Pistas que apontam para uma PS5 em 2019 ou 2020

A PS5 não foi anunciada oficialmente pela Sony, mas há dados que apontam que a sua saida está para breve, sendo que 2019 ou 2020, as duas datas que mais correm como possibilidades. E apesar de 2020 ser a data mais provável, há uma série de pistas que apontam para essas datas, em particular 2019. Vamos ver quais são!

PS5 em 2019 ou 2020, verdade ou mito?

A PS5 é mais do certa numa dessas duas datas, sendo que a exacta é ainda desconhecida. No entanto, há uma série de dados que parecem apontar que 2019 não será impossível, com 2020 a aparecer igualmente como possibilidade. De tudo o compilado, a maior parte das pistas apontam para 2019 como sendo a data escolhida, mas o certo é que nada pode ser tomado como factual. Mas quais são esses dados, e qual o ano que, perante os mesmos aparenta ser o mais provável? Eis a lista:

Pista 1: Não há qualquer anuncio de jogos para serem lançados na PS4 após 2019

Curiosamente, nos anos anteriores tivemos jogos anunciados cuja data de lançamento não era conhecida, e que vimos a serem lançados só após alguns anos da sua apresentação. No entanto, de tudo o que a Sony apresentou e deu a conhecer, as datas de lançamento previstas são 2018 ou 2019. Não há sequer nada conhecido no ar que tenha uma possível data de lançamento posterior!



Naturalmente esta situação não aponta forçosamente para um lançamento de uma PS5 em 2019, mas o que é uma realidade é que deixa 2020 sem qualquer lançamento previsto.

Pista 2: Um rumor deu a conhecer que os kits de desenvolvimento da PS5 estavam já distribuídos desde o início de 2018.

A ser verdade que os kits de desenvolvimento estão já distribuídos desde o início do ano, olhando para os prazos usados nesta distribuição em outras gerações, a PS5 certamente sairá em 2019 ou 2020. Como esta notícia confirma, os devkits da PS4 foram entregues aproximadamente em Novembro de 2012, ou seja, um ano antes do lançamento da consola. Se os Devkits da PS5 foram efectivamente entregues em inícios de 2018, seja a data em 2019 ou 2020, qualquer das duas terá mais margem do que a PS3 teve. Se considerarmos que a PS5 será uma continuidade da PS4, ao possuir o mesmo OS e API, a margem de tempo para 2020 parece a mais exagerada de todas.

Pista 3: Vimos na E3 jogos a serem apresentados como sendo para a próxima geração

Foi em 2012, um ano antes do lançamento das atuais consolas, que ouvimos falar de jogos a serem desenvolvidos para elas. Ora com a E3 2018 a referir jogos para a próxima geração, ambas as datas possuem um lapso temporal para estas apresentações maior do que os jogos da PS4 tiveram.

Mais ainda, fala-se que Ghosts of Tsushima poderá ser um título Cross Gen.

Face ao historial passado de um ano, 2019 fica como a data que, perante esta situação, parece mais adequada para um possível lançamento.

Pista 4: AMD refere que os seus produtos 7 nm entrarão em força no mercado em 2019

A AMD anunciou para finais de 2018 a entrada dos seus primeiros produtos a 7 nm, nomeadamente os GPUs Vega. Para 2019 teremos os Zen 2 e o Navi que se prevêem possam estar no mercado no primeiro ou segundo terço do ano.

O factor mais impeditivo de um lançamento de uma consola seria a qualidade da produção, que requer estabilização para garantir produtividade com qualidade. No entanto essa situação nada tem a ver com a tecnologia AMD em si, mas sim com a litografia de 7 nm. E a realidade é que essa situação já está ultrapassada pois a TSMC já entrou em produção em massa de produtos 7 nm, anunciado que em 2019 o processo estará completamente estabilizado conseguindo produzir o triplo do que produz agora.

A haver veracidade no rumor de que o Navi foi desenvolvido para a Sony, o mesmo apenas deverá entrar no mercado perto do lançamento da PS5. Nesse sentido 2019 será uma data possível. No entanto, eventuais problemas com a produção parecem, neste caso, ter como data mais segura, 2020.

Pista 5: O suporte PS3 e PS Vita terminará na PSN+ em 2019

Nada garante que este dado tenha algo a ver com um possível lançamento de uma consola, mas não deixa de ser um indicio forte. Basicamente só justifica acabar com o suporte total à geração anterior se houver algo de novo para suportar, mas no entanto a razão pode ser bem mais simples e apenas monetária.
Seja como for, a haver uma relação, esta situação dará mais credibilidade a um lançamento para 2019 do que para 2020.

Pista 6: A Sony anunciou que a PS4 entrou no seu ciclo final de vida

A situação de cima é um facto. Mas o que quer exactamente a Sony dizer com esta afirmação?

Interpretações há várias, mas se considerarmos que a PS4 Pro era uma consola de meio de geração, lançada em 2016, ou seja 3 anos após a PS4 ser lançada, a situação parece fazer sentido uma vez que 2019 faria um outro ciclo de 3 anos, e ditaria o fim da geração. Nesse sentido, estando-se a entrar no ultimo ano de vida das consolas, o anuncio tem a sua coerência.

No entanto se o lançamento de uma PS5 é em 2020, esta é uma frase que soa um pouco a prematura. Com a PS4 Pro lançada em Novembro de 2016, caso a PS5 surgisse em finais de 2020 essa consola duraria 4 anos, e nesse sentido, anunciar publicamente o final de vida para uma consola que na altura tinha pouco mais de ano e meio, quando ela ainda possuiria 2 anos e meio de vida pela frente, parece uma atitude muito pouco ponderada.

Este é por isso um dado que, salvo má escolha de palavras, ou interpretação abusiva das palavras da Sony, não deixa de dar alguma credibilidade a 2019 como possível data de lançamento.

Pista 7: A Sony apresentou um gráfico com expectativas de vendas, e curiosamente ou não, o ano fiscal que calha entre Março de 2019 e Março de 2020 não aparece.



Este é um dado que dá o que pensar. A situação pode ter acontecido naturalmente e sem intenção, mas não deixa de ser curiosa a ausência do ano fiscal entre Março de 2019 e Março de 2020. A realidade é que ano fiscal compreendido entre Março de 2020 e Março de 2021 apresenta uma quebra de receitas prevista muito elevada que seria melhor justificada com o lançamento de uma nova consola.
Este dado não é no entanto conclusivo sobre se a PS4 seria lançada em 2019 ou 2020, algo que só se compreenderia com a presenta do Ano fiscal de 2020 que compreende o período de Natal de 2019.

Mas ele ao estar ausente não permite verdadeiramente tirar conclusões sobre qual dos dois anos seria o escolhido.

Há no entanto um outro dado bastante curioso: As quebras de receitas previstas atingem valores da ordem dos 30%, ou seja, bem superiores ao que seria de se esperar face ao lançamento de uma nova consola nos mesmos termos da PS4, passando a ideia de que a Sony poderia pensar em financiar parcialmente o custo de cada consola vendia.

Este é o um dado que, apesar de não ser conclusivo, parece dar mais credibilidade a 2020 do que a 2019, mas não podemos deixar de referir que a possibilidade de o se ter deixado 2019 de fora não ter sido casual, mas sim intencional, e com a intenção de se ocultar a real data de lançamento da consola.

Pista 8: A duração de vida média das consolas Sony é de 6 anos

A PS1 foi lançada em 1994, com a PS2 lançada em 2000 – É um ciclo de 6 anos!
A PS2 foi lançada em 2000, com a PS3 a ser lançada em 2006 –  É um ciclo de 6 anos.
A PS3 foi lançada em 2006, com a PS4 a ser lançada em 2013 – É um ciclo de 7 anos.

O histórico aponta para uma vida média das consolas Sony de 6 anos o que, perante o lançamento da PS4 em 2013, colocaria a PS5 em 2019. Mais ainda, tal ajustar-se-ia perfeitamente ao conceito de meio de geração da PS4 Pro, que foi lançada em 2016.

Naturalmente 6 anos não tem forçosamente de ser um valor exacto, mas sim médio. A PS3 durou 7 anos.

No entanto havia uma ideia na industria que a anterior geração foi grande demais, e que o lapso temporal criou uma disparidade muito grande entre as performances da consola e o que o PC podia fazer.

Nesse sentido, 2019 é mais uma vez uma data mais forte que 2020. Mas mais uma vez é apenas um indicio.

Pista 9: O Bink anunciou suporte a uma nova consola super secreta.

O Bink é dos codecs video mais popularmente usados nos videojogos, e naturalmente vai suportar a nova geração de consolas.

Estávamos em Junho de 2012, a 18 meses do lançamento da PS4, e o Bink anunciava o suporte para uma nova consola secreta que se veio a saber ser a PS4.

Em Junho de 2018 o Bink anuncia o suporte para uma nova consola super secreta que se desconhece.

Ora para Novembro de 2019 faltariam exactamente 18 meses, o mesmo período que abrangeu a PS4. A questão que fica é: Coincidência?

Pista 10: infinity procura funcionários para desenvolver um jogo para várias plataformas de nova geração que supostamente é Call of Duty 2019.

Após a Sledgehammer Games ter desenvolvido o Call of Duty: WWII do ano passado, é a vez da Treyarch criar o ainda por lançar Call of Duty: Black Ops 4. Já a versão de Call of Duty prevista para 2019 será da responsabilidade da Infinity Ward. Este ciclo de 3 anos foi acordado pelas três empresas em 2014!

Ora apesar de nada nos garantir que estamos a falar do Call of Duty que vai sair em 2019, até porque a Infinity Ward pode estar a trabalhar em mais do que um título, sendo Call of Duty o jogo que se espera deles, e já em 2019, a lista de oferta de emprego publicada por esta empresa dá direito a especulação.

A lista basicamente não dá a entender o jogo que é, mas é clara que se trata de um título por anunciar e para diversas plataformas de próxima geração, sendo que todos apontam para o Call of Duty 2019.

A ser este jogo, o mesmo sairia em 2019 suportando já a PS5 e a próxima Xbox. Mesmo esta última saindo depois, o facto de haver uma consola de nova geração já no mercado, associado a questões de retro compatibilidade, permitiria ao jogo sair com suporte já para a próxima consola da Microsoft, estando assim disponível como título de lançamento da mesma, mesmo tendo sido lançado um ano antes. Aliás a Microsoft poderá até lançar antes do final de 2020, encurtando assim a distância para a Sony.

Se o jogo realmente for o Call of Duty 2019, lançar o mesmo com suporte para a nova geração, sem qualquer consola no mercado, não teria lógica. Se ambas as consolas fossem lançadas em 2020, seria mais lógico ser a Sledgehammer a fazer este pedido uma vez que o seu jogo Call of Duty 2020 sairia antes do final do ano.

Conclusões

No fundo, se formos a ver, nada do que é dito garante qualquer data de lançamento, mas aqui compilamos uma séria de indícios fortes a apontar para 2019 e 2020, com grande ênfase para a primeira hipotese. O único problema é que não passam disso mesmo: Indícios.



Qual acho mais credivel? Bem, há argumentos válidos para as duas, motivo pelo qual não descarto nenhuma. Acredito que, estratégicamente, 2019 seria melhor mas, apesar de não haver grandes novidades previstas para 2020, esta data oferece claramente mais vantagens a nível de maturidade na litografia de 7nm, e vantagens na redução de custos. Veremos…



Posts Relacionados

newest oldest
Notify of
Carlos Filho
Visitante
Carlos Filho

Mário, parabéns pelo texto!
Colocaria mais dois pontos:

Li recentemente que a MS estaria se preparando para lançar antes da Sony uma nova máquina, o anúncio na E3 demonstra esse posicionamento de antecipação por isso, creio, que a proposta de Scarlet ser uma família de dispositivos corrobora o seguinte:

A família Scarlet é o xone, o X e o novo aparelho todos integrados e retrocompativeis!

Dessa forma a MS atenuaria as críticas negativas por lançar um console tão prematuramente e repetiria o que fez com o X360 de lançar antes e ter alguma vantagem. A própria ampliação dos seus estúdios é uma preparação para esse lançamento que será breve. Phil Spencer declarou que a equipe que está projetando o novo console é a mesma do X… isso só aumenta a possibilidade do que afirmei.
Outro aspecto interessante é que em 2019 o PlayStation completará 25 anos! A marca já faz parte da cultura ocidental e seria uma oportunidade interessante de marketing.
Por fim, é essa a análise que tenho e concordo contigo Mário que há grande possibilidade do ps5 ser lançado especialmente no Natal de 2019 .

Carlos
Visitante
Carlos

Acredito no PS5 em novembro de 2019 mas o problema é: O que a Sony consegue entregar a 399 dolares até lá?

Acredito q o PS5 no minimo tenha q ter 12tf, 16gb gddr6 + 1tb de hd, mas isso pra mim só a 499 dolares em 2019, nesse preço acredito q trocariam o jaguar por uma cpu rysen levemente melhor só pra marketing pq o desempenho dela sera irrisório.

Queria pra 2019 mas acho complicado fazer algo legal a 399 dolares, se passar disso só entusiasta compra, infelizmente as pessoas querem pagar 399 dolares ter desempenho top e usar o aparelho por 10 anos sem sair outro no mercado, já de smartphone compram de ano em ano com sorriso na cara.