Sony fecha Japan Studios

0 0 votes
Avalie o nosso artigo

Apesar de o fecho não ser total, é uma perda enorme no património cultural da Sony, uma vez que está é um dos estúdios mais antigos e que durante muitos anos foi mesmo o mais emblemático.

Com a entrada do novo ano fiscal em Abril, a Sony está a renovar contratos com as suas equipas First Party, sendo que a novidade é que uma delas, o Japan Studio não viu o contrato renovado, e acabou desmantelado.

Segundo algumas fontes, o motivo do desmantelamento prende-se com o recente historial de produção da equipa.

De 2013 até ao momento a equipa realizou o seguinte trabalho:

2013 – Knack – Produção interna Japan Studios
2015  – Boodborne – Ajuda à produção da From Software
2016 – The Tomorrow Childen – Ajuda à produção da Q-Games
2016 – The Last Guardian – Desenvolvido pela Team Ico (que se desfez com a saída de Fumito Ueda), na altura parte dos Japan Studios, e com Desenvolvido pela GenDESIGN.
2017 – Gravity Rush 2 – Desenvolvido pela Project Siren, parte dos Japan Studios.
2017 – No Heroes Allowed VR! – Ajuda à produção da Acquire.
2017 – Everybodys Golf – Ajuda à produção da Clap Hanz
2017 – Knack II – Produção interna Japan Studios
2018 – Astro Bot Rescue Mission – Desenvolvido pela Team Asobi, parte dos Japan Studios.
2018 – Deracine – Ajuda à produção da FromSoftware
2019 – Everybosys Golf VR – Ajuda à produção da Clap Hanz
2020 – Astro’s Playroom – Team Asobi



Das produções internas, Knack e Knack 2 foram dois flops comerciais dos Japan Studios. Gravity Rush 2 foi outro flop tremendo da Project Siren, sendo que da produção interna apenas a Team Asobi teve grande sucesso com Astro’s Playroom.

Pelo que se refere, as restantes equipas atravessaram grandes problemas de desenvolvimento e não produziram ou estavam prestes a produzir nada. A piorar a coisa, os conceitos possuídos eram para jogos tipicamente Japoneses que a terem sucesso, tal só seria garantido no Japão, o que colocou esses estúdios em rota de colisão com a direção da Sony que pretendia jogos de apelo mais universal.

E nesse sentido os Japan Studios foram encerrados.

No meio de tudo isto salva-se a Team Asobi que será mantida. Nela serão ainda integrados alguns elementos de outras equipas que se manterão. Da mesma forma, percebendo-se que a maior parte do que foi realizado nos últimos anos foram colaborações de sucesso com equipas externas, e realizadas pelo External Development Department da Japan Studios, este vai ser igualmente mantida, e integrado na Team Asobi.

Assim o fecho não é completo, sendo que não fica claro se a Project Siren será incluída no fecho dos Japan Studios ou não. Mas como qualquer fecho de estúdios, com razões ou não, é bom que apareça imediatamente a notícia de algo que compense a situação, pois caso contrário estaremos a ver o mesmo que aconteceu durante a passada geração, onde com bons motivos ou não, tal é irrelevante, a Microsoft acabou por fechar uma quantidade enorme dos estúdios Xbox que possuía. E seria muito, muito mau, que este fosse o primeiro passo da Sony nesse sentido.



0 0 votes
Avalie o nosso artigo
45 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Daniel Torres
Daniel Torres
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Como já foi conversado em outros artigos, a Sony arrogante (talvez um termo melhor seja extremamente ganaciosa) está de volta e o fechamento deste studio ajuda a mostrar isso.

Assim como o artigo mostra o studio queria fazer jogos para o público japonês e se fizesse sucesso lançaria no resto do mundo. Se olharmos para trás antes do ps4 e desta nova gestão, era assim que era feito e o resultado disto? Tivemos ótimos jogos vindos do Japão. E agora não teremos mais isso. Só para título de curiosidade o PlayStation desde o ps4 está perdendo espaço no Japão devido a falta de jogos para seu público e com esta decisão o que vejo é o agravar das coisas.

No mais, ela só esta cavando a propia cova e cuspindo no prato que a alimentou.

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Mário, concordo com o que escreveu e hoje o que mais temo é a Sony querer ir pelo caminho da Microsoft, e reconheço que faltam mais dados para saber se a re-estruturação foi benéfica, apesar das recentes atitudes estarem apontando o contrário claro em minha opinião. Infelizmente só poderemos saber depois de algum tempo e ai ja podera ser tarde, o que é uma tristeza.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Daniel Torres
4 meses atrás

De uma olhada no Studio Malásia, que vai fazer a mesma coisa que a Japan Studio fazia, auxiliar em produções e ter as suas TB.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Daniel Torres
4 meses atrás

Vamos parar com essa visão passional e raciocinar. O Japão nunca foi o foco da Sony e se eles não se adaptam com a política da empresa, que continuem financiando jogos reciclados da Nintendo então…. Os maiores sucessos da Sony não vendem bem no Japão, como GOW e TLOU2. É a visão de negócios da empresa. Se você não gosta, é uma coisa, agora dizer que está errando, discordo, pois os resultados estão mostrando um crescimento forte e sustentado.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Será que comparar com os fechamentos de Studios pela Microsoft é o ideal? Creio que não, pois ao contrário da MS naquele momento, os Studios Sony estão crescendo e se criando outros, como o novo estúdio em San Diego e o Malásia. Lembrando que a Japan Studio fechou no nome, mas as equipes que realmente deram resultados, ficam.

Felipe Horvath
Felipe Horvath
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

Concordo com você.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

São casos diferentes… Mesmo com o fechamento e reorganização das equipes da Japan Studio, os estúdios playstation estão crescendo… A Santa Monica fez um novo prédio para equipes novas, a Sucker Punch tá crescendo, ND contratando mais pessoal, novo estúdio na Malásia, um novo em San Diego, a aquisição da Insomniac em 2019, etc… Então, se colocar na balança, os estúdios Playstation estão crescendo em número e pessoal contratado.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

Deixar o mercado nipônico para a Nintendo.Mas caso a Sony perca o mercado americano ficando com uma fatia de 50% as perdas seriam grandes financeiramente falando,o mercado europeu é grande,mas não se compara com o mercado Americano e só ele seria inviável para a Sony existir.,acho que foi um erro.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Ewertom
4 meses atrás

Japoneses já não compram Playstation historicamente, compram Nintendo. A cada Playstation lançado, se diminui a fatia por lá. É um público bem específico e que gosta mais de jogos com uma história acessória, um gameplay divertido do que narrativas, que é o forte da Sony. A Japan Studio produzia alguns jogos para o público japonês e esses NÃO vendiam nem perto do esperado. Vai ficar gastando todo ano milhões com equipes focadas no mercado japonês para produzir algo que não dá o feedback esperado? Loucura!!! Eles reorganizaram a Japan Studio, apenas isso: Equipes que dão frutos ficaram e as que não se destacam, se fecha.

Quanto ao mercado americano e europeu, o Playstation vai de vento em popa… Lançamento do Ps5 extraordinário nos dois mercados. E com o que está por vir de lançamentos, a procura pelo console só aumenta. No mais, o Playstation já tem em torno de 50% do mercado americano (contando xbox, playstation e Switch) e está aumentando a fatia, não diminuindo. Não se preocupe.

Só mais uma coisa: mercado americano e europeu se comparam sim!!! O mercado americano é maior, mas não tanto assim para você afirmar “Não se compara”.

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

Sparrow compreendo o que fala, mas discordo de você, o Japão nunca foi o foco da Sony? O mercado que fez ela ser o que é hoje? Depois fala que os sucessos do Ps não vendem bem lá e ai concordo, mas me permita mostrar uma perspectiva diferente com uma frase: “Não é só de blockbuster, que o cimena sobrevive.” O mercado de nincho é tão importante quanto o mainstream. E ai é que falo de novo deixar um mercado de lado é pura arrogância ou desdém com um público que ajudou a colocar a Sony onde ela esta hoje e como o Everton mencionou se ela perde uma parcela do mercado americano, não é só o Europeu que vai sustentar essa ganância dela.

Outra coisa ela é a que mais fala do alto custo de produção desses jogos de sucesso, mas vira a cara para jogos de menores valores que podem conquistar um público grande, digo isto pois concordo que nem todos os jogos precisam ser como: TLU, GOT, GOW. E esses jogos menores ajudam a dar diversidade no catálogo de qualquer empresa.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Daniel Torres
4 meses atrás

Pois aí que se engana. O japão NUNCA foi o foco principal da empresa. O foco sempre foi o mundo! Ps3 vendeu mais que Ps4 no Japão. O mundo não pára! Não é porque Japão é um caso a parte, que a empresa vai parar só porque “Nossa, somos hoje o que somos graças ao Japão”. Já foi bem no Japão lá atrás e hoje não vai ficar gastando dinheiro com um público que não compra o console. Se a Sony tem metade do mercado americano e europeu, já basta. Ps4 não vendeu nem 10 MI no Japão.

Quanto ao que você fala que a indústria não vive só de triple A, tens razão! Sony virando a cara para projetos menores? Não é verdade! Acompanha o projeto do Yoshida com Studios indies? A sony está investindo mais do que nunca nos indies, não menos. Kena é um projeto desses…

Quanto a ganância, não entendo… Empresa crescendo, comprando Insomniac, construindo novos studios, novo prédio para nova equipe da Santa Monica é ganância?? Entregar 2 grandíssimos jogos aclamados pela crítica por ano é ganância?? Ou você está olhando só para o aumento de 10 dólares em cima dos jogos de ps5?

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Isso sim pode ser um erro e motivo de crítica: Orçamento para grandes jogos, incluindo público japonês. Gravity Rush 2 que é um jogo da Japan e foi relativamente bem avaliado na crítica (80) vendeu bem por lá? Os jogos do Fumito Ueda (gameplay horrorosa), venderam bem por lá?
Será que o mercado japonês não está preso ao tradicional? Tenho minhas dúvidas, pois Nintendo vende igual água por lá, inclusive jogos velhos portados para Switch.
Outro ponto é orçamento de AAA Sony vs first-party Nintendo, que já tem um orçamento mais modesto e vendem a preços maiores que oS AAAs Sony. Aí fica a pergunta, Mário: O mercado japonês sustenta as grandes produções? Acho que não.

Mário Armão Ferreira
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

Quanto ao fumito não sei o que te diga pois pessoalmente acho o homem um génio e os jogos dele dos melhores que já joguei!

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Em história são obras primas. Em gameplay parece que voltamos ao ps2. Datados demais.

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

Admito não ter olhado na perspectiva que você e o Mário falaram e é verdade, torço pelo melhor e que continuemos que jogos de boa qualidade.
Quanto aos jogos de Fumido, rapaz eu platinei o Shadow of the Colossus e minha experiência quase foi estragada pelos controles e câmera ruins nossa e o The Last Gardian também foi a mesma coisa controle e câmera horríveis a nível de um mod amador, mas os jogos são obras primas.
Quanto a Ps saiu um rumor de um leek “confiável” que os próximos jogos a saírem para o Pc seram o God of War, Uncharted colloection, Bloodborne e Ghost of Tsushima (como é um rumor deve ser levado como tal). Sendo isto verdade eu digo adeus de vez a sony.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Daniel Torres
4 meses atrás

Ahhhh esses leaks… Não acredito mais em nenhum desses rumores… Estão errando TUDO ultimamente. Ghost no PC, depois de um ano de lançamento? DUVIDO!

Felipe Horvath
Felipe Horvath
4 meses atrás

É bem triste saber do fechamento de um estúdio tão tradicional que nos trouxe tantos jogos legais. Na época do Playstation 3 , joguei Folklore ,da Japan Studios e fiquei apaixonado pelo game. Mas , a muito tempo , esses estúdios tem se tornado irrelevantes , nao lançando nada que tenha feito sucesso , então é até compreensível. Espero que a Sony tenha em mente aquisições de mais estúdios japoneses , pra que o DNA da marca seja mantido.

Sparrow81
Sparrow81
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Mario, esqueceste de Bloodborne (2015), desenvolvido em conjunto com a Fromsoftware. Esse sim um grande sucesso. Inclusive considerado por muitos como o melhor soulslike.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Ainda bem que esse time fica. Gostei de Bloodborne.

Carlos Eduardo Santos
Carlos Eduardo Santos
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

Eu sou até suspeito pra falar de Bloodborne, por que eu o considero o melhor jogo da geração passada.
Ainda assim, vendeu “apenas” 2 milhões de cópias nos meses de preço Full, que é quando o investimento se paga e a maior parte dos lucros vem.
Se for fazer um comparativo com os jogos “mais ocidentais” da plataforma PS4, Uncharted 4 vendeu 16 milhões de cópias, God of War vendeu 12 milhões, Spidermam vendeu 20 milhões, The Last of Us Remastered vendeu 10 milhões, e por aí vai…
O mercado japonês mudou tanto, que não adianta fazer jogos pensando no público de lá, porque eles não querem mais saber de “consoles de mesa”.
A não ser que inventem um PS4 portátil, sei lá. 😂👍🏼

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Carlos Eduardo Santos
4 meses atrás

Perfeito, Carlos. Um jogo totalmente de nicho e que não vendeu bem no início mesmo… Quanto ao mercado japonês, tem comentários meus aqui que vão de encontro com o que você pensa tb.

Sparrow81
Sparrow81
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Quanto ao fechamento, creio que foi mais estratégia de tirar do Japão o Studio e renomeá-lo. Segundo Daniel Ahmad, o Studio novo na Malásia (fundado em 2020) vai fazer o mesmo papel que a Japan Studio: auxiliar em produções originais e desenvolver alguns jogos. O Studio terá como foco o desenvolvimento de arte e animação.

https://twitter.com/zhugeex/status/1276352402984185857

https://www.gamesindustry.biz/articles/2019-11-08-playstation-to-open-malaysian-development-studio

https://meups.com.br/noticias/estudio-sony-franquia-amada-playstation/

Posso estar errado, mas vejo aí uma estratégia, já que a Malásia parece estar dando subsídio ao setor de jogos.

AlexandreR
AlexandreR
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Isto é muito simples. Se um estúdio não tiver a cumprir os objetivos e/ou não apresentar rentabilidade, para que serve estar aberto??
Foi o caso da Japan studios.
A Sony não precisa de compensar
em nada. Em termos de estúdios está em melhor estado do que a concorrente. Já sabemos o que valem.
E como ja falaram, a Sony abriu um estúdio na Malásia…
Qual o propósito? Indie? AAA?
Eu acredito num indie e com uma evolução gradualmente como aconteceu com a Sony Bend.
E a comprar, seria a Bluepoint! Já vimos a qualidade da mesma como também a ligação duradoura que tem com a Sony.
E via de bom agrado a aquisição, e quem sabe um regresso a tão aclamada série Bloodborne.

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  AlexandreR
4 meses atrás

Também gostava de referir que poderemos ter uma surpressa daqui a um ano ou dois. A Polyphony Digital está a perder a importância que tem, apesar de terem um IP super conhecido (Gran Turismo).
Mas isso é só a minha opinião. Mas a verdade é que o Project Cars está a fazer um excelente trabalho.

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  AlexandreR
4 meses atrás

Quanto a Polyphony essa eu acho que é uma das únicas que a Sony não fecha, mas como o Livio mencionou em outro artigo, esta pode ser uma das fraquias que saiam no Pc.

Livio
Livio
Responder a  Daniel Torres
4 meses atrás

Mesmo sendo fã e colecionador da série e vendo o que a Sony anda fazendo eu não garanto a permanência do kazunori Yamauchi caso GT7 não consiga reviver os bons tempos da franquia.

A série vem em decadência desde GT6, salvo engano é a edição com menos unidades vendidas e GT Sport foi um fiasco no início e deu uma melhorada nos updates posteriores, aliás o PS4 foi o único console a receber somente 1 edição do Gran Turismo (será que vai se redimir e lançar GT7 no PS4 também???? É o que imagino).

É por isso que GT7 está pegando inspiração no GT4, a edição que a grande maioria elege como a melhor. Se GT7 não for bem ou pode ser o fim da Polyphony Digital ou a saída do Kaz.

Ainda acho que a Evolution foi encerrada por muito pouco, Driveclub mesmo com os problemas iniciais com os servidores, forçando a jogar single por um tempo, mostrou que tinha uma qualidade excelente que batia de frente e superava Gran Turismo. Quando joguei Driveclub pela primeira vez logo pensei: “Mesmo um sendo arcade e outro simulador esses dois jogos(e/ou estúdios) não conseguirão conviver em harmonia”. Tempos depois soubemos que fim levou a Evolution.

nETTo
nETTo
Responder a  Livio
4 meses atrás

GT7 certamente sairá também pro PS4

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Percebo o que queres dizer. Mas a vontade de render mais alguma rentabilidade como também promover a nova consola tem sido o objetivo da Sony. Eu já tinha referido anteriormente que o próximo grande exclusivo a sair para o PC seria o God of war.
E mais pessoas jogaram, mais pessoas vão entrar na geração.
Porque fazer um upgrade da torre de 2 em 2 anos fica caro. E a PS5 será pelo menos para já a melhor escolha

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  AlexandreR
4 meses atrás

Mas criando um precedente é complicado devido a expetativa. Só espero que só saiam sejam os da PS4 e nunca os da Ps5, durante o periodo da Ps5

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Os jogos não saem já. Por exemplo o days gone só sai no verão. Eles vão lançar os jogos a conta gotas. E não só aumentam o interesse nas franquias da sony como também tem alguma rentabilidade para compensar o prejuizo da venda da PS5 como também dos jogos exclusivos da PS5.

Edson
Edson
Responder a  AlexandreR
4 meses atrás

Alexander, permita discordar! O GT Sports não esteve ao nível dos outros GTS, mas as vendas continuam altas e o GT é ainda uma das maiores armas da Sony com o PlayStation!

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  AlexandreR
4 meses atrás

Malásia, pelo que falaram, é um estúdio que vai ajudar outros first-party. O novo estúdio em San Diego já seria mais foco em Spin-off de franquias já consolidadas…

Vitor hugo Reale Pereira
Vitor hugo Reale Pereira
4 meses atrás

Mario vc fará uma matéria sobre o fidelityfx super resolução que a amd mostrou bem pouco sobre? Caso faça a matéria seria interessante abordar sobre o compacto que essa tecnologia terá sobre os consoles.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Vitor hugo Reale Pereira
4 meses atrás

Vou criar um Leak: O molho secreto do Ps5 é uma unidade específica para fazer o ML do FidelityFX. hahahahahha

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Pow, Mario. Não acaba com meu leak de fonte “confiável”. A fonte: Vozes da minha cabeça. rsrs

error: Conteúdo protegido