A Intel anuncia que o seu novo CPU de 12a geração, o i9 12900K é mais rápido que o Ryzen 9 5950X.

4.7 3 votes
Avalie o nosso artigo

A intel anuncia ganhos até 30%… Mas não refere tudo!

Sinceramente, ver uma nova geração de CPUs da Intel, a Alder Lake, a bater a antiga geração de CPUs da AMD não é algo que me deixe particularmente impressionado. Até porque estes CPUs não se vão bater no futuro com os Zen 3, mas sim com os Zen 4. E recorda-se que desde o Zen 3, a Intel, contando com esta, lançou já duas gerações de CPUs para combater a AMD. Ou seja, este CPU é duas gerações mais recente.

Mas vamos ver o gráfico da Intel:

Apesar da realidade traduzida nestes gráficos, a Intel quando anuncia ganhos até 30% não refere tudo! E não refere tudo pelos seguintes motivos:



A média de ganhos anda entre os 11 e os 16%

Apesar de um resultado de 30% e mesmo um de 20% de ganhos, a realidade é que a média apresentada está longe desses valores e anda entre os 11 e os 16%. Algo que não soa a muito quando a AMD já anunciou que só no IPC os Zen 4 terão um ganho de 25% face aos Zen 3. Mas mesmo os 30% de pico poderão ficar pálidos face aos rumores que os Zen 4 poderão ser até 40% mais rápidos que os Zen 3. Infelizmente só poderemos no futuro ver se isso se comprova ou não.

A Intel faz os testes no Windows 11, beneficiando de uma Bug na altura não corrigida que penalizava as performances dos processadores AMD

Sem se saber se houve intenção ou não, este teste foi realizado no Windows 11, e numa altura em que o mesmo possuía uma bug que penalizava os CPUs AMD. apesar de a mesma estar agora resolvida, nessa altura ela introduzia latência na cache L3 dos CPUs AMD causando uma perda média de performances que poderia ir até aos 15%. E como leram, “perda média”, o que quer dizer que em alguns jogos ela era maior, em outros menor, piorando ainda com o aumento do número de núcleos, o que tornava o Ryzen 9 5950X dos processadores AMD mais penalizados.

O consumo dos dois processadores é diferente… bem, bem diferente

Outro ponto que a Intel esqueceu de referir… talvez porque considerasse irrisório, é que o Ryzen 9 5950X possui um consumo máximo de 105 Watts. Já o seu Alder Lake i9 12900K, no seu consumo máximo atinge os 241 watts. Ou seja, nada mais, nada menos do que 2,3 vezes mais.

Mas então porque considerar isto irrisório?

Bem, porque consumos máximos é uma coisa, reais é outra. E o novo Alder Lake tem-se revelado o CPU mais eficiente até hoje lançado na relação consumo/fps no que toca a jogos, batendo toda a concorrência. E daí que, por esta perspetiva, os picos de consumo se tornam irrelevantes.

No entanto, o mesmo já não pode ser dito quando o CPU é utilizado em software de produtividade. Basicamente quando o mesmo é usado ao máximo, algo que os jogos atuais dificilmente fazem num processador com esta capacidade, os consumos disparam. E daí que os benchmarks Intel se tenham ficado pelos jogos.



Seja como for, se a ideia é subir os consumos, a AMD tambem o pode vir a fazer, e sabemos que tal trará forçosamente ganhos de performance.

Conclusões

Basicamente o que vemos neste teste é algo muito interessante, mas que não nos diz a verdade fora.

Este resultado não só compara um Intel CPU duas gerações mais recente que o AMD, como o teste sofre de falta de realismo total face a uma bug no Windows altamente penalizadora para os CPUs da AMD.

Finalmente temos a questão dos consumos. Convém perceber que estamos a falar de um processador de 16 núcleos a 5.2 GHz, o que claramente está bem acima dos requisitos de qualquer jogo atual, dificilmente sendo este devidamente puxado ao máximo em jogos. No entanto, no que foi medido, este CPU, apesar do seu consumo máximo de 241 watts mostra uma nova tecnologia de poupança, que acaba por se revelar mais eficiente na relação performance/watt que o Ryzen 9 5950X com consumo máximo de 105 Watts.

Mas essa poupança desaparece quando se puxa pelo CPU, o que atualmente só acontece em software de produtividade, caso onde o CPU da Intel consome 2.3 vezes mais. Neste sentido, um comparativo destes, baseado em software que não leva o CPU ao extremo torna-se bastante pouco coerente, sendo apenas uma espécie de uma manobra de marketing ao não dar a realidade toda.



Basicamente, quando se pretende extrair toda a performance do CPU e de forma sustentada o aquecimento não pode ser um fator problemático, mas dado que este está exponencialmente ligado aos consumos, o aquecimento destes CPUs Intel poderá ser bastante problemático.

Em caso de necessidade de maiores performances a AMD pode tambem responder com um aumento dos consumos. Mas nesse caso os problemas que poderão existir de aquecimento dos Intel serão tambem uma realidade nos AMD.

Como nota final, eis uma lista de jogos que não funcionam ou tem atualmente problemas neste CPU.

Anthem

Bravely Default 2



Fishing Sim World

Football Manager 2019

Football Manager Touch 2019

Football Manager 2020

Football Manager Touch 2020



Legend of Mana

Mortal Kombat 11

Tony Hawks Pro Skater 1 and 2

Warhammer I

Assassin’s Creed: Valhalla



Far Cry Primal

Fernbus Simulator

For Honor

Lost in Random

Madden 22



Maneater

Need for Speed – Hot Pursuit Remastered

Sea of Solitude

Star Wars Jedi Fallen Order

Tourist Bus Simulator



Maneater

 

Ace Combat 7*

Assassins Creed Odyssey*

Assassins Creed Origins*



Code Vein*

eFootball 2021*

F1 2019*

Far Cry New Dawn*

FIFA 19*



FIFA 20*

Football Manager 2021*

Football Manager Touch 2021*

Ghost Recon Breakpoint*

Ghost Recon Wildlands*



Immortals Fenyx Rising*

Just Cause 4*

Life is Strange 2*

Madden 21*

Monopoly Plus*

Need For Speed Heat*

Scott Pilgrim vs The World*

Shadow of the Tomb Raider*

Shinobi Striker*

Soulcalibur VI*

Starlink*

Team Sonic Racing*

Total War Saga – Three Kingdoms*

Train Sim World*

Train Sim World 2*

Wolfenstein Youngblood*

* Jogos que funcionam mas possuem problemas diversos.

 



4.7 3 votes
Avalie o nosso artigo
11 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Eraser
Eraser
24 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

A intel está comprometida a levar ao máximo os 10 nm para não ter de pedir a terceiros o fabrico dos seus chips.
Não deixa de ser um bom feito que nos faz antever o que poderá aparecer quando finalmente mudar para um processo menor.

Kito
Kito
24 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Bom artigo Mário.
Relativamente aos processadores desde que a amd conseguiu se aproximar da intel ou mesmo ultrapassa-la me causou uma enorme satisfação. Sempre gostei da amd por nos proporcionar produtos mais baratos mas que devolvem resultados superiores em termos de custo/beneficio.
Mas acho que a amd tem-se mantido competitiva pois a intel tem-se mantido ainda nos 10 nm.
Outro ponto que me apetece referir é baixo aproveitamento dos processadores no PC. Penso que os processadores estão em constante evolução a nível do seu poder bruto, mas nunca se puxa pelo máximo da das suas capacidade, por exemplo, no quesito jogos por.
É sempre à base da força bruta e nunca pelas optimizações.
Rapidamente são substituídas, mas as gerações anteriores facilmente obteriam os mesmos resultados, mas se calhar somente à custa de mais gasto energético.

Deto
Deto
24 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Bem interessante essa nova abordagem de núcleos da CPU com propósitos diferentes, por hora são desempenho e economia de energia.

Estou curioso para ver o PS6, se ele vai ter núcleos dedicados… E por ser um console pode ter núcleos dedicados para tarefas específicas.

Vitor hugo Reale Pereira
Vitor hugo Reale Pereira
Responder a  Deto
24 dias atrás

Sera que os atuais consoles ps5 e xbox series x podem ter machim larning? Algo parecido com p que a Intel e Nvidia possuem

AlterX
AlterX
24 dias atrás

Pelos vazamentos que eu vi
O i5 12400f vai ser até 10% mais forte que o R5 5600x e custando menos, consideravelmente menos
Provavelmente vão ser o meu processador ano que vem

Daniel
Daniel
Responder a  Mário Armão Ferreira
24 dias atrás

Antes do Zen 4, sairão os Zen3 + com o cache 3D Mário. Parece que será lançado no primeiro temestre de 2021. Rumores indicam num ganho de 15% sobre os irmãos de geração atual.

AlterX
AlterX
Responder a  Mário Armão Ferreira
24 dias atrás

Em desempenho sim
Mas eu falo de preço principalmente, adianta nada os Ryzen 6000 serem mais fortes porém muito caros
Ganha aquele que trouxer mais por menos

error: Conteúdo protegido