Microsoft apresenta o Xbox Game Pass, um sistema de aluguer de videojogos

Queres jogar jogos Xbox, mas não queres comprar jogos? Esta solução apresentada pela Microsoft pode ser o ideal para ti!

A Microsoft sempre deixou claro que a sua intenção a longo prazo seria tornar a Xbox num seviço, e isso torna-se visível com a nova oferta. É o Xbox Game Pass, um serviço de pagamento mensal que permite acesso a uma livraria de jogos que correm na Xbox One!

Esses jogos não são todos da Xbox One, aliás a maioria deles são mesmo da Xbox 360, mas no entanto não se pode negar que estão ali presentes grandes títulos AAA da atual geração, quer da Microsoft, quer de terceiros.

O custo do serviço é de 9.99 dólares por mês, e uma vez a adesão efectuada, os membros podem descarregar os jogos que quiserem da lista de 100, e usar os mesmos na sua consola. Estão, claro, limitados ao espaço disponível no seu disco!

Naturalmente, enquanto a subscrição for paga, os jogos continuarão activos, mas perante a falta de pagamento os mesmos torna-se inactivos. É no fundo um sistema de aluguer de jogos! E ao contrário do Live Gold, aqui não se fica com os jogos (nota: no Live Gold, apenas se retém os jogos Xbox 360, os One são anulados se a mensalidade não for paga)..



O serviço tem muito de semelhante com o Playstation Now da Sony, mas no entanto também tem várias diferenças significativas:

  • O Xbox Game Pass é um serviço de download, o PS Now é um serviço de streaming. No segundo caso não há qualquer download do jogo, mas apenas a instalação de uma aplicação. Isto quer dizer que ao contrário do que aqui acontece, não se torna necessária ocupação do espaço em disco. No entanto o streaming está sujeito a um lag que o jogo local da Xbox não possui. Ambos os serviços, actualmente, requerem a última consola do fabricante para serem usados, apesar de em tempos o PS Now ter estado disponível nas TVs, leitores BD e outras consolas Sony.
  • O Xbox Game Pass dá acesso a 100 jogos da Xbox 360 e da Xbox One, o PS Now dá acesso a uma livraria de mais de 300 jogos das anteriores versões da Playstation. Apesar da menor lista de títulos disponíveis no Xbox Game Pass, os títulos Xbox One tornam o serviço mais apetecível.
  • O Xbox game Pass custa 108 euros anuais, o PS Now é mais barato em pagamento anual, ficando-se pelos 99 dólares. No entanto, para adesões mensais ou em períodos inferiores a um ano, o serviço da Microsoft acaba por ser bem mais barato.

O facto de o serviço da Microsoft oferecer títulos mais recentes e não depender de streaming são uma mais valia com que a Sony não pode competir. A retro compatibilidade da Xbox One, apesar de na prática obrigar a descarregar uma nova versão do jogo, é uma realidade, ao passo que na PS4, ela não existe.



Este é por isso um serviço muito interessante. Bem mais interessante que o PS Now. Diga-se que no que toca aos jogos das anteriores gerações (seja PS ou Xbox), mais vale comprar-se versões usadas dos mesmos a preços baixos, do que aderir a um pagamento mensal destes. Mas no que toca a jogos Xbox One, este serviço é excepcional!

Infelizmente o pagamento não dá é direito a ficar-se com os jogos. Mas é um compromisso na relação preço que pode justificar para quem não pretender obter todos os jogos, e mesmo assim beneficiar deles. É uma forma excelente de se justificar uma aposta no digital, e um campo onde, claramente, a Microsoft está à frente da Sony.

Ah sim, e as políticas de partilha aplicáveis ao Live Gold, tambem são válidas aqui, o que quer dizer que podem dividir o custo com alguem! Muito bom… muito bom, mesmo! Esperemos que não se venha a estragar com jogos exclusivos, mesmo que temporários, ou situações de “early access”, mas seja como for, esta é uma excelente ideia que tem pés para andar e ficar.

NOTA: Os jogos desde serviço podem ser adquiridos com um desconto de 20% face ao seu preço normal na altura, e 10% em DLC. O Xbox Live Gold não é necessário para este serviço, mas sem ele não haverá acesso nos jogos ao online.



Posts Relacionados