Nova Xbox série X suportará Auto HDR

A tecnologia propõem-se criar um ambiente HDR mesmo em jogos que não o suportam.

Confesso que mais do que os 4K, o que me atrai nos novos televisores é o HDR. Pessoalmente acho que o ganho na passagem de uma imagem SDR para HDR é superior ao que se obtem na passagem dos 1080p para os 4K, mas claro, juntemos os dois e temos ouro sobre azul.

Ora  nova Xbox série X, como se já não bastasse ser o monstro que é, ainda traz mais um ponto de atracão. Ela propõem-se a uma nova tecnologia que considero altamente sedutora.

Se o re-escalamento de jogos das gerações anteriores para 4K já todos suspeitávamos que seria algo que a Microsoft suportaria, esta nova tecnologia, o auto HDR ou conversão SDR para HDR é algo novo e realmente tecnologicamente fascinante.

Basicamente não há muito o que dizer sobre o assunto pois esta situação é apenas apontada como uma característica existente, sem grandes detalhes, Mas o afirmado é que a consola usará técnicas de reconstrução de luz que permitirão a passagem do SDR para o HDR, e tudo sem impacto no CPU, GPU ou recursos de memória.



A tecnologia é sem dúvida fascinante, se bem que teremos de ver o que sai dali. Infelizmente os resultados conhecidos até ao momento do falso HDR, como aconteceu com Red Dead Redemption não foram os melhores. Mas apesar de acreditarmos que a Microsoft fará bem melhor, se a coisa for opcional, não há cá nada a perder em nenhum dos casos. Apenas a ganhar.



19 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Felipe Leite
Felipe Leite
2 meses atrás

Com certeza é mais um ponto positivo!
Principalmente se o efeito for bom.
Mário uma pergunta, você dá muito valor a retrocompatibilidade?
Eu sinceramente acho um gimmick, tive a ps3 fat retrocompativel com a ps2, nunca joguei um jogo de ps2 nela.
Nessa geração mantive a ps3 por causa da quantidade de jogos que eu tenho em formato digital e… Nunca sequer lhes toquei, mesmo os jogos oferecidos na ps+ adicionei à minha biblioteca e nem sequer tive vontade de testar.
Serei só eu? Ou a retrocompatibilidade é uma coisa que todos pedem e apenas uma minúscula fatia da uso?

Marcoshaft
Marcoshaft
Responder a  Felipe Leite
2 meses atrás

Nessa geração zerei alguns jogos de Xbox 360 que não conhecia graças a retro.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Marcoshaft
2 meses atrás

Eu também,a retro amplia o catalogo ofertado e evita remaster a exaustão.

nETTo
nETTo
Responder a  Ewertom
2 meses atrás

Sem dúvidas

E digo mais, quando comprei o One eu não tinha nenhum jogo de X360, hj passados 6 anos eu tenho graças ao GWG +100 títulos dos quais eu devo ter comprado no máximo uns 3. Mas como eu disse antes, destes +100 não zerei nenhhum praticamente, a retro pra mim serviu apenas pra testar alguns poucos jogos, o que já é positivo

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  Felipe Leite
2 meses atrás

Eu também acho que é um gimmick. Pelo menos para a ps3 e para a ps2…
Agora para a ps4 acho que é necessário, devido aos bons jogos que tem!
O mesmo para a Xbox SX, acho que não é necessário relativamente aos jogos anteriores a Xbox one.

nETTo
nETTo
Responder a  Felipe Leite
2 meses atrás

Eu tenho Xbox One desde 2014, em 2015 a Microsofr trouxe a Retro, também afirmo que desde então joguei pouquíssimos jogos do X360 no meu Xone Fat, de fato ter a opção é interessante, assim também como é um fato que poucas pessoas realmente a utiliza.

nETTo
nETTo
Responder a  nETTo
2 meses atrás

“https://www.eurogamer.pt/articles/2017-06-08-508-milhoes-de-horas-passadas-em-titulos-retro-compativeis-na-xbox-one”

Aqui notícia de 2017, onde a Microsoft referi que foram jogadas 508 milhões de hrs na retro. A treta é que a Microsoft usou está dado pra rebater um estudo feio por ARS Technica, o qual referia que apenas 1,5% do tempo total usando o console era destinado a Retro. Bem, mesmo acreditando no que a Microsoft diz, em 2017, divindo o total de hrs divulgado por 30 milhões de consoles em 2017, daria pouco mais de 16hrs pra cada user em 2 anos. Como eu disse, a Retro é uma opção muito atraente e super bem vinda, mas que sofre muito de falta de apoio até por aqueles que sempre as usam como argumento positivo.

“https://www.eurogamer.pt/articles/2017-06-07-a-retrocompatibilidade-na-xbox-one-e-pouco-usada”

Deto
Deto
Responder a  nETTo
2 meses atrás

Eu andei fazendo essa conta pela internet tb, fanboys do xbox ficavam loucos.

basta pegar os proprios dados da MS, que ela divulga e fazer umas duas ou três contas simples que vc conclui que no xbox one a retro é irrelevante.

bruno
bruno
Responder a  Deto
2 meses atrás

Pode nao ser muito usada. Mas nao duvides do potencial da retro em atrair clientes. Tao simplesmente porque a retro compoe catalogo e estas melhorias da MS sao excelentes porque justificam as pessoas revisitar certos titulos. Alias, basta ver que tiveste uma percentagem de utilizadores esta gen que trocou de consola apenas para ver o titulo a outra resolucao e com melhorias.

Deto
Deto
Responder a  Felipe Leite
2 meses atrás

Eu comprei um PS3 cecha01 com retro total por hardware e dois jogos de PS2, resident evil 4 e o code veronica.

joguei o Code veronica e vendi ambos sem nem ter jogado RE4 e depois nunca mais joguei retro no PS3.

MAS se eles botarem patch par God of War 4k 60fps no PS5, provavelmente vou jogar um new game+ lá.

bruno
bruno
Responder a  Deto
2 meses atrás

Se nao jogaste o RE4 perdeste um grande jogo.

daniel
daniel
2 meses atrás

Estou muito curioso para saber o impacto dos jogos “true nextgen” nos PCs. Se temos requisitos mínimos e recomendados quanto a CPU, GPU e memória; teremos também quanto ao armazenamento. Muitas pessoas não entendem que o nvm2 não será só uma “firula qualquer”, mas algo de grande impacto/ revolução nos jogos. Por essas e outras não acho besteira dos jogos exclusivos da Sony trazerem um impacto geral muito maior que os demais, seja multi ou “first party” da microsoft. A Microsoft terá que dosar num primeiro momento com os donos de Xbox One, num segundo momento com o pessoal do PC que utilizem o SSD normal, e só depois de boa parte dessa galera fazerem a transição ao NVM2 que os jogos first da Microsoft podem mostrar todo o seu potencial (talvez daí a explanação de transição de 1-2 anos).

Felipe Leite
Felipe Leite
Responder a  Mário Armão Ferreira
2 meses atrás

Deixaste-me curioso!

daniel
daniel
Responder a  Mário Armão Ferreira
2 meses atrás

Indago isso pois eu não consigo imaginar o Series X sendo superior o Ps5 no curto prazo, sem que se abandone a atual geração de consoles e pcs (no que concerne a utilização dos já arcaicos hd mecânicos). Ou a Microsoft foca no Series X/S com a implementação na raiz das vantagens que o ssd nvme pode trazer, ou vai ficar parecendo que seu console, mesmo mais capaz que o Ps5, traga resultados piores que o concorrente, principalmente quando se comparado com um Horizon 2 ou Spiderman 2 da vida.

Andrio
Andrio
Responder a  Mário Armão Ferreira
2 meses atrás

No aguardo!