Microsoft faz publicidade ao Edge quando se usa o Chrome

Quando a Microsoft detecta o uso do Chrome, o Windows 10 faz publicidade ao Edge!

As tácticas pouco standard da Microsoft continuam. E as táticas da empresa para que os utilizadores “prefiram” os seus produtos têm-se revelado cada vez mais aguerridas ao longo dos anos.

No caso do windows 10 tivemos instalações não solicitadas, que foram alvo de incontáveis queixas. E agora há mais uma táctica em uso, desta vez para tentar fazer impor o EDGE, o browser fornecido por defeito com o Windows.

Mas sosseguem. Aqui a táctica é muito mais básica e correcta, não impondo nada a ninguém.

Basicamente a metodologia é simples: O Windows 10 apresenta publicidade ao Edge quando o Chrome está a ser usado. E a mesma surge vinda da barra de aplicações.



Windows 10 Edge

Diga-se que a táctica publicitária não é exactamente nova. Em tempos a Microsoft começou a apresentar nos portáteis com Windows 10 e que usavam o Chrome, notificações sobre os consumos de energia do browser, e claro, a alternativa era… o Edge.

Agora a proposta não é pelas vantagens do Edge, mas pelos pontos que o utilizador pode ganhar ao usar os produtos Microsoft. E sendo o Edge um produto Microsoft… Estes pontos, não disponíveis em todos os países, permitem que o utilizador os troque por filmes ou música. Mas claro, sempre pela loja da Microsoft.

Não deixa no entanto de ser engraçado o facto de nos casos onde o Edge está definido como o Browser padrão, a Microsoft não faz qualquer publicidade aos pontos, mesmo que o Browser não seja o usado. Aparentemente a publicidade só interessa se o utilizador usar o Chrome e o Edge não for o browser padrão.

Esta situação não se revela ilegal ou sequer desonesta. Mas não podemos deixar de referir a mesma não só pela curiosidade, mas igualmente pelo facto de a metodologia ser uma espécie de pop up publicitário indesejado, bem como uma publicidade que a nível concorrencial é desigual ao ser exclusiva do software da Microsoft.

 

 



Posts Relacionados