O custo da PS4 no Brasil explicado… mas muito mal explicado

O preço da PS4 no Brasil é escandaloso, mas como supostamente as imagens que se seguem comprovam, a culpa será dos impostos que o governo impõem. O problema é que… as contas não fazem sentido.

Desconheço se as imagens que se seguem são oficiais da Sony, mas seja como for, coloco-as aqui uma vez que as mesmas pretendem justificar o valor de venda da PS4 no Brasil. E na falta de melhores dados, dado que pessoalmente, por muito que me esforce não consigo compreender como se chega a um preço de 3999 reais, aceito estas tabelas como a justificação para o valor.

Eis as imagens:

taxes1

Mesmo sem avançarmos muito mais, esta tabela que pretende justificar o custo da PS4 no Brasil levanta-me a seguinte dúvida:

Publicidade

Retomando o nosso artigo

PORQUE RAIO AS MARGENS DE LUCRO DA SONY BRASIL E DO DISTRIBUIDOR SÃO SUPERIORES AO CUSTO DA PLAYSTATION 4 SEM TAXAS?

Somando a margem do distribuidor e do retalhista obtemos 875 reais… Ou seja, mais do que o custo da PS4 devidamente convertido. Mas que raio se passa ali? Há certamente algo mal na tabela de cima, até porque as percentagens não batem certo.

Mas vejamos a tabela de forma mais detalhada:

taxes2

Esta tabela que se segue é caótica… Aqui é que não consigo perceber nada.

A primeira linha está correcta. A PS4 converte a uma taxa de 2,2 pelo que 390 dólares são efectivamente 858 Reais.

A Segunda linha mostra um custo qualquer chamado II de 20%, que realmente aplicado ao valor da consola são 78 euros ou 171,6 reais.

Mas daí para a frente é o caos.

O que eu vejo é taxa sobre taxa, aplicada ao produto sem margem de lucro e depois aplicada novamente sobre o mesmo preço mas com a margem de lucro. A bandalheira é tanta que quase questiono se estas contas foram realizadas por alguém com a quarta classe. Pelo menos cá em Portugal, Imposto sobre imposto, apesar de ser uma realidade, é algo ilegal, e nesta conta isso parece acontecer a cada coluna.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Agradecendo que alguém me possa explicar estas contas, eis o que vejo:

Na tabela da esquerda, na secção “Transfer Price” ou “Preço de transferência”, estão calculados o II, o IPI, o ICMS e o COFINS, coisas que presumo serem impostos.

No entanto, o preço da PS4 após essas contas , na linha “Cost of Gods – Landed” apenas soma o custo original com o II. E se é assim, o que fazem lá os outros valores?

Depois é somada a margem do distribuidor, que aparentemente é, segundo a Lei, 20%. Só que o problema é que 117 dólares/257,4 Reais, não são 20% de 468/1029,60… São 25%… Porque raio?

E daí para a frente acabou… não consigo chegar aos valores ali indicados pois aplicando as margens referidas aos valores que já temos, não dá nada daquilo.

Mas porque raio os impostos relativos à importação são calculados sobre o preço total com as margens dos revendedores? Não deveria essa margem ser retirada das contas?

Depois o ICMS que deveria ser de 25% aparece com um valor de 38%, o PIS pelas minhas contas está nos 2,5% quando deveria ser 1,65, e por aí fora.

Refeitas as contas com os valores correctos para esses impostos, margem de lucro, etc, chego a um valor de 1456,45 dólares, ou 3024, 19 Reais.

Mas se retirar a margem de lucro do distribuidor e retalhista (que aparece mais abaixo) das contas, o valor a que chego seria de 1291,7 dólares ou 2841,74 reais.

taxes3

Essas parecem-me ser as contas correctas, sendo que mesmo assim a Microsoft teria de ter incentivos, talvez por construir a consola no país. Mas o certo é que as contas que fiz, seguindo a mesma lógica das tabelas não me convencem pois continua a existir imposto sobre imposto.

Se alguém tiver uma explicação, agradeço-a.

Publicidade

Posts Relacionados