São já 15 as empresas de advogados com processos contra a CD Project Red

0 0 votes
Avalie o nosso artigo

Caso todas estas empresas ganhem os seus processos a viabilidade da CD Project Red pode estar em causa.

Pois é… a CD Project Red meteu-se numa embrulhada de todo o tamanho. E tudo porque para poder gastar milhões na produção do seu jogo precisou de investidores. E não tendo entregue o prometido estes estão agora a querer processar a empresa.

De acordo com a Yahoo Finance e a Buisnesswire, são já conhecidas as seguintes empresas de advogados a gerir processos contra a CD Project Red.

  1. Law Offices of Howard G. Smith 
  2. Glancy Prongay & Murray LLP 
  3. Rosen Law
  4. Frank R. Cruz
  5. Bronstein, Gewirtz & Grossman 
  6. Bragar Eagel & Squire Law Firm
  7. The Schall Law Firm
  8. Jakubowtiz Law
  9. RM Law Firm
  10. The Klein Law Firm
  11. Levi & Korsinsky Law Firm
  12. Pomerantz Law Firm
  13. Law Offices of Vincent Wong
  14. Berger Montague
  15. The Gross Law Firm

Apesar de estas serem as empresas conhecidas, isso não quer dizer que não hajam mais processos. Afinal nem todas as empresas anunciam os seus processos publicamente.

A empresa é acusada de ter mentido face ao estado real do jogo, sabendo internamente a realidade da situação. Mas nem só disso a empresa é acusada, como igualmente de gestão danosa que levou à queda das ações, bem como de ter destruído uma reputação e uma imagem junto da Sony e da Microsoft e seus clientes que baniram o jogo das suas lojas.



A realidade é que as ações caíram e houve muita gente que perdeu dinheiro, sendo que o prejuízo estimado e já publicitado noutra notícia anterior passa os mil milhões de dólares



0 0 votes
Avalie o nosso artigo
6 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Deto
Deto
8 meses atrás

Parece mais deslumbre dos donos, abrirem o capital e fazerem tudo isso de cagada no jogo…

Alexandre Oliveira
Alexandre Oliveira
8 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Ui estão mesmo em maus lençoes!
Espero k se safe e compensem os clientes (principalmente os da geração anterior) .

Dito isto vou com 71 horas de Jogo.
(fiz uma pausa por causa dos crashes).
Depois da atualização ainda não crashou, de resto a minha experiência continua quase igual ao que já tinha reportado bugs menores, grain e muita diversão.
Ainda nem acabei a campanha tenho me divertido bastante em side quests algumas valem bem a pena.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
8 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Esse lançamento da CDPR parece até com um acidente aéreo. Dificilmente é uma causa só, são vários fatores que resultam no caos.

Vez ou outra aparece alguém tentando defender a CDPR alegando que jogos como Skyrim foram lançados com diversos bugs, crashes e quedas de FPS no X360/PS3. Mas precisamos relembrar que muita coisa mudou de 9 anos pra cá. Na época do PS3/X360 era até comum diversos jogos rodarem mal nestas consolas (FarCry 3, Crysis 2, etc.). Isso para não falar em jogos cross-gen PS3/PS4 e X360/Xone que rodavam de maneira sofrível na consola mais fraca. Mas repare que na transição PS4/PS5 e X1/XSX os jogos tem se mantido nos 30fps nas consolas de 2013, e sem excesso de bugs/ crashes. Os tempos são outros. Days Gone e Marvel Avengers que o digam com a enxurrada de críticas, seja pelos bugs no primeiro ou as instabilidades de FPS no segundo. Não se pode medir os tempos atuais usando épocas antigas como parâmetro absoluto. E além disso, não me lembro de ver jogos de sucesso do passado com pop-in superior a 20 segundos. É bizarro, injogável. Devem ter melhorado nos patches recentes, mas a primeira impressão foi horrível.

Fato é que a CDPR escondeu a versão das consolas. Ninguém viu, nem acionista e nem o consumidor que fez a pré-venda. E além de esconder, disseram que estava rodando maravilhosamente bem. Recentemente o CEO teve a cara-de-pau de dizer que durante o desenvolvimento o seu time de QA não pegou todos esses erros reportados pelos consumidores. É no mínimo ridículo.

Fato é que a CDPR recebeu apoio financeiro do governo polonês para inovar a IA do jogo, além de prometer diversas features do jogo que não foram cumpridas. Quem estava no hype para este jogo e fez a pré-venda deve estar no mínimo se sentindo enganado.

Fato é que esse jogo não escala tão bem no PC como alguns dizem. A GTX 1060 que é a VGA mais popular não alcança 60fps nem em 1080p low presets. https://www.youtube.com/watch?v=qUL6V0OnM9E . Fica fácil elogiar gráfico assistindo a Digital Foundry e sua RTX 3090. O problema é ter uma VGA dessa em casa e alcançar experiência semelhante.

E além de tudo isso, acho no mínimo estranho a CDPR usar sua conta oficial para responder Jason Schreiner e até rumores postados no resetera por ex-devs. É aquela velha história: quem não deve, não teme. Se estão tão preocupados com o que qualquer random de resetera diz, bom sinal não é.

Na minha opinião, tudo o que está acontecendo parece justo. Penso que o jogo deve ter alguns ótimos pontos positivos, e provavelmente estará muito bom quando sair a versão definitiva com a maior parte dos problemas resolvidos. Mas sem essa de perseguição como alguns tentam defender, os caras pisaram na bola mesmo.

nETTo
nETTo
Responder a  Carlos Eduardo
8 meses atrás

Para ser sincero, o jogo tem sim algumas “qualidades”.

O gunplay dele é bem legal, o universo Cyberpunk construído é interessante, a variedade de armas, roupas e complexidade de características que o personagem pode ter, o sistema racker é divertido. Mas pra mim é isso. O resto do jogo todo é inacabado, tudo é mau feito.

Se eu fosse analisar este game no estado qu está hj na versão PS4 Pro. A nota seria 5/10

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  nETTo
8 meses atrás

Coincidência ou não, logo após ter escrito este comentário, fui jogar Demons Souls no meu bom e velho PS3.

Graficamente tem muito menos polígonos, modelos bem mais simples, mas é um jogo decente.

Os loadings são mais demorados, mas não é um tempo absurdo. Cerca de 20 segundos e saio do Nexus para qualquer parte.

Agora em FPS.. meu amigo…. quem joga esse game em 60fps no PS5 não acostuma fácil com o personagem rolando em câmera lenta, e os mais diversos slowdowns que acontecem durante o gameplay.

Não é 4k, não é Ray Tracing, não é loading rápido. O que está fazendo essa geração ser muito bacana de se jogar são os 60fps estáveis em uma boa qualidade gráfica.

nETTo
nETTo
8 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Voltei a jogar após instalar o update 1.1.

No PS4 Pro eu coloquei o console pra reproduzir conteúdo em 1080p, de forma que o game é executado nessa resolução, a performance ficou melhor mas ainda tem quedas. Bugs continuam, não tem jeito, problemas de streaming de textura também persistem, o Bug de mudar a câmera quando no veículo ainda persiste. No geral, o jogo tá rodando de forma satisfatória. Mas o jogo que a CDPR prometeu, este nunca veremos.

Ainda falando sobre problemas, a IA do jogo não sofreu qualquer mudança, continua uma “anta”, e a polícia idem, vc atira e os policiais brotam do solo.

Infelizmente eu me arrependi por ter acreditado na produtora e não pedir reembolso, o que me resta é seguir jogando até zera-lo e partir pra outros jogos.

error: Conteúdo protegido