Microsoft lança os primeiros jogos com suporte FPS Boost

0 0 votes
Avalie o nosso artigo

A novidade permite jogar jogos antigos a 60 ou 120 fps, desde que devidamente suportados.

Tal como prometido, a XBox serie X e S podem começar a tirar partido de melhorias nos fotogramas de váriosjogos a partir de agora. Os primeiros jogos Xbox One, acessíveis por retrocompatibilidade, com suporte à característica denominada como “FPS Boost” foram lançados:

Far Cry 4, Sniper Elite 4, UFC 4Watch Dogs 2New Super Lucky’s Tale são os primeiros nomes que  acrescentam o aumento dos fotogramas à capacidade de auto HDR, dando assim aos jogadores motivos para revisitar jogos mais antigos e cimentando a posição da Microsoft como líder no campo da retrocompatibilidade.

Os jogos em causa aumentam os fotogramas de 30 para 60, com excepção do New Super Lucky’s Tale que vai mais longe, alcançando os 120. Um enorme upgrade!

A Microsoft refere ainda que no futuro pretende melhorar o controlo dos jogadores sobre estas características, permitindo activar o FPS Boost e o Auto HDR individualmente e título a título, algo que nao acontece atualmente.



De se notar que o suporte aos fps melhorados não é automático. Os jogos necessitam de ser testados para garantir que o aumento dos fps não destrói nada na jogabilidade. E isso quer dizer que nem todos os jogos poderão usufruir deste ganho, pois caso a física ou animações estiverem associadas aos fotogramas, um aumento iria destruir completamente o jogo.

Em casos desses, seria necessária intervenção do criador do jogo no sentido de corrigir essa situação para que o jogo pudesse ser candidato a esta melhoria.

Com estas novidades os jogos da Xbox One nunca foram tão apetecíveis.



0 0 votes
Avalie o nosso artigo
71 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Livio
Livio
3 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Estou por fora dessa funcionalidade, mas o XSX já não aumentava os fps de jogos de geração anterior? É algo novo ou só reinventando a roda?

By-mission
By-mission
Responder a  Livio
3 meses atrás

Pelo que entendi é uma enorme valia.. Gta V não tem um único pixel a mais das versões PS4 e Xbox One logo quando este for adicionado ao menos terá os 60fps, algo que simplesmente negligênciaram (Pro e One X) e (PS5 e Series X).

Hiago
Hiago
Responder a  By-mission
3 meses atrás

PS4 Pro e One X não conseguiriam nunca chegar aos 60 fps por conta do Jaguar(pelo menos a resolução poderia ter aumentado sim, pura negligência), mas já passou da hora da Rockstar lançar um patch de nova geração com melhores pressets e FPS.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Livio
3 meses atrás

É algo novo porque não depende dos desenvolvedores dos jogos para aumentar o FPS. A alteração é feita diretamente no Direct3d.

A diferença com o FPS Boost é que a equipa da Microsoft que trata da compatibilidade Xbox está desta vez a fazer a sua magia para ajustar os frame-rate caps ao nível do Direct3D, aumentando o desempenho dentro do sistema, sem quaisquer alterações ao código original. No que diz respeito aos jogos, ainda estão a funcionar com as suas taxas de fotogramas originais.

Fonte: https://www.eurogamer.pt/articles/digitalfoundry-2021-xbox-series-fps-boost-tested_7

Entretanto, existem alguns perhaps:

1) Não funciona em todos os jogos. Alguns jogos tiveram Cinematic acelerada, outros travavam em determinados momentos.

2) Os testes não funcionaram bem na maior parte dos jogos de Xbox 360 e Xbox. Parece que estarão mais focados no Xbox One.

3) Nem todos os estúdios terceiros vão autorizar.

4) Pode ser necessário reduzir a resolução em alguns jogos.

Extraí estas informações em uma entrevista do próprio Jason Ronald: https://www.youtube.com/watch?v=89L-3U2egKw

E como o Sr. Mário bem disse, precisa testar jogo a jogo. E por fim, vários jogos já possuem 60fps desbloqueado, logo a feature não é necessária nestes jogos. Assassin’s Creed Unity por exemplo.

Minha opinião pessoal: a feature é super bacana, e quanto mais jogos retro pudermos jogar a 60fps melhor. Mas eu não criaria expectativas de ver essa feature em jogos mais exigentes ou de grande sucesso como Red Dead Redemption 2. Me parece que a feature está mais para funcionar na primeira “onda” de jogos que foram lançados no Xbox One de 2013. Dizem que Dragon Age Inquisition será o próximo.

Livio
Livio
Responder a  Carlos Eduardo
3 meses atrás

Essa foi a minha alegação, independente da desenvolvedora os jogos da geração anterior já não aumentavam os FPS devido o hardware superior?? O PS5 não fez isso com alguns jogos com FPS desbloqueados?

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Livio
3 meses atrás

Por ex:

Rise of the Tomb Raider está travado em 30fps via código-fonte. Não há o que fazer a não ser esperar um patch que destrava o FPS.

Com FPS boost, não precisa esperar patch. Caso o jogo passe lá na bateria de testes que a Microsoft faz, e caso o estúdio autorize, podem liberar o FPS boost para o jogo, e alcançará 60fps.

Livio
Livio
Responder a  Carlos Eduardo
3 meses atrás

Agora entendi, isso é para os com FPS bloqueados. Obrigado.

Ennio Rafael Costa Lima
Ennio Rafael Costa Lima
3 meses atrás

Days Gone?? Cadê o Bruno??

Felipe Leite
Felipe Leite
Responder a  Ennio Rafael Costa Lima
3 meses atrás

Pois é… Mais um exclusivo GONE.
Porém, como já disse anteriormente, foi um jogo que vendeu o que tinha que vender na ps4.
E um jogo que sinceramente eu que joguei depois das correções todas feitas, adorei!
Isso pode abrir as portas para um Days Gone 2.
Por isso, que seja uma conversão bem feita para o PC!

nETTo
nETTo
Responder a  Felipe Leite
3 meses atrás

O jogo é muito massa mesmo, joguei a pouco tempo no PS4 Pro, no PS5 teve Patch pra 60fps o que deve melhorar ainda mais.

Um dos games mais bonitos dessa velha geração, um dos mundos mais imersivos já criados, clima dinâmico e excelente gameplay.

Na minha opinião, o jogo peca somente nos demorados tempos de loading (PS4 Pro), na quebra de imersão missões onde há cortes para Cutscenes, coisa que em Tlou e Gow é transitório e na IA que mesmo no nível de dificuldade mais difícil continua burra, os frenéticos são mais inteligentes que os humanos nesse jogo. De resto é excelente.

Bugs, tive apenas 1, um personagem flutuando.

Edson
Edson
Responder a  Ennio Rafael Costa Lima
3 meses atrás

Lembrando que virão mais, dito pelo próprio Jim Ryan. Ah! Tbm GT 7 foi adiado e quando eu falei que alguns jogos do ps5 seriam adiados, alguns duvidaram. Melhor coisa para a Sony é tirar esse Jim Ryan do comando e voltar com um japonês.

Livio
Livio
Responder a  Edson
3 meses atrás

Ontem vi um brasileiro que tem canal voltado para o automobilismo virtual a falar do GT7 no PC, não deu o foco no artigo dele e por isso não sei se é uma possibilidade ou se a opinião dele acha que seria uma boa o jogo também ir para PC.

Edson
Edson
Responder a  Livio
3 meses atrás

Não duvido que vá, Lívio!

nETTo
nETTo
Responder a  Edson
3 meses atrás

Esse ponto de vista aí é criticado hj em dia. A Sony deixa de rentabilizar nestes jogos por puro ego, não é como se os jogos estivessem chegando no Xbox ou Nintendo, estão indo pro PC depois de seu trabalho feito no PS4, DS foi 1 ano depois, Horizon ZD foram 3 anos, Days Gone 2 anos, Gow? 3/4 anos, Bloodborne? 6/7 anos. Enfim, se a Sony tem está estratégia, de ir levando seus jogos ao passar dos anos afim de rentabilizar em cima deles e assim fomentar ainda mais seus Studios com novos títulos, que assim seja, a Microsoft está aí lançando Day One inclusive no Steam e tá indo muito bem, não tem do que reclamar.

Edson
Edson
Responder a  nETTo
3 meses atrás

Netto, só não esqueça que a Sony aumentou seus jogos para 70 dólares, além que a própria MS começou colocando poucos jogos no pc. Eu não duvido mais de nada e essa indústria está estranha, Jim Ryan é um cara estranho tbm na forma de gerir. Adoraria ver um japonês mais conservador comandando o playstation novamente.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Edson
3 meses atrás

Estou de pleno acordo contigo Edson.

nETTo
nETTo
Responder a  Edson
3 meses atrás

A Microsoft desde 2017 já lança seus jogos day one no PC, e o que tem haver o valor de 70 dolares? Pelo que sei nem Death Strading, nem Horizon ZD e muito menos Days Gone algum dia foram vendidos a este valor.

Esse pensamento de jogo ficar preso há apenas uma parcela de seus possíveis consumidores é coisa do passado, até mesmo para ajudar a plataforma a crescer eles precisariam tomar tal decisão, já foi, pra mim isso não influencia em nada, sou consolista, desde 2015 a Microsoft coloca seus jogos no PC e isso não alterou em nada a minha vida gamer, mas pra Microsoft isso fez total diferença no alcance de seus produtos, o Playstation está indo por um caminho parecido, ainda que seus jogos demorem anos para chegarem ao PC.

Edson
Edson
Responder a  nETTo
3 meses atrás

Netto, os jogos exclusivos do ps5 custam 70 dólares e ainda não foram para o pc, mas o ps5 tem alguns poucos meses, ou seja, não há como prever se acontecerá ou não. Quanto à jogos presos em uma plataforma ser coisa do passado, discordo de ti e caso a Sony faça algo parecido com a MS, poderá dar adeus ao Playstation como console.

Marco Antonio Brasil
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

É verdade, por mais que não se goste da medida, não se pode deixar de olhar a questão pelo ponto de vista mercadológico.
Eu também não gosto muito, mas acho que até agora a Sony foi precisa na escolha dos jogos: novas IPs, com sequências para o PS5 (hzd confirmado e days gone provável) e cujas vendas na consola aparentemente já tinham se exaurido.
Minhas apostas para os próximos jogos a saírem no PC são uncharted, GT e gow trilogia clássica. Não acredito em jogos “exclusivos” de PS5 sendo portados para PC.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Mas caso os exclusivos”não mais exclusivos assim”lançados no PC vendam bem mais do que no console,qual seria a postura da Sony nesse sentido?
Na minha opnião:saindo ou não.fico no console.

Finn
Finn
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Deixe-me ver se entendi. Jogos triple A que já venderam o que tinham para vender nos consoles podem ir para o PC, mas não para o GP, porque este é uma ameaça aos triple A?

Finn
Finn
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Penso ser complicado colocar os jogos first party da MS em causa, porque ela faz o que bem entender com eles, a discussão maior é como o GP é uma ameaça aos triple A de terceiros e supostamente teria o condão de diminuir a qualidade deles. A relevância para essa discussão é que os jogos AAA vão para o GP após o potencial de vendas ter decaído. Daí que vês o pior cenário possível, que as pessoas deixarão de comprar jogos triple A para assinar um serviço de aluguel de jogos que obviamente não os contém e não tem nenhuma perspectiva de inserí-los no serviço. E mais, deixas de ver os melhores cenários, em que as devs ganham um dinheiro extra com jogos com potencial de vendas esgotado e em que as pessoas compram esses jogos triple A por influência do GP, seja porque são temporários e com previsão para sair ou simplesmente porque têm a oportunidade de jogar e gostam.

Finn
Finn
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Basicamente vês o pior cenário possível e com a visão mais pessimista. Eu não nego que seja possível que algo do tipo aconteça, mas é um cenário muito complexo para tomar como algo provável, e pior que isso, rechaçar uma inovação com base nessa possibilidade que não se sabe ao certo como será. Pode muito bem ser que na realidade o modelo do GP seja benéfico e aumente as vendas e/ou lucratividade dos jogos triple A de terceiros, pelos motivos que eu já elenquei. Aliás, na contramão dessa teoria do risco aos AAA de terceiros, na máxima histórica de usuários de GP, os triple A estão vendendo muito bem, obrigado. AC Valhalla, Watchdogs e Cyberpunk que o digam. Pode ser que isso mude quando o GP tiver mais usuários e mais jogos triple A próprios day one a preço de uva mijona (que aliás é o principal motivo do serviço ser muito mais atrativo que o Now)? Pode, mas também podem haver tradeoffs, a dev deixa de ganhar dinheiro com vendas diretas, mas depois aumenta suas vendas e recebe comissão do contrato com o GP. É uma situação complexa de especular, assim como a lucratividade do serviço. E, na incerteza, prefiro apoiar o modelo que trás mais valor à plataforma e aos players e que tem mais potencial para melhorar a indústria.

Edson
Edson
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Mário, só não entendo pq vc não cogitou algo que alguns da indústria vem falando há um tempo, diminuir o custo de produção dos jogos. Os custos de produção aumentaram mas pq hj querem enfiar games enormes que eu entendo que seja desnecessário. Vi a Amy Hennig ( uma das Co-criadoras da série Uncharted) dizer que games como Uncharted 2 ou 3 seriam tratados como AAs hj. Pq não voltar a fazer games de 10, 12 horas de produção para baixar o custo de produção, podendo vender esses games por 50 ou 60 dólares? Não sei se há necessidade de um AAA ser enorme hj com muitas horas de duração, aumentando absurdamente o custo de produção. Sinceramente, entendi o seu ponto tbm com relação aos altos custos dos pcs, mas não sei até onde os consoles novos tbm serão afetados pelo covid, faltando chips para produção em massa. Quanto ao gamepass/ xcloud, não consigo ter certeza que o gamepass terá sucesso ou não, pois caras como Daniel Ahmad fez um projeção que o GP teria lucro, chegando aos 50 milhões de usuários e não sei se chegará, mas depois que amigos meus testaram o xcloud aqui no Brasil e como funcionou bem, já olho o futuro do Streaming como algo inevitável e penso que a Sony poderia olhar mais para esse mercado de streaming, pois entendo que ali há um perigo real.

Edson
Edson
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Mário, a diferença é que não sei pq quiseram aumentar o tempo dos jogos, pois até o ps3, os jogos não eram enormes, salve algumas exceções. Eu sou defensor da qualidade sobre a quantidade e games como Assassin’s Creed por ex, me desanimam por serem enormes e repetitivos. Em relação ao streaming, não sei se é o melhor caminho, mas é inevitável e querendo ou não, deverá atrair mais pessoas.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  nETTo
3 meses atrás

Days Gone até que era esperado, já que usa a Unreal Engine 4, que é bem mais fácil de portar para o PC. Final Fantasy 7 remake e Destruction All Stars são outros jogos na UE4, que facilitam o port.

Com a Naughty Dog ou Santa Monica é um pouco mais complicado. Usam motores proprietários 100% dedicados ao PS4 (e de agora em diante ao PS5). Portar o motor da Naughty Dog para DX12 ou Vulkan significa reescrever do zero algumas camadas do motor que estão codificadas exclusivamente para GNM (API do PS4). Não é nem de longe um port simples como Days Gone que usa um motor que foi concebido para ser multiplataforma.

Entretanto, a Guerrilla portou sua Decima Engine para o PC, ou seja, seu motor é multiplataforma. O que impede a Santa Monica ou a Naughty Dog de fazerem o mesmo? Caso façam, é bem provável de que cedo ou tarde todos os first-party da Sony irão para o PC. Será uma mera questão de você escolher entre esperar (2,3, 4, 5 anos?) ou jogar em day one na consola.

Do meu ponto de vista, não critico os jogos irem posteriormente para o PC. A minha preocupação é porque um jogo como TLOU2 ou GOW foi concebido 100% para uma única peça de hardware. Tanto seu jogo quanto seu motor sao inteiramente dedicados ao PS4, extraindo até a última gota de poder da consola. Caso os motores proprietários de Naughty Dog e Santa Monica comecem a ter camadas GNM (PS4), GNM+ (PS5) e Vulkan/DX12 (PC), fico com um certo receio de que esse formato multiplatforma não resulte em um motor tão devidamente optimizado para o PS5 como poderia.

EDIT

Só um complemento, suponhamos que se comece o desenvolvimento de The Last of Us 3. Se a intenção é que o jogo seja portado para o PC futuramente, seria adequado adaptar o motor desde já. Então essa divisão de atenção é que me preocupa um pouco.

Para exemplificar o que quero dizer, Horizon Zero Dawn foi feito 100% para o PS4. Na época não se pensava em portar a Decima Engine para o PC. Com isso, o port de Horizon Zero Dawn para o PC foi bem mais complicado e desastroso, já que é um código legado feito exclusivamente para o PS4. Já com Death Stranding, o jogo foi desenvolvido com a Decima Engine já sendo portada para o PC. Isso resultou em um port bem mais tranquilo para o PC.

Sei que Death Stranding tem ótimos gráficos no PS4, mas quem garante que não poderia ir além caso fosse inteiramente dedicado à consola?

nETTo
nETTo
Responder a  Carlos Eduardo
3 meses atrás

Mas o meu ponto é mais sobre o alcance destes produtos, a Sony o está aumentando dessa forma,Horizon ZD vendeu ali perto dos 11 milhões em 3 anos no PS4, isso segundo dados da Sony, foi lançado ano passado no Steam/Epic e por ali capitou mais 1 milhão em seus primeiros meses de venda, pra Sony, este jogo que já tinha suas vendas como encerradas em sua plataforma ver este resultado em pouco tempo foi o abrir os olhos, em meses um jogo velho conseguiu angariar valores monetários que sem duvida alguma ou quitam o custo de um novo jogo da franquia ou o elevam a outro patamar em termos de qualidade de jogo, pois quanto mais dinheiro envolvido no projeto melhor em tese o jogo deve ficar.

Sobre esta questão dos motores específicos dos jogos da Sony, bem, Horizon ZD foi possível no PC em virtude das atualizações em colaboração que tiveram entre Guerrilla e KP, e tudo isso em nada prejudicou a qualidade técnica de Death Stranding. No PS4 Pro o jogo é um colosso visual, qualidade visual extrema mesmo. Não vejo como um jogo sendo lançado anos depois no PC pode prejudicar seu desenvolvimento pro console.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  nETTo
3 meses atrás

Se o motor precisa ser adaptado para funcionar multiplataforma com o jogo em desenvolvimento, isso pode ter algum impacto, independente se a versão PC será lançada em day one ou 5 anos depois. Talvez não tenha, depende mais da competência do estúdio, mas é possível.

Mário Armão Ferreira
Responder a  Carlos Eduardo
3 meses atrás

Isso não creio que vá acontecer. O que me parecem mais coerente nesse cenário é os jogos serem, como sempre, optimizados ao hardware da consola, e depois recompilados no PC. Irão exigir mais hardware, mas ficarão a funcionar. Tal permite levar os jogos mas sem prejudicar a imagem ou as performances da consola.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Ennio Rafael Costa Lima
3 meses atrás

Jogos assim indo pro PC… acho uma péssima idéia.
Se um dia, eu souber, que poderei jogar os jogos da Sony e da Microsoft, no PC, esse se torna o melhor negócio! pra que comprarei 2 aparelhos e jogos caríssimos se posso ter tudo num só lugar e geralmente mais barato?! Principalmente pro pessoal do Torrent???
Péssima idéia abrir precedentes, são uma caixa de Pandora

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Carlos Zidane
3 meses atrás

Carlos eu lembro de quando o Bruno, eu e você ficavamos falando sobre isso e muitos defendiam essa atitude da Sony, depois veio a desculpa que aumentaram o preço dos jogos para manter esse mercado. E agora eu pergunto qual razão de comprar um Ps5 se os jogos estão saindo para o PC? Pc este que eu tenho os jogos de Pc , Xbox e Ps vendidos mais baratos ou com promoções mais frequentes do que o Ps?
Esse Jim Ryam esta matando a Sony lentamente e ainda falo que se nós vermos uma de suas principais franquias como TLUs, Uncharted ou GoW no Pc o resto sairá sem sombra de dúvidas.

By-mission
By-mission
Responder a  Livio
3 meses atrás

Aproveitando o OFF TOPIC ainda bem que não vou pegar o PS5…

Estragaram o The Last os Us , tudo vindo pra o PC, jogos mais caros do que nunca, consoles sendo vendido hoje para ser entregue daqui a 6 meses…

Se ainda aqui a alguém a defender isso só tenho pena mesmo… Como se diz no Brasil “pau que dá em Chico, dá em Francisco” a Sony arrogante da PS3 está de volta acordem!

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  By-mission
3 meses atrás

Exatamente, sendo brasileiro desde quando a sony começou com isso de liberar jogos eu ja fiquei desconfiado ao extremo, agora o meu plano de pegar o Ps5 em 2 anos vai demorar muito mais isso se eu vinher a comprar um.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Daniel Torres
3 meses atrás

Vinher? Jesus Cristo!

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Sparrow81
3 meses atrás

Sparrow alguma coisa a acrescentar? O certo seria “vier”, mas meu corretor me atrapalhou. Fora isso algo a comentar?

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Não irei comprar uma Ps5, eu falei há algum tempo aqui que esperaria uns 2 anos para comprar um, para ver como a Sony iria gerir suas políticas, agora com a notícia vinda do presidente da Sony que mais jogos virão ao Pc, para que eu irei comprar um ps5?

Que jogos do Ps5? Bem é seguro pensar que pelo menos o Horizon FW vai sair também no Pc, mesmo que 1 ou 2 anos depois, Demon’s Souls muita gente esta especulando de sair também, pois na época do anúncio teve o tal do “erro humano” e outro que também estão especulando é o GT7. Como eu referi o período de 2 anos é o suficiente para saber se a Sony irá liberar no Pc seus jogos e se assim o for, eu digo adeus ao console, pois pelo menos no Pc o online é de graça e tem jogos de outras plataformas.

By-mission
By-mission
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Infelizmente a Sony arrogante voltou… Aqui fica a minha constatação, Spyderman na PSN a 330 reais consoles vendidos agora com entrega para daqui a 6 meses adiamentos e mais adiamentos e os exclusivos se tornando ex-clusivos…. A Sony está literalmente a cavar seu próprio túmulo. No PC não paga on-line, no PC podes fazer mais coisas além de jogar, no PC os jogos são muito mais baratos, e agora ainda é o melhor dos 2 mundos, gostas de Halo jogue no PC, gostas de Gran Turismo jogue no PC… God of War PC, The last of us 2 jogue no PC…

By-mission
By-mission
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

“Jim Ryan, presidente e CEO da Sony Interactive Entertainment, confirmou que Days Gone será o PRIMEIRO de uma nova VAGA (quantidade indeterminada) de jogos desenvolvidos pela PlayStation Studios que terão port PC.”

São as palavras do homem, mas lá todos estão errados com o rumores de God of War e The last of us no PC… se calhar HORIZON também era impossível de um port para o PC, são apenas rumores de pessoas a inventar Internet afora…

“Back in 2019, God of War director Cory Barlog tweeted he would “love” God of War to be released on PC, but that the decision is “far above his paygrade.

Job listings at Naughty Dog indicated a PC port of The Last of Us 2 is likely, and a Bloodborne PC port has been rumored for years, at this point. With God of War, however, there hasn’t really been anything to get our hopes up.
In mid-2020, a podcaster claimed God of War was coming to PC in August. Cory Barlog quickly shot down the news, and August came and went with no God of War port.”

Mas vamos lá sou eu a engrossar o coro, não o Jim Ryan a dizer com todas as letras…

Quanto aos adiamentos…

Gran Turismo, atrasar não seria novidade, mas no mundo atual tudo pode se jogar na conta do Covid certo… Mesmo um jogo de carro como disse o próprio Kazunori Yamauchi “nossos modelos são escaneados na maior qualidade possível permitindo até mesmo 8k” mas vamos lá eles irão desta vez reinventar a roda e Gran Turismo não será sobre carros (90% do game) deveras deve ser um grande modo história de pilotos entre um pai e um filho (ou filha Pansexual representante das minorias emponderadas que tanto a mídia “especializada” ama) muito emocional e com imensas capturas e scripts para poder justificar a Polyphony demorar uma geração inteira para lançar uma demo (GT Sport) o que dizer de um jogo completo ou como vc mesmo disse, tudo pode entrar na conta do Covid, o seu Zé continua com a padaria aberta e entregando as encomendas todos os dias, o empreiteiro continua entregando as casas e construindo outras.. as próprias concessionárias entregando os veículos… mas lá no mundo do game atrasar e adiar é o Covid não a falta de compromisso e gestão das empresas.. vamos seguindo na boa vontade e aceitando tudo o que vier por parte da Sony… Qualquer problema é só falar que foi a Covid e tá resolvido.

Livio
Livio
Responder a  By-mission
3 meses atrás

Sobre os jogos no PC, sempre fui contra, porém entendo aqueles que defendem que é uma outra captação de receita de jogos da geração passada, pode não aparentar mas o PS4 já é geração passada mesmo que eu, você ou outro ainda não tenha adquirido um PS5. Sobre Days Gone a lógica está correta, é um jogo PS4, lançado há quase 2 anos, foi injustiçado devido aos bugs, mas quem joga nos dias atuais elogia o jogo. God of War é de 2018 e ainda pode ser um system seller para PS4 mas com pouca coisa.

O novo Horizon pode até ir para o PC, de imediato creio que não e este considero um jogo de PS4, pensado para este, logo é sim um dos candidatos a ir para o PC depois de um tempo.

Agora sobre GT, achei ridículo o adiamento de um jogo que se esperava sair na janela de lançamento do PS5 e agora indo para praticamente 2 anos depois. Quem já conhece a Polyphony Digital não ficou surpreso pelo adiamento devido o histórico da dev. Entretanto li um comentário de uma pessoa que geralmente faz comentários ácidos sobre a plataforma PS e para ele a “toda culpa da Covid” é sim válida. Lembra que você falou sobre escaneamento a 8K??? Pois o comentário que li diz justamente sobre isso, a equipe tem que se deslocar a outros países para escanear carros e circuitos e atualmente cada país tem suas regras. A Inglaterra exige no mínimo 2 semanas de quarentena. Agora pense que se for de 1 a 2 equipes a rodar o mundo escaneando, quanto tempo a mais isso vai levar devido as regras de cada país?

Nesse período é necessário refletir e não ir logo jogando uma opinião sobre algo sem pensar um pouco antes. Aqui em casa fui logo tecendo uma opinião contra a vacinação prioritária da população carcerária, mas quando parei para pensar as possíveis consequências eu logo mudei de opinião e com os meus argumentos fiz com que meu pai também revesse e mudasse a opinião dele.

By-mission
By-mission
Responder a  Livio
3 meses atrás

Pah.. Talvez vc não saiba disto então vou tentar ser um pouco mais sensível na forma de dizer isto.:

A Polyphony terceirizou a parte dos scans dos carros… Eles não viajam a lado nenhum mais, fazem exatamente como o estúdio de Forza, compram os scan já prontos e ficam só com a implementação do carro no jogo.

Talvez não saiba mas o conteúdo de GT Sport dobrou de tamanho depois do lançamento do jogo, e por incrível que pareça muito conteúdo esta a ser guardado para o próximo GranTurismo…

“Não havia certeza se isso era único ou parte de um esquema mais amplo para acelerar a modelagem, mas agora temos a confirmação de que é o segundo caso. De acordo com algumas postagens no site de portfólio de arte profissional ArtStation, a Polyphony Digital terceirizou não apenas especialistas locais, mas também de todo o mundo.

Uma artista especialista em CGI em 3D automotivo, chamada HansaPallavi Srinivasan, postou parte de seu portfólio no ArtStation. Srinivasan trabalha para uma empresa chamada izmo, com sede em Bangalore, que parece estar trabalhando nos modelos 3D de Gran Turismo desde 2018. Os carros apresentados no portfólio são o Toyota Tundra TRD Pro, apresentado na atualização v1.40 em junho de 2019, e o Porsche 911 993 Carrera RS ClubSport da atualização v1.53 de dezembro de 2019.

De acordo com uma postagem em seu próprio blog, Srinivasan foi responsável pelos “modelos mid-poly do interior e exterior”. Curiosamente, ela também observou que este é um projeto em andamento para a izmo, e que outros carros em que ela trabalhou ainda não apareceram no jogo. Considerando o anúncio de GT7 e a falta de novidades de GT Sport, é de se imaginar que esses veículos aparecerão no jogo de PS5..

Em resposta a uma pergunta no site da ArtStation, Srinivasan também comenta que o modelo do veículo veio dos escaneamentos da Polyphony, e não dos dados CAD, e este carro levou cerca de três meses para ser concluído. Essa é uma aceleração significativa em comparação aos jogos Gran Turismo anteriores, com seis meses sendo o prazo normalmente citado.

Srinivasan tem um portfólio de jogos relevantes, tendo trabalhado em modelos de veículos no Forza Motorsport 3, 4 e 5, e nos dois primeiros jogos de Forza Horizon.”

Livio
Livio
Responder a  By-mission
3 meses atrás

Eu sei que ela terceirizou o serviço e mesmo assim as restrições nos outros países não é igual a do Brasil onde muita gente ainda anda sem máscara e se aglomerando em festas (familiares ou não). Inglaterra estava em lockdown, salvo engano Alemanha também, como que as equipes locais irão trabalhar com lockdown?

E olhe que nem estou defendendo a Polyphony Digital e sim repliquei o comentário de uma pessoa que frequentemente tece críticas ao PS e ela veio a defender o adiamento do GT7 por ver estas situações.

“É pena mas infelizmente, faz sentido. As restrições nas viagens limitam-nos na visita a várias pistas reais e até a carros mais antigos, sem ficheiros CAD. Não teriam tantos problemas com carros recentes e pistas clássicas mas para os outros, é mais complicado. É um adiamento justificável. E como se tem visto, não será o único”

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  By-mission
3 meses atrás

Estou de acordo com o By Mission e muito que o Bruno falou, senão tudo, está se revelando aos poucos.
Ficaria realmente muito puto se daqui 3 anos o PS5 fosse um Xbox, ou seja, sem exclusivos (ou temporários)
Sem isso console nenhum é nada
No momento há argumentos, mas as coisas começam assim, devagar…

Edson
Edson
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Já colocou, mas não sabemos o impacto disso ainda. Jim Ryan falou dos custos de produção dos jogos, da qualidade dos jogos e pq estão indo para o pc. Falou claramente ( mesmo na linguagem de um politiqueiro) que lançaram os games do ps4 no pc e ficaram vendo a recepção disso pela comunidade PlayStation que não foi negativa, ai entenderam que poderiam colocar mais. Bem, Ahmad disse que a Sony não vê mais o pc como competidor e por isso está colocando seus jogos do ps4 lá. As capas dos exclusivos do ps5 já não dizem que são somente jogados em um PlayStation, fora que os jogos exclusivos do ps5 aumentaram 10 dólares, onde analistas dizem que de 4 consoles ps5, 1 é vendido para um consumidor que não tinha um ps4, fazendo eu pensar que esses novos consumidores poderiam comprar esses jogos ” velhos” não necessitando desses jogos estarem migrando para o pc. A sensação que tenho é que a Sony está sendo extremamente gananciosa querendo ganhar mais e mais com seus jogos ( talvez olhando para as práticas anti consumidoras da Nintendo que estão dando certo com seus exclusivos) e querem lucrar mais e mais, não entendendo o risco que isso possa ter. Pensar que PC não é concorrente é o mesmo que pensar que o xbox 360 não seria, ou seja, completa arrogância que deverá sair caro, caso ela continue com essas práticas.

Livio
Livio
Responder a  By-mission
3 meses atrás

O que tem a ver arrogância com falta de estoque(entrega p/ 6 meses)?? Pelo que sei é um problema a nível mundial.

Jogos a 330 reais, mas sabes que a cotação do dólar está alta não é? Hoje os R$330,00 custam U$61,11.

Adiamentos sempre existiram.

E sobre The Last 2, já deu né.

By-mission
By-mission
Responder a  Livio
3 meses atrás

Vai ser sempre assim se uma pessoa tem uma opinião diferente da opinião de vcs essa pessoa tem que ser calada?
Mesmo com todos os argumentos essa pessoa tem que ser calada só porque pensa diferente de vcs…

É realmente algo incrível um canal que já se chamou playstation mil grau ver esse tipo de movimentação da Sony e dizer isso está errado, mas aqui não, tudo continua as mil maravilhas…

https://youtu.be/BBDBmdr8CvM

Livio
Livio
Responder a  By-mission
3 meses atrás

Eu falei que você deve calar? Contra argumentei os pontos da falta de estoque e do preço a 330 reais.

Agora o do The Last 2 acho dificil a grande maioria que vem aqui diariamente não saber que você odiou o jogo e que toda vez que fala sobre este jogo é num tom de recomeçar uma discussão que já foi iniciada e encerrada várias vezes meses atrás.

Se leu minha outra resposta verá que não concordo, mas em relação aos itens de falta de estoque e preço brasileiro em nada tem a ver com arrogância. Aliás há pouco tempo creio que a Eurogamer citou que era mais vantajoso comprar jogos na PSN brasileira do que nos outros mercados pois realizando a conversão da moeda o jogo saia com preço inferior ao praticado em outros mercados.

By-mission
By-mission
Responder a  Livio
3 meses atrás

Pah eu vou me calar, devo ser eu o errado, a Sony é quem está correta, ela mesmo veio a dizer que subestimou as vendas da PS5 e por isso a falta de estoque https://www.eurogamer.pt/articles/2021-02-24-sony-subestimou-o-interesse-pela-ps5

Ou mesmo outro aumento no preços dos jogos deve ser minha culpa também sou eu que não compreendo Sony…

Esqueci the last of us foi o meu jogo preferido da PS3, e comprar uma PS4 para poder jogar este jogo era mais do que óbvio, mas lá isso é culpa minha também devia ter guardado o dinheiro. Não a Sony a decepcionar tremendamente. A culpa é minha…

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  By-mission
3 meses atrás

Concordo com o que diz mas, não vai ajudar nada se indispor com os outros leitores, cada um pensa o que lhe parece correto, mas não vi ninguém tentando o calar, só argumentando, agora todos temos nossas posições, tá tranquilo.

Livio
Livio
Responder a  Livio
3 meses atrás

Um complemento, a Nintendo anunciou que vai aumentar os preços no Brasil e aí é arrogância??(https://www.eurogamer.pt/articles/2021-02-24-nintendo-switch-online-vai-ficar-mais-caro-no-brasil)

A resposta é só ver a cotação do dólar perante ao real, com previsão até do Governo Federal de que este ano 1 dólar possa custar 6 reais, por enquanto faltam 56 centavos para bater esta meta.

“Através de um email enviado para os subscritores do serviço, a Nintendo avisou os jogadores brasileiros com contas brasileiras que os preços vão ser ajustados para refletir as flutuações da moeda e condições de mercado em constante alteração.”

Ninguém quer perder $$, infelizmente cabe a outra ponta responder com a carteira (e tb contra a cotação)

Ennio Rafael Costa Lima
Ennio Rafael Costa Lima
Responder a  By-mission
3 meses atrás

Perfeito.

eduard08
eduard08
Responder a  Livio
3 meses atrás

Ja era uma coisa certa, so veio a confirmar que nao sera para este ano, que seria melhor que o actual, nao se esperava outra coisa e infelizmente ainda trará um cabo para o ligar a consola
Quanto a novas informações o que ha de novo e que havera um comando para a Vr
Agora e esperar por mais informações e ver quais sao os jogos que estao a ser feitos

Finn
Finn
3 meses atrás

Havia acabado de zerar o Super Lucky’s Tale no One X. Agora com 4k120fps serei obrigado a jogar novamente quando comprar um Series X.

error: Conteúdo protegido