Sony abdica do desenvolvimento de uma nova câmara sem espelho para garantir que a sua PS5 não é tão impactada com o CoronaVirus

O Côronavirus (COVID-19) está a ter implicações na economia a nível mundial. Escassez de materiais, e consequente aumento de preços serão um problema que as empresas de hardware (e não só) vão experimentar daqui para a frente. Para tentar reduzir o impacto do vírus, a Sony vai-se fazer valer da sua capacidade técnica e de produção para produzir ela mesmo alguns componentes da PS5 por norma vindos da China, de forma a tentar conseguir que o impacto na sua consola seja menor. Uma solução que a Microsoft não possui!

Será que poderemos voltar a ver o que vimos em 2013 com a consola mais potente a ser mais barata que a menos potente?

Na realidade não sabemos nesta fase verdadeiramente nada sobre as novas consolas. Apesar de relatos que apontam para que ambas sejam muito semelhantes, não sabemos nem qual é a mais potente, e nem sequer qual será a mais cara. Mas o certo é que a existência do Coronavirus abre aqui uma situação que não foi pensada. O aumento dos custos e escassez de fornecimentos.

Quando vemos que recentemente a SK Hynix, o segundo maior produtor mundial de memórias Dram e Flash colocou 800 trabalhadores de quarentena, afectando a produção, vemos claramente que o mercado vai sofrer, e que quando se previa que os custos dos SSDs e memórias em geral descessem, eles vão é claramente subir pela escassez de fornecimento e demanda na procura.

Isto quer dizer que os preços vão disparar, e que os produtos não deverão ser lançados dentro dos preços previstos, sob pena de absorção de grandes prejuízos.



Foi a pensar nisso mesmo que a Sony resolveu tomar uma posição.

De acordo com um relato, a empresa vai abdicar do desenvolvimento de uma nova câmara sem espelho, para dedicar as unidades de produção que iria dedicar a esse produto a produzir alguns dos componentes que viriam da China, em particular a DRAM e memória Flash NAND.

Basicamente a dificuldade está a ser o fornecimento regular e constante de DRAM e memória flash NAND, especialmente devido aos elevados pedidos que são feitos para o mercado dos smartphones. E felizmente para a Sony, isto é algo que a empresa tem capacidade para produzir internamente, apesar de ter de sacrificar outras produções.

Recordamos que bem recentemente vieram a público notícias sobre a dificuldade da Sony em conseguir manter a produção da sua consola nos preços inicialmente estipulados (e curiosamente ignorando que os motivos que levam a isso afectam da mesma forma a Microsoft). Mas se é certo que o problema é global, nem todos tem a capacidade de mitigar a situação como a Sony tem. E apesar de ter de sacrificar outras produções, esta foi a solução de mitigação encontrada pela Sony.

A consequência mais curiosa desta situação é que, sem sabermos o que vale cada uma das consolas, abre-se aqui uma porta que antes não existia. Uma que coloca em aberto a possibilidade de se repetir o cenário de 2013, pois caso a consola da Sony se revele a mais potente, a empresa teria assim condições de a colocar no mercado a preço inferior ao da Microsoft (que não é produtora de hardware). Tal implicaria novamente uma consola mais potente mais barata que a concorrente, ou o assumir de largos milhões em prejuízos adicionais por parte da Microsoft.

Mas mesmo para a Sony esta não é uma medida sem consequências. O corte no desenvolvimento e o dedicar de recursos de produção de memórias da Sony pode afectar algumas das câmaras da empresa, como a  Sony A7 IV e a Sony A7S III, conhecidas por usarem bastante DRAM nos seus componentes.



Seja como for, esta é uma decisão empresarial. A Sony abdica de alguns milhões nas suas câmaras, para garantir que o seu produto de maior sucesso, e basicamente o que permitiu tirar a Sony do buraco financeiro em que esteve, não sofre, fazendo-se valer da vantagem que tem sobre o seu concorrente directo de ter capacidade de produção de hardware.

Há no entanto que se ter em conta que mesmo isto poderá não ser suficiente para que a Sony fique livre de problemas. O impacto do Coronavirus está a quebrar tudo o que são cadeias de produção, pelo que tudo vai depender de como o mercado no seu global é afectado, e por quanto tempo, existindo mesmo a possibilidade de, caso a situação se mantenha, afectar outras áreas de produção, obrigando a que os lançamentos das consolas possam ser adiados.

A comparação do Coronavirus (Covid-19)  com um vírus da gripe é errada. Apesar dos sintomas serem semelhantes, este não é um vírus de influenza, mas sim algo novo. Os cientistas não tem sequer certezas se o mesmo desaparecerá com a vinda do calor. É um vírus novo e a sua resistência ao calor é por isso desconhecida.

Mas mesmo que o calor o ataque, o facto de ser altamente contagioso pode levar a que este passe para o hemisfério sul, continuando a afectar os mercados. E isso pode querer dizer que esta situação pode estar para durar.

Fonte



 



29 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Davi
Davi
7 meses atrás

Isso sim é torcida!👍

By-mission
By-mission
Responder a  Mário Armão Ferreira
7 meses atrás

O lado verde se dói por tudo Mário, nem tente entender..

Ao que parece a Sansung está a parar as suas fábricas então adeus o SSD também…

https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2020/02/22/casos-de-coronavirus-na-coreia-do-sul-mais-que-dobram-e-samsung-paralisa-atividades-de-fabrica.ghtml

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
7 meses atrás

Esses comentários fanboy’s caso censurados não seria mal nenhum
Só minha opinião

nETTo
nETTo
7 meses atrás

Kkkk

Já há quem se doa com uma informação real.

O que me ocorre é que a Sony fez um acordo a pouco tempo com a Microsoft, no qual a Sony iria usufruir da excelente estrutura Cloud da Microsoft, em contra partida Microsoft receberia a Sony outros serviços, penso eu que diante do acordo a Microsoft também poderia se beneficiar do novo parceiro e mitigar estas possíveis problemas. Penso que o PlayStation pra Sony é mais importante que o Xbox pra Microsoft, mas também penso que há acordo de cavaleiros entre as duas empresas e assim como a Microsoft chega na Sony oferece do a Azure, bem que a Sony podia fazer o mesmo dando apoio neste momento de crise, não digo de graça claro, mas dando apoio de alguma forma.

Sinceramente eu acho que independente de ser mais forte ou mais fraco o PlayStation vai vencer denovo o Xbox na nova geração, o que pra mim não será algo positiv9 se for da forma que foi nesta última geração, acredito que um Xbox mais poderoso, com conteúdo mais chamativo, com o Gamepass e com preço atrativo, que brigue pela liderança fará com que nos voltemos a ter denovo a Melhor Sony, aquela que é acuada por seus rivais como no PS1 e PS3.

Assim sendo, eu torço por um Xbox mais poderoso e mais barato.

Ewertom
Ewertom
Responder a  nETTo
7 meses atrás

@NettO,nesta gen no inicio irei de ps,mas tenho falado com @Edson que o XSX a Mic terá um recomeço no mundo dos games e pelo bastidores veremos uma batalha igual ao que foi visto entre Ps3 e X360 só que a sony largando na frente e a Mic mostrando o que é capaz acirrando a disputa depois de 2 anos,acho que o embate entre as duas aparecerá em 2022 e será intensa até o final.
É o que vejo

bruno
bruno
Responder a  Ewertom
7 meses atrás

Eu nao vejo isso. Para ver isso, teria que ver o fim do Gamepass. E a continua insistencia no Gamepass que mais reservas coloca quanto a MIC.

O que vejo, com o gamepass em cima da mesa, e o mesmo padrao de comportamente da MS de ha duas geracoes. Um grande suporte no inicio, que depois vai ser descontinuado, sendo cada vez menos e pior, ate o final de vida da consola.

Foi assim na 360, e foi assim, de forma muito pior, na ONE.

Claro, no meu caso analiso as atitudes reais da empresa e passadas.

Ewertom
Ewertom
Responder a  bruno
7 meses atrás

@Bruno não entendo,a questão de diminuição de suporte,onde o 360 teve Halo 4 que foi para os fãs assim como The last of Us foi para o Ps3,ou seja o suporte pode ter diminuido no final do ciclo,mas tivemos Gears J,assim como God of War Asc onde ambas as empresas colocaram jogos de grande qualidade,agora no One ai concordo plenamente com o que disse e sobre o game pass vai ser bem interessante ver este serviço daqui a 5 anos onde a grande quantidade de games day one a um preço acessível incluindo a gold junto no pacote.
Consoles sempre foi sobre custo beneficio,mas com a entrada do game pass isso se tornou real diante do seu próprio mercado e isso tanto a Sony e Nintendo terão de frear,conheço pessoas que eram fã de ps e com crise financeira viram no game pass uma chance de ficar atualizado com jogos no lançamento a um preço excelente afirmando que nunca mais voltaria ao Ps pelo custo beneficio que encontrou.Se antes gastava o valor de de $500 euros em 10 jogos no game pass ele não gasta $100 para ter maior volume que isto e isso é preocupante tanto para a Sony quanto para a Nintendo,por este motivo a China é um perigo para a economia mundial ela é o game pass do mercado financeiro onde o custo beneficio que ela trás joga os outros mercados em posição de ataque ou defesa para inibir o exodo de mão de obra ou arrecadação de receitas por empresas(royalites)pelo seu custo beneficio.Mas isso tudo tem implicações sérias a serem reveladas e sentidas,mas estamos preocupados com os outros ou só queremos saber de nós mesmos?

bruno
bruno
Responder a  Ewertom
7 meses atrás

@Ewertom, como e que nao entendes a questao da diminuicao de surpote, e depois escreves:

“ou seja o suporte pode ter diminuido no final do ciclo mas tivemos Gears J.”

????

Eu ja falei nisto e e uma realidade: compara o suporte PS3 vs 360 apartir de 2010 para a frente. A historia e sempre a mesma nos produtos MS, e apenas um espelho da filosofia da empresa – rechear novos produtos de novidades, no caso das consolas, suporte para anagariar clientes e depois ir cortando e cortando. No inicio da 360 tiveste para alem de Gears, Forza e Halo, Mass Effect, Banjoo Kazzoie, Fable e ate um ACE Combat.

Passa apartir de 2010, e ves o catalogo reduzido a Forza, Gears e Halo.

Olha depois para a PS. Apartir de 2010 tiveste Resistance, Motorstorm, Uncharted, The Last of Us, God of War ASC, Beyond, Ratchet e Clanck, LBP 2 e muitos muitos outros.

A diferenca a que me refiro e esta: a Sony regra geral aumenta o numero de exclusivos ao longo da geracao, aumento em numero e variedade e todas as geracoes geralmente tem um ultimo ano com um catalogo soberbo. A MS e precisamente o contrario: comeca bem, adquirindo ate exclusividades varias, mas depois corta e corta feio. A 360 introduziu diveroso IPs, mas a partir de meio da geracao houve uma reducao brutal no numero de ofertas. Foi verdade na 360, e esta a ser verdade na ONE, onde o caso e muito pior e mais serio, dado que o corte nesta geracao foi brutal.

Sobre o Gamepass nao e so Sony e Nintendo que devem ter medo. Os proprios DEVs estao bastante receosos das subcricoes e do seu futuro. E o publico que valoriza videojogos tambem. Porque so um completo idealista considera que jogos que custam quase o triplo de um blockbuster de holywood se pagam com subscricoes a 10 euro/mes. Quando nem o Netflix consegue fazer dinheiro com series e filmes.

A s consolas sempre foram custo beneficio – o seu hardware tem mmais performance enquanto custa nem metade do hardware equivalente PC. O gamepass nao tornou isso uma realidade – o que tornou uma realidade foi a possibilidade real de outro crasH na industria e o fim de experiencias de qualidade.

Os teus conhecidos que desfrutem – quando isso se tornar regra e ficarem reduzidos a MMOs, ou quando a MS decidir colocar publicidade nos jogos para gerar mais receita vao comecar a chorar.

Davi
Davi
7 meses atrás

Já tem gente, que acha que a Sony pode tudo.
Informação real??? A única notícia real falava sobre a Sony e não o contrário, qualquer coisa além disso, é só especulação.

bruno
bruno
Responder a  Davi
7 meses atrás

A triste realidade e achar-se que se a Sony for afectada por precos relativos a foundries de terceiros (DRAM e afins), a MS nao o ira ser, apenas porque nao.

Neste caso, este rumor, que e tao valido quando o anterior, reporta que a Sony tem foundries, neste momento dedicadas aos sensores que pode desviar para fabricar internamente componentes da PS5. Portanto se a Sony pode? Pode. Por muito que doa a quem nao queira que possa.

https://techcrunch.com/2011/02/28/sony-buys-chip-manufacturing-facility-from-toshiba-for-650-million/

Davi
Davi
7 meses atrás

Fanboy!?!

Se for como diz, vejamos:

Lado Verde: 1
Lado Azul: 4
Neutro: 2

Realmente o PS só ganha!😉

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
7 meses atrás

Nao esta a falar de nada. Este nao e o mesmo que comentava aqui e tinha 4 ou 5 perfis?

Davi
Davi
Responder a  bruno
7 meses atrás

Para bom entendedor um pingo é letra. Que estória é essa de 4 perfis?!? Deve ser um da sua vó, outro da sua mãe e dois das suas irmãs.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Davi
7 meses atrás

Davi, aqui não é lugar pra molecagem. Vá pra sites que tenham gente com esse tipo de interesse.

bruno
bruno
Responder a  Davi
7 meses atrás

Não dizes que para bom entendedor um pingo é letra?

Era quase isso, mas na realidade a mãe, a avó e as irmãs eram todos o Davi que no fim do dia discutia consigo mesmo para se dar razão a di próprio

Shin
Shin
7 meses atrás

Isso é fakenews, vem do Bloomberg, certo?

O cara lá associou componentes de Smartphones como câmeras e LPDDR4 com componentes de PS5 e criou uma matéria sensacionalista e tendenciosa.

A Sony nunca projetou o PS5 para ter uma câmera inclusa, pelo contrário. A patente dos controles VR salienta tecnologias que dispensam as bolinhas coloridas. Ou seja, uma câmera apenas como um dispositivo extra como ocorre hoje com o PScam.

Além disso ver se existe alguma materia similar falando de falta de peças do Xbox Series X? Ou falta de memórias para as GPUs, não né?

A Sony já estava fabricando PS5 desde depois da metade do ano passado antes do vírus se espalhar. Se tiverem problemas, a Microsoft deve ter problemas ainda mais graves pois ambos usam componentes equivalentes, mas ninguém está falando isso.

bruno
bruno
Responder a  Shin
7 meses atrás

Humm… alguma coisa te esta a escapar a ti Shin, ou alguma coisa falhou aqui.

Pelo que tenho entendido do artigo, a camara nao tem nada a haver com a PS5. A Sony produz camaras e esta tecnologia seria para desenvolver um novo produto nesse segmento. Mas, em vez disso, decidiu-se dedicar os recursos necessarios para desenvolver internamente os componentes que viriam da China.

Alias a referencia aos smartphone e apenas porque o processo de fabrico da RAM de smartphones e o mesmo da RAM de desktop e ocupa linhas e instalacoes de producao. E como bem sabemos ha uma cada vez maior procura a nivel mundial de RAM.

Sobre a PS5 ja estar em producao, pelo que li a PS4 so iniciou producao 6 meses antes do lancamento, pelo que sera expectavel esse mesmo periodo de tempo para a PS5.

Sobre a tua questao da Xbox, tocas no ponto e tb me perguntei isso. Se o porblema e a ESRAM porque e que so a Sony seria afectada?

Alexandre Oliveira
Alexandre Oliveira
Responder a  Shin
7 meses atrás

@Shin concordo com muitos dos seus comentários mas dessa vez está errado.
A Sony não está a produzir a PS5 desde o ano passado..
Trabalho para uma marca que tem muitas fabricas na china e estou em contacto diariamente com as mesmas por causa das minhas funçoes na empresa e posso dizer que em todos os casos que conheço o fabrico é feito no máximo dos máximos 6 meses antes, sendo que no caso da marca que representamos o fabrico é de 3 ou 4 meses antes de passar para os armazéns na Europa onde ficam 1 semana para testes aleatórios e posteriormente passam para a revenda (inclusivamente os componentes Samsung que usamos nos nossos produtos).

daniel
daniel
7 meses atrás

Off Topic. A microsoft confirmou que o novo Xbox terá 12 TF.

Davi
Davi
Responder a  daniel
7 meses atrás

Então!!! A Microsoft está tão preocupada com a Sony, que até já revelou as especificações do Xbox Series X.

bruno
bruno
Responder a  Davi
7 meses atrás

Exacto. Está revelação é curiosa. Não seria GDC daqui a pouco tempo? A AMD cancelou a sua presença?

error: Conteúdo protegido