Tecnologia inovadora dos GPUs Vega permitirão duplicar a memória graças a um cache inteligente da largura de banda.

A AMD não pára de impressionar com as tecnologias inovadoras que está a colocar nos seus produtos.

Uma das maiores melhorias e inovações que os GPUs Vega irão trazer para omercado prende-se com a arquitectura de memória e o cache da elevada largura de banda.

Ora esta nova arquitectura de memória permitirá aos GPUs Vega fazerem coisas que os seus antecessores não conseguiam, sendo que uma dessas características, só por si, merece destaque.

Estes GPUs não só gerem o tráfego de dados para a RAM de forma muito mais eficiente, como o fazem de forma a que as alocações de memória sejam tremendamente reduzidas. E o resultado final traduz-se numa poupança do consumo de RAM no GPU de basicamente 50%.

 



Sim, isso quer dizer que uma placa de 4 GB portar-se-à como uma atual de 8 GB, e uma de 8 GB como uma de 16 GB. Tudo graças ao novo controlador de memória que está no núcleo dos chips Vega.

Mas para explicar-mos isso, nada melhor do que ouvir a coisa da boca do Arquitecto Chefe do grupo de tecnologias Radeon, Raja Koduri.

No que toca à perspectiva da cache da alta largura de banda, olhamos para todos os jogos modernos, os grandes jogos que puxam a memória aos extremos, e uma das coisas que analisamos foi a utilização da a memória gráfica – a VRAM. Vimos quanta VRAM um jogo aloca. E quando vimos que um jogo requer, por exemplo, 4 GB, quando vimos quanta dessa memória era efectivamente usada para render os pixels, vimos que muitos jogos, na realidade a maior parte dos jogos, não usam mais do que 50% do que é alocado.

Isso deve-se a que atual/antiga arquitectura de GPU não nos dá a flexibilidade de mover a memória em granularidade fina. Mas com a Vega e com a sua cache de alta largura de banda e o controlador HBC, os jogos irão utilizar a quantidade de frame buffer que usam de forma muito mais eficiente. Assim, de forma efectiva podem pensar na Vega como capaz de duplicar a vossa capacidade de memória para jogos.

Basicamente, é o que explicamos em cima. Se um jogo atualmente usa 4GB, com uma Vega irá apenas usar 2 GB, pois o sistema consegue limitar o uso da RAM

Nesse aspecto a AMD não se limitou a falar, e deu mesmo exemplos. Witcher 3 e Fallout 4 foram mostrados e comprovaram isso mesmo.

 



 

No gráfico vemos as alocações totais e amarelo, e as acedidas pela Vega a rosa. E como vemos o uso da RAM é realmente perto de metade.

O motivo porque isto acontece prende-se com as latência atuais dos GPUs que levam a que os programadores guardem determinados dados na RAM para as evitar. E desta forma é guardado mais do que o realmente é necessário. Mas o novo controlador de Cache de Alta largura de banda é inteligente o suficiente para perceber que dados são realmente necessários e quais não são, deixando o supérfluo de fora, uma vez que não sofre deste problema de latências. E tal poupa não só na memória alocada como permite o salto entre aplicações de forma mais rápida uma vez que a memória não fica cheia de lixo supérfluo.

Não se sabe ao certo se esta tecnologia permitirá efectivamente correr de igual forma, num GPU de 4 GB um jogo que requeira para um determinado nível de detalhe 8 GB de RAM. Mas o certo é que correndo igual a um com 8 GB ou não, certamente correrá melhor do que num GPU de 4 GB antigo, onde o solicitar deste nível de detalhe pura e simplesmente entupiria o GPU.



Tal como com os GPUs Ryzen, as Vega vão inovar em muitos sentidos, e a concorrência terá de se colocar em sentido!

Eis a lista de GPUs Vega previstos para 2017!

AMD Vega 10 & Vega 11 GPUs

Placa GráficaR9 Fury XRX 480TBATBA
GPUFiji XTPolaris 10Vega 11Vega 10
Litografia28nm14nm14nm14nm
Stream Processors40962304TBD4096
Performance8.6 TFLOPS
8.6 (FP16) TFLOPS
5.8 TFLOPS
5.8 (FP16) TFLOPS
TBA12.5 TFLOLPS
25 (FP16) TFLOPS
Memoria4GB HBM8GB GDDR5TBA8GB HBM2
Bus de memória4096-bit256-bitTBA2048-bit
Largura de banda512 GB/s256 GB/sTBA409.6 GB/s
TDP275W150WTBA<300W
Lançamento2015201620172017


error: Conteúdo protegido