Shuhei Yoshida refere que pára para admirar os gráficos de Ghost of Tsushima

Shuhei Yoshida considera que o grafismo do jogo é de tal maneira belo que reconhece que muitas vezes pára para o admirar.

Uma coisa certamente saltou à vista de todos os que tiveram a oportunidade de ver o trailer de Ghost of Tsushima na E3 2018. O grafismo é belo… de tal forma bela, que muitos questionaram se o que viam não seria já uma versão da PS5 do jogo.

A Sucker Punch, criadora do jogo, é de louvar  pela forma como conseguiu explorar o grafismo do jogo, levando-o a um nível fabuloso. A qualidade é de tal forma elevada que me arrisco a dizer que o jogo poderá mesmo vir a definir um novo padrão de qualidade na PS4.

Quem tambem está admirado com o grafismo é o Precidente da SIE WWS, Shuhei Yoshida, de tal forma que ele reconhece que pausa muitas vezes para admirar o cenário.

Ghost of Tsushima é espetacular. Estou maravilhado com os gráficos. Quando o jogo, é tão bonito que a minha mão pára. Há muitas cenas que tornam os cenários Japoneses 1.2 vezes mais bonitos.

Para quem não viu o trailer ainda, ei-lo:

 



newest oldest
Notify of
bruno
Visitante
bruno

Este foi o jogo que mais me impressionou quando foi anunciado. The Last of Us part II est fantastico e nao duvido nada que marcara um novo standard, nao tanto em graficos, apesar de ja ser um salto sobre o que havia antes, mas pelos sistemas de animacao integrado em combate e mundo que vimos neste trailer.

Mas Ghosts of Tsushima, esse esta outra coisa; a fisica aplicada ao vestuario da personagem principal, a fisica de vegetacao, a distancia no horizonte, iteraccao com objectos… Se eles conseguirem isso a 1080p na PS4 sera o puxar do sistema a um limite nunca antes visto.

José Galvão
Visitante
José Galvão

A mim não me espanta que o jogo tenha estes visuais porque o Infamous Second Son que saiu no início desta geração, já tinha um grafismo impressionante.

bruno
Visitante
bruno

Sim, efectivamente. Mas o impressionante, esta no que e demonstrado naquela demo.

A vegetacao a abanar ao vento, ao perto e ao longe, a maneira como os vestuarios da personagem se mexe, e se suja com lama, a reaccao das folhas e das ervas a passagem das personagens. Isto e tudo fisica de GPU e em quantidades enormes (excepto talvez o vestuario da personagem.)

E depois tens a quantidade de detalhe que eles conseguem la meter, nos personagens e ao mesmo tempo conseguir um imenso mundo detalhado e com um enorme depth of field, ao mesmo tempo que usam o GPGPU para quantidades enormes de fisica (pegadas do cavalo, reaccao da lama e da vegetacao a passagem do teu personagem).

Posso estar enganado, mas este titulo devera escrever a forma como se usa o GPGPU.

By-mission
Visitante
By-mission

Gostei do novo Call of duty mas não o vou comprar pois tem tiros demais..

Eu acho muito injusto acusarem Tlou ll ser muito violento… Penso que devem ter jogado outro jogo pois no primeiro Tlou, lá estava toda a violência todo o sofrimento de se sobreviver ao fim dos tempos…

Cabe aqui uma reflexão pois se o jogaram já se esqueceram que em Tlou aquele de 2013, tens de lutar controlando Ellie para não ser violado… Uma garota de 14 anos.

Ou é pouco violenta a parte que Joel tortura os sequestradores de Ellie…

Agora estão aqui a dizer este é violento demasiado e não o vão comprar… Hora o que mudou de 2013 para os dias de hoje foi somente o politicamente correto!
E digo mais se realmente jogaste The Last of Us, tens de saber que será Tloull não será sobre pôneis voadores do infinito arco-íris.

Pois não existe uma sequência de Gran turismo sem carros e nem uma sequência de FIFA sem jogadores de futebol…

Livio
Visitante
Livio

Acho que o Mário ficou traumatizado desde o trailer que passou na E3! Não acho uma violência gratuita o que o jogo tende a propor, a violência ali está no contexto e perfeitamente inserido no ambiente do jogo.

Em uma questão de sobrevivência em um mundo real com certeza praticaria o mesmo que tem no jogo.

Acho mais perigoso os shooters porque atiras nas cabeças de outros players que são pessoas reais(multiplayer) do que martelada em braço de um personagem que é um NPC.

PS: Não será TLoU2 que irá receber um selo para maiores de 18 anos?

By-mission
Visitante
By-mission

Sim um jogo+18.

Carlos Zidane
Visitante
Carlos Zidane

The Last of Us 2 pra mim é day one. Fico muito feliz em continuar essa história maravilhosa, no último trailer até me emocionei ao ver o Joel lá mais velho. É de arrepiar. E a querida Ellie claro. A evolução gráfica é excelente, aquela parte de um vilarejo mostra que deverá estar um jogo mais vivo, até me lembrou Red Dead Redemption 2 e ainda com cavalos por todo lado… Tudo que vimos deverá levar o que já era excelente pra um nível ainda mais alto.

Death Stranding me deu uma desanimada pelo gameplay recente mostrado, mas ainda o quero jogar, a história no fim deve ser boa, a menos que o Kojima tenha perdido a mão, só esperar baixar o preço, ou novas revelações que reanimem.

O GoT me parece ótimo e também tenho interesse no lançamento. Grafismo impressionante (me custa crer que aquilo roda num PS4) e parece ter um enredo dos bons.

PlayStation 4 se encaminhando pra um “final de vida” majestoso como foi com seus antecessores.