Nvidia tem tudo acordado para comprar a ARM por 40 mil milhões de dólares

5 4 votes
Avalie o nosso artigo

A Nvidia pretende assim entrar no mercado dos dispositivos móveis.

Antes do mais vamos ser claros numa coisa que a maior parte dos websites que estão a dar esta notícia não estão a ser. A Nvidia não comprou a ARM. A Nvidia pretende comprar a ARM. São coisas bem diferentes uma vez que o negócio ainda tem de ser analisado e aprovado pelas entidades reguladoras! E isso quer dizer que a efectivar-se o negócio, tal só acontecerá completamente daqui a 18 meses.

A compra da ARM tornará a Nvidia num dos players com mais influência no mercado dos smartphones, e poderá mesmo permitir-lhe a entrada num mercado onde a marca nunca se deu bem, o dos processadores, onde os processadores da ARM até tem crescido mais que os restantes processadores.

Ora a Nvidia refere que pretende manter a forma de licenciamento aberto, e a neutralidade dos clientes em todos os mercados, por todo o mundo, mas é exactamente esse o ponto que está a ser escrutinado pelas entidades reguladoras. O motivo é que com esta posse a Nvidia fica numa posição privilegiada e caso não haja tratamento igual a todos os clientes, ela pode usar da sua posição para obter vantagens sobre os mesmos, com clientes influentes da ARM como a Apple, Samsung Electronics, Amazon.com, Qualcomm e a Huawei a poderem ser prejudicados com esta situação (recorde-se que a Samsung até tem um acordo com a AMD para usar os seus GPUs nos seus smartphones). A Nvidia refere ainda que pretende licenciar alguma da sua tecnologia a terceiros.

Nos termos acordados, a Nvidia pagará 21.5 mil milhões em acções e 12 mil milhões em dinheiro, o que inclui 2 mil milhões pagos no acto da escritura do acordo. O acordo prevê ainda 5 mil milhões caso a ARM alcance determinados objectivos.



Com esta aquisição a Nvidia entrará no mundo dos datacenters, aparelhos móveis e mesmo uma diversidade de mercados onde os processadores ARM estão presentes.



5 4 votes
Avalie o nosso artigo
guest
7 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Daniel Cardoso
Daniel Cardoso
16 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Ou seja, monopólio vindo ai.

bruno
bruno
Responder a  Daniel Cardoso
16 dias atrás

Monopolio? De longe!

bruno
bruno
16 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

So uma nota, que nao foi tocado no artigo…

Com esta aquisicao, a nVidia fica finalmente apta a fazer CPUs o que indica que poderemos ver APUs nVidia.

Eu nao estou familiarizado com a evolucao dos nucleos ARM, mas havia quem defendesse que seria possivel te-los a rivalizar com os core i3,i5 da Intel e os Ryzen da AMD.

Noticias excitantes no mercado, dado que em resposta, as outras empresas poderao finalmente puxar pelo desenvolvimento de chips mobile – pode ser que AMD tente finalmente adaptar o jaguar para os 7 nm…

eduard08
eduard08
16 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

A ver no que vai dar se realmente a venda for finalizada, pois sendo a nvidia americana, o mercado movil chines pode correr o risco de se ver vetado, pois e muito bom dizerem mil e uma coisa agora para a compra se realizar, mas e no futuro como se passara?
Por outro lado esta compra ate podera ser boa, pois acredito que os chineses e mesmo o mercado europeu poderá desenvolver a propria tecnologia, havendo assim mais concorrencia e escolha

bruno
bruno
Responder a  eduard08
16 dias atrás

A nVidia e Intel sao americanas mas muitos ventros de desenvolvimento nao estao nos EUA.

Israel desenha chips tanto para intel como nVidia e a AMD tem centros na India.

Livio
Livio
16 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Sendo aquela que faz(ia) praticas para os jogos no PC não tivessem boa performance no Vulkan eu não duvido o privilégio para algumas empresas depois de algum tempo

error: Conteúdo protegido