Semana da Black Friday foi a melhor para a PS4 no Reino Unido, desde o seu lançamento

PS4_case

A PS4 Pro colocou a PS4 de novo na liderança de vendas no Reino Unido, mas a semana da Black Friday estourou com recordes de vendas desta consola.

A empresa de dados de vendas do mercado do Reino Unido, a GFK, veio revelar que a semana da Black Friday foi a melhor semana de vendas de sempre para a PS4 neste país, desde o lançamento da consola. É um recorde de vendas de hardware para esta consola!

As vendas de software para esta consola também tiveram subidas estrondosas, com Uncharted 4 a entrar directamente para o nº 8 do Top 40 de vendas, DriveClub a entrar para nº 20, Ratchet & Clank para 25º, e The last of us para 29º. Tudo jogos com alguns meses e no caso de Driveclub e The last of us, já com anos no mercado!

Nesta semana, e de acorco com o gamesindustry.biz a PS4 vendeu 142,578 unidades, batendo o record do ano anterior em 2%. Já a Xbox One vendeu menos 31% que o ano passado cifrando-se nas 92,578 unidades. Algo expectável uma vez que a Xbox One estava já há dois meses com os preços esmagados, impedindo assim grandes promoções.

No global e a nível mundial as vendas da PS4 bateram todas as expectativas e o gestor de eventos da Ubisoft veio mesmo a público avançar com uns notáveis mais de 2 milhões de consolas PS4 vendidas globalmente nessa semana.

Fonte: GFK e noticias GFK

Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (31)

  1. Vendeu muito bem, Driveclub entrar para o top 20 realmente foi uma surpresa. :O
    Se a imagem que me mandaram no face for verdadeira, o preço do PRO estava muito bom 😀

  2. A SONY agora têm 3 consolas a contabilizar vendas a PS4 + PS4 slim + PS4 PRO, as duas primeiras tudo normal, agora contabilizar a PRO que é uma consola diferente…parece-me mal, até pq eventualmente um dia esta consola vai ter jogos que nem vão funcionar na PS4 nem PS4 slim, estar a meter tudo no mesmo saco, não está correcto…como tb não estará correcto contabilizar as vendas da Scorpio somadas ás vendas da ONE e ONE S…mas isso sou eu

    • A diferença é:
      – A PS4 Pro chama-se PS4 e é uma PS4!
      – Os jogos são os mesmos!
      – A consola não tem exclusivos e nem vai ter! E mesmo que os tivesse não seriam impossíveis de serem portados para a PS4 a 1080p, caso fossem a 4K (mesmo que não nativos). Se fossem 1080p, as melhorias seriam apenas gráficas, pelo que com cortes poderiam igualmente passar!
      – O hardware da Pro é o mesmo, possui as mesmas limitações da PS4, e apenas foi aumentado no suficiente para atingir os 4K (e mesmo assim não nativos)! Basicamente, pelas limitações do seu hardware, esta é efectivamente uma PS4 mais rápida.

      Quanto à Scorpio:
      – A Consola dificilmente se chamará Xbox One Pro!
      – A consola supostamente não terá exclusivos! Mas o facto é que a consola pode ter jogos 4K que não podem passar para a One pelo seu melhor CPU e largura de banda. E se forem 1080p, muito menos pois o CPU é bem mais capaz.
      – A consola possui hardware radicalmente diferente, e sem as limitações da One. Pelo seu hardware esta consola só é uma Xbox One por questões de política. Na prática, esta consola possui capacidades para ser uma nova geração!

      • Ainda adicionaria a sua lista:
        Conrole;
        Sistema;
        Loja;
        Acessórios;

        Em tudo o Pro é um PS4 atualizado, só isso.

        Portanto e com estes fatos em mente a Sony pode sim contabilizar as vendas da plataforma PS4/Pro.

        PS: Vitor conta também o PS4 Fat, o que em teoria não se fabrica mais, passando a fabricação em massa ao slim.

      • Só um adendo: PS4 PRO NÃO É PS4! O PS4 Pro fragmentou o mercado, já tem devs comentando que vai precisar trabalhar em separado pro dois consoles da Sony

        • Não é isso que eles querem dizer. E a maior parte deles nem sequer sabe o que é a Pro. Mesmo entre os Devs há muita ignorância. Um deles que li numa entrevista julga que aquilo é uma nova consola.
          O gajo dizia isto:

          ““I consider CPU and memory as primary drawbacks for PS4 – we already experienced certain performance issues during Vikings: Wolves of Midgard development… This did not improve a lot with PS4 Pro,” he said.

          Claro que não! Aquilo é uma PS4 e nao uma nova consola! É suposto o que limita uma limitar a outra, mas numa escala diferente que permita mais resolução!

          A ideia é fazer para a PS4 standard e melhorar na outra, não o contrário!

          É por isso que a PS4 Pro é uma PS4… em todos os sentidos. Melhorada… mas uma PS4.
          Tudo o resto que possam dizer é apenas paleio!
          A PS4 Pro não é uma Scorpio, e esse sim é uma nova consola, com novo hardware. Mas na PS4 Pro, efectivamente o que lá está é exactamente o mesmo da PS4 mas um pouco mais potente!

        • “PS4 Pro não é um PS4”. Também já escutei/li aqui que o Scorpio é “um Xbox One para jogar em 4K”.

          Mesmo explicando que o hardware do Pro tem sua semelhança com o PS4 normal(inclusive seus gargalos) e que o Scorpio terá hardware totalmente diferente ainda tem gente que pensa o contrário.

          Vai entender!

          • Como você se referia como um cliente que tem um veiculo que custa 170 mil ao atendimento do mesmo patamar de um cliente que possui um veiculo digamos popular.Você aceitaria ter o mesmo tipo de tratamento caso seu veiculo desse defeito e a fabricante te desse um veiculo para uso temporário para você digamos (popular)qual seria sua reação.Assim també é a PRO que tem suas limatações que impedem de ser um novo produto mas coloca ênfase em mais resolução nativa e frames mais altos.Desculpa amigo mas seria como correr com um carro 1.0 contra um 2.0.Ou seja não tem como competir,pode ser sim mesmo hardware(mas melhorado),mas o motor dentro tem mais força e logo logo esta força ficará em evidência

          • Achas que é mesmo assim?
            Olha para Tomb Raider.
            Tens 3 modos:
            4K – O mesmo jogo mas a 4K por checkerboard rendering
            Performance – sem limite de fps, mas o mesmo jogo da PS4 a 1080p. Ganhos reais? No máximo 15 fps por limite de CPU. O jogo da PS4 corre a 30 fps média, na Pro corre a 45.
            Efeitos máximos – igualmete a 1080p mas com melhoria em uma série de efeitos e na densidade da vegetação. Resultados práticos – diferenças não verdadeiramente significativas.
            Isto é a Pro!
            Tem os tubos de combustível mais largos (largura de banda), tem um motor com o dobro dos cavalos (GPU), mas os pneus são apenas 30% mais aderentes (CPU). Isso quer dizer que poder fazer melhor certas coisas, mas não verdadeiramente todas, e as que pode fazer são relativas ao motor (grafismo) que pode agora correr a mais rpms (grafismo), mas que quando colocado nas condições do anterior (ps4) pouco mais pode fazer por causa dos pneus.

          • Livio, a Scorpio pode ser uma One para 4K.
            Mas a diferença é que se o for, isso acontece apenas por políticas, e essas podem mudar (e mudanças de políticas na Microsoft são algo que acontece com demasiada frequência para se poder ter confiança nelas).
            Já a Pro, a Sony podia té mudar a política que tal não mudava a realidade. A Pro tem o hardware da 4 e está tão limitada como a 4. O máximo que pode fazer é subir a resolução ou acrescentar mais alguns fps ou efeitos. Mas nada de radical pois continua presa pelo CPU que é pouco mais potente.

          • Mário é porque pelo que vi tanto aqui quanto em outros sites (eurogamer, tecmundo, Youtube) uma parte que apoia o Scorpio o considera como sendo da mesma geração do One, mas já o Pro não o consideram como sendo da mesma geração do PS4, por isso meu comentário anterior. “Pro com semelhança de hardware com PS4, mas Scorpio com hardware totalmente diferente do One”

          • Livio… quanto a isso só digo… tratem-se! Poderia recomendar óculos, mas isto não é uma questão de visão! É mesmo de não querer ver ou preferirem ver de outra forma!
            Mas as coisas são o que são! E eu não me deixo enganar. Porque tambem sou comprador e cliente e quero saber o que compro. Daí que tento ver as coisas como elas são!
            A PS4 é uma aberração, uma PS4 mais potente que não devia existir. Mas ao menos é uma PS4 no seu ADN! A Scorpio não é uma One… de forma alguma! E se o for é apenas por políticas e não por restrições do seu hardware ser semelhante ao da One (o que chamo de ADN).
            A Scorpio poderia perfeitamente ser chamada de Xbox 2… Se ela não tivesse restrições de políticas, elas poderia fazer a 1080p jogos com os quais a One nem sequer pode sonhar! Já a Pro não consegue fazer isso pois está limitada pelo CPU e pela largura de banda. E isso quer dizer que a PS4, com mais ou menos cortes nos fps e detalhe, poderia sempre acompanhar!

        • Esta resposta é para o Daniel Corrêa..Concordo,nada me tira da cabeça que a potência bruta da Pro ficará em evidência daqui a algum tempo,como você relata,para mim são dois aparelhos diferentes,pois um é como se fosse um motor 1,0 e o outro seria 2.0 ou seja não são iguais em nada,um pode chegar a 170km e o outro a 230km aonde esta aqui o mesmo produto.

          • A performance de um sistema é sempre um equilibrio entre as partes que o constituem.
            A Pro aumentou a largura de banda em 24%, o CPU em 30% e o GPU em 130%.
            Parece-te que há aqui um equilibrio?
            Esta consola melhorou apenas a componente gráfica para ir aos 4K, e o resto apenas aumentou o suficiente para acompanhar.
            Isto quer dizer que a 1080p só pode acrescentar situações ao universo que pesem até mais 24% na largura de banda e 30% no CPU.
            E isso limita-se a melhor Anisotropic Filtering e mais FPS e vegetação.
            O resto que pode existir é pós processamento, ou seja algo que não dependa do CPU.
            A não ser que haja uma alteração nos paradigmas de programação atuais, a Pro está limitada a ser uma PS4 elitista.
            Já a Scorpio… essa aumenta o GPU em 450%, o CPU não se sabe bem, mas o Zen vem substituir os atuais CPUs da AMD e não os já obsoletos em 2013, Jaguar, pelo que o salto tambem deve ser enorme, e a largura de banda tambem aumenta 4,7x face à DDR3. Face à eSRAM apenas aumenta 1,5x mas isso não pode ser contabilizado apenas assim pois onde antes tinhas apenas 32 MB agora tens 12 GB. E isso sim, é um salto exponencial. Não tão grande como da 360 para a One, mas não anda muito longe.

  3. Se a SONY tivesse pensado nisto mais cedo, teria chamado á PS4 de PS3 PRO e agora as vendas da PS3 estariam acima dos 150 milhões e já tinha ultrapassado até a wii…

    Embora esteja a tempo de chamar a PS5 de PS4 extreme e continuar a facturar vendas de PS4 😉

    • Estás a cair num erro!
      O que tu estás a dizer é o que aconteceria se a Scorpio se chamasse de Xbox One Pro! Um hardware radicalmente diferente e mais capaz com o nome de outro diferente e inferior.

      Mas no caso da PS4 pro, ela é uma PS4. Com um GPU duplo (criado virtualmente), e um pouco mais de CPU e largura de banda, para aguentar com os fps a 4K.

  4. O Artigo esqueceu de incluir The Last of Us na 30ª posição, caso o link utilizado for o mesmo desse: https://www.chart-track.co.uk/index.jsp?c=p/software/uk/latest/index_test.jsp&ct=110032

  5. Play 4 é um fenômeno de vendas, parabéns a Sony.

    E que dia triste hoje no Brasil…

  6. Porem, de acordo com algumas notícias aparentemente o PS4 perdeu a black Friday na América do Norte, sendo o Xbox One o mais vendido por lá.
    Um pouco surpreendente uma vez que a Sony tem mais novidades para vender nesse período, com o PS4 Pro e o PSVR. Vamos ver como as vendas se mantém fora do período de descontos.
    O PSVR inclusive está vendendo muito abaixo das projeções a ponto de reduzirem a expectativa de vendas de 2 milhões para 700 mil unidades.
    Embora seja verdade que o PSVR vende mais que a soma de Rift e Vive, também é verdade que as vendas destes são muito baixas e esse dado não quer dizer muita coisa sem os números, foi jogado apenas para parecer que o periférico é um sucesso.
    Eu não vejo o VR por enquanto como nada além de uma ondinha passageira. A pessoa testa uma vez, acha legal e encosta. Talvez daqui alguns anos seja o momento certo.

Deixe um comentario

O seu e-mail nao sera publicado.


*



*