Poderá a 3Dfx estar de volta?

5 2 votes
Avalie o nosso artigo

Nesta fase não se sabe se o que surgiu é verdadeiro ou falso, mas a re-aparecer, a 3DFx Interactive seria muito bem vinda.

Quem nunca ouviu falar da 3Dfx? Das célebres placas gráficas Voodoo ou Banshee?

Estas gráficas foram em tempo líderes de mercado, e durante muito tempo bateram as Nvidia e as AMD. Infelizmente, por má gestão da empresa, a 3Dfx viu-se em maus lençóis e teve de declarar falência, tendo a maioria da sua propriedade intelectual sido adquirida pela Nvidia.

No entanto, o nome 3Dfx perdura na memória de todos os Fans… era pioneira, era líder, apostava em produtos acessíveis, e os seus produtos eram pura e simplesmente fabulosos. Foi uma marca que marcou não só uma era, mas igualmente a revolução do 3D. Uma empresa que marcou uma geração!

Desde há algum tempo que se especula o regresso da 3Dfx, e em 2015 a vontade dos fans com o seu regresso ficou bem patente com uma mentira de primeiro de abril que foi um sucesso, e onde se a alisava uma teórica nova placa video fabricante,  de nome Voodoo Reloaded.



O artigo, publicado neste website, era de 11 páginas e apresentava benchmarks bastante realistas Para além disso, referia que algumas características como o PhysX, o TressFX e outros, foram desativados pois a 3Dfx não os suportaria, de forma a ganhar mais credibilidade.

Mas desde essa altura, nunca que se ouviu falar da 3Dfx… até agora.

É que apareceu no Twitter um post onde a 3Dfx anuncia o seu regresso.

Este Tweet tem basicamente dois problemas. O primeiro é um erro ortográfico (“… an major…” , em vez de “…a major…”), e o facto de a imagem usada ser conhecida e ter sido criada por um fan. Mas o certo é que se isto é uma mentira… é de perna curta, uma vez que é referido um anuncio para a próxima quinta feira, motivo pelo qual, nessa altura se saberá tudo.

Mas imaginemos que havia aqui algum fundo de verdade. E questionemos… o que poderia a 3Dfx apresentar aqui de novo capaz de concorrer com a AMD ou a Nvidia?



O que nos quer parecer é que, com o advento do GPGPU, e com os grandes avanços da performance gráfica, a 3Dfx dificilmente conseguria entrar neste mercado para uma posição verdadeiramente concorrencial. Apesar de tal não ser completamente impossível, tal requer recursos, muito investimento e muita pesquisa, e acima de tudo tecnologia nova uma vez que a que a 3Dfx possuia acabou vendida à Nvidia.

Daí que um GPU total e completo… poderá ser algo que, apesar de não ser impossível, seria complicado. Pelo menos com performances capazes de competir com os “big boys”.

Mas quando olhamos para a 3Dfx e o seu passado, vemos que esta empresa quando começou não competia com as placas gráficas da altura… E isso não a impediu de entrar de rompante e conquistar o mercado.

Como? Pura e simplesmente as primeiras 3Dfz não eram placas gráficas… eram aceleradores gráficos! Uma segunda placa que se montava em paralelo com a primeira, e que acrescentava capacidades de processamento 3D e de luz.

E os resultados eram de tal forma bons, que a 3Dfx rapidamente tomou o mercado de assalto.



E é nesta vertente que vemos aqui uma brecha de mercado e uma oportunidade para algo que estaria bem nesse estilo. A criação de um acelerador Ray Tracing, que acrescentasse um RT capaz e potente a todos os GPUs do mercado, sendo que nos que já o possuem, esses cálculos poderiam ser entregues à placa auxiliar.

Claro que este tipo de produto é complexo, dado que o cálculo da luz está na base da criação de todo o processamento gráfico, pelo que a sua existência levanta questões técnicas super relevantes sobre como poderia funcionar de forma eficaz. Mas que seria algo que, a poder existir, se revelaria de grande interesse, isso é inegável. E a 3dfx conseguiu algo do género no passado.

Se tal produto aparecesse, tal não só libertaria os GPUs atuais dando-lhes uma vida adicional extra, como garantiria à 3Dfx um sucesso de mercado.

Mas claro, isto são só especulações… nada nos garante que tal seja assim, e aliás o mais provável é tudo ser uma farsa,

Mas quinta feira saberemos.



 

 

 

 



5 2 votes
Avalie o nosso artigo
6 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Danilo Marciel
Danilo Marciel
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Eu tive uma Voodoo hehehe acho que era 8MB de memória.

OFF: Mario chegou no sabado meu PS5 estou embobalhando com o Dualsense realmente é incrivel o.O não sei quantos jogos tomam partido desses recursos dele mas é muito legal mesmo fiquei besta de jogar Astro legal demais.

Os sensores de movimento e a vibração não tenho outro palavra a não ser PERFEITO pra esse controle.

Graficamente nada me saltou aos olhos porque eu já estou a 5 meses com o Series X então o que to vendo ali é igual nele mesmo mas tudo é extremamente superior ao meu PS4 que engavetei ontem depois que fiz a transferencia dos dados.

Essa semana vou ver a fundo mais funções dele.

Juca
Juca
Responder a  Danilo Marciel
1 mês atrás

Dica: Ratchet e Clank – Rift Apart! Nos controles, nada impressionante como o primeiro contato com Playroom, mas visualmente, além dos portais e dos loadings… Incrível é o que define aquilo!

Juca
Juca
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Saudades, eu tive uma VooDoo… Comprei usada já tempos depois do auge de sua glória! Bons tempos… Sou da época em que 2 MB de RAM numa vesa Diamond era um luxo! Rsrs
Obs: Pra quem não sabe, vesa erra o PCI-e 16x da época, e ISA era o PCI-e 4x! Rs

Leonardo
Leonardo
1 mês atrás

Bons tempos! Na época, tive uma Diamond Monster Voodoo, foi minha segunda placa 3D, a primeira foi a S3 Virge, mas que perdia feio em desempenho para a Voodoo. As Voodoo eram de outro planeta!

error: Conteúdo protegido