Watch Dogs Legion: uma entrevista feita… Ingame

A BBC fez uma entrevista insólita. Digitalizando o seu repórter e o Director creativo de Watch Dogs Legion, a entrevista acontece… ingame!

O reportar Marc Cieslak da BBC foi digitalizado tridimensionalmente para poder aparecer no mundo de Watch Dogs Legion. Aí este encontra outra pessoa digitalizada, o Director creativo do jogo, Clint Hocking, partindo para um entrevista feita… ingame.

Eis a entrevista:

A situação não é 100% inovadora, uma vez que o Second Life já fez isto anteriormente. Mas de forma bem diferente! O que li haviam eram Avatares, e as pessoas falavam nos seus micros em casa, em tempo real. Aqui não é o mesmo! Foram criadas versões digitais das pessoas em causa, e a entrevista foi gravada e posteriormente animada no jogo, ocorrendo como uma cutscene em tempo real. É por isso algo inédito, e algo pioneiro.

Watch Dogs Legion sairá para as atuais consolas e PC, bem como para a PS5 e Xbox série X em 2020.



O que vos parece? Algo a ser repetido? Vale a pena o tipo de trabalho?



22 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Lucas
Lucas
5 meses atrás

Sony fechará estúdio em Manchester. O estúdio estava trabalhando em um projeto de VR ainda não anunciado.

https://www.gamesindustry.biz/articles/2020-02-04-playstation-to-close-manchester-vr-studio

AlexandreR
AlexandreR
5 meses atrás

Offtopic: Sony fechou o estúdio em Manchester dedicado ao VR:
“To close it as part of our efforts to improve efficiency and operational effectiveness”
A Sony está a fazer uma limpeza nos estúdios, e quem sabe se não fecha mais algum.
(London Studio ou outro que esteja a dar prejuízo)

By-mission
By-mission
Responder a  AlexandreR
5 meses atrás

A Sony fechou alguns estúdios injustamente como foi com o estúdio de DriveClub… Mas o VR foi um flop mediano… Então sim estamos vendo as consequências desse insucesso.

Não chega a ser um erro como foi o Kinect obrigatório na Xbox One, mas todos já sabiam que não ia ser um sucesso.

Mas como foi com o 3d e o PSMovie na PS3, Kinect na Xbox One e o próprio PSVR na PS4, todos adorariam acertar em cheio como a Nintendo fez com a Wii e agora com a Switch…

E bom a única forma de ter este tipo de sucesso é apostando em algo diferente. Mas como todos já perceberam na maioria das vezes vai dar errado até a própria Nintendo aprendeu isso com o seu Tablet / controle não é WiiU.

bruno
bruno
Responder a  By-mission
5 meses atrás

Eu nao diria que o VR foi um flop mediano. A Sony e bem capaz de ter o mais bem sucedido dispositivo VR do mercado, e o suporte que lhe tem dado e excelente!

A questao e que nao e um dispositivo para todos! Assim como o controlo por movimentos nao e algo para todos (e neste caso o VR e ainda mais limitativo).

Desde problemas praticos (as pessoas, passadas horas, podem ter enjoos e falta de equilibrio, algo que ainda nao foi resolvidos) a uma mudanca completa na forma como interagimos com os jogos, o que obriga a uma mudanca na forma como os jogos sao desenhados. E muito, muito distinto da experiencia tradicional.

Mais ainda, o equipamento e caro.

Logo e natural que o VR seja algo de nicho, mas isto nao significa que esteja a ser um fracasso, porque isso seria assumir que o VR e para todos, e acho que nem a Sony assumiu isso.

Eu no meu caso, acho a coisa interessante, mas nao trocaria a experiencia tradicional por isso. Acho o VR (a PS4 e a unica consola no mercado com suporte VR)

bruno
bruno
5 meses atrás

Para mim nao ha justificacao nenhuma para isto, com o enorme sucesso atual da PS, a nao ser talvez o Brexit.

A Sony tinha imensos estudios no Reino Unido: Liverpool, evolution, Cambridge, bigbig, e foi tudo fechado ficando reduzida neste momento a apenas dois: Media Molecule e London. E este fecho esta a fazer-se sentir de forma pesada – sobretudo no caso da Evolution que ainda hoje faz falta.

O Manchester poderia ter crescido para fazer outros titulos que nao VR, logo no estado em que a empresa esta (2019 foi o segundo melhor ano da PS e este ultimo trimestre foi o terceiro melhor em toda a historia da marca) e incompreensivel este fecho.

Para dar contexto a coisa – este estudio foi aberto em 2015 e concentrou-se em titulos VR. Mesmo que a justificacao seja que em 5 anos nao entregaram nada (algo impossivel de se afirmar, porque pode ter estado a dar apoio ao London Studio), e incompreensivel o seu fecho e nao terem aproveitado este estudio para encontrarem pessoal e focarem noutros titulos. A nao ser claro, que a Sony tenha aquisicoes de equipas melhor estabelecidas em mente (Ready at Dawn, por exemplo, que tem muitos trabalhos interessantes no VR).

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  bruno
5 meses atrás

Não é por a Ps4 estar a prosperar e a correr bem que se deve sentar a sombra da bananeira. Se há estúdios que estão a ter um balanço negativo é acabar com eles! Não podemos esquecer que a ps5 está a chegar, e o objetivo é que comecem a fazer conteúdo o quanto antes para a mesma. Não lhes interessa ter estúdios para fazer número mas sim que possam fornecer algo de qualidade.

Brunoab
Brunoab
5 meses atrás

off:

parece que a MS começou com papo furado novamente:

https://www.theverge.com/2020/2/5/21123956/microsoft-xbox-competitors-phil-spencer-cloud-gaming-amazon-google

Microsoft’s Xbox boss says Amazon and Google are ‘the main competitors going forward’

Xbox vai virar a plataforma de STREAMING para 7 bilhões de pessoas Oo

streaming é o futuro, e nintendo e sony com conteúdo não são a competição, e sim o Google e amazon com ZERO conteúdo.

a parte do conteúdo foi minha ironia…

2020: futuro é o streaming, principal competição é Amazon e Google.

==============================

agora pra LEMBRAR o passado, quem esquece o seu passado repete os erros:

2012

https://www.gamesindustry.biz/articles/2012-07-03-microsoft-sees-xbox-becoming-entertainment-platform-for-everyone-on-the-planet

xbox vai virar a central multimídia para TODOS.

principal competidor: APPLE

twitter interessante do Mat Piscatella:

https://twitter.com/MatPiscatella/status/1225054798656892929

Appealing to 7 billion will also require more adoption of free to play and even ad supported games in order to reach the billions that would continue to choose such options on Mobile platforms rather than spend out of pocket up front on cloud. Interesting times ahead.

Sai um artigo sobre essas mudanças que a MS quer fazer?

achei muito curioso os erros da MS em analisar ameças, (analise SWOT)

Com o xbox original a MS achava que a Sony ameaçava o windows desktop com o playstation. Lançou o xbox para contra atacar, tomou IOS e Android que passaram PC-windows em larga margem já.

em 2012 a maior ameaça para a MS era a Apple com “TVTVTV SPORTS” e central multimidia.

em 2020 a maior ameaça para o xbox é amazon e google com ZERO CONTEÚDO enquanto a Sony já tem o PS Now funcionando a mais de 4 anos…

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Mário Armão Ferreira
5 meses atrás

É como eu já disse, a nova geração nem começou e pra mim o PS5 já é vencedor(e olha que a Sony ainda nem apresentou o console), a Microsoft tá atirando pra tudo que é lado, cada um fala uma coisa, pelo jeito a Sony não vai precisar se esforçar muito não.

By-mission
By-mission
Responder a  Mário Armão Ferreira
5 meses atrás

Desculpe lá me meter nesse assunto mas o que mais me choca é as palavras que o homem escolheu…

“Não queremos desrespeitar a Nintendo e a Sony, mas as companhias tradicionais de videojogos estão um pouco fora do lugar.”

Como alguém pode dizer isto e gastar balurdios em estúdios, exclusividades nem que sejam temporárias, milhões ou mesmo bilhões em desenvolvimento de consoles, e acreditem meio bilhão de dólares em um único jogo… para depois dizer que ora meus concorrentes estão em um péssimo negócio, mas estou eu fazer exatamente o mesmo. Mas nos estamos acima disso.

By-mission
By-mission
Responder a  By-mission
5 meses atrás

O PIOR é a última frase deste senhor:

“Não queremos estar numa guerra de formatos enquanto tipos como os da Amazon e Google se estão a focar em como levar os videojogos a 7 mil milhões de pessoas em todo o mundo. Esse é o nosso objectivo.”

O meu amigo o PSN sozinha fez mais que a Xbox inteira em 2019…

“Em 2019, a receita foi de US$ 10,3 bilhões, enquanto, em 2018, havia sido de US$ 11,5 bilhões”

https://www.google.com/amp/s/br.ign.com/microsoft/79698/news/microsoft-revela-queda-de-21-na-receita-do-setor-de-games%3famp=1

“De acordo com os dados compartilhados na última reunião entre os acionistas da Sony, a PSN gerou um total de U$ 12.48 bilhões.”

https://www.meups4.com.br/noticias/playstation-network-gerou-u-12-bilhoes/amp/?fbclid=IwAR2hhKXWkoe1iGX4agUIeJ_Abil5r_liItFKKnpxfnHARB8irpENFMHLQko

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  Mário Armão Ferreira
5 meses atrás

Ele teve resposta do Phil ?

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
5 meses atrás

Mário, se me permite, vou citar um comentário engraçado também

É uma paródia do Phil Spencer sendo honesto;

“Pessoal, a Sony e Nintendo nos colocaram pra escanteio nessa geração e na próxima vai ser pior ainda. Então eu decidi mudar meus concorrentes: um que está flopando miseravelmente, Google, e outro que mal entrou no mercado gamer, Amazon. Ai sim eu terei alguma vantagem”

Autor UlissesLin

José Galvão
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

E que implicações seriam essas Mário para serem assim tão más?

bruno
bruno
Responder a  José Galvão
4 meses atrás

Em termos simples, aposta completa em streaming e subs. Adeus consolas.

José Galvão
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Eu sei disso, é a minha linha de pensamento, mas reformulando a pergunta, que implicações sérias isto teria para a industria em si?
Não estou preocupado com a Microsoft, por mim a industria estava muito melhor sem ela, estou antes preocupado com as consequências para o meio em si.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  By-mission
5 meses atrás

Edit:
Oops, foi errado esse, desculpe.

error: Conteúdo protegido