Xbox série S já tem descontos… e nem assim está a esgotar stocks.

0 0 vote
Avalie o nosso artigo

Como era previsto, a Xbox série S está a ter má aceitação do público!

É a consola mais barata da geração. É uma mostra da nova geração, a baixo preço. Mas na realidade não é nova geração, e como tal… não vende!

A realidade é que a série S é uma aberraçãozinha. Uma amostra da nova geração, mas com resoluções que descem aos 720p, com modos de 60 e 120 fps removidos, etc. A consola não consegue acompanhar a sua irmã mais poderosa, e nem mesmo a diminuição de resolução sempre lhe vale. Mas a realidade é que mesmo quando desce a resolução, por vezes tem de descer aos 720p, trazendo em 2020, resoluções gráficas de… 2006!

Percebendo as limitações da consola, e com a PS5 Digital por apenas mais 100 euros, que pode oferecer uma experiência de nova geração total, a série S acumula em alguns locais nas prateleiras, e já há mesmo descidas de preço para tentar escoar as mesmas.

A imagem que se segue aparenta ser de uma grande superfície Alemã, pelo menos a julgar por alguns dos termos que ali se veem, nomeadamente o NEUHEIT (novidades), e o SPAREN (promoções).



O que vemos é uma grande quantidade de Xbox série S colocadas à venda e sem procura, com um preço inferior ao praticado normalmente e oficialmente  de 299, uma vez que o que ali está é 290,99.

Será esta uma situação pontual, ou uma amostra do futuro que espera esta consola? Afinal se na altura de maior procura a coisa está assim, o que dizer do depois?



0 0 vote
Avalie o nosso artigo
52 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Carlos Zidane
Carlos Zidane
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Péssimo produto! Não sabia disso, mas tomando a noticia como a realidade, digo que fico satisfeito que as pessoas não estão tão iludidas a ponto de queimar dinheiro com qualquer produto duvidoso.
Nem um PlayStation “Lite” (nos moldes desse Serie S seria aceitável, imagine um xbox.. Onde nem o produto principal é interessante

José Galvão
José Galvão
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Eu sempre disse que a Series S seria o novo kinect, não sei é se vai demorar o mesmo tempo a ser descartada.

Mário Armão Ferreira
Responder a  José Galvão
4 meses atrás

No artigo refiro que a resolução desce aos 720p, mas é falso. O último vídeo do NXGamer refere que no Dirt 5 se chegou a medir 540p.

José Galvão
José Galvão
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Ainda me lembro do Halo 3 ser muito criticado por correr nessa resolução, e diz o Phil Spencer que a consola não vai atrasar a geração, que é como no PC, é só reescalar.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  José Galvão
4 meses atrás

A questão é que essa “reescala” no PC avança com o tempo.

Em 2013 se exigia uma GTX 260 ou HD 4870 como requisito mínimo para jogar Assassin’s Creed 4: Black Flag

Em 2020 se exige uma GTX 960 ou R9 380 como requisito mínimo para jogar Assassin’s Creed Valhalla.

Na consola o requisito mínimo obrigatoriamente permanecerá inalterado durante toda a geração. Mesmo que se lance uma consola “PRO” no meio da geração, deverá manter-se o suporte para a consola base.

Ainda tem outro problema. Repare que uma GTX 960 é uma GPU muito superior às GPUs das consolas base de 2013, assim como a GTX 260 é muito superior às GPUs de Xbox 360 e PS3. Então provavelmente não é simples portar estes games para tais consolas. CD Projekt RED que o diga com seu Cyberpunk 2077. Se o hardware das consolas base se defasou ao longo dos anos, imagina como será do Xbox Series S, que sua GPU tem um salto bastante discreto em relação à geração atual?

Então essa “reescala” entre PC e Consola é uma comparação sem sentido.

Marco Antonio Brasil
Responder a  Carlos Eduardo
4 meses atrás

Excelente análise!

Deto
Deto
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Se comparar com o preço do PS5 digital, esse Xbox ss tem um péssimo valor.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Deto
4 meses atrás

Ele teria que custar menos de 200 dólares para compensar na relação custo x benefício. Tem menos da metade do poder do ps5, então tem que vender por menos da metade do valor para ver se compensa. Creio que 150 dólares é o preço justo pra essa bomba.

Daniel
Daniel
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

O custo de produção nunca foi proporcional ao desempenho, aliás, nem tem como ser; lembro-me de um colega aqui no fórum relatar o preço estimado (de maneira racional) do custo de produção das APUs (item mais caro dos consoles). “Creio que 150 dólares é o preço justo para essa bomba”, estas de sacanagem né? Com $150, nem uma Dell compra, a preço de custo uma APU Ryzen 7 4750G (muito inferior a APU do Series S) que tem market price de $309 para o varejo. Na minha humilde visão, 2 pontos mataram o Series S;
1: O console deveria repetir as configs do One X, pelo menos no que tange a gpu e memória; 12gb gddr6 e 6TF Rdna 2 a $349,90; ai sim seria um console 1440p com boa relação preço/potência.
2: O ítem 1 seria “morto” de qualquer maneira, haja visto a agressividade da Sony com o Ps5 all digital a $399,90. A Sony aqui está a perder dinheiro, mas a maneira tradicional que a mesma ainda faz para com os seus jogos a permitiu tal sacrifício.
Enfim, a Sony encurralou o Xbox Series de tal forma que nem com uma redução de preço, principalmente do Series S, é possível reverter.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Daniel
4 meses atrás

Não, não estou de sacanagem…. Por que estaria de sacanagem? Tô comparando o SS com um PC? Não! Você que está falando em custos de produção.. Estou agindo racionalmente, o comparando com o que deve ser comparado, ou seja, as outras ofertas do mercado! Esse console tem menos da metade do poder do ps5 digital e custa 300,00 dólares contra 400,00! Xbox SX 600,00 com drive e o triplo de poder bruto, logo esse console deveria estar abaixo dos 200 dólares! Qualquer pessoa que avalie seu desempenho e veja o custo x benefício vai constatar que ele deveria custar abaixo de 200 dólares para se pensar se é uma proposta decente no mercado. O resto é blá blá blá.

eduard08
eduard08
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

E certo que nao e um bom produto mas pela foto nao se pode dizer muita coisa, pois nao se sabe quando foi tirada, pois se foi na abertura da loja por exemplo pode ate ser normal ainda la estarem tentas
Aqui onde moro e desde que saiu a ps5 ja fui a varias lojas para ver se arrenjo uma ou ao menos poder reservar, apenas vi uma serie S e que estava no meio de xbox one s, ficou la varios dias mas acabou por ser vendida

Ps: nao estou a defender a consola pois para mim nem devia existir tal coisa

eduard08
eduard08
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Aqui na zona onde moro en França nao ha nem ps5 nem X, eu ando a ver se posso ao menos reservar a ps5 mas nem isso aceitam, para a X nao sei se reservam pois nao perguntei, mas em todo o caso nas poucas vezes que as lojas as metem a venda rapido partem uma como a outra
Ja a S para ser sincero, nao as vejo a venda mas tambem nem procuro muito pois talvez ate possam estar misturadas a geração passada como a que vi, mas nem me interessa muito pois como digo nem devia existir

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Ontem eu assisti a entrevista realizada pela Digital Foundry com o co-fundador da Moon Estúdios e lead developer em Ori. Link: https://www.youtube.com/watch?v=HxOUpb5UrRk

Interessante que a partir do minuto 55:40 ele aborda claramente a questão de limitação de memória no Xbox Series S, dizendo que será mais complicado escalar memória, que não é só uma questão de reduzir resolução e pronto.

Mostrei isso no twitter, e já apareceram alguns fãs de Xbox dizendo que o que foi dito por ele é irrelevante. Daí eu pensei, estamos falando do lead developer de Ori, um game que roda em 4k 60fps no Xbox Series S, 4k 120fps no Xbox Series X. E o que ele está dizendo é irrelevante.

Daí eu pergunto. Diante disso, então quem diz algo de relevante? Blueisviolet? Astal? Mister x media?

Beira o ridículo.

Edson
Edson
Responder a  Carlos Eduardo
4 meses atrás

Não! Duffy, o mago do xbox!rsrs

nETTo
nETTo
Responder a  Edson
4 meses atrás

🤣🤣🤣👍

Livio
Livio
Responder a  Edson
4 meses atrás

Duffy ainda existe?? ùltima vez que ouvi falar dele foi no episódio em que ele queria que a MS Brasil consertasse gratuitamente a fonte do Xbox One que já estava a um bom tempo fora da garantia.

Finn
Finn
Responder a  Carlos Eduardo
4 meses atrás

Bastante interessante essa entrevista do dev de Ori. Só tinha ouvido devs dizerem que a RAM não seria um gargalo pelas questões de senso comum das resoluções inferiores. A RAM sempre foi minha maior preocupação nesse console, mas fico mais tranquilo com essa fala. Ele refere que o gargalo pode acontecer com engines piores e por problemas de otimização, mas isso deve ser melhorado com o passar da geração, quando as engines sofrerem atualizações e os devs aprenderem a trabalhar melhor as otimizações específicas. Também diz que foi o corte certo no hardware, porque seria preferível trabalhar com esse conjunto a um console com melhor RAM, mas pior CPU e IO.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Finn
4 meses atrás

O Gennadiy Korol colocou o problema nas engines em geral. Ele não disse que é apenas um problema de engines piores.

E não é algo positivo ouvir devs falarem em “mais trabalho de optimização”, especialmente em jogos multi-plataforma que trabalham com vários SKUs. Optimizações específicas demandam maior investimento, algo que nem todos estão dispostos a investir. O que a Ubisoft fez para corrigir o tearing no Xbox Series X e estabilizar o FPS? Baixou a resolução. Realizar grandes operações de refactoring custam muito tempo e dinheiro. Não é simples.

E as coisas não necessariamente melhoram ao longo da geração, porque a demanda por memória só aumenta. É só olhar os requisitos mínimos de VRAM nos jogos de 2013 e comparar com o que temos actualmente. Sei que agora temos SSD, features como SFS, mas mesmo assim a demanda por mais RAM sempre cresce ao longo de cada geração. Em 2013 as placas de vídeo tinham 2GB de VRAM contra 5GB de VRAM do XOne/PS4. As consolas estavam preparadas para toda a geração, e essa quantidade é suficiente até hoje.

E por fim, o problema do Xbox Series S não é só a quantidade de RAM, mas também o throughput. Tem apenas 4 módulos operando a 224GB/s, contra 10 módulos do Xbox Series X operando com limites de 560GB/s. É uma diferença gigantesca. Poderiam ser por ex 6 módulos de 10GB operando a 336GB/s. A Microsoft obviamente sabe disso e cortou por questões de custo. Actualmente não é problema, mas uma geração dura 7 anos. Veremos como irá ocorrer ao longo do tempo.

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Já tive vários sustos com o XSX com a porcaria do Cold War crashando o console, e o pior que a campanha desse jogo achei boa pra caramba

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Eu tô pulando de todos os jogos “soldadinho” faz séculos.

Isso me lembra, sabe que jogo demonstra isso?

Resistance do PS3… no primeiro e segundo vc era o soldadinho salvando o mundo blá blá blá, jogos fracos.

no terceiro jogo, e esse é o motivo de eu ter os discos do 1, 2 e 3; meio que vc tá indo salvar a tua família e sem um general mandando em vc.

Se vc ainda não jogou Resistance, ou se jogou e lembra… está ai uma observação de pq o 3 é tão melhor que o 1 e 2.

Nunca tive vontade de entrar em exército para não ter ninguém mandando em mim o tempo todo… vou lá jogar video game para um NPC mandar em mim?

nETTo
nETTo
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Estes são exatamente os erros reportados pela internet. Parece mesmo ter bugs no software ainda.

Tomara que quando chegue a minha tudo já esteja rodando liso, liso

eduard08
eduard08
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Talvez isso tudo possa ser do call of duty, a mim na ps4 pro, faz-me bloquear muitas vezes a consola, quando venho a pagina principal da consola, quando vou ver quem esta online, mal carregue no botão ps, a consola fica toda atrofiada, e antes da ultima actualização da ps4 ainda era pior pois bloqueava-me completamente a consola, tinha de a desligar para poder continuar a jogar

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Valeu pelo feed Mário. Queria eu poder esperar lá pra janeiro de 2022 pra comprar o PS5, ou até que saísse alguma revisão, mas não terei essa paciência. Certa vez precisei da assistência da Sony pra uma TV e outra pra um Smartphone… foi o máximo da raiva possível, quero evitar ter que entrar em garantia de novo.

Finn
Finn
Responder a  Carlos Eduardo
4 meses atrás

De facto, esse é o principal motivo pelo qual eu não ponho minha mão no fogo pelo S. As devs multis costumam preferir cortar gastos a fazer uma boa otimização. Mas, por agora, o hardware parece ser suficiente e as coisas evoluirão de acordo fatores pouco previsíveis no futuro, como o aumento ou não da utilização de memória e a utlização das novas tecnologias do SFS/arquitetura velocity.

Finn
Finn
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

No caso de lançarem consoles de meia geração, realmente o S ficará obsoleto. Mas qual a chance disso acontecer? Os consoles já têm um preço de 500 euros, quanto seria a versão pro? 600-700?
O uso do VRS por agora está muito longe de ser o ideal, ou aceitável. Mas a tecnologia que eu julgo mais importante para o S é o SFS.

Livio
Livio
Responder a  Finn
4 meses atrás

versões Pro poderão ser lançadas daqui a 3 anos e até lá vai ter corte no preço tanto do PS5 quanto Xbox, logo as versões de meia geração assumirão o valor atual dos consoles

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Como o novo unreal engine, com texturas a 8k, atirou a ps5 para essas resoluções…
Acho que é evidente uma ps5 pro pelo menos daqui a 4 anos!

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Finn
4 meses atrás

Quer apostar quanto que será um grande problema e logo logo esse console vai estar rodando qualquer next gen abaixo de 1080p? Já está em jogos muito menos pesados, mesmo com engines não preparadas…

Finn
Finn
4 meses atrás

Apenas o tempo dirá se esse console será ou não bem sucedido. Mas já era mais que esperado que vendesse menos que o X, tanto que a MS fabricou menos unidades dele. Além disso, quem está comprando consoles agora são basicamente os inovadores, early adopters e fãs fervorosos das marcas, que dificilmente comprariam o console mais barato em detrimento do mais potente. Daqui a uns dois anos, quando as massas comprarem e formarem a maioria inicial, o meu palpite é de que o Series S venderá bem, pois os jogos estarão mais maduros e ele é o console mais barato dessa geração.
No restante, são mais das críticas prematuras. Não vi ninguém supondo que o X e o PS5 haviam trazido a geração para resoluções de 2013, com seus 1080p em alguns jogos, como dirt 5, Yakuza e DMC 5 SE. Também não vi ninguém provando que o S não seria capaz de acompanhar a geração em termos de recursos e modos, apesar de haver um ou outro jogo que não acompanhe.
Por fim, desde que ele não se mostre um gargalo para a geração, acho muito positiva sua existência, faz com que a geração tenha um console de entrada, tornando-a mais acessível que os 400 dólares/euros do PS5 na versão digital, que deve ser a mais escassa, ou os 500 dólares/euros, que é um valor muito considerável para a grande maioiria das pessoas. Atualmente, pelo valor, já é uma opção muito melhor que os consoles da geração anterior e os de meia geração.

Finn
Finn
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

1080p é a resolução padrão da geração passada, assim como 720p era da anterior a ela. Se consideras 720p inaceitável no S também deveria considerar 1080p inaceitável no X e PS5, por uma questão de coerência.
A prova que eu quero são vários jogos next gen sem esses modos ou features e/ou declarações de devs relatando a impossibilidade de fazê-los devido ao hardware. Dois jogos cross gen e um que veio sem 60 fps, mas que adicionou um modo com esse framerate por patch não servem de parâmetro.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Finn
4 meses atrás

The Last of Us parte 1 roda em 720p 30fps no PS3
The Last of Us parte 2 roda em 1080p 30fps no PS4

Se The Last of Us parte 3 rodar em 1080p 30fps no PS5, concordarei 100% com você.

Agora se construírem um modo 1080p 120fps, a conversa será outra. Qual consola antiga rodou jogos em 120fps? Nem PCs high-end estão atendendo inteiramente a esta demanda. Dirt 5 em uma RTX 3090 com 4k ultra está rodando em 90FPS. Isso porque também usa uma Ryzen 3950X OC. https://www.youtube.com/watch?v=Uo7S5Si9pqk

Finn
Finn
Responder a  Carlos Eduardo
4 meses atrás

Eu concordo completamente, mas não é esse o ponto. O ponto é que criticar a resolução do S nos 60 fps modo performance, 120 fps ou com RT é agir com dois pesos e duas medidas, quando os outros consoles descem aos 1080p nessas condições.
PS: Espero que a ND faça um TLoU 3.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Finn
4 meses atrás

Mas o S já tá correndo jogo Cross gen em 540p! Primeira leva de jogos! Quer defender esse console, compre um! Aqui não é o melhor lugar para denfende-lo. É ilógico! É um console caro pelo que oferece. Por sinal, o mais caro da nova geração em custo x benefício.

E mais, os consoles base devem ser atendidos e eles são o que são, a base de desenvolvimento. Ninguém desenvolve pensando apenas em Xbox one x e PS4 pro. Ao criar uma oferta péssima e fraca como esse SS, a Microsoft força o que? No mínimo, travar a evolução dos jogos, pois esse console já está se peidando para rodar games que deveria estar indo liso nos primeiros meses de lançamento. Enquanto isso, do lado da Sony, o console base rodando seus jogos com presets iguais ao ultra no PC. É esse o ponto, qualquer outra tentativa de validar essa oferta pobre é pra lá de infundada.

Finn
Finn
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

Recomendo ler diversas fontes. Das que li, quase nenhuma afirma haver prejuízo para a geração em termos de desenvolvimento de jogos em decorrência do Series S e as que fazem não mostram provas, apenas fazem acusações. Os primeiros jogos cross gen não são um bom parâmetro para a geração, pelo motivo óbvio de que são jogos desenvolvidos para a geração anterior e portados para a nova geração, sem o uso das novas tecnologias ou otimizações específicas que o console suporta. Ou seja, a tendência é que as performances melhorem, não piorem.
No mais, é um custo benefício melhor que qualquer console da geração anterior e pode fazer sentido para muitas pessoas.

Deto
Deto
Responder a  Finn
4 meses atrás

Se alguém quiser fazer um jogo 1080p no Xbox SX, ele vai rodar como no SS?

Já tem uma limitação aí para você.

Finn
Finn
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Não existe a hipótese de algum jogo não sair para o S, dado que todos saíram para One fat. Os devs em questão criticam a RAM, que parece ser o maior gargalo e principal argumento para um atraso na geração, já conhecia essa perspectiva, mas fico com a conclusão do gamesradar:

“The very existence of the Series S will inevitably lead to additional optimization work for developers, but the difficulty of that work and its potential impact on the Series X versions of next-gen games remains to be seen. And as Mickner pointed out, that may not be truly seen for a while since cross-gen games will already be balancing weaker consoles for the next few years”.

Pode até ser que o S seja um gargalo, mas as críticas agora são absolutamente prematuras, se apoiam numa possibilidade. O console não vai deixar de existir por isso. Caso se revele um gargalo para a geração ou passe a não suportar modos e recursos como regra, eu não irei passar pano. Só prefiro suspender o juízo a ser mensageiro do mau agouro de algo que pode não acontecer.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Colocou um bom ponto, Mario. Se a Microsoft teimar demais com a S, vai acontecer o que já aconteceu lá no PS1 e PS2, thirds enchendo os consoles da Sony de Exclusivos por limitações que a Nintendo tinha na época. Com N64 uma limitação técnica(usava cartuchos) e com o GameCube por pura política da empresa.

Edson
Edson
Responder a  Sparrow81
4 meses atrás

Havia a limitação dos cartuchos, em especial em CGs, mas tbm havia a vantagem de não precisar de um memory card! O grande problema da época para o n64 foram os altos custos para desenvolver para cartuchos.

Rodrigo
Rodrigo
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Eu acho que já era de se esperar essa situação nas vendas nesses países onde a diferença de preço não é grande, onde o que vale é o preço oficial. Em todos os outros países onde a diferença de preço é ditada pelo valor da moeda norte americana, o Séries S tem uma grande vantagem no valor, e eu acredito que seja o console que vai vender mais por causa do fator preço. Nos EUA e nos países da zona do EURO, O PS5 digital custa um pouquinho mais e tem uma configuração bem superior, e ainda tem o fato do Playstation atrair e ser reconhecido pelos seus excelentes exclusivos e de ser uma marca bem mais reconhecida. Tem também o Séries X que é muito superior e não tem uma diferença de preço grande. Vamos ver o que a Microsoft vai fazer com seu console júnior.

Quando eu vi o nome Saturn na imagem eu me lembrei do saudoso Sega Saturn.

error: Conteúdo protegido