Microsoft e o futuro da Xbox.

Qual o futuro da Xbox? Analisando as palavras da Microsoft, que são directas e claras, o futuro da Xbox é algo que dá o que pensar.

A Microsoft acaba de lançar a sua Xbox One X. A consola mais poderosa de sempre… e até anuncia um investimento em jogos First Party e novas equipas de desenvolvimento.

Tudo parece bem encaminhado!

Não fora pelo facto que lendo pequenos trechos do referido por Phil Spencer há frases que poderão ser algo alarmantes face ao que será o futuro da Xbox.

É que na mesma entrevista em que Phil Spencer refere o investimento em equipas de desenvolvimento e em jogos First Party há uma nota a uma referencia do mesmo que diz:



In the longer term, Spencer also says that Microsoft will probably introduce a game streaming service that doesn’t require a console “in the next three years”

Traduzindo:

A longo prazo, Spencer tambem diz que a Microsoft irá provavelmente introduzir um serviço de jogos que não requer uma consola “nos próximos três anos”

Ora isto seria uma situação em que a Microsoft deixaria de precisar de vender as suas consolas Xbox. Basicamente a acontecer isto, as consolas Xbox, tal como as conhecemos, teriam mais 3 anos de vida e depois a Microsoft lançaria um serviço de jogos por streaming, sendo que elas seriam provavelmente as primeiras a suportar o serviço, mas no entanto deixavam de ser absolutamente necessárias para o mesmo.

A comprovar esta ideia temos o Wall Street Journal que publicou este artigo (caso não o consigam ler, porque vos pede para assinarem o jornal, vão por este link do facebook, clickando sobre “Microsoft hopes for videogame turnaround with Xbox One X”), e onde refere que Phil Spencer recebeu ordens para pensar em alcançar os Gamers em todas as plataformas, em vez de usar o Gaming para fazer o windows ter mais sucesso.



O jornal adianta ainda jornal refere que Phil Spencer referiu que entre os mercados a eventualmente alcançar com jogos First Party Microsoft se encontra o maior mercado de consolas atual, o da Playstation, tal como acontece agora com o Minecraft.

Ora caso a Microsoft venha realmente a ter uma plataforma de jogos que não requer ter um hardware específico para vender os seus jogos, a necessidade específica da Xbox como peça de hardware suportada como até agora desaparece e até se torna incongruente existir (seria um mercado dentro do mercado, uma concorrência interna a um produto igualmente seu). E associando a notícia dessa plataforma que não é presa a um hardware às frases de Phil onde este refere ter recebido ordens para alcançar os Gamers em todas as plataformas, o colocar esta plataforma de streaming acessível no mercado Playstation seria apenas um passo lógico nessa estratégia empresarial.

Naturalmente isto podem apenas ser palavras soltas, mas há que recordar que, ao contrário da Sony a Microsoft não é, e nem nunca foi uma empresa de hardware, mas sim uma empresa de serviços software, sendo que as suas incursões no mundo do hardware deram quase todas para o torto. A excepção foi os tablets surface e a consola Xbox.

A grande questão é que, como a Microsoft reconhece (e a Sony também reconheceu recentemente), os serviços na consola dão mais dinheiro do que a consola em si, Daí que a ideia da Microsoft pode ser manter essa fonte de receita com uma rede e vendas jogos por streaming, mas sem ter necessariamente uma consola, não tem nada de disparatado.

Naturalmente que o aqui referido não é uma certeza. Ninguem, excepto a Microsoft, sabe o que fará no futuro… Mas o que aqui é referido, não só é proveniente de frases reais de Phil Spencer, como é uma realidade de negócio que pode até, um dia, englobar a própria Sony. recorde-se que os rumores de que a PS5 não seria uma consola, mas sim um serviço são já antigos. E isso quer dizer que a Sony pode estar a pensar o mesmo, mesmo que não seja para tão cedo!

Agora se a Sony está a pensar o mesmo, está calada… A Microsoft é que, como é habitual, fala cedo demais… e numa altura onde tem de vender a sua Xbox One X, sair-se com estas frases que deixam a pensar sobre que futuro a consola poderá vir a ter, é que não deveria acontecer.

 



Posts Relacionados