentado como possuindo 3 velocidades de relógio que Kamashi associa a gerações. A geração 0 correria a 800 Mhz, a geração 1 a 911 Mhz, e a geração 2 a 2 Ghz.

Kamashi refere num post posterior o seguinte, apontando uma relação entre o Oberon e o Ariel, referido como o GPU da PS5:

For Oberon : ………./….GPU_ariel refs/…….

Ora que sistema conhecemos com estas velocidades?

O GPU da PS4 corre a… 800 Mhz. E esta foi a primeira geração ou geração zero de GPUs AMD para a Sony.

O GPU da PS4 Pro corre a… 911 Mhz. Trata-se da segunda geração de GPUS AMD para a Sony, o que pela lógica de numeração da AMD, seria a geração 1.

Existiriam outras possibilidades que encaixem aqui? Talvez… mas não só isto seria uma coincidência fantástica, como 911 Mhz não é uma velocidade de relógio muito standard.

Ora se aceitarmos que estamos a falar de GPUs AMD para a playstation, então o Gen 2 seria o GPU da PS5… e correria a 2 GHz. 200 Mhz acima do que vimos apresentado no Gonzalo! Uma nova melhoria???

Estas velocidades dão a entender que a aposta da Sony irá ser em mais velocidade. O que aparenta é que ou a Sony terá um APU com GPU RDNA 2 ou que o seu APU estará em 7nm+, uma vez que 2 Ghz não é uma velocidade usada pela AMD nos Navi 10 actuais.

Mas o que se vê é que aparentemente a Sony aposta em performance pura e dura. Não se sabe quantos CU poderá a consola da Sony ter, e mesmo os rumores são inconsistentes, com esse valor a variar entre os 36 CU (Radeon 5700) e os 56 CU (Algo acima da 5700 XT), o que a 2 Ghz nos atira para algo que varia entre os 9.2 Tflops e os 14.3 Tflops.

Vamos recapitular tudo o que tem vindo a ser referido, supostamente ligado à PS5.

Em Janeiro deste ano, um leaker da AMD de nome APISAK encontrou duas referências que associou à PS5. A primeira, de nome Gonzalo, um APU com 8 núcleos com uma bse a 1.6 Ghz e 3.2 Ghz de velocidade máxima, com um GPU, de nome Ariel, a 1 Ghz e uma cache com dimensão desconhecida, mas provavelmente reduzida face às versões de mesa.

Este Gonzalo era um protótipo, uma amostra de engenharia, possuindo uma string de código que se encaixava nas usadas para a produção da AMD de produtos para a Sony. Outros valores, como a base correr a 1.6 Ghz faziam sentido para a compatibilidade com a PS4, pois esta é a velocidade de relógio do seu CPU. O Ariel aparece com a referência 12E9, algo que cai na gama entre os 13E0 e os 13 FF que se referem como reservados para o Navi 10 Lite.



Am Abril, uma amostra de qualidade do Gonzalo aparece. Mais uma vez é APISAK que o refere. Agora o Ariel aparece a 1.8 Ghz e com uma referencia 13F8. Esta já era uma versão da velocidade de relógio bastante alta, e a mudança da referência mostrava uma melhoria significativa no GPU.

Uma semana depois Mark Cerny discute os planos para a nova PS5, o que levanta suspeitas dada a proximidade dos rumores do Gonzalo. Cerny confirma 8 núcleos Zen 2 (tal como no Gonzalo), Navi GPU, capaz de Ray Tracing, um chip audio especializado,  retro compatibilidade com a PS4 (O que mais uma vez bate certo com o Gonzalo pelos 1.6 Ghz de base e as patentes de retrocompatibilidade por hardware da Sony), e um SSD com velocidades superiores a tudo o que existe no PC. Aqui Cerny dá dicas que não se trata apenas de leitura bruta, mas tambem alterações no mecanismo de IO e no stack de software.

Já em Maio, a AMD anuncia os seus CPUs Zen 2 a 7 nm, e estes revelam-se excelentes, especialmente para o preço. Os GPUS Navi tambem são anunciados, baseados numa numa arquitectura RDNA, que se mantêm fiel à GCN que usa como ISA. Os ganhos são 25% de melhorias no número de instruções processadas por ciclo de relógio (IPC), e grandes melhorias na eficiência energética.

Ainda em Maio é revelada uma patente da Sony que poderia explicar o SSd da Sony e sobre a qual falamos aqui na PCManias neste artigo.

Já em Junho, a NAvi é revelada sob a forma da gama RX 5700 e RX 5700XT com 36 e 40 CU respectivamente, e equipadas com 8 GB GDDR6, baseadas no Navi 10.

Surge a especulação que o Gonzalo poderá ser similar a estes GPUs, pelo facto do seu GPU estar associados aos Navi Lite.

Os primeiros testes da Navi surgem e supreendem. O IPC das Navi aparenta igualar o da Nvidia, superando a Polaris, o maior IPC da AMD até hoje, e que equipa a PS4 Pro e Xbox One X, em 39%.



Há algumas semanas, um produto com o nome de código Flute foi encontrado, e pelo facto que ele mostra um APU com as mesmas velocidades e caracteristicas do Gonzalo, ele é associado à PS5. O GPU aparece porém com a referência 13F9, continuando a ser um Navi 10 Lite, mas melhorado. O CPU decepciona um pouco nos testes ao ficar abaixo do normal nessas velocidades, muito provavelmente pelos cortes na cache que é um quarto da normalmente usada nos Ryzen 3000. O flute usa GDDR6 em 16 chips de 1 GB, e uma memória downgraded de 18 Gbps. Tal deverá ser substituído por 8 chips de 2 GB na versão final.

A 12 de Agosto, Kamachi confirma que há referências a Ray Tracing nos nomes de código Arden da AMD.

Entretanto surgem novos dados e pistas que ligam ainda mais todos estes nomes.

Arden aparenta ser não um CHIP, mas uma família de chips, estando provavelmente ligado aos APUs da Xbox Anaconda e PS5. O motivo que leva a pensar isso é que Arden é o nome de um conjunto de obras de Shakespeare, onde os nomes Gonzalo e Ariel são nomes de personagens. Daí que Arden deverá representar um conjunto de produtos, onde o Gonzalo e Ariel são personagens associados aos trabalhos para a Sony. O nome Flute, o instrumento que Ariel toca nessas obras aparece igualmente, sendo associado à plataforma.

E eis que mais recentemente aparece esta referência a Oberon, mais uma personagem destas obras Arden, desta vez o rei das fadas, com as três velocidades de relógio, Gen 0 a 800MHz, gen 1 a 911MHz, e gen 2 a 2000MHz. E isto é algo fundamental. Claramente as duas primeiras velocidades são de GPUs da Sony, e isto mostra que, segundo a mesma lógica o Oberon é claramente ligado à PS5, algo que Kamachi confirma pelas ligações ao Ariel.

 



newest oldest
Notify of
bruno
Visitante
bruno

Talvez… 36 double-CU? Sabe-se se o Ariel é Navi 12 ou Navi 10 pelos rumores deste tipo?

A configuração no hardware conseguiria incluir o módulo de 8 núcleos do zen sem alterar a configuração corrente. E não seria enorme.

Brunoab
Visitante
Brunoab

como seria double-CU?

1 CU do RDNA equivaleria a 2 no GCN?

Mário Armão Ferreira
Visitante

Não é seria… é! Um CU de RDNA é composto por 2 do GCN, criando o conceito de um Workgroup.

Brunoab
Visitante
Brunoab

Perai…

se vai rodar na mesma frequência, na retro… então tá garantindo no mínimo 36 CUs.

Mas tinha um vazamento que falava em 2x 36 CUs, depois outro que o DEVKIT tinha duas GPUs e uma estava desligada… como são vazamentos antigos, faz sentido o primeiro devkit ser com duas GPUs 36 CUs para simular uma GPU da versão final do console que vai sair muito tempo depois.

seria possível 2 x 36 CUs 2ghz no RDNA2? uhauhauauahuha

~18TF…

“nossa, é muito”. Bom, imagine que incluído nesses 18TF estão um percentual para RT, que na AMD vai ser flexível, o programador escolhe quantos “teraflop” usar para o gráfico normal e quanto para RT, dentro desse limite obviamente de 18TF… 12TF para gráficos normais e 6TF para RT.

Eu já tinha falando aqui que o bom era esperar o Navi sair para ter condições de dar um chute fácil na nova GPU do PS5 e Scarlett, mas agora com isso de RDNA2, da AMD e Sony e MS falando em RT, sendo que RDNA1 não tem, já me ferrei… agora é esperar anuncio da AMD de RDNA 2 + RT.

Pelos rumores da AMD ter deslocado a maioria do pessoal para fazer as GPUs do PS5 e Scarlett, ainda tem a possibilidade das GPUs do PS5 e Scarlet serem mais poderosas que os equivalentes da AMD lançados na mesma data no PC, algo que já aconteceu no X360.

Comparando o DEVKIT que vazou do PS5, com o que a gente sabe ser o devkit de PS4, da para supor que o PS5 vai ser muito mais poderoso proporcionalmente a data de lançamento que o PS4… DEVKIT tem que poder ser empilhado tanto na vertical como na horizontal, tem foto no instagram da Guerrilla Games mostrando isso, então acho que é por isso que ele tem aquela aparência bizarra.

João Magalhães
Visitante
João Magalhães

2GHz seria insano para a GPU de um console.

Grandes chances da próxima geração surpreender muito ainda,como foi com o anúncio do SSD que nem o mais otimista esperava.