Rumor: Xbox Lochhart poderá nunca chegar a existir. Microsoft terá sido surpreendida pela potência da PS5.

0 0 vote
Avalie o nosso artigo

O último grande rumor que corre os fóruns é que a Microsoft terá cancelado a ideia de lançar duas consolas na próxima geração, sendo que a Lockhart terá sido cancelada.

Ao contrário do que a maior parte das pessoas pensa, os planos da Sony e da Microsoft para as consolas de próxima geração estão fechados a sete chaves e protegidos por Non Disclosure agreements que responsabilizam quem divulgar esses segredos. Daí que tudo o que as empresas sabem umas das outras baseia-se nas mesmas informações que nós vamos transmitindo, ou seja, rumores.

Naturalmente as empresas possuem contactos, e há sempre alguma fuga de informação superior, mas a realidade é que muito mau seria se tudo fosse conhecido, pois tal violaria claramente as leis da concorrência, e colocaria a AMD numa posição extremamente desagradável que a tornaria numa empresa não fiável, e á qual mais nenhuma empresa recorreria.

Como sabemos, Phil Spencer anunciou o ano passado que a Xbox estava a trabalhar nas consolaS de próxima geração.  Tal poderia ter sido apenas uma gralha, mas a realidade é que pouco depois dois nomes de código aparecem a público, ambas associadas ao que se denominou de projecto Scarlett.

O projecto Scarlett envolvia assim um conjunto de duas consolas, uma mais barata e menos potente, denominada Lockhart, e uma mais poderosa, denominada Anaconda. E tal situação tem vindo a ser ao longo dos tempos confirmada por vários insiders, e por vários dados relativos a registos de hardware associados à Microsoft.



Mas porque motivo, optaria a Microsoft por dois SKUs?

Durante muito, muito tempo, havia dados bem palpáveis que levavam a acreditar-se que a Sony pretenda lançar a sua PS5 em 2019. A situação era de tal forma credível e os dados que apontavam para ai eram tantos, e a favor da Sony, que a ideia estava generalizada.

Foi a pensar nessa situação que se tomava como uma realidade que a Microsoft apostou em 2 SKUs. A ideia era ver o que a Sony conseguiria lançar nessa altura e encurralar o seu produto entre duas ofertas, uma que ofereceria melhor preço, e outra que oferecia melhor performance. Basicamente o que podemos ver na tabela de baixo.

Como se pode ver, a Lockhart seria algo próximo da PS5 a nível de performances, mas com um preço inferior. Seria uma consola que ofereceria o mesmo que a Anaconda, mas a uma resolução inferior a esta.

A grande líder de performances seria a Anaconda, que seria mais cara, mas arrasaria a nível de performances.



Esta situação deixava a PS5 em maus lençois. Ou esta competia a nível de resoluções com a Anaconda, tendo piores performances, ou teria de se limitar a competir com as resoluções da Lockhart, deixando a Anaconda a dominar no campo das performances sem concorrência.

A ideia, era sem dúvida boa!

Ora o que os rumores dizem é que este plano saiu furado à Microsoft, e tudo pelo que se soube que aconteceu na E3.

Como é já sabido, vários rumores surgiram no início do ano, que davam a conhecer que a Sony teria adiado a sua consola para 2020. E apesar de nunca virmos a saber se os rumores de 2019 chegaram ou não a ter razões de ser, a realidade é que fala-se agora que este atraso teve a ver com alterações de última hora que a Sony realizou na sua consola, encaixando esta teoria numa situação que foi nossa conhecida, a alteração radical das especificações do APU conhecido pelo nome de código de Gonzalo.

Se nos costumam acompanhar devem ter lido que apareceu à algum tempo um registo de um APU com o nome de código Gonzalo que foi dado como sendo o APU da PS5. Este APU tinha a seguinte string identificativa:



2G16002CE8JA2_32/10/10_13E9

Daqui podíamos tirar uma série de dados, mas o mais relevante era a identificação do APU como possuindo um GPU com a identificação 13E9 referenciado como um Navi 10 Lite (lite no aspecto de compacto, não de menos capaz), a correr a 1 Ghz.

A ser este efectivamente o GPU da PS5, a Anaconda, que se refere como tendo um GPU igualmente Navi a correr na ordem dos 1400 a 1500 Mhz estava garantida na posição desejada pela Microsoft.

Mas quando do rumor do adiamento da PS5, eis que surge uma novidade. A String do Gonzalo muda… e muda de forma radical, para isto:

ZG16702AE8JB2_32/10/18_13F8



Se quiserem ler mais sobre as alterações totais que esta string acarreta, podem ler este nosso artigo, mas para o caso em particular o relevante é percebermos que a string do GPU muda para 13F8, um GPU não identificado, e a velocidade de relógio do mesmo sobre para algo na ordem dos 1800 Mhz.

Estes valores apareceram novamente em vários rumores de supostos criadores de software que foram libertado dados sobre os dev kits que supostamente tinham, e onde referem que o GPU do devkit da Microsoft corre a 1455 Mhz, e o da PS5 a 1850 Mhz.

Basicamente o que temos é uma sequência de rumores que parecem confirmar as coisas, mas que no entanto podem ser completamente falsos uma vez que nada nos garante que eles não foram criados exactamente apoiados nos dado que existiam, e como tal, em vez de confirmarem seja o que for, estão apenas a alimentar pura especulação.

Seja como for, pela forma como tudo encaixa, verdade ou mentira, não podemos deixar de referir a situação.

Ora segundo o rumor, a Microsoft terá tido confirmação de tudo ainda antes da E3, quando o bate boca lhes terá confirmado que não só a PS5 não estaria na posição que eles acreditavam estar, como seria na realidade tão ou mais potente do que a Anaconda.



Basicamente, a situação seria então esta:

Este novo posicionamento da PS5 acabaria com toda e qualquer lógica para a existência de uma lockhart, uma consola que só serviria para prender a Anaconda, ao ter de se garantir compatibilidade entre as duas.

E perante esta nova realidade… a Lockhart teria sido cancelada!

Esta situação justificaria a total ausência a referências sobre duas consolas na apresentação da E3 da Microsoft, bem como o motivo pelo qual o video de apresentação da Microsoft fala em consola e não em consolas!. Aliás, Phil Spencer deu uma série de entrevistas após a E3 e nas quais o questionaram sobre a Lockhart, sendo que Phil Spencer referiu que o uso do termo consolaS se devia à Xbox One S ALL Digital, algo que não será bem assim uma vez que a frase foi “next generation consoleS” e esta S é uma consola da presente geração.



A realidade é que é quase consensual em todos os foruns que actualmente que a Lockhart já não faz parte dos planos da Microsoft, algo que os programadores até agradecem pois como eles deixaram bem claro na E3, uma consola inferior limita sempre a superior. Aliás há quem acredite que, apesar de a Microsoft ter já antes da E3 uma noção da performance da PS5, que foi apenas na E3, com os contactos com os criadores de software, que ganhou a plena consciência.

O motivo para essa crença prende-se com a frase já usada por várias pessoas que referiam que a PS5 era um monstro, tendo a Microsoft no video que passou na E3 referido que a Scarlett “Comia monstros ao pequeno almoço”. Ora essa é uma frase que foi retirada do video editado colocado online, levando a acreditar que a Microsoft soube algo mais durante a E3:

Mas certezas sobre esta situação, só a Microsoft tem!



error: Conteúdo protegido