Microsoft dá novo tiro no pé ao sugerir que se ligue a Xbox One a um… telemóvel.

Convenhamos que a Microsoft parece não dar recentemente uma única para a caixa, e o seu departamento de comunicação deveria ser todo dispensado. Ou isso, ou colocar um penso na boca dos seus representantes uma vez que cada vez que falam… é a desgraça.

shoot the foot

Como Peter Moulyneux disse, e muito bem, o grande problema da Microsoft é que não parece conseguir transmitir as vantagens que um sistema sempre ligado poderá ter. Caso o fizesse as pessoas provavelmente olhariam para a consola de outra forma e, quem sabe, até pensariam mais abertamente em aderir à mesma.

No entanto, tal como a coisa está, não haja qualquer dúvida que as pessoas não conseguem ver as vantagens do sistema, mas claramente as desvantagens saltam à vista.

A coisa parecia porém ter começado a mudar quando nos últimos tempos a Microsoft começou a realçar as capacidades (teóricas, pois ainda não vimos nada que não possa ser feito sem a ligação permanente à internet) do seu Cloud Computing.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

E apesar de as vantagens do sistema não estarem a ser claras, vimos que, eventualmente, poderia ser por aí que a Microsoft poderia e deveria ir. Caso haja efectivamente vantagens reais nessa situação há que as dar a conhecer.

Mas naturalmente que para o Cloud Computing poder ser uma realidade as consolas precisariam de uma boa ligação à internet, e quando a Microsoft anunciou uma ligação mínima de 1,5 Mbits deitamos as mãos à cabeça. Como é que a Microsoft espera convencer o mundo de qualquer vantagem do seu sistema de Cloud Computing quando só exige uma ligação à internet com um débito máximo teórico de 192 KB/s?

Mas o pior estava para vir. Milhões queixavam-se que iriam abandonar a Microsoft devido à obrigatoriedade da ligação à internet a cada 24 horas, e grande parte deles alegavam disponibilidades financeiras ou incapacidade física de obter internet (e até falamos de um caso de um militar que trabalha num submarino nuclear).

Mas eis que a Microsoft, na boca do seu Vice Presidente da Microsoft Studios, Phil Spencer, avança com uma possível solução para estas pessoas. Fazer um tethering entre o seu telefone 3G/4G e a consola.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Segundo Spencer a consola apenas requer uns bytes para fazer a verificação diária junto da Microsoft, motivo pelo qual uma ligação desse género é mais do que suficiente!

E então perguntamos: Mas… e então onde ficam as vantagens das compras online, do Cloud Computing, das actualizações automáticas e de tudo o resto que a Microsoft alega serem as virtudes deste tipo de sistema? Será que isso se faz tudo igualmente com uns bytes de 3G/4G?

Sinceramente Microsoft, mais vale estarem calados pois sempre que abrem a boca… sai disparate. E cada vez mais as pessoas acham que a ligação permanente à web e restrições associadas aos jogos usados, são apenas uma imposição vossa, mais do que qualquer outra coisa, e com um único objectivo: O lucro. E o que transparece é o que está nos vídeos de baixo.

PS4 jogos usados


Xbox One jogos usados


Publicidade

Posts Relacionados