Microsoft tem tudo acordado para a compra da Zenimax media

5 12 votes
Avalie o nosso artigo

Para quem o nome não diz nada, a Zenimax é detentora de vários estúdios, dos quais se destacam a id Software, a Bethesda Softworks, a Bethesta Game Studios, a MachineGames e os Arkane Studios

E se de repente títulos como Dishonored, Wolfenstein, The Elder Scrolls, Fallout, Doom, Starfield, The Evil Within e Prey pudessem passar a exclusivos Xbox?

Pois bem, é o que provavelmente vai acontecer dado que a Microsoft tem tudo acordado para numa movimentação com um custo de (sentem-se pois é a maior aquisição de sempre) 7.5 mil milhões de dólares, adquirir a Zenimax media, que é detentora de todos estes Ips, das equipas consagradas acima indicadas, e de um dos motores mais versáteis e escaláveis do momento, o ID tech 7.

É uma compra de peso, algo verdadeiramente significativo e digno de destaque, não só pelos valores envolvidos, como pelos estúdios  em causa. Uma movimentação da Microsoft que reforça assim os seus estúdios de uma forma gigantesca, passando claramente o número de estúdios da Sony, bem como como adquire tecnologias e IPs de relevo que poderão passar a exclusivos da Xbox, podendo assim deixar de vir a ser lançados como multi plataforma, como estava previsto. E desta vez não com produtoras de jogos Indie, mas com produtoras de alguns dos jogos de grande sucesso e dotadas de valores e tecnologia de topo.

Caso isto signifique que finalmente as novas Xbox irão ter o suporte de jogos de qualidade que merecem, está terá sido uma aquisição que certamente deixou os executivos da PlayStation a engolir em seco.



A aquisição deverá estar finalizada em 2021!



5 12 votes
Avalie o nosso artigo
158 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Felipe Leite
Felipe Leite
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Mário, corrige o nome da empresa no artigo.
No cabeçalho está correcto, mas no artigo está “ZETAMAX”.
Como eu disse ontem no off topic, é só a Microsoft não mexer em nada!
Só deixar o pessoal desses estúdios trabalhar que é uma aposta ganha!
Eu já fiz a pré-compra da PS5, mas saber que vou ficar a xuxar no dedo nos próximos Elder Scrolls, Fallout, Doom, Dishonored (adoro a franquia!) custa muito!
Uma das melhores compras da indústria dos games, sem sombra de dúvida!
Deixo um último comentário :

Só espero que ninguém se lembre (nem Sony e nem MS) de comprar um certo estúdio polaco com nome de midia física vermelha!

bruno
bruno
Responder a  Felipe Leite
1 mês atrás

He, he… Com isto a guerra está aberta…

Por curiosidade vi ontem um comentário de que a Sony conta com 30 biliões para aquisições…

Alguém tem confirmação desta informação?

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Ok… 30 mil milhoes em caixa e diferente de 30 mil milhoes em aquisicoes.

O comentario referia que os 30 mil milhoes seriam para aquisicoes e ja perguntei porque achei o valor muito estranho..

Seja como for, falamos de uma divisao que representa 20% dos lucros… se os tiver que estourar… deve estourar.

Daniel Cardoso
Daniel Cardoso
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Mário e a Marvel por uns míseros 4mM, e hoje em dia é a mais rentável deles… 😉. Sony a deixar passar grandes aquisições que podia ter feito por preço de banana, nomeadamente SE, Marvel quando comprou os direitos do homem aranha e por ai vai.

Ps: Eu se fosse o chefe da Sony dava luz verde para ela comprar a Take-Two empresa essa que beneficiaria a Sony a todos os níveis no futuro, tanto nas consolas tradicionais como para o mundo dos serviços, por exemplo só GTA 6 já teria 1/3 do seu investimento pago, como visionário fazia o seguinte, essa empresa como sempre foi multiplataforma continuava a enviar esses jogos para todos os serviços menos xbox, ganhava dinheiro no PC e na Ps5 que seria exclusivo consola, más manteria os firt paty da sony atualmente a criar 100% exclusivos para consola, com isso a sony ganhava em várias frentes sem prejudicar ambos os lados… Tipo Take-Two jogos PC/Ps5 e serviços, maioria dos firts de renome da Sony jogos PS5/serviços más nunca no PC só via Streming, com isso a Sony teria o mercado PC/Serviços tipo Streming e Consolas tradicionais sem prejudicar nenhum lado, como a Take-Two é multiplataforma ao enviar os seus jogos para o PC na mesma nunca ia ver problemas, já que esses jogos sempre foram multiplataforma e não exclusivos. Uma visão minha que a longo médio prazo seria muito rentável, más que teria sempre que ser bem equacionada.

Daniel Cardoso
Daniel Cardoso
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Eu sei Mário, más tudo depende dos lucros a atingir para o futuro, e o quão visionária a empresa quer ser, a Sony tem capital para isso, agora tudo depende se vai ser lucrativo para eles ou não, claro que é preferível não entrar nessas loucuras e apostar no seguro que são empresas mais pequenas, más ninguém pode negar que a Take-Two é uma aquisição segura, que além de no futuro pagar o seu investimento é uma empresa que taria muitos lucros futuramente e em várias frente nomeadamente a Streming, PC e Consola, agora se algum dia a Take-Two for comprada a empresa que comprar tem mais a ganhar do que a perder.

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Corre sempre o risco de as perder de forma definitiva. A Take two custa uma fortuna… mas representa GTA, Bioshock, Mafia e uma grande seleccao de titulos de desporto.

Entre isso e fazer second, com o risco de deicar a MS colocar as maos em cima…

Marchoshaft
Marchoshaft
Responder a  Mário Armão Ferreira
29 dias atrás

Não tem isso em caixa!
Ela vale isso!
A divisão Playstation teve um lucro total de pouco mais de 2 mil milhões em 2019.

MarcoShaft
MarcoShaft
Responder a  Felipe Leite
29 dias atrás

Eu sempre tenho todos os consoles!
Vou de xbox e com a economia do game pass. junto para um ps5 e até lá ja vai ter muita gente vendendo jogos usados bem mais barato.

Rui
Rui
1 mês atrás

Eu acho o talento da blue point bom e deve ser uma companhia acessível, mas a comprar eu compraria a from software, é japonesa, os ultimos jogos tem sido um sucesso e acho que seria uma super aquisição e secalhar barata.

Ea cara e sem sal, capcom cara mas boa, platinum quer ser independente, a namco tb seria uma boa compra, remedy nao sei, a sega seria exelente enfim escolhas nao faltam a Microsoft virou se para a bethesda, compra colossal e com tecnologias e ips de peso, mas eu compraria a from 😁

Rui
Rui
Responder a  Rui
1 mês atrás

E nao sei porque, tenho a sensação que secalhar a Microsoft nao vai ficar por aqui. Pelas palavras do satya e do phill, talvez mais uma aquisição a curto prazo esteja no plano.

bruno
bruno
Responder a  Rui
1 mês atrás

Eu também acho que não… Nãose está decidida a ter conteúdo para Gamepass.

Edson
Edson
Responder a  Rui
1 mês atrás

Parece que uma empresa japonesa!

bruno
bruno
Responder a  Edson
1 mês atrás

Ha rumores que é a Sega.

bruno
bruno
Responder a  Rui
1 mês atrás

Sega, Capcom, seriam outras aquisicoes de peso. Falamos de Resident Evil, Devil May Cry, Onimusha, Monster Hunter, etc… Segatemos Yakusa, Sonic, etc…

A Remedy… eu acho uma boa aquisição devido ao motor. Acho que com o suporte necessário dar-nos-ia grandes jogos.

Será interessante ver o que se passa agora. Até a Nintendo foi referida..

Daniel Cardoso
Daniel Cardoso
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Espero concorrência agora, Jim Rayen já pensava em monopólio, é caso para dizer que lhe saiu o tiro pela culatra, referente a notícia é uma bomba mesmo, más no meu caso continua na mesma a situação da xbox ou seja irrelevante, eu nesta geração não joguei nenhum jogo da Bethesda. Más não é por não ter jogado nenhum jogo que não recolhessa o peso dessas IP, TES tem um nome muito grande, Doom igual e por ultimo Falout lá por nós últimos jogos terem saido abaixo do esperado ainda tem uma base gigante de fãs… Agora fico a espera do que da sony vai fazer, más se fosse chutar ela prefere investir em talento do que nome de mercado, é só ver aquele estudio chinês que fez aquele jogo do macaco lá, o que a sony tem que fazer é apostar em estúdios novos com muito talento para o futuro, más mesmo assim ainda pode comprar umas IPs de grandes estúdios, vamos ficar a aguardar.

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Fallout? Dishonored?

Eu nao acho que uma empresa em constantes problemas iria vender-se por 8 mil milhoes..

Fernando Medeiros
Fernando Medeiros
Responder a  Daniel Cardoso
1 mês atrás

Fallout 4, Doom 2016, Doom Eternal, Wolfenstein 2. Nenhum desses foi abaixo do esperado, na verdade eles possuem uma resposta da crítica até acima de vários jogos de Playstation inclusive alguns que concorrem a goty… É seu gosto pessoal que te diz que são abaixo da média.

bruno
bruno
Responder a  Fernando Medeiros
1 mês atrás

Fernando, entao… falamos na tua metrica favorita… vendas. Estes jogos nao “venderam 10% da base”, percebes agora?

Ninguem discute a qualidade que e inegavel, discutimos vendas para analisar o preco de aquisicao, o porque de se ter vendido… nessa optica.

bruno
bruno
1 mês atrás

Esta aquisicao e tremendamente significativa e por varios motivos:

1 – O Xbox Game studios ultrapassam os worldwide studios da Sony em numero e agora a concorrencia sera acerrima. Melhor, a MS acaba de receber imensos IPs de peso ao seu catalogo de exclusivos (nao sei se em numero ultrapassam a Sony), populares e capazes de inverter a tendencia. No fundo acabou por ser uma aquisicao necessaria para a empresa ser competitiva para ja, nas consolas…

2-A MS continua a investir forte no Gamepass, e este e o lado mau. Gostaria de saber quantas decadas para recuperar os 7 mil milhoes o servico vai precisar.

3- O que sera do Mercado apos isto? A Sony nao vai ficar quieta… quantas empresas irao continuar independentes? Uma coisa e comprar um estudio ou outro… Outra, comprar uma publisher. E quem diz Sony diz Google, diz Facebook, diz Amazon… Tanto fabricantes como editoras irao reagir a isto… haverao movimentacoes muito interessantes nos proximos tempos..

4 – Que mais a MS vai adquirir?

Felipe Leite
Felipe Leite
Responder a  bruno
1 mês atrás

Esse é o meu medo!

Como disse no exemplo que dei no meu comentário (CD project Red) , há alguns estúdios que se fossem adquiridos, seria um enorme golpe na indústria como um todo!
E vamos falar a verdade a Microsoft possui fundos suficientes para quebrar o mercado se ela quiser.
Estúdios como CD project Red, Rockstar, Take 2, Rocksteady dentre outros devem permanecer independentes, sob pena de realmente eliminar a concorrência do mercado.
Imagina (mundo utópico) que a Sony resolva quebrar o porquinho, ir para o all-in e compra a Rockstar.
Eu sinceramente, não ficaria nada feliz.
Seria um impacto absurdo na indústria, nada de GTA, red dead nas outras consolas?
Depois de 2 anos(ou mais) no PC?
Não é o mundo que eu quero viver como jogador.
Eu gosto quando estúdios médios/pequenos com talento e espa para melhorar.
Quando um estúdio do porte da Zenimax é adquirido, é simplesmente um golpe (de mestre) de mercado.
Não há nenhum mérito ou espaço para argumentação.
Mercado puro e duro.

bruno
bruno
Responder a  Felipe Leite
1 mês atrás

Como utilizador PS, e fa das suas consolas e plataforma, acredita que ficaria contente ao saber que a Sony adquiriu algumas da que referes… CD projekt Red (e depois financiava remakes dos dois primeiros titulos da saga The Witcher), a Take Two tendo Red Dead Redemption ou LA Noire, ou ate mesmo Bioshock…

Mas percebo o que dizes e partilho os teus receios…

Infelizmente, as empresas nao podem ficar paradas ou arriscam-se a dar as fichas todas ao adversario e infelizmente o que referes ira ocorrer. Talvez nao com a Take Two (as suas series tem imenso sucesso..), mas uma estudio como a CD Projekt Red… nao sei nao…

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Concordo que e tudo ou nada… mas nao para a Xbox… para o gamepass. Ele em 6 meses cresceu 50%, e creio que e o servico do genero com maior adopcao… O Stadia esta morto, o PS Now esta a crescer mais lentamente… a MS neste momento e nesse mercado e lider e acho que isto foi o que motivou a compra.

A bethesda possui um historico de titulos de peso… quantos Fallout ja houveram? Imaginas tudo isso no gamepass? Ou tudo isso, retrabalhado como o fez para gears no gamepass? Isto nao custara muito dinheiro…

E sobre o investimento e recuperar dinheiro… eu nao acho que ela queira recuperar o investimento. A Microsoft farta-se de investir e perder dinheiro sucessivamente… a Nokia, o Zune, etc… isto e apenas mais um no longo historial.

Mas aqui ha o potencial de retorno, a longo prazo, ha o potencial de se tornar lider num mercado e ter um servico cloud que acabara com outras plataformas… Penso que foi isto que motivou a compra.
Isto sem contar com lucros de servicos como E Sports etc…

Depois, o desenvolvimento de jogos, uso do DX e Windows, aqui ela tambem faz dinheiro… e controlando a plataforma… controla isso.

Alem disso…

Diz-me tu nao achas toda esta transicao geracional demasiado smoke and mirrors? Eu acho. Nos nao sabemos as movimentacoes das empresas nos bastidores. Ha imensos rumores de tentativas de aquisicao, de empresas mexerem-se mas nada nunca foi confirmado…

Nos nao sabemos se o que motivou a compra veio dai, mas sabemos que outras empresas estao a fazer secretismo.

Uma outra perspetiva e esta guerra comercial com a China, pais ligado ao Irao e a Coreia do Norte… que e tudo menos guerra comercial… nao te esquecas da Tencent e muitos outras empresas com capital chines.

Pode ser muita coisa.

bruno
bruno
Responder a  bruno
1 mês atrás

Mais uma coisa.

Pensa no estado atual da Xbox… Halo sofreu um enorme backlash, e foi adiado. E de resto o que e que a empresa tem? Nada! Sim, porque Gears e Forza nao irao inverter a mesa… Por muito bons que sejam, por si so, nao conseguem…

Sim, a MS adquiriu estudios recentemente… mas todos eles de pequena monta… Obsidian cujo o ultimo outer worlds parece uma geracao atrasado graficamente… Double Fine que so fez indies…

Compara agora isso com a Sony, que so nesta geracao criou franchises AAA que vendem tanto quanto Call of Duty na PS… Uncharted nos 16 milhoes, Horizon nos 11 milhoes, Ghosts, Days Gone…

A isso adiciona que com retro com PS4, amigos online, trofeus e tudo o que mais, os jogadores tem mais tendencia a manter-se na mesma plataforma…

A Sony estava com um momentum muito grande e a MS sabia perfeitamente que sem uma grande bomba nao poderia competir… ja estava a perder nos polls de adopcao… Nao estou a dizer igual a Xbox ONE… estou a dizer, muito pior que a Xbox ONE…

Depois tens os devs a elogiarem a PS5, a sua facilidade de programacao (e se duvidas havia o facto de os engenheiros da Id terem apagado os twitts apenas prova que efectivamente assim e)… a Microsoft arriscava-se seriamente a ver a sua plataforma receber versoes capadas ou mal optimizadas… (devido ao que sabemos, IO e sabe-se la mais o que a Sony tem no hardware)… porque iria ter uma consola com pouca fatia de mercado…

No fim terias uma Xbox irrelevante, a acumular nas prateleiras, e o gamepass sem users…

Concordo que isto foi tudo devido ao gamepass, mas a MS esta a usar a consola para levar a adopcao do Gamepass.. a imagem do servico esta associada a consola… a imagem do catalogo de qualidade esta associado a qualidade dos jogos que chegam a consola…

(sim, porque apesar dos fanaticos repetirem que exclusivos nao importam… exclusivos nunca foram tao importantes como agora… como muitos analistas de mercado ja o diziam… e a MS sabe disso.)

Basicamente, acredito sinceramente que se nao fizesse algo em grande a MS deveria desistir completamente do mercado… nem o gamepass iria inverter a tendencia.

E acho que a aprovacao por parte da empresa no geral veio do potencial, tanto do mercado gamer,(lucros da Sony que representa o valor potencial do mercado) como do gamepass como servico e a dimensao que pode atingir… Em 7 anos, gamepass+ consola podem recuperar o invesitmento.

Eu tenho reaccoes mistas… esta aquisicao resulta numa Xbox mais forte e competitiva e isso e excelente, porque obrigara a Sony a continuar a inovar, inventar e investir … por outro lado, resultara num gamepass mais forte e isso e pessimo… mas seja como for, isto nao ira continuar para sempre, e como disseste e o tudo ou nada a partir de agora.

Contudo, esta atitude e estas aquisicoes ja por si se previa… nos sabemos que depois de acordar para a vida em 2018, a empresa andou como louca a procura de estudios… os rumores falam de varios, desde a Bluepoint, a Platinum, a Sega, a EA… etc..a empresa nao tinha outra opcao.. os jogos a demorarem 4-5 anos a serem feitos… a unica saida seria continuar como estava ou investir forte e feio… e nos momentos de transicao em que estamos agora e que se definem geracoes… e popularidade de servicos e sua adopcao.

Ja por isso nao estou a concordar com as politicas da Sony… que vejo como erros muito, muito grandes…

Lancar no PC jogos so ajuda a Microsoft. A ninguem lhes custa assinar gamepass e comprar um Horizon no steam… Torna a consola e plataforma PS irrelevantes.. e da argumentos aos muito fazedores de opiniao que andam em foruns e escrevers ertigos para Bloomberg e Yahoo finance. Olha o Tom Warren para veres fazedores de opiniao, peritos em deturpar a realidade. Eles vao transformar o facto de a Sony nao lancar tudo num tema “moral” e de “justica”, assim como estavam cegamente a tentar passar a ideia de que exclusivos eram um cancro e uma “injustica” (nao e nem uma coisa nem outra, e apenas neogcio e sobrevivencia de empresas).

Andar a por Horizon 2 cross-gen, um franchise que tem tudo para ser gigantesco, com um lore e um estilo equiparavel a Avatar, grande asneira…

Imaginas se Horizon fosse demonstrado como as techdemos de Unreal 5 ou Unity, o peso que teria e o quanto esta aquisicao nao significaria nada, ou significaria menos?… Ja percebes as reclamacoes e a revolta?… Isto e pura falta de visao de mercado… sobre algo que ja se adivinhava ha anos!…

Agora tens a Sony sob fogo depois de anunciar apenas cross-gen, sob fogo devido as asneiras sobre upgrades (evitavel se Miles Morales fosse completamente next-gen e anunciado como introducao para a segunda entre de SM e deixassem a primeira entrega em paz), evitavel se Ratchet e Clank fosse completamente next-gen…

Esta altura do campeonato nao e altura para se pensar em utilizadores PS4 mas para vender a PS5, e muito menos em ganhar dinheiro mas em gastar dinheiro…

Imagina agora se a Sony tem trunfo na manga de que o hardware na PS5 que esta a venda e na realidade baseado na patente de dupla GPU ou APU… esmagava a Xbox em performance…

Mas nesta altura? Altamente improvavel…

E seria uma noticia ainda melhor se… mostrasse graficos next-gen… mas ja perdeu Horizon II, SpiderMan Miles Morales…

Muita asneira, e muita asneira grave.

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Monopolio nao sei se cria… porque concorrencia vai sempre haver.

O bom disto (se e que se pode falar em “bom” nisto) e que ira inevitavelmente levar a consolidacao com empresas a associarem-se entre si..

Os receios do Filipe irao confirmar-se… veremos o que a Sony consegue apanhar. Eu tentaria garantir os franchises associados a PS… primeiro.

E sim, se a empresa deseja sobreviver… tera que abrir os cordoes a bolsa… e entrar em prejuizo.

marcio
marcio
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

entao,mas a ea se associou ao gamepass,essas empresa como ea ou take two nao estao vendo que a microsft caminha para um monopolio absoluto,se iss ocontinuar um dia essas empresas serao escravas da microsft ou fecharao,vai chegar um dia que as pessoas as pessoas estaram tao acostumadas com o gamepass,que eles vai falar eu nao vou comprar call of duty por 60 dolares,ou ele entra no gamepass ou tchau,ai eu quero ver,ai vai ser tarde demais,e quando isso acontecer,a microsft(se conseguir monopolio)vai cabar com as geraçoes,deixando a tecnologia presa por 10 ou 15 anos,ele vai fazer o que quiser,vai poder por o preço do gamepass la em cima,abaixar a qualidade aqui,e ai nao tem para onde correr,porque se voce nao ceitar ,nao tera nada para jogar.

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Tecnicamente a ZeniMax ja foi paga… com 7 billioes.

Agora tem que pagar salarios… mas pensa nisto. A bethesda tem sobrevivido com jogos que nao vendiam por ai alem, excepto talvez Fallout e The Elder Scrolls. Eu acredito que a MS consiga controlar os gastos… e criar hype. Ela e perita em criar Hype.

Ja por isso repito… a Sony a seguir os passos e andar com cross-gen que afirma que sao next-gen… muito, muito mau..

Daniel Cardoso
Daniel Cardoso
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Sabe uma coisa engraçada Mário?! É que Os faboys da Microsoft pensam que os 15 milhões já da lucro, eles fazem as contas mais simples possivel ou seja 10 euros mês X 15.000.000 = 150.000.000 ou seja chega a ser engraçado, dizem eles que em 4 mesee são mais de 1mM?! O problema é que eles se esquecem que desses 15 milhões a Microsoft não diz quantos estão a pagar a preço cheio, dito isto muitos ainda estão no esquema da chulice das chiclete, perfumes e mais outras perfumarias que bem junto o game pass, para não falar do esquema de 1 euro/dólar/real não sei se atualmente ainda existe isso, além deles fazerem essas gabirras e pouco lucro para a Microsoft, eles não tiram a despesa com o serviço, manutenção, funcionários etc, fora o que eles ainda tem que pagar as thirds para la enfiar os seus jogos e não deve ser só 1 ou 2 milhões, é preciso pagar mais para lá ter esses jogos, depois vem a questão da qualidade dos jogos, e essa qualidade é preciso pagar, para se fazer um jogo tipo TLOU é preciso gastar muito dinheiro na criação do dito jogo, um novo TES deve de rondar os 100 ou 150 milhões para ser feito um Doom da vida entre 50 ou mais e por ai vai, e é ai que os faboys não vêem que o game pass é prejudicial a indústria dos jogos, para se ter qualidade é preciso pagar e não é com um serviço a 10 ou 15 euros que se paga jogos AAA ainda por cima no lançamento e onde os games estão cada vez mais caros de produzir, por isso as contas desses Faboys é sempre facil de fazer, eles só fazem a soma e nunca tiram as despesas e percas que podem ter futuramente.

marcio
marcio
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

bom sobre ,como o gamepass vai dar lucro,uma pessoa me disse que a aposta e por microtransaçoes,ainda mais no mercado mobile.

bruno
bruno
Responder a  Daniel Cardoso
1 mês atrás

Bem eu nao sei onde eles foram buscar isso… 150×4 sao 600, nao 1000 (assumindo que 1mM representa mil milhoes).

Ha aqui muitas assumpcoes erradas da parte desses senhores. Primeiro, assumem que esses 15 milhoes sao utilizadores continuos que pagarao para sempre… nao sao… sao talvez um maximo obtido… ou uma media…

Depois, assumem que os 15 milhoes estao todos contentes a pagar 10 euros/mes todos… nao estao… que parte desses apanharam as promocoes especiais…

Depois esquecem-se do gasto… TLoU part 2 vendeu 5 milhoes na primeira semana… a 60 euros a copia da 300 milhoes… se costou 150 milhoes ja se pagou e deu lucro…

E servidores tem que ser mantidos…

Se assumirmos uma media de 75 milhoes de desenvolvimento… isso da 750 milhoes para por 100 jogos AAA.. O Gamepass tem um catalogo com 200 titulos.

Daniel
Daniel
Responder a  bruno
1 mês atrás

A Microsoft continuará a ganhar dinheiro com a venda de jogos no mercado tradicional, com a venda de dlcs, além do gamepass, o problema aqui é quanto.
Sea of Thieves, por exemplo, só na Steam já bateu 2 milhões de unidades vendidas a preço de $39,90. A Microsoft não vai limitar a venda desses jogos nas outras plataformas, tendo o diferencial o gamepass day one (só aqui já basta), até porque ela precisa reaver o dinheiro, ou parte dele; e concordo com você, ainda assim, a conta não fecha.

Marcelo
Marcelo
Responder a  Daniel
1 mês atrás

Exatamente, Bruno. Eu já li por aí que mesmo jogos no pass conseguem vender bastante. Fora o que muitos gamers gastam com microtransações.

Por enquanto não sei se dá lucro, mas como foi de 10 milhões para 15 milhões de usuários rapidamente, vamos acompanhar como a coisa anda

Marcelo
Marcelo
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Ninguém sabe de quantos usuários eles precisam pra começar a dar lucro. O fato é que esse número existe, mas só a gente lá de dentro sabe qual é esse número, e eles estão atrás dessa meta de assinantes

Não é possível que seja algo que não lucre nem com 70 milhões, eles certamente fizeram um cálculo antes.

Com as assinaturas vai demorar muito a pagar essa compra da zenimax, mas se Skyrim está indo para a terceira geração seguida de consolas é porque ainda vende bem e dá muito lucro (mesmo caso de GTA V, que vende ainda mais)

Ainda acho que, até por isso eles devem lançar pra outras plataformas também muitos jogos, eles precisam se pagar. O Phil Spencer já disse que vai ser analisado caso a caso. Se for um jogo de muito grande orçamento (Como um Elder scrolls novo) eles não vão poder ignorar o PlayStation, precisam disso pra lucrar

Por outro lado a venda de consoles também pode influenciar nessa decisão. Se o novo Xbox tiver vendas modestas face a um número bem maior do PlayStation, eles lançam para todas plataformas.

Mas se o Xbox tiver vendas mais expressivas que o One (digamos uns 70 milhões ou mais) eles podem se dar ao luxo de lançar apenas para essa plataforma alguns jogos. Pode haver algum Wolfenstein ou Evil within que não esteja no PlayStation mas esteja no Xbox por exemplo

Livio
Livio
Responder a  Marcelo
1 mês atrás

O problema é, são realmente 15 milhões de assinantes ativos?

Ou incluem as contas de pessoas que acessaram através dos vouchers que tinham na caixa do Trident ou daqueles que iam na Subway?

Contam com aqueles que ficam a criar mensalmente contas para usufruir dos descontos?

E como fica a conta daqueles que assinaram por 3 anos a um preço baixo (1 dólar/euro??) devido a um bug?

Resumindo, são 15 milhões de assinantes com contas ativas e que renovam mensalmente/anualmente ou estão a contar simplesmente o número de contas criadas para ter acesso?

Marcelo
Marcelo
Responder a  Livio
1 mês atrás

A grande maioria certamente sim. Como ocorre com quase tudo que há, sempre a maioria adquire um serviço ou produto de forma convencional em relação aos que adquirem por causa de uma promoção.
Esses que pegaram com um bug, você acha que chega a 1 milhão de usuários dentre os 15 milhões? Nem perto disso…

marcio
marcio
Responder a  Daniel
1 mês atrás

ela vai apostar em microtransaçoes.

Daniel
Daniel
Responder a  marcio
1 mês atrás

Não diria nem que microtransações será o prato principal, mas dlcs aos moldes de FH3 e FH4 vai rolar aos montes. Assim, dos males o menor, pois as dlcs dos jogos da Playground são excelentes.

Fernando Medeiros
Fernando Medeiros
Responder a  bruno
1 mês atrás

O ganho indireto com o gamepass é enorme. Ele leva várias pessoas a experimentar jogos que geralmente não comprariam, e eles compram na loja da Microsoft. Ele também leva pepssoas a ficarem viciados em alguns jogos. Sea of Thieves, Forza Horizon 4, Gears 5, Halo MCC, Halo 5 e Grounded estão semanalmente na lista de jogos mais jogados da Xbox Live. Esses são utilizadores que não irão embora, mas provavelmente irão acabar comprando skins dentro do jogo, como é feito com fortnite ou COD batle royale. Esses jogos free to play seriam um modelo pro fracasso ainda maior que o gamepass supostamente é, mas eles geram milhões por mês.

bruno
bruno
Responder a  Fernando Medeiros
1 mês atrás

E enorme? Tens numeros? Porque o que eu vi e sei, foi uma admissao de que os lucros… nao sao grande coisa…

https://www.pcgamer.com/xbox-game-pass-isnt-a-big-profit-play-now-says-microsoft/

O ponto e deste – o ganho nao se traduz em nada… a nao ser em declaracoes marketing que tu vens para aqui repetir.

A economia da coisa nao fuciona.

Livio
Livio
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Mesmo pensamento que tenho há meses. A MS investiu num console de topo, num de entrada, promoções de valores baixíssimos para aderir ao GamePass, aquisições de estúdios….

Uma vez coloquei o seguinte comentário: “Parece que a MS está utilizando sua última ficha de continue e partindo para o tudo ou nada”. E é isso que eu acho, ela está investindo horrores de $$ para ver se a situação muda, se ficar competitiva igual na geração 360 creio que ainda continua no ramo de hardware, se continuar do jeito que foi a geração Xbox One ela sai do hardware e fica nos serviços, nesse caso ela aproveita os estúdios comprados, focando na sua loja online.

O triste foi ver a enxurrada de comentários com: “Vamos receber Fallout day one com 1 real”, “Muitos diziam que Gamepass não taria resultados”, “E aí? É assim que o GamePass diminui a qualidade?”.

Só aqui foram 7.5 bilhões quero ver de onde irão tirar o retorno

Trevisan
Trevisan
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Como a Micro vai recuperar o investimento ? Talvez pela minha percepção ela está ensaiando para virar talvez uma publisher third. Os jogos como Doom, Fallout, wolfstein não vão sair do PS.

bruno
bruno
Responder a  Trevisan
1 mês atrás

Gamepass… tudo isto e parao Gamepass… Virara third se tudo falhar, ou entao, e mais provavel, fecha tudo.

Lucas Diogo
Lucas Diogo
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Só queria saber agora o que vai acontecer aos jogos da bethesda no psnow já que lá tem Fallout 3, 4 e New Vegas, Dishonored 1 e 2, Doom, The Evil within 1 e 2, Elder scroll 4, Prey, Wolfenstein(Todos menos o mais recente eu acho) em princípio a Microsoft vai tirá-los já que é um competidor direto.

bruno
bruno
Responder a  Lucas Diogo
1 mês atrás

Ha contratos em vigor. Logo ou sao quebrados e tem que haver compensacao financeira ou a MS espera ate ao fim (estes contratos cobrem um periodo de tempo) e depois nao renova.

Edson
Edson
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Estão todos pensando que esses games não sairão para o playstation, mas eu duvido! A MS quer vender o game pass de qualquer jeito, porém ela não abriria mão da venda direta desses games no playstation , ainda mais sendo games AAA como são. Creio que a ideia msm é serem day one no game pass, como falaram e ai está a pseudo exclusividade. Estou vendo que mais cedo ou mais tarde, a MS começará a experimentar uma abordagem de acabar com as vendas de alguns jogos, disponibilizando-os somente no game Pass, mas por ora… Esses games certamente estarão para vendas no ps5, steam e xbox, indo até msm para o switch e o sucessor do mesmo, até que o game pass tenha mais assinantes. Ontem foi dito que o serviço está com 15 milhões de assinantes!

bruno
bruno
Responder a  Edson
1 mês atrás

Pode ser… Mas isso nao ajuda muito o Gamepass… e para isso nao gastava 7 billioes a comprar a empresa (porque tem que pagar salarios daqui para a frente), gastava esses 7 billioes a garantir esses e outros titulos…

Os jogos da Bethesda dispensam apresentacoes…

Edson
Edson
Responder a  bruno
1 mês atrás

Bruno, a MS precisa não só de novas franquias para sua casa, e sim, de qualidade! Ela precisa desesperadamente acabar com essa coisa de MS significar matar franquias, por isso trouxe toda as equipes da Zenimax, para não perder o DNA dos jogos. Ah! Há rumor de compra da Nintendo pela MS ou são suposições suas, Bruno?

bruno
bruno
Responder a  Edson
1 mês atrás

Sega… o rumor veio do 4chan.

Sobre a Nintendo, foi em resposta esse rumor e foi sugestão de um utilizador no forum mas em fusao entre Sony e Nintendo.

Edson
Edson
Responder a  bruno
1 mês atrás

Eu venho falando com amigos há tempos que ainda veremos Sony e Nintendo juntas! Ambas trabalhando em prol do mercado clássico e unindo forças, com um console.

bruno
bruno
Responder a  Edson
1 mês atrás

Nao sei.. A verdade e que a haver consolidacao do mercado nao sei se a Nintendo sobrevivera sozinha. Mas a Nintendo, estruturalmente, e uma empresa muito complicada… com raizes na Yakuza japonesa.

Se houvesse fusao… veria a Nintendo e continuar com o sabe fazer melhor, portateis e acessorios, com a Sony e a PS a definir o hardware base (ram, processadores, armazenamento)… O melhor da Nintendo e que a Nintendo deve se deixada sozinha a fazer o que faz de melhor.

Edson
Edson
Responder a  bruno
1 mês atrás

Sim, faz sentido o que disse! Eu imaginaria um console feito pela Sony e a Nintendo entrando com uma parte do custo de produção, onde ambas alimentariam esse console com seus exclusivos!

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Acho que tudo depende de quantas mais aquisicoes a MS fizer..

Se os rumores se confirmarem, a Sega e a proxima.

E a verdade e quea Nintendo continuara encurralada na posicao em que esta…

Daniel
Daniel
Responder a  bruno
1 mês atrás

A Sega, se confirmar, a TGS é o momento certo. Mas valerá a pena?
Há IPs fortes como Sonic, Yakuza, Phantasy Star, Shin Megami Tensei, Persona, Panzer Dragon, Virtua Fighter, Company of Heroes, etc. Há também alguns estúdios fortes como Creative Assembly, Relic, Ryo Ga Gotoku (estúdio exclusivo de Yakuza) e a cereja do bolo, Atlus. Há vários outros estúdios (até mais que a Zenimax), e só esses 4 me parecem especiais, e repare que eu citei só 2 estúdios do Japão. Será que vale a pena pagar $ Bilhões num conglomerado desses? Fazendo uma comparação com a Zenimax/Bethesda; ambas tem IPs fortíssimas, só que os estúdios da Sega, em sua maioria, não dão conta desse legado (IPs),que já foi forte no passado.

bruno
bruno
Responder a  Daniel
1 mês atrás

Para gamepass. Os titulos da série Persona? Então não?

Um rumor afirma que houve mais duas aquisiçoes pos Bethesda, mas diz que são estúdios.

Lucas Diogo
Lucas Diogo
Responder a  bruno
1 mês atrás

Não há uma lei no Japão que impede de empresas estrangeiras de comprar um empresa japonesa?

Livio
Livio
Responder a  Edson
1 mês atrás

Duvido, não lembra o motivo do PlayStation ter surgido?

Não sei o quanto seria forte a consequência de uma traição na cultura japonesa, mas Nintendo e Sony se aliarem?? Só se a Nintendo aceitar os termos muito vantajosos para a Sony.

Pensando nisso nem sei se uma aliança com a Sega também se concretizaria, mas nesse caso a Sega só oi esnobe com a Sony.

Edson
Edson
Responder a  Livio
1 mês atrás

Pq a Nintendo teria que ceder à Sony, Livio?

Livio
Livio
Responder a  Edson
1 mês atrás

Foi o que eu disse acima, não sei como a cultura japonesa trata aqueles que um dia te “traiu”, não lembra do caso SNES Playstation? No qual a Nintendo e Sony assinaram um acordo para um SNES com leitor de CDs e depois a Nintendo não gostou que a Sony iria ganhar mais royalties na venda dos jogos através do CD desfez do acordo e anunciou de surpresa, em uma conferência de eletrônicos, a parceria com a Philips?

Se essa questão de “traição” for muito forte por lá a Sony não iria se juntar com a Nintendo sem que essa relembre o que fez no passado.

Livio
Livio
Responder a  bruno
1 mês atrás

Essa da Sega vem desde meados de março, pois surgiu uma publicação de algo que seria revelado , se não me falha a memória, dia 14 de junho de 2020, entre Sega e MS. Coincidentemente era próximo ao aniversário da Sega e tb daquele anúncio “bombástico”(tal quanto a revelação do PS5) do Game Gear pocket.

Hiago
Hiago
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Em outro artigo eu comentei que achava um erro a Sony gastar milhões em exclusividade de third party e que ela deveria investir e expandir seus estúdios internos. Tá ai uma situação que deixa a Sony de calça curto e eu gosto bastante, porque com concorrência a Sony arrogante vai embora e começa a “pensar no consumidor” tendo em vista que ela já está a mostrar suas garrinhas e verdadeiro natureza.

Edson
Edson
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Sim, mas a MS com essa aquisição, terá os melhores shooters e RPGs ocidentais do mercado! Mário, é uma aquisição que põe sim a Sony em perigo e duvido que fique por ai. A MS deverá comprar mais empresas de grande porte, creio que orientais.

bruno
bruno
Responder a  Edson
1 mês atrás

Edson, vamos com calma…

Uma grande aquisicao?… Sim. Colocar a Sony em perigo?… Nao. Coloca sim um grande desafio e cria concorrencia forte.

Em shooters a Bethesday tem Doom e Wolfenstein. E apesar de bons, nenhum ultrapassou call of duty ou os shooters mais populares.

RPG, tem Prey, Dishonored, The Elder Scrolls e Fallout. E claro depois temos Starfield.

Destes so The Elder Scrolls e Fallout sao de “peso”. Os Doom tem nome mas nao venderam por ai alem e Wolfenstein idem.

Quando tens um mercado com uma CD Project Red a fazer The Witcher e Cyberpunk, Take Two com Red Dead, Square Enix com Final Fantasy e Avengers, Sony com Ghosts, Days Gone ou Horizon, Ubisoft com Assassins Creed, Watch Dogs,… diria que ha muito peixe no mercado ainda.

A Sony criou imensos franchises de peso na atual geracao. Ghosts of Tsushima, Horizon (ha mais de um ano ja passou os 10 milhoes de copias vendidas).

Quem estava em perigo, e num grande perigo era MS e Xbox, que com isto tornou-se competitiva.

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Acho que precisa.

Exclusividades temporarias nao resolvem o problema, e adiar aquisicoes pode ser fatal.

Entregar mais jogos e muito bonito mas ou sacrificas qualidade, ou adquires equipas. E tens que adquirir equipas.

Repara na Bethesda… tambem eram exclusividades temporarias e agora so servirao para publicitar os Xbox Game Studios.

Se a Sega for a proxima, a PS passou as ultimas duas geracoes a publicitar um franchise agora exclusivo da Xbox… a serie Yakusa. Com um avancar da tecnologia, um remake a la Bluepoint… ja imaginas?..

Tens que considerar que isto e uma guerra Mario. O que impede a Microsoft de continuar para a frente?

Estourar dinheiro em exclusividades temporarias…. e perder tempo, tempo precioso e recursos.

A Xbox deu-se mal com isso na transicao 360/ONE… e a Sony a seguir os passos nao se ira dar bem.

Sobre a Sony ter previsto ou nao…

Acho dificil a empresa nao saber que a rival se estava a movimentar em aquisicoes… a MS ja estava a anunciar isso desde 2018 pelo menos! Com a aposta no gamepass, o tamanho da MS e o seu historico… com o perigo que o gamepass representa em termos de poder transformar o mercado e a posicao da Sony em querer o mercado a funcionar de forma como esta…. a Sony teve que ter tomado providencias e se nao tomou foi azelhice. (e depois de ter deixado escapar a ready at dawn… tambem acredito em azelhice)

Ja por isso, e tendo em conta a popularidade da Nintendo,… e o papel que esta empresa teve na historieta do online partilhado… nao me custa nada a imaginar.

bruno
bruno
Responder a  bruno
1 mês atrás

Falando no porque das exclusividades temporarias ja nao funcionarem…

https://www.eurogamer.pt/articles/2020-09-22-rumor-sony-queria-starfield-como-exclusivo-temporario

A Sony deve usar o dinheiro para assegurar IPs… de froma definitiva.

Varios analistas ja diziam em 2018, que o que definiria esta geracao, mais que o hardware, sao os IPs.

Se se puser a gastar dinheiro em exclusivos temporarios, corre o risco de os perder de forma definitiva.

Edson
Edson
Responder a  bruno
1 mês atrás

Talvez a Sony adiantou as pré vendas, sabendo que a MS anunciaria esse aquisição pela semana.

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Boa pergunta. Será que a Sony preveu e tem uma resposta a curto prazo?
Uma boa resposta, era a aquisição da Remedy 🙂

Daniel
Daniel
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Eu já penso que a Sony precisa se fortalecer um pouco com alguns estúdios para consolidar ainda mais a playstation studios. Estúdios como Remedy, Housemarque, Quantic Dream e Platinum são estúdios de pequeno/médio porte que vão de encontro ao que a Sony pensa sobre jogos. Em destaque a alta produtividade da Platinum que tem conseguido lançar quase um jogo por ano, se não excelente, minimamente bom. Um pouco a mais de recurso/acompanhamento deve ser suficiente para o próximo nível.

Livio
Livio
Responder a  Daniel
1 mês atrás

Quantic Dream já era, foi outro que a Sony perdeu.

bruno
bruno
Responder a  Livio
1 mês atrás

Nao diria perdeu… diria que deixou ir. Pouco depois d fim do contrato o estudio viu-se envolvido em escandalo sobre comportamento obsceno, ambiente toxico e descriminacao e abuso. Sofreu um processo em tribunal da parte de dois ex-funcionarios e perdeu.

A Sony distanciou-se mesmo a tempo, ou no mundo de hoje ja teria sido envolvida.

Edson
Edson
Responder a  bruno
1 mês atrás

Bruno, digo na quantidade! Doom foi o melhor shooter de 2016, Wolfenstein de 2017. Não gosto de franquia nenhuma deles, mas foi um belo golpe na Sony, principalmente nos EUA, mas a Sony responderá certamente! Seria a Capcom?rs

Daniel
Daniel
Responder a  Edson
1 mês atrás

Pior que a Capcom é a cara da Sony, sem contar o fator nostalgia de alusão RE, DMC e Onimusha nos console Sony.. Seria um belo golpe na Nintendo também, tendo em vista que Monster Hunter faz um relativo sucesso nos consoles da empresa do Mário. Seria um investimento alto, mas acredito ser pagável pela Sony.

bruno
bruno
Responder a  Daniel
1 mês atrás

A Sony tera que entrar em prejuizo se se quiser precaver. E sim, seria.

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  bruno
1 mês atrás

Bruno falando em aquisições por parte da Microsoft, acho que um estúdio que eles estão de olho em adiquirir é a Cd project red, eles são muitos próximos e vivem tecendo elogios um ao outro.
Concordo com você quando no comentário acima falou que é um erro a Sony querer lançar seus jogos no Pc, pois isso agora só tem a beneficiar a Microsoft.
No mais como você falou varias vezes a Sony mais do que nunca vai ter que abrir a carteira goste ou não em resposta a isso e minha opinião é que agora mais do que nunca vale mais a compra de um Pc do que um Ps5, as franquias Doom e Wolfenstein são minhas preferidas e a Sony indo lancar jogos no Pc, o Ps5 pode ter o I/O que for o desempenho que for, mas o Pc parece ser a melhor aquisição.

bruno
bruno
Responder a  Daniel Torres
1 mês atrás

E um pensamento perfeitamente valido. E como tu muita gente pensa o mesmo.

Andrio
Andrio
Responder a  bruno
1 mês atrás

Aqui eu concordo contigo. To vendo rumor de sair Metal Gear Collection para Ps5 e PC. Não vejo como isso pode ser bom para a sony.

bruno
bruno
Responder a  Andrio
1 mês atrás

Oficialmente nao e um exclusivo… de forma nao oficial… se a Sony lancar remasters para PC e remakes para a PS5. Ai ja se consegue perceber a ideia.

Rui
Rui
1 mês atrás

Eu espero mais aquisições e a Sony deve responder, aonde a microsoft vai buscar dinheiro para isto tudo (project scarlett + vender a consola com prejuizo + gamepass + novos estudios em catadupa + ordenados dos funcionarios) não faço ideia, mas o problema também não é meu.

Agora fico satisfeito de ver a microsoft a finalmente olhar para a secção da Xbox não como aquela secção engraçadinha dos jogos e talvez como uma secção fundamental no futuro da própria empresa, da cloud etc.

E digo desde já, não gosto nada de ver a microsoft a deixar jogos na concorrencia, uma coisa é nintendo e o pc, outra coisa é a Sony com minecraft e os jogos da bethesda e mais um ou outro que posso estar a esquecer, não vejo a sony a fazer favores à microsoft em lado nenhum (até no cross play andavam feitos chicos espertos) logo para mim era cortar qualquer tipu de suporte à sony.

A Microsoft tem o know-how, tem o dinheiro, tem as estruturas para combater e vencer a Sony, não desejo a morte da Playstation, quero a Playstation viva, a Xbox viva e gostaria de uma Nintendo diferente.

Mas gostaria de ver um combate cerrado e nada de paninhos quentes, parece que isso finalmente está acontecer, em todas as frentes.

bruno
bruno
Responder a  Rui
1 mês atrás

Concordo plenamente contigo.

Sobre o dinheiro, a Microsoft desviou de outras divisoes. Tens a Azure, o Windows, a MS e uma empresa muito grande com receitas nos trillioes, e ja nao e a primeira vez que estoura largos billioes em aquisicoes, mesmo que nao paguem, mesmo que passados dois ou tres anos abandonem.

E uma aposta, nao na Xbox, mas no gamepass. (claro a Xbox colhe os beneficios na mesma) devido ao aumento de subscritores.

Sobre os jogos da concorrencia. Minecraft acho que ainda esta na PS porque.. tem la imensos utilizadores. Eu acredito que ou atualizacoes futuras ou upgrades poderao ser exlcusivos se a MS aumentar a sua base de utilizadores. Ate agora tem dado lucro e seja como for, o jogo ja la estava antes da MS adquirir a Mojang. Acho que este titulo e um dos que mais gera receita na Sony, logo gerara mais ainda para a MS (sobretudo se contabilizar como users activos na live, que suspeito esta a fazer).

Na Bethesda o mesmo. Ha contratos e projectos ja fechados. Quebrar isso seria gerar ma publicidade e criar problemas legais, e no fim e publicitar jogos noutras plataformas.

Sobre o cross-play… houve muitos chicos espertos nessa historia mas a Sony nao foi um deles. A Epic repetidamente violou as regras da Sony e depois criou um problema que nem tinha nada a haver com cross-play, mas associou a cross-play. Tudo porque queria aumentar os users a jogar com outros de plataformas diferentes (e depois pela calada dividiu ela os users). Da mesma forma que agora se resolveu meter com a Apple (mas pensou mal o passo, dadoque fortnite nao e tao importante para a Apple) e agora anda a chorar.

Tens nocao que na era 360, a MS era aquela mais contra o cross-play? Que mesmo na geracao PS4 tinha a Sony mais cross-play com PC que a MS? A MS apenas criou a confusao, em conjunto com a Epic e Nintendo, aproveitando da popularidade de fortnite porque via as receitas da live a ir pelo cano abaixo e utilizadores sao sempre bons… e a Nintendo nao tinha um servico online estabelecido.

Da mesma forma que agora cria a confusao… por nao quer dar percentagem dos lucros que retira do gamepass. Isto basicamente significa que quer ter usar plataformas de terceiros de forma gratuita sem ter que pagar (mas achas que nos seus servicos ela permite o uso gratuito?..)

https://www.eurogamer.pt/articles/2020-09-22-xbox-continuara-a-lutar-pelo-xcloud-nos-dispositivos-ios

Mas na era 360, quando a situacao era inversa ate perguntou porque deveria deixar os outros ir comer ao seu quintal…

Hipocrisia forte e a valer.

Rui
Rui
Responder a  bruno
1 mês atrás

Eu sou a favor do cross play entre consolas, e sou totalmente contra entre consolas e pc’s devido aos perifericos diferentes e os cheaters.

Na era 360 já la vão 15 anos desde o inicio, as opiniões mudam as vezes para melhor outras para pior. Só os burros não mudam de opinião.

off: A warner bros aproveitou o lanço da Sony para subir o preço dos jogos em 5 euros, parece que vai ser a moda agora.

bruno
bruno
Responder a  Rui
1 mês atrás

O que tu es a favor ou nao, pouco importa.

O ponto e que a Sony foi veementemente acusada de nao suportar cross-play, e tu mesmo dizes que se armaram em chicos espertos e nao anda a fazer favores a Microsoft (e desde quando os tem que fazer? Por acaso a Microsoft faz favores a Sony?) quando a situacao entre consolas era a mesma desde a era 360 por decisao da Microsoft. E nao, nao importa que tenha sido ha 15 anos atras (e nao foram 15 anos atras, foi bem menos, foi ate ha 6 anos atras, porque a polemica so rebentou no meio da atual geracao), dado que a situacao que referes tambem nao e de hoje, ou e?

O ponto e que a tua acusacao e injusta e a Sony nunca foi mais contra o cross-play que a MS, foi alias a que mais o suportou, mas nao suportou com a Xbox. Os motivos? O mesmo que os da Microsoft quando o recusou.

Le isto:

http://www.pcmanias.com/toda-a-realidade-sobre-o-cross-play-em-todas-as-plataformas/

Sobre as opinioes mudarem… e conveniente quando mudam… e no caso da Microsoft so mudou para o que precisava quando precisava… Isto nao e ser burro, e ser hipocrita. E sobre a Sony, basta ver que ela era lider e… acedeu. Enquanto a MS, quando tinha a vantagem nao acedeu…

Mas os ofendidos, aqueles que clamam injustica, esses permaneceram calados.

Sobre o teu OFF… essa e mais uma noticia falsa. Os jogos novos em Italia, na Gamestop e todas as grandes superficies custam 75 euros e ja custavam antes.

https://www.gamestop.it/XboxONE/Games/126648/marvels-avengers

https://www.gamestop.it/PS4/Games/112964/the-last-of-us-ii

Rui
Rui
Responder a  bruno
1 mês atrás

A noticia é da eurogamer, se é falsa não sei. Mas que o pontapé de saida foi dado lá isso foi.

bruno
bruno
Responder a  Rui
1 mês atrás

Na realidade apareceu na fonte do costume… desconhecidos no Twitter, depois Reset Era, depois Eurogamer pt.

Para ser claro, estava a tentar informar-te que a noticia era falsa, nao acusar-te de nada…

Aqui se ha culpa essa e do jornalismo da eurogamer.

Felipe Horvath
Felipe Horvath
1 mês atrás

Pra mim , a única franquia que eu gosto da Bethesda é o doom , de resto , que façam bom proveito. Cada dia mais os fans xbox estão mais tóxicos e eu peguei nojo dessa marca.

Fernando Molina
Fernando Molina
1 mês atrás

Independente de como serão tratados os estúdios e os jogos dessa aquisição, pra mim foi um soco no estomago da Sony, a Microsoft conseguiu fazer barulho, coisa que ela não conseguia a muito tempo, e isso é ótimo, nada é melhor pra nós consumidores do que a concorrência acirrada

Sparrow81
Sparrow81
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

A Microsoft quer focar em serviço… Espere esses jogos saindo para maioria das plataformas e até celulares .. a qualidade que esses jogos vão ser? Tenho muitas dúvidas…

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Com a aquisição da Bethesda e suas IPs consagradas, a Microsoft conseguirá agregar um imenso valor à biblioteca do Gamepass. No final das contas o que a Microsoft quer é que você seja assinante do Gamepass, seja via TV, smartphone, consola, PC, ou até consolas da concorrência (ofereceram Gamepass à Sony e Nintendo).

Isso é fácil de provar, é só assistir a entrevista do Phil Spencer ontem na TV (https://www.youtube.com/watch?v=4887tnMhkfE&feature=youtu.be). Ele citou a meta de alcançar 3 bilhões de consumidores em Smartphones, o desejo de entrar na Apple e vender Xcloud/Gamepass em iPhones e iPads. Então quanto mais IPs conhecidas são incluídas no Gamepass, mais facilmente o cliente casual será convencido de assinar o serviço.

Com isso, o que vejo é a proposta da divisão Xbox cada vez mais se distanciando do formato tradicional de consolas. Xbox Series X e Xbox Series S serão meios de capitalizar usuários para o gamepass. Ainda são úteis porque o Xcloud é uma promessa. Caso um dia se torne realidade e esses 3 bilhões de usuários estejam consumindo produtos e serviços na Xbox Live, provavelmente as consolas estarão obsoletas, já que será um investimento desnecessário pois o assinante poderá jogar diretamente na TV.

Ora, mas a Sony também quer mais assinantes, mais pessoas consumindo seus produtos e serviços. Mas o faz de outra forma, tentando alcançar clientes oferecendo jogos de alto investimento ao invés de serviços por assinatura. E tais jogos precisam de uma plataforma de ponta para funcionarem, logo não pode ser via qualquer meio. Então o formato tradicional de consolas ainda funciona para a Sony. A PSnow me parece mais um meio das pessoas conhecerem as IPs da Sony e comprarem sua consola.

Certamente o formato da Microsoft é mais rentável, já que o público casual é várias vezes maior que o público hardcore das consolas. Entretanto, a proposta da Sony atrai quem gosta daquele formato clássico de consumir games de qualidade em uma geração de consolas, já que esta é a atividade-fim da Sony. A Microsoft também faz isso claro, mas como atividade-meio, já que possui uma clara intenção de capitalizar assinantes.

Vai ser interessante de observar qual será o futuro da Bethesda dentro da divisão Xbox. Os jogos de alto orçamento estão sem previsão de lançamento, e não estou tão seguro que continuarão como alto orçamento ou que serão exclusivos.

Mas inegavelmente, a Microsoft deu um gigantesco passo para multiplicar os assinantes do gamepass, quer eles estejam nas consolas ou não.

Julio Esteves
Julio Esteves
1 mês atrás

Após ler os comentários fiquei a pensar…

A MS tem acionistas e o seu objetivo é consolidar um sistema que garanta lucros contínuos com o serviço chamado gamepass, que para ter lucro o serviço tem inicialmente se sustentar (veremos no artigo de amanhã que o Mário vai lançar), por enquanto ao que se pode ver, a conta não fecha e temos que somar mais 7.5 bilhões de dólares a esta conta ( se o gamepass for viável isto será a longo prazo).

Se eu fosse Sonista ou Nintendista não me preocuparia com o futuro destes jogos da Zenimax fora do Playstation ou do hardware da Nintendo, pelo simples motivo que a MS para viabilizar o gamepass não pode se dar ao luxo de excluir receitas vindas de jogadores da Sony e da Nintendo que pagam jogos a preço cheio (no capitalismo não se recusa dinheiro de vendas).

Concordo com a opinião de que a compra da Zenimax pela MS parece ser uma cartada do tipo tudo ou nada, pois sem muito para mostrar na nova geração e com um hardware com algumas inconsistências, foi necessário que a MS apresentasse algo que agitasse o mercado e mostrasse alguma coisa na direção do que realmente importa neste mercado e é sucesso garantido: VENDER MUITOS JOGOS DE QUALIDADE!

Com certeza Sony e Nintendo também tem cartas não mostradas.

bruno
bruno
Responder a  Julio Esteves
1 mês atrás

Nao sei Julio…

Houve o rumor de que a Xbox, a divisao, raramente deu lucro. E isso foi algo que a Microsoft enterrou sobre outras fontes de rendimento nomeadamente as patentes android.

E quando as coisas com a ONE comecaram a correr mal… a Microsoft colocou essas contas com as contas de outras divisoes e baptizou tudo no mesmo grupo, alterando a estrutura dos seus relatorios de conta. E por isso, ate hoje ninguem sabe o estado real das contas da divisao. Logo gastar este dinheiro e esconder isso noutras contas… nao seria problematico para uma empresa com este tipo de experiencia em ginastica financeira.

Edson
Edson
Responder a  bruno
1 mês atrás

O rumor agora é na compra da Asobo Studios e da Dontnod Entertainment pela MS!

bruno
bruno
Responder a  Edson
1 mês atrás

Fazem ambos sentido. A Asobo provou-se em flight simulator. Dontnod tem potencial para mais contando no curriculum com Remember Me, Life is Strange, Vampyr…

Livio
Livio
Responder a  Edson
1 mês atrás
bruno
bruno
Responder a  Livio
1 mês atrás

Quase confirmacao, diria eu…

Eis a traducao:

“Quando fui a loja a procura de produtos a venda, encontrei uma amostra na minha secretaria e dei uma olhada… O gerente de vendas disse: “Oh nao, nao posso po-lo ca fora, ainda nao.””

Daniel
Daniel
Responder a  bruno
1 mês atrás

Microsoft comprando a Sega é um soco no estômago da Nintendo. Aliado ao preço, e a excelente estrutura de rede móvel no Japão (5G), sem contar o gosto por portáteis, pode ser que a Microsoft consiga alguma participação no mercado asiático com o combo Xcloud e Gamepass. Meus amigos, parece que a indústria de games cada vez mais está virando um Oligopólio.

bruno
bruno
Responder a  Daniel
1 mês atrás

Acho que e um soco para Sony e Nintendo… A Sony perde Yakuza, Persona, e nao sei o que mais…

Por isso digo… se isto se confirmar Sony e Nintendo terao que juntar forcas. Porque o Gamepass sera uma declaracao de guerra a ambas.

A TGS e ja amanha… veremos o que ocorre.

Daniel
Daniel
Responder a  bruno
1 mês atrás

Isso porque a Google e Amazon nem “entraram para a dança ainda”. O mercado de games deve mudar bruscamente nos próximos anos.

Livio
Livio
Responder a  bruno
1 mês atrás

Tradução que tive foi:

Quando fui até o encarregado das vendas dos produtos, encontrei uma amostra na minha mesa, então fiz um close-up.

Gerente de vendas de produtos “Ah, não, ainda não posso lançar! Ainda não!

Sendo que abaixo dos braços dela há jogos do Game Gear e um objeto estranho na cor escura.

Pode ser uma coisa bem como pode ser outra..

Livio
Livio
Responder a  Livio
1 mês atrás

É pelo visto parece que tem algo relacionado com a Sega:
https://twitter.com/Xbox/status/1308164099801591810?s=20

Alguns pegaram o S de Still e juntaram com o onic de Iconic…..

bruno
bruno
Responder a  Livio
1 mês atrás

Suspeitas as cores…

Lucas
Lucas
Responder a  Livio
1 mês atrás

A sega teve grande prejuízo nessa pandemia.

https://www.gamesindustry.biz/articles/2020-08-05-segas-q1-games-performance-erased-by-impact-of-covid-19

Talvez seja um bom momento para adquiri-la, embora pareça um completo absurdo.

bruno
bruno
Responder a  Livio
1 mês atrás

Bem eu traduzi para ingles desse para PT (por mim proprio sem usar o translate). Mas vai dar ao mesmo…

Julio Esteves
Julio Esteves
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Mário me desculpe! Esqueci da dar nota no outro comentário.
Outra assunto: acompanho a Pcmanias a 13 anos e me afeiçoei a carinha que aparece ao lado meu nome, tenho notado que as vezes ela muda ( de outros que aqui comentam tem ocorrido mudança também), sei que és atarefado, mas seria possível manter a carinha anterior?

Cucapalooza
Cucapalooza
1 mês atrás

O negócio tá ali no game pass. Ingênuo é quem não vê, a aposta da Microsoft é consolidar o game pass como um serviço de topo e assim monopolizar o mercado. No futuro, o game pass vai agregar tantos estúdios, tantas produtoras que a concorrência de mercado se extinguirá, isso muito por conta de que financeiramente, nem Sony nem Nintendo batem de frente com a Microsoft. Foi a tacada de mestre da geração, quiçá, a maior dos últimos anos nos videogames.

Cucapalooza
Cucapalooza
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Pq é um tacada de mestre, se você olhar pelo lado do $$. Em nenhum momento defendi monopólio, só destaquei o que já está bastante óbvio.
É só observar os rumos da indústria do streaming, e como a Netflix por exemplo, pensou em expansão como uma estratégia que visa garantir a hegemonia do mercado, e isso se repete nos videogames. Sem falar em novos rumores sobre ela adquirir a SEGA, o que não é surpresa, Tokyo Game Show já está por aí e por quais motivos ela não segurou essa bomba da aquisição da Bethesda pro Show? Vem coisa mais bombástica por aí, anotem.
Em suma, nada disso é bom, mas se olharmos pelo escopo mercadológico é a estratégia mais segura e brilhante dos últimos tempos.
Capitalismo selvagem em sua forma mais pura.

bruno
bruno
Responder a  Cucapalooza
1 mês atrás

Exacto, Por isso mesmo e que a Sony nao pode andar com temporarios… deve investir em aquisicoes ja.

bruno
bruno
Responder a  Cucapalooza
1 mês atrás

Vamos com calma porque a realidade e so uma… a Xbox ainda nao e a marca preferida e muita agua tem que passar por baixo da ponte.

Sparrow81
Sparrow81
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Meu ponto de vista, só meu: A Microsoft tá adquirindo empresas para lançar seus jogos em todos os dispositivos possíveis no mercado, inclusive smartphones. Conhecendo seu histórico, não fico nada animado, pois o que acho é que a qualidade dos jogos vai cair e muito! Pensando apenas no Port para maioria dos dispositivos e disponibilizar em serviços… Alguém aqui acha que ela terá cuidado para fazer versões que aproveitem tudo o SX, sendo que já lançou um SS? Nunca!

bruno
bruno
Responder a  Sparrow81
1 mês atrás

Nao… Isto e para gamepass… e quem diz gamepass diz Xcloud, porque os dois servicos nao irao existir separados… nao faz sentido!

O Xcloud/Gamepass chegara a todos os dispositivos incluindo TVs, Smartphones, tablets, PC e consolas.

Logo nao teras ports, teras uma versao, talvez a versao a chegar as Series S ou X e teras isso a correr no servidor por streaming para dispositivos moveis, com possibilidade de download nos dispositivo com hardware capaz, nomeadamente, PC e consolas, para correr localmente se o user quiser.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  bruno
1 mês atrás

Você não entendeu meu comentário… Eu disse que ela querendo focar em serviços, o que acham que será dos jogos? Qualidade vai ser o principal para esses jogos? Eu só acredito vendo!

Edson
Edson
Responder a  Sparrow81
1 mês atrás

Depende! Se não tiver qualidade, pessoas não assinam. Creio que o fato da MS comprar esses estúdios é para o aumento de qualidade. Satya falou que terão mais estúdios comprados em pequeno e médio prazo!

Edson
Edson
Responder a  Edson
1 mês atrás

(Errata) Li a entrevista na CNET e o Satya não disse que comprará estúdios em pequeno e médio prazo, e sim, que no futuro, irá considerar a compra de mais estúdios.

bruno
bruno
Responder a  Sparrow81
1 mês atrás

Bem, pode ser que nao tenha entendido… mas entao explica o que querias dizer com estas duas frases:

“A Microsoft esta adquirindo empresas para lancar seus jogos em todos os dispositivos possiveis no mercado, incluindo smartphones.(…) Pensando apenas no Port para a maioria dos dispositivos e disponibilizar em servicos..”

Porque o que eu entendo disto e que referes que estas preocupado com ports dos jogos para a maioria dos dispositivos, no qual a MS vai disponibilizar os jogos… e o que eu te expliquei foi que nao existirao jogos portados, dado que a Microsoft quer disponibilizar os titulos nos dispositivos, sim, mas atraves dos servicos, nomeadamente o Xcloud. E para isso… nao faz portes. Passa a versao PC ou Consola.

marcio
marcio
1 mês atrás

Concorrencia é otimo, torço para sony reponder a altura, não somente comprar studios mas aumentar os seus proprios oferecendo mais jogos fristparty, que é o que me faz comprar o console devido ao seus jogos, do mais torco para MS não disolver Bethesda e transfoma-la em uma bagunça como aparentemente são seus studios internos…

Daniel Cardoso
Daniel Cardoso
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Meu deus, vi agora uma news que a Microsoft é capaz de também comprar a Sega, se for verdade as coisas complicam de vez para a Sony, ela que fique a olhar para a lua e vai ver o que acontece…

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Daniel Cardoso
1 mês atrás

Minha única preocupação é a.compra dessas empresas significar colocar em serviços para smartphones. Quem quer jogos de qualidade, vai sofrer com essas compras. O nível dessas empresas deve baixar muito para se jogar em celulares através de serviços… Olha para a Konami e veja o que já foi e o que é hoje.

Daniel
Daniel
Responder a  Sparrow81
1 mês atrás

Depende do ponto de vista. Se for comparar com os jogos de celulares, os jogos indies do gamepass estão anos luz à frente hahaha.
Mas concordo, quanto trazemos para o lado tradicional, de mesa, pode começar a desandar. Basta a Microsoft lançar/emplacar um “free fire” (custo baixo, e altíssima recompensa) que exploda a venda de subscrições/perfumarias e afins, veremos seus estúdios focando em algo que não queremos.

eduard08
eduard08
1 mês atrás

Mario, uma so pergunta, todos estao a falar da compra e que a Microsoft vai ficar a ganhar com todos os jogos que vem na compra, mas estive a ver um pouco pela net e vi o projeto Orion que esta a ser desenvolvido pela Bethesda (https://bethesda.net/pt/game/orion) e fiquei a pensar, e que nao teria sido este um dos grandes motivos da Microsoft fazer esta compra? Pois com o Orion a Microsoft podera amelhorar ainda mais a Xcloud

Fernando Medeiros
Fernando Medeiros
1 mês atrás

Se eu fosse alguém gerindo a Microsoft, manteria a Bethesda independente e as franquias existentes como multiplataforma, venderia a $70 ou $80 dólares no PS5, e day one no Gamepass. Eventualmente algum estúdio pode ser aproveitado para criar exclusivos também, e novos IPs geralmente exclusivos Microsoft. Existirão muitas pessoas que não irão para o Xbox, e os jogos ainda vendem no Playstation, mesmo que não seja muito. Estimo que na nova geração o Xbox crescerá, mas ainda ficará abaixo, talvez seja uns 80-90 milhões pro PS5 e 70-80 milhões pro Xbox, um pouco mais, um pouco menos, não importa muito. O ganho aqui é o valor agregado do gamepass, não é privar os jogos de outra plataforma. Essa é a forma que a Sony faria se executasse essa compra, por que pra Sony sucesso significa mais Playstations no mercado, como sempre digo, presos em modelos de negócios ultrapassados.
O Xbox é a compra de melhor valor em jogos. Não estamos falando de qualidade ou gostos por que são coisas subjetivas. Mas para o público geral, aquele que te fala pra procurar o the last of us no Xbox, esses não acreditam que uma porção pequena de jogos single player sem nenhum fator replay compensam uma geração inteira. Pois se for colocar no papel e fechar o coração pro gosto pessoal, o PS4 deve ter o que, uns 5 ou 6 jogos considerados blockbusters imperdíveis e mais aqueles que o pessoal tenta imputar como insubstituíveis mas que tem críticas iguais ou até abaixo dos principais exclusivos do Xbox e dos principais multiplataformas?
Pra quem gosta de jogo de carro, forza motorsport substitui perfeitamente GT. O Forza Horizon nem tem um equivalente que chegue minimamente perto no Playstation. Pra quem gosta de FPS não é nem possível comparar, o pior Halo feito é muito melhor que o último Killzone e a franquia está abandonada, os principais jogos do tipo no PS também existem no Xbox. Pra quem gosta de um shooter como Gears não existe uma resposta no Playstation. Quem amou o Ghost of Tsushima, sobrevive com s últimos Assassins Creed. Pra quem não tem compromisso com jogos exclusivos, a proposta de melhor valor é o Xbox por causa do gamepass, da total compatibilidade com a geração atual, compatibilidade de acessórios, retrocompatibilidade melhorada até com o Xbox 360 e original sem cobranças por remaster.
Atualmente, não consigo ver um cenário onde o Xbox não vai bem, eles não precisam tornar os jogos clássicos dos estúdios da Zenimax exclusivos. É só as pessoas saberem que no Xbox elas podem jogar sem precisar pagar o preço cheio.

bruno
bruno
Responder a  Fernando Medeiros
1 mês atrás

A Microsoft gastou 8 billioes com a Bethesda. Colocar os jogos disponiveis na PS seria como fazer o investimento nao valer nada. Na PS teriam esses, mais os exclusivos PS. Nao faz sentido, a nao ser que precise de ajuda a pagar o investimento claro.

Sobre o que afirmas do publico geral recordo-te qual a consola mais vendida… que continua a ser vendida e que continua a vencer vendas…

E que maior valor depende de qualidade e mede-se com a qualidade..

De resto, repetes a mesma lenga-lenga do costume, de que os jogos Sony nao tem valor replay e fazes comparacoes escusadas que so revelam o teu desconhecimento do assunto.

A Sony criou imensos franchises esta gen com potencial de mobilizar milhoes… se nao o tivesse feito a MS nao teria desembolsado 8 billioes na compra da Betesda.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Entendo apagar a discussão, mas por que também apagou meu comentário original?

Não era off-topic e o conteúdo adicionava informações à discussão.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Eu não quero problemas com ninguém. Gosto do site e dos usuários no geral, que contribuem bastante.

Editado porque pra mim o assunto morreu, e espero que no futuro possamos todos discordar bastante, mas sempre com respeito e cordialidade uns com os outros.

Abraços.

José Galvão
José Galvão
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Confesso que foi com grande espanto que vi esta notícia, e como eu, muita gente, logo o que não falta por ai são reações a quente de como a Sony já perdeu a geração, mas eu gosto sempre de ver as eventuais ramificações que uma aquisição destas pode ter.

Para começar, isto é a injeção de grandes titulos que a Xbox precisava, têm agora a maior rede de estúdios do mundo embora ainda não esteja no mesmo patamar da Sony, mas acima de tudo é uma adição de peso ao gamepass apesar de pessoalmente ter algumas reservas em relação ao futuro dos videojogos nomeadamente a sua qualidade.
A grande questão é se os IP da Bethesda vão ou não continuar multiplataforma, na minha opinião sim porque não só não retira o apelo ao gamepass como obtém receita de vendas a full price, de outra forma não estou a ver como é que vão recuperar o investimento.

Como é que fica a Sony no meio de tudo isto?
Na minha opinião o golpe não é assim tão rude, sim são grandes IP que vão fazer muita gente optar pela Xbox ou não, até porque vai estar tudo no PC, mas a Sony ainda tem na sua posse alguns dos melhores estudios do mundo, a diferença em relação à geração corrente é qie agora a Xbox é um concorrente de peso, de certa forma isto é bom para o usuário da PlayStation, isto vai fazer a Sony investir ainda mais na sua rede de estúdios, se a retrocompatibilidade com a PS4 é uma realidade é porque a Microsoft fez um excelente trabalho nesse campo, com esta compra a caminho do gamepass, pressiona a Sony a por exemplo, integrar o PSNow no PS+, e quem fica a ganhar somos nós.

Vejo muita gente a questionar como é que a Sony vai responder a isto, que tem que comprar isto e aquilo mas na realidade a Sony está bem preparada, e mesmo que o futuro seja tipo Netflix, já tem uma base, agora a Nintendo é que não tem qualquer resposta caso um futuro próximo seja digital.

O unucio desta aquisição um dia antes das reservas das Series X e S não é inocente, a Microsoft precisava de algo positivo para incentivar a compra das suas consolas e uma coisa é certa, uma Xbox apagada nesta geração é algo que não devemos ter, uma Xbox forte é uma PlayStation ainda mais forte, o meu receio é que a Microsoft transforme a Bethesda numa fábrica de gamepass, isto se muito do talento que existe na companhia não der de fuga como tem acontecido ao longo dos anos.

Como curiosidade gostaria de concluir dizendo que estes têm sido dias de silêncio para os que acreditavam que os exclusivos não interessam e para os que acham que os exclusivos são uma prática anti-consumidor, oh que ironia…

bruno
bruno
Responder a  José Galvão
1 mês atrás

Nem por isso… andam a colocar o que disseram na boca de outras pessoas… e a festejar a compra. Eles sao incrivelmente serios.

Ha contudo uma coisa que acho que nao estas a ver e que o @Cucapalooza tocou… a possibilidade de MS nao se ficar por aqui. E esse e um risco bem real.

Ha imensos players no mercado e a MS tem que se mexer… e por isso acredito nos rumores de mais aquisicoes… So assim empurram conteudo para o servico e so assim o vendem.

E neste aspeto que a Sony deve fazer aquisicoes… falamos de Google, Amazon etc… Ja perdeu a ready at dawn para o facebook. Deve-se salvaguardar, ou arrisca-se a ver o catalogo reduzir-se de forma notoria.

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Passamos essa fase esta ultima terca… a fase do agir corretamente.

Tens a Google, tens o Facebook, tens a MS e sabe-se la quantas mais a olhar para este mercado (Steam? Epic? nVidia?). Esta em crescimento…

O risco disto e que estes players estao todos a cata de estudios e IPs. E falamos do risco real de ter plataformas sem franchises poderosos, porque foram capturados.

Logo as empresas serao obrigadas a reagir.

Eu compreendo que isto para a MS foi uma necessidade. Mas.deixou as outras sem escolha… ou avancam ou morrem. Neste sentido a Nintendo nao continuara independente. Tera que se unir e se a Sony for inteligente percebe o valor que ali esta. Acho tambem que o pessoal responsavel pela quebra de relacoes nos anos 90… ja todo se foi.. ou nao?

Daniel
Daniel
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

A Sony já está criando um estúdio de raiz em San Diego para continuar a série Uncharted, só que a passos lentos. O problema aqui é o mesmo que a The Initiative da Microsoft. Este está a ter imensa dificuldade pelo fato de estar escolhendo a dedo os desenvolvedores; é só ver no linkedin o quanto as vagas do estúdio restringe quem não tem tanta experiência; estão a procurar pessoas altamente qualificadas (e não estão errados kkk) Agora imagine criar um estúdio para trabalhar com algo do cacife de um Uncharted? A alternativa mais viável, a meu ver, é adquirir estúdios mesmo, aos moldes da Insomniac; adquire e o expande, pois criar um estúdio orgânico, altamente qualificado deve ser complicado. Restam alguns ainda Mário, mas a Sony tem que ser esperta (isso se ela já não concretizou algumas compras, e só está esperando o momento oportuno).

bruno
bruno
Responder a  Daniel
1 mês atrás

Tens toda a razao. So complemento que, nao e por avancar a passos lentos… e que abrir um estudio e estabelecer um estudio nao e facil…

E preciso criar uma equipa, e preciso que essa equipa trabalhe bem e que haja um bom ambiente produtivo.

Acho que alguem ja escreveu isto aqui, ha uns tempos atras, que foi transcrito de uma comentario num forum, o Reset Era ou Neogaf (acho que foi o By Mission, mas o artigo ja tem meses) e que se resumia a isto… estabelecer um estudio e colocar esses estudio a debitar jogos pode demorar entre 5 a 6 anos, minimo.

E esse e mais um dos motivos pelo qual acredito que a MS tenha ido em frente e adquirido a Bethesda.

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Tem que se entender isto… com o surgimento de servicos de streaming e subscricao, a guerra agora e pelo conteudo… pelos IPs que cada um oferece.. nao pelo hardware. Isto foi algo que analistas como o Piscatella afirmaram desde ha dois anos.

Nao te recordas do que a Disney fez? Cancelou todas as suas franquias em servicos streaming de terceiros, gastou imenso dinheiro e adquiriu Marvel e Lucasfilm, e agora criou mais um concorrente, com series de qualidade e a preco comtetitivo (custa 6.99 para 4K UHD vs 14.99 Netflix). Agora possui sobre a sua alcada direitos sobre muitas sagas de renome no cinema, desde a Marvel, a Star Wars, Avatar, Alien, etc…

Pensa nestes termos.. e considerando o que Cuccapelooza explicou e bem sobre o capitalismo agressivo.

De um lado a MS a ser extremamente agressiva e a criar condicoes insustentaveis para as outras empresas, ao oferecer um grande valor aos jogadores, sofrendo prejuizos avultados (pelo que se estimou). Tens:

Gamepass: que afecta o mercado classico destriundo o modelo comercial de sempre e com potencial para atrair milhoes de jogadores. Sao centenas de jogos ao preco da chuva, ou pelo menos muito baratos. Os jogos, como vimos, dificilmente se pagam, mas a empresa ja deixou claro que isso nao lhe importa. E tem capacidade financeira para arcar com prejuizo.

Aquisicoes: ate agora estudios de pequena monta e capazes apenas de alguns AA no maximo, excepto talvez Obsidian ou Ninja Theory (fora os 3 que possuia). Depois comprou a bethesda por 8 billioes, ficou na posse de imensos franchises que as outras plataformas certamente nao irao ver e estudios e profissionais capazes.

Isto e algo com o qual e muito dificil de competir. A MS nao depende dos jogos e se duvidas havia, com isto efectivamente demonstrou estar disposta a absorver prejuizos avultados com o intuito de construir uma das maiores plataformas num nicho de mercado relativamente novo…

Aqui nunca houve questao de poder ou nao… havia a questao de querer ou nao. O risco sempre existiu, mas sempre se assumiu que a empresa nao estaria disposta a dispender tanto dinheiro numa divisao que raras vezes deu lucro.

Claro, e possivel que daqui a anos, a qualidade desca.. os jogos se tornem mais repetitivos… cheio de microtransaccoes, mas isso so ocorrera quando a empresa se tiver estabelecido como lider no mercado, nesse novo mercado que tem potencial de substituir o atual. E esse e claramente o seu objectivo.

O grande problema e que a MS nao e a unica. Temos agora a Google, o Facebook, a Apple e tinhamos a Amazon a investir neste mercado. porque e um mercado em franco crescimento e que gera largos milhoes. E estas empresas, gigantes no mercado, tem capacidade de repetir o que a MS fez.

Do outro lado:

Sony/Nintendo: empresas que se estabeleceram no mercado tradicional, se deram bem e que dependem do negocio para se manterem.

Apostam (mais a Sony, embora duvido que Breath of the Wild tenha sido barato) em grandes producoes, mas estas tem que se pagar e apostam porque criaram um ecosistema que gosta dessas producoes. Ganham dinheiro de jogos terceiros, dos seus jogos… mas sobretudo, de vendas na sua loja online e dos lucros das vendas e servicos.

Enquanto o gamepass estivesse limitado no fator qualidade… nao haveria problema e a MS aqui sempre esteve em desvantagem… devido ao output sem igual dos estudios Sony.

Mas com o risco da MS assegurar estes e outros titulos atraves de aquisicoes.. como mostrou estar disposta.. e com o risco dos outros jogadores tambem fazerem o mesmo…

Estas empresas tem duas opcoes:

1 – Abrir os seus estudios e esperar 6-10 anos que criem a equipa e entregem jogos. Esperar que os seus IPs aumentem em popularidade e criar novos IPs (algo que tambem demora entr 4 a 7 anos). Entretanto paga por exclusividades temporarias.

Problema 1: como te linkei em cima sobre Starfield, enquanto a Sony paga pelo previlegio temporario de ter o titulo na sua plataforma, a MS (ou outra) adquire o privilegio de ter o titulo de forma permanente no seu sistema. Os passados, e os futuros e possiveis remakes e mais nao sei o que desses titulos nao estarao mais dsponiveis e a plataforma Sony perde de vez o conteudo.

2 – Fazer aquisicoes ou fusoes de modo a assegurar a exclusividade ou independencia de franchises.

Desta forma evita que IPs terceiros desaparecam e pode, desta forma, assegurar a sua disponibilidade.

Na minha interpretacao, abrir estudios novos ou adquirir exclusividades temporarias tem o grande risco de perder IPs de sucesso e perder no catalogo.

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Exacto.

Eu acho tambem que estou a exagerar no que estou a defender… e quero corrigir o que disse, porque estava errado.

Depois de pensar sobre o assunto entendo que entrar em aquisicoes de forma desenfreada poderia tornar a plataforma das fabricantes em algo insustentavel economicamente.

Como e que as fabricantes conseguiriam arcar com os custos desenvolvimento desses titulos e ganhar dinheiro ao produzir hardware (que e vendido quase sempre a prejuizo)? Impossivel.

Grandes thirds sao necessarias… ou o custo nao se comporta.. Logo aquisicoes como a Take Two, EA, Ubi, ou Square nao sao aconselhaveis, apesar de achar que a perda destes franchises (Red Dead, Final Fantasy) poderia tornar-se catastrofica para a plataforma e acreditar no risco acrescido de terceiros adquirirem essas produtoras…

Pensando melhor, o que as fabricantes devem fazer e apenas evitar a captura das thirds por terceiras. Devem apenas garantir que os titulos continuarao a chegar a sua plataforma, independentemente de estarem depois disponiveis noutras ou nao.

Isto nao se resolve com exclusividades temporarias… resolve-se com aquisicao de participacoes nas empresas. Nao adquirir a empresa toda, mas adquirir parte da mesma de modo a evitar a venda completa.

E ao mesmo tempo, diria no caso da Sony para olhar para estudios casos mais pequenos mas com potencial. Neste caso, a Remedy, Bluepoint e o Embracer Group, que nao sao grandes, nao sao notorios e tem franchises com potencial para mais. E talvez entrar em negociacoes para adquirir IPs de terceiros que estejam parados, como havia o rumor de Dead Space e da EA (embora ao adquirir participacoes na empresa, possa garantir alguns desses titulos).

error: Conteúdo protegido