Patch para God of War permite 4k 60 fps na PS5 e 1080p 60 fps na PS4 pro.

0 0 votes
Avalie o nosso artigo

O novo patch foi lançado no passado dia 2 e acrescenta novidades de peso.

Nota: Artigo alterado para clarificar melhor algumas situações.

Os jogos criados de raiz para a nova geração de consolas anda vão demorar a aparecer, mas entretanto algumas equipas vão-nos presenteando com melhorias nos seus jogos que nos permitem tirar partido das suas potencialidades.

Um jogo que sofreu recentemente uma alteração de peso foi God of War. Com um patch lançando no passado dia 2 de Fevereiro o jogo foi alterado permitindo as seguintes novidades:

  • Jogar a 4K** 60 fps na Playstation 5
  • Jogar a 1080p 60 fps com fps mais estáveis na Playstation 4 Pro.

De se notar que a PS4 Pro permite ainda 4K* 30 fps, como sempre permitiu, e que o modo 1080p sempre existiu, apesar de grandes variações nas performances que agora são corrigidas.



Este jogo, quando colocado a correr na PS5 sem qualquer patch, permitia fps desbloqueados que por vezes alcançavam os 60 fps. No entanto haviam problemas de performance e gráficos que levaram a que um patch bloqueasse o jogo a 30 fps. Mas agora o novo patch vem resolver os problemas e repor as coisas, permitindo assim os 40K* em gloriosos 60 fps, e dando uma desculpa adicional aos possuidores da PS5 de revisitar o jogo.

* Checkerboard

** Checkerboard dinàmico até 2160p nativos.

 

 

 





0 0 votes
Avalie o nosso artigo
45 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Danilo Marciel
Danilo Marciel
8 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Porque a informação de que é 4K checkerboard não está incluida na news ?

Sei que você fala que 4K Nativo e Check é a mesma coisa mas poderia ter adicionado a informação.

By-mission
By-mission
Responder a  Danilo Marciel
8 meses atrás

Sim e o modo performance da PS4 pro sempre esteve disponível desde o lançamento, só melhoraram um pouco, lembro que antes do pach o jogo ficava entre 35 e 45 fps onde agora chega aos 55 em momentos menos intensos quase como um aumento de 10 fps..

nETTo
nETTo
8 meses atrás

Um dos melhores games de sempre, um reboot incrível, corajoso, ambicioso,muito bem feito em praticamente todos os aspectos.

E no PS5 em 4K CB 60fps.

“Para as últimas rondas do plano de marketing de God of War, conseguimos deitar as mão a um novo vídeo de gameplay que mostra o jogo a correr a 4K. Tal como Horizon, God of War usa um método de renderização checkerboard de maneira a conseguir chegar aos 2160 píxeis. O jogo parece limado quando em movimento e apesar da nossa contagem ter revelado os 2160 pixeis, o PlayStation Blog afirma que a resolução dinâmica está activa.”

“Baseando-nos nos 16 minutos de vídeo a que obtivemos acesso, a imagem está ainda mais nítida que em Horizon e os artefactos ocasionais resultantes do checkerboarding são apenas visíveis se olhares de muito perto e de forma selectiva. De facto, precisamos de alguns minutos e de inspeccionar cada frame de forma minuciosa para conseguirmos detectá-los, o que sugere que a equipa por trás do jogo foi muito bem-sucedida neste aspecto, entregando um jogo com apresentação exemplar. Apesar de não ser nativa, o jogo fica lindo num ecrã ultra HD e, pelo que conseguimos ver, será um dos jogos 4K mais limpos que alguma vez chegou à plataforma.”

https://www.eurogamer.pt/articles/digitalfoundry-2018-god-of-war-a-proxima-grande-amostra-da-tecnologia-na-ps4

Pra mim o melhor game do PS4/Pro e agora do PS5 hehehe

Livio
Livio
Responder a  nETTo
8 meses atrás

“..se olhares de muito perto e de forma seletiva.”

Qual zoom foi utilizado?? 800x?

Fernando Cardoso
Fernando Cardoso
Responder a  nETTo
8 meses atrás

Pessoalmente acho que o futuro não são resoluções nativas e força bruta, mas sim técnicas inteligentes e AI para melhorar a resolução e engines de resolução dinâmica, poupando recursos e privilegiando o framerate.

A nível de suporte hw, temos do lado da AMD o CB e da Nvidia o DLSS.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  nETTo
8 meses atrás

Os gamers de benchmark só se divertem com 4K nativo 120fps, se a imagem for 1800p já não serve kkkk
Cambada de fresco esses jogadores de agora 😅

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Carlos Zidane
8 meses atrás

Então os melhores games eles não jogam né? Hahahaahah

Fernando Molina
Fernando Molina
8 meses atrás

Esse jogo é uma obra prima em qualquer modo e em qualquer resolução

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Fernando Molina
8 meses atrás

Muito bonito, vários momentos ficava admirando o cenário e o gameplay me agradou demais, com bons inimigos desde os mais simples aos mais complicados.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
8 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

É o mais viável de se fazer no modo BC do PS5. Destrava o FPS, e roda na maior resolução possível configurada para o PS4 Pro.

É até por esse motivo que a meu ver, The Last of Us parte 2 terá uma versão remasterizada para o PS5. O jogo roda em 1440p 30fps cravados no PS4 Pro. Uncharted 4 e Lost Legacy estão no mesmo formato. Ao que tudo indica, a Naughty Dog preferiu esta abordagem fixa na sua engine visando estabilidade nas cargas de trabalho do jogo. Usando o modo BC, dificilmente aumentaria a resolução sem gerar impactos negativos na versão do PS4 Pro. É o mesmo código-fonte, já que estamos falando de modo BC. Apenas “destravar” FPS também pode ser um pouco mais complexo, assim como ocorreu em Last of Us parte 1 no port para o PS4, Bloodborne, e alguns outros jogos bem específicos em que é mais complicado de alterar os 30fps fixos.

Um port para o PS5 permitiria à Naughty Dog mexer no jogo como quiser. Claro que poderiam ir pelo caminho fácil, 4k 60fps com os mesmos assets e free upgrade. Mas visto os resultados que esse jogo alcançou, não duvido que farão algo na linha de Spiderman Remastered, onde o jogo de fato receberá uma nova roupagem visual.

Veremos.

nETTo
nETTo
Responder a  Carlos Eduardo
8 meses atrás

Tlou Part2 no PS4 Pro roda cravado a 30fps, isso segnifica que os frames sempre estão acima dos 30fps e o time fixa em 30fps, no PS5 é só desbloquear e vai pra 60fps certamente pois em termos de CPU existe um gap gigantesco entre os dois consoles.

Agora vc cita um Remaster, bem, eles podem muito bem e na verdade esta preparando um Patch que aumente a resolução pra 4K nativo e 60fps, algo como a Bungie fez com Destiny 2 no PS5.

Danilo Marciel
Danilo Marciel
Responder a  nETTo
8 meses atrás

Olha pela qualidade do TLOU2 e mesmo assim os 30FPS fica cravado no PS4 acredito que o PS5 consiga 4K com muito mais filtros e melhores texturas nos 30FPS até porque 60FOS nele não faz falta não.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Danilo Marciel
8 meses atrás

O problema é que dificilmente chegará a 4k no modo BC. Certamente precisará de port.

Torço por um port gratuito. Mas visto a grandeza do jogo, estou apostando que irão cobrar, mas entregar uma experiência ainda melhor.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Mário Armão Ferreira
8 meses atrás

Em Last of us parte 2?

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  nETTo
8 meses atrás

Sobre FPS, depende bastante Netto.

Tem jogo que escala bem FPS, tem jogo que não.

Quando digo escalar, vou fornecer alguns exemplos.

Doom Eternal é um jogo que escala bem FPS linearmente à performance do hardware. Pode chegar até a 1000fps como já foi até feito por um time de “malucos” lol . Méritos do motor idtech .

The Medium já é um jogo que não escala bem FPS. Quero dizer que colocar um hardware mais forte te fará escalar bem vários presets do jogo, mas FPS não. Melhora o visual do jogo, e o FPS permanece ali “sofrendo” rsss.

E por que isso ocorre? Má optimização? Não necessariamente.

Existem jogos que internamente possui muita codificação já ajustada para deadline de 33.3ms. Então suponhamos que um hardware de poder X termina em 30ms. O hardware de poder 4x superior termina em 25ms. Só um hardware várias vezes superior terminaria em 16.6ms. Ou seja, o FPS não escala linearmente com o poder do hardware.

Nesse exemplo da DF mostra como o Lance Mcdonnald suou frio para Bloodborne rodar a 60fps, inclusive ajustando 108 diferentes variáveis de tempo: https://www.eurogamer.net/articles/digitalfoundry-2020-bloodborne-60fps-hack-tested-the-complete-story . Claro que aí são outros problemas, a engine da From Software também não é brincadeira lol. Mas é só uma ilustração que alguns jogos são difíceis de escalar FPS. Requer mais trabalho (não sei se é o caso da Naughty Dog ok? Só levantei a possibilidade)

Fernando Cardoso
Fernando Cardoso
8 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Não tenho por hábito revisitar jogos que já platinei, mas este vou revisitá-lo na PS5. Tentar no modo mais difícil em game+.

Também já parei de jogar o TLOU2 à espera que saia o patch para PS5 😀

nETTo
nETTo
Responder a  Fernando Cardoso
8 meses atrás

Eu já tentei o modo Give me A God of War no New Game+ como todos status da jogatina anterior.

Já nos inimigos o quais ainda são o tutorial do game vc já percebe que o bagulho será tenso, visto que enquanto vc bate num o outro além de se recuperar dos danos ainda sobe de nível kkk é muito difícil este modo

Fernando Cardoso
Fernando Cardoso
Responder a  nETTo
8 meses atrás

No meu gameplay original fiz a história principal na dificuldade anterior à “Give me A God of War”. Senti bastante dificuldade no início, mas depois de me habituar ao combate e de ter os personagens mais evoluídos, deu para acabar sem grandes frustrações.
Agora com as valquírias a conversa foi outra. Quando foi para platinar, fechar valquírias e outras side quests, baixei a dificuldade para despachar o assunto.

Vou tentar tb o new game+ em “Give me God of war”, ao menos já levamos o personagem evoluído ao máximo. Mas já estou a contar com alguma frustração logo nos inimigos básicos do início 😀
Pena não existirem troféus específicos para acabar o jogo em new game+ na dificuldade máxima, como no horizon e no spider man.

Daniel Torres
Daniel Torres
8 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

É bom ver que os jogos do Ps4 estão recebendo patchs om melhorias, mas sendo bem sincero o Ps5 não esta fazendo mais que a obrigação em relação aos jogos do Ps4 que é conseguir rodar em 4k 60fps. Digo isso pois no lançamento do pro o Mark Cerny disse que para levar os jogos do Ps4 a 4k nativos e 60 fps precisariam de uma GPU de pelo menos 8tflops e tendo o PS5 10 tflops ele só faz em jogos da retro a obrigação dele.

Eron
Eron
8 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Desculpe o OFF, mas gostaria da opinião do pessoal que é mais entendido, e sei que aqui temos muitos colegas conhecedores do assunto q, se desejarem, podem esclarecer a questão. Pelo q deu a entender na análise anterior da DF o Control estava a correr levemente melhor no ps5 (não sei se estou enganado), mas agora estão fazendo uma comparação q considera o “modo foto” do jogo, e eles apontam q o SX passa a ter a vantagem. Alguém sabe me explicar o motivo do game, durante o gameplay, não tirar proveito disso, mas no modo foto mostrar superioridade? Existe diferenças de como o sistema considera o jogo rodando e pausado num foto mode? E o q acham dessa modalidade de comparação q a DF fez???

https://www.eurogamer.net/articles/digitalfoundry-2021-control-ultimate-edition-photo-mode-rt-benchmark

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
8 meses atrás

Li a tua explicação e nunca tinha me passado pela cabeça isso.

Sobre o xbox melhor, um título que um site de Xbox usou já resume:

Xbox melhor no modo Foto.

Eron
Eron
Responder a  Mário Armão Ferreira
8 meses atrás

Obrigado Mário pelo tempo reservado em me responder! Sempre acompanho o site apesar de não comentar.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Eron
8 meses atrás

Eu já creio que ali estamos vendo puro poder bruto de GPU, e o Xbox tem 16% de superioridade média em relação ao PS5, conforme mostram os testes.

Claro que nesse caso estamos falando de um código legado, para um motor específico. Jogos next-gen em outros motores poderão variar os resultados. Mas vamos considerar esses 16% mostrados pela DF.

Entretanto, tem um ponto muito interessante a se considerar. No modo foto, os assets do jogo estão estáticos. Ou seja, os caches permanecem essencialmente com as mesmas informações, a workload de CPU está estática. Quando se está em gameplay, os assets estão em “movimento”, com caches sendo atualizados a todo instante, streaming de assets vindo do SSD para a RAM, CPU e GPU variando suas workloads.

Ora, o que mais temos ouvido do PS5 são suas optimizações na comunicação entre componentes. Sejam Cache Scrubbers, Cohency, L3 Unified Cache (ainda não confirmado). Me faz muito sentido que em gameplay, com todos os componentes atuando em conjunto, o PS5 equilibre mais essa diferença. Já em modo estático, estressando apenas a GPU, o Xbox Series X mostre o seu poder.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Mário Armão Ferreira
8 meses atrás

Mário,

Tem uma discussão em cima disso, que são os corridors of doom, onde parece que exigem mais de CPU e o Xbox Series X mostrou 33fps contra 32fps do PS5.

Tem até uma discussão no twitter sobre isso: https://twitter.com/Sebasti66855537/status/1357707058204856323?s=20

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
8 meses atrás

vi tambem gente comentando que pode ser os clocks variaveis.

Não era o Modo Foto que fazia o PS4 PRO voar no God of War?

pode ser que esse seja o caso de baixar o clock do PS5.

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
8 meses atrás

Tem esse post

https://forum.beyond3d.com/threads/digital-foundry-article-technical-discussion-2021.62207/page-31

Não era no modo Foto que o disparava o cooler do PS4 PRO no God of War por ex?

It’s unintuitive, but, except if the CPU is using specific power hungry instructions, the max power on PS5 should be reached during cutscenes and others scenes not taxing the CPU (particularly if uncapped).

On PS4 and Pro, for instance the fan is often spinning the most during non-gameplay scenes: in cutscenes or when the GPU is not limited by CPU logic as in start screens. The start screen of God of War is actually used by DF to measure the max power consumption of Pro. As stated by Cerny the map of Horizon makes the fan goes hyperdrive. Another example would be MGS5, one of the most technically impressive game on PS4 is the most noisy during the start screen or the cutscenes. The game is usually quite silent during gameplay. But there are plenty others examples on PS4 and we know Cerny and co studied tons of PS4 games when they designed PS5 dynamic clocks.

So actually what DF tested with Hitman 3 and here Control are likely be the worst cas possible for PS5, in those scenes (notably as they are uncapped) the GPU is more likely to be downclocked than gameplay scenes because those scenes wouldn’t be stalled by some CPU logic that would make the GPU wait for some logic to be done.

nETTo
nETTo
Responder a  Mário Armão Ferreira
8 meses atrás

Mas a Digital Foundry afirmou que a nível de resolução e detalhes gráficos ambos consoles são iguais.

Será que tem lobby mesmo? Tá esquisito isso aí em

Deto
Deto
Responder a  nETTo
8 meses atrás

Bom, as imagens que eu vi tinha diferença sim.

Na quantidade de reflexo do RT e na quantidade de LOD.

E a DF tb disse que SSD só servia para loading e que o PS5 não melhorava com clock acima de 2ghz pq o “RDNA1 de PC não melhora”

Eles estão bem na fissura de mostar o Xbox rodando melhor, já ficou meio estranho o tanto de narrativa que toda vez que o Xbox perde “é bug” e toda vez que ganha é “vitória absoluta”

No vídeo do Dirt eles mostravam gráfico de celular e falavam que era “ótimo”

Aviso para esclarecer:

Problema nenhum questionar a Sony, mas nunca questionam a MS.

Vc nunca vai ver:

“não sei não se o SX está perdendo no Assassins Creed pq tem downclock pq o padrão RDNA2 é 2.2ghz”

Talvez eles comecem a falar dos problemas do Xbox só quando perceberem que a MS desistiu de usar eles com conteúdo exclusivo depois de três tentativas.

2013: fazer controle de danos do xone.
2016: revelação exclusiva do xoneX
2019: revelação exclusiva SX

Em 2013 não adiantou, em 2016 ninguém ligou e em 2019 deu ruim, pq eles acharam errado que tinha um console muito mais poderoso.

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
8 meses atrás

Eu notei uma coisa.

O PS5 tem multis rodando melhor em todos os aspectos a frente do SX em também tem multis ganhando em alguns pontos e perdendo em outros.

Mas todos os Multis rodando “melhor” no SX tem um MAS grande junto.

Roda Hitman melhor, MAS se vc usar o rifle de sniper ou jogar na fase com mato cai os FPS e o PS5 roda melhor sem quedas.

Roda Control melhor, MAS Somente no modo foto.

Roda The Division 2 melhor, MAS é pela Retro.

Tem sempre um porém quando o Xbox “ganha”.

Já o PS5 tem jogos rodando melhor em todos os aspectos igual Dirt, AC, COD Cold War.

Foco pensando se seria uma plataforma mais equilibrada, enquanto o Xbox só ganha em casos pontuais.

Vitor hugo Reale Pereira
Vitor hugo Reale Pereira
8 meses atrás

Mario o cchekboard que a Sony faz, pode melhorar futuramente e compensar a falta de tecnologias como dlss?

nETTo
nETTo
Responder a  Vitor hugo Reale Pereira
8 meses atrás

Veja no Canal da DF no YouTube o comparativo que o Anti PS Alex Battaglia faz entre Checkerboard e DLSS em Death Stranding, o Checkerboard indo de 1440p pra 4K e o DLSS de 1080p pra 4K.

DLSS é incrível, mas ao comparar com o Checkerboard em Zoom de 400x se notam diferenças muito brandas dando melhor pra se ter uma noção quando se dar Zoom de 800x, aqui sim o DLSS deu baile, mas tipo, quem joga com Lupa de 800x?

O que eu quero dizer é que se bem implementado o Checkerboard é tão bom quanto o DLSS.

error: Conteúdo protegido