Nvidia corta parceria com website que não se focou nos pontos fortes dos seus GPUs

5 1 vote
Avalie o nosso artigo

É costume as marcas cederem hardware para análises aos websites. Mas neste caso, a Nvidia cortou o suporte porque a análise não se focou nos pontos fortes do seu GPU.

O website Hardware Unboxed foi banido de recer uma Geforce Gounders Edition para análise dado que a análise que foi feito ao último produto da Nvidia se focou na rasterização (um ponto onde a Nvidia é menos capaz que a AMD), e não em Ray Tracing (onde, adivinharam, a Nvidia é mais capaz).

A situação ocorreu e fez com que uma quantidade de utilizadores do website, perante o conhecimento do sucedido, disparassem em todas as direções contra a Nvidia.

Acima de tudo a situação mostra que a Nvidia tem preocupações com aquilo que é a sua oferta atualmente no mercado, pois com a o Ray Tracing fora da equação, a AMD bate-se de igual para igual com a Nvidia.



Ora se considerarmos que o suporte ao Ray Tracing ainda é algo prematuro, e acima de tudo é um embelezamento que, mesmo que bonito, é dispensável, a AMD não está verdadeiramente numa posição má face à Nvidia, e isto preocupa os responsáveis da empresa, que antes se viram sempre numa posição confortável de superioridade.

A realidade é que o Ray Tracing é algo que existe, por norma como opção, num punhado de jogos, ao passo que a Rasterização é fundamental em todos os jogos. É um dos componentes chave do grafismo, e algo que sem ele um GPU não pode funcionar. Eventualmente a posição do Ray Tracing vai mudar no futuro, mas o website em causa entendeu, e a nosso ver sem que tal possa ser visto como uma falha, ou parcialidade, que não deveria dar tanto protagonismo a algo que neste momento é um extra, mas sim ao coração do grafismo, a rasterização.

Agora a posição da Nvidia, a ser verdadeira, não nos surpreende. Estamos numa era onde as empresas só se preocupam com o vender e não com que o consumidor saiba a realidade das performances, e o boicote a quem não toca naquilo que as empresas consideram os pontos fortes, tornou-se em algo comum. Uma situação que revela que a integridade da industria está podre, e que os media acabam por ser meros joguetes nas mãos das empresas.

Com esta atitude que se afirma ter existido, a Nvidia revelou a sua real face, e a preocupação com a crescente posição da AMD.

Quem se meteu ao barulho foi o Linus, da Linus Tech, um Youtuber, que refere que nada do que se passou se reflete na sua experiência de mais de 10 anos com a Nvidia. Uma situação curiosa, dado que cada caso é um caso, e nem todos tem o “poder” que o seu canal tem, uma situação que lhe é depois lembrada por um terceiro.



Apesar de não termos ouvido as duas partes, a realidade é que o passado da Nvidia não nos deixa ficar nem um bocado surpreendido com esta alegação, acreditando-se na sua possível veracidade. A Nvidia tem um passado de pagar para otimizações especificas em pontos onde sabia que a AMD era mais fraca. Daí que para quem apostou sempre nesse sentido, ver uma comparação destas, certamente não será algo que aprecie.

Agora tambem convenhamos que uma análise, para ser imparcial, tem de abordar os pontos todos, e nem só o RT, ou só a Rasterização. Focar-se mais numa ou mais em outra pode efetivamente ser visto como uma parcialidade, mesmo que ela não exista. Mas seja como for, quem não deve não teme, e as análises só devem existir se forem para serem livres, honestas e isentas.

Sem isso, o que temos é aquilo que sabemos existir na maior parte dos websites. Um conjunto de fantoches, incapazes de dizer mal seja do que for, com receio de cortes nos patrocínios.



5 1 vote
Avalie o nosso artigo
19 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
José Galvão
José Galvão
27 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Curiosamente algo semelhante, se passa com toda esta situação do Cyberpunk 2077, e muita da cumplicidade existente entre os media e as editoras, logo não é de estranhar que um jogo tão broken consegue sacar tantos 9/10 e 10/10, e se eu já os olhava de soslaio, agora acuso-os sem problemas de consciência, mas pior que estes são os youtubers que conseguem fazer uma lavagem cerebral coletiva ainda mais eficaz.

Neste caso acredito que disseram aquilo que deviam, mas não deviam, e este é o problema do “sistema”, estar dependente de quem se vai criticar.

nETTo
nETTo
Responder a  José Galvão
27 dias atrás

Tô jogando a uma semana, deve ter umas 10hs jogadas já, já deu pra ver muita coisa, mas muita coisa mesmo, Bugs acontecem a cada 5 minutos nesse jogo, a IA dele é nível jogos de PS1, sem exageros, física é ridícula também, os gráficos estão longe dos mais belos vistos no PS4 Pro, performance melhorou bastante nos últimos dias, agora já é possível se manter nos 30fps a maior parte do tempo com quedas severas em raros momentos (Patch 1.06 instalado).

Mas o que vc fala é a mais absoluta vrd, Cyberpunk 2077 foi lançado inacabado, ainda faltam muitos sistemas os quais trarão mais imersão ao game, a Polícia por exemplo, é Bizarra, vc tá sozinho, num alto prédio, atira e a polícia brota do chão colado em vc, simplesmente ridículo, GTAs do PS2 tinham sistema de polícia melhores.

A história é interessante até o momento, mas mesmo nela temos promessas/marketing não entregue, as respostas não trazem peso algum na narrativa, estão lá por estar, se fossem diálogos automáticos não fariam diferença.

Deste modo é realmente estranho ver sites e portais de games darem 10/10 ao jogo.

José Galvão
José Galvão
Responder a  nETTo
27 dias atrás

Numa coisa tenho que tirar o chapéu à CDPR, eles expuseram de forma brutal a seita de reviewers e youtubers que dominam grande parte da critica dos videojogos, o quão conivente e corrupta é, de como não devemos acreditar em 90% deles, nesse aspecto o jogo deles esteve noutro nível.

José Galvão
José Galvão
Responder a  Mário Armão Ferreira
26 dias atrás

A cereja no topo do bolo foi terem dito que o Goldeneye para a N64 corria a 20fps e as pessoas adoravam o jogo, isto para desculpar o estado do jogo.

Outra coisa que achei hilariante foi o Minecraft estar ali em vez do Ghost of Tsushima, isto porque apesar do jogo ser belo, têm um problema pessoal com as animações do jogo AHAH…

Mas por muito influente que a DF seja, são apenas mais um dos muitos que fazem o mesmo, eu estive a rever as reviews de muitos destes reviewers e youtubers antes da tempestade, e comparando a postura do antes e do depois, é uma diferença gritante, até mete nojo a máscara de indignação destes tipos que ativamente fizeram parte da propaganda e do embuste, e agora fazem-se de incrédulos e do lado dos jogadores quando na realidade só querem é views e material à pala, que gente cínica.

Ewertom
Ewertom
Responder a  José Galvão
26 dias atrás

Falar mal de Goldeneye é repulsivo e digno de nota.
Pois o icônico jogo da Rare tem conteudo e diversão e são coisas que muitos jogos de hoje não tem.Não é toa que esta na lista dos melhores jogos da história já lançados por esta industria.
Polegar para baixo para DF.

José Galvão
José Galvão
Responder a  Ewertom
26 dias atrás

Eu acho que não falaram mal do Goldeneye, apenas achei ridiculo o exemplo extremo para desculpar o estado do jogo.

nETTo
nETTo
Responder a  José Galvão
26 dias atrás

Vrd seja dita, tem algumas coisas em Ghost of Tsushima que me desagradaram quanto aos gráficos, a falta de cuidado que eles tiveram com a “água” neste jogo é imperdoável, em todas as cenas que tinhan poças d’água, rios e o mar a imersão era quebrada, qualidade PS2 mesmo, isso pra ser generoso. Outro problema gráfico que percebi foi até estranho, quando o cavalo está galopando vc consegue visualizar suas pegadas ficando no chão, mas quando vc desce o personagem e anda/corre as pegadas não foram incluídas.

José Galvão
José Galvão
Responder a  nETTo
25 dias atrás

Sem dúvida, o jogo não é perfeito mas não ignoremos o esplendor visual visual que oferece, mas ficar de fora por causa do Minecraft com RT que nem sequer é deste ano ou do Ori é que não encaixa.

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
26 dias atrás

Eu parei de assistir DF e assinar o canal deles por causa das desculpas.

Em primeiro lugar vem puxar o saco de quem patrocina eles.

Depois vem as preferências pessoais deles que todos conhecem.

Tem uma série de coisas, mas não vou ficar me repetindo aqui pq já comentei várias coisas.

NX gamer acerta muito mais que a DF, e nem para contar FPS eles servem mais…. Última foi no COD cold war, que eles passaram o BUG como “queda normal no PS5” e só corrigiram pq o VG Tech falou.

Pelo menos a Sony trata a DF como um site qualquer e não como “privilégios” igual a MS e Nvidia.

Duarte
Duarte
27 dias atrás

Acima fo ray tracing da nvidia, está o seu DLSS, que é um game changer incrível.
Esta tecnologia seria muito bem empregue nas consolas, massificando a sua implementação.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Duarte
27 dias atrás

Com certeza as técnicas de reconstrução serão cada vez mais aprimoradas nas consolas. PS5 e Xbox Series X possuem operadores de menor precisão que ajudam a maximizar a quantidade de cálculos das redes neurais, ou seja, se uma rede pode trabalhar na precisão FP16, teremos teoricamente o dobro de cálculos por segundo que FP32. O mesmo raciocínio vale para int8 e int4.

Mas como as consolas não tem hardware dedicado para Machine Learning como os tensor cores., creio que serão implementações mais modestas.

Duarte
Duarte
Responder a  Mário Armão Ferreira
23 dias atrás

Sem hardware dedicado como a nvidia os proveitos são mais limitados.

Duarte
Duarte
Responder a  Mário Armão Ferreira
23 dias atrás

Pois, mas o que a nvidia entrega em termos de qualidade\performance não tem comparação. O aumento de performance em alguns jogos com o DLSS é enorme.

Duarte
Duarte
Responder a  Mário Armão Ferreira
23 dias atrás

Não? como sabes? Até vermos algo na AMD com performance idêntica ao DLSS não podemos afirmar nada.

error: Conteúdo protegido