Nintendo não desce preço da Switch… mesmo com a consola já com vários anos!

0 0 votes
Avalie o nosso artigo

A Switch é uma excelente peça de hardware, mas quando foi lançada as suas especificações já estavam ultrapassadas, pelo que a Nintendo provavelmente não teria prejuizos com o preço no lançamento. Mas quatro anos depois, o preço continua o mesmo!

Se pensarmos que o hardware da Switch foi lançado em 2015, devemos nos questionar porque é que a Nintendo nunca desceu o preço da sua consola. Afinal smartphones com hardware de topo caem de peço para menos de metade em cerca de 2 anos, e a Switch, com hardware que tem agora mais de 5 anos, mantêm o mesmo preço de lançamento.

Naturalmente que a Nintendo amealha o máximo de lucros que pode com a consola, e a partir do momento que as vendas estão boas, esta não desce o preço. Mas a realidade é que se a consola inicialmente poderia dar pouco lucro na venda do hardware, agora ela dará certamente um lucro bem jeitoso, pelo que os atuais clientes, perante uma perspetiva de vida mais reduzida da consola, que se calhar até será substituída em breve, estão no seu direito de se sentirem prejudicados pelo estarem a pagar um valor igual ao do lançamento e que já não deveria estar aplicado.

É no sentido de que as consolas são um produto com uma vida útil limitada que a redução de custo ao longo dos anos se revela justa, mas no caso da Switch, com hardware com mais de 5 anos, e com mais de 79 milhões de consolas no mercado, isso ainda não aconteceu!

Curiosamente… os fans da marca não se queixam.



Mas porque motivo falar disto agora? Porque de acordo com um relatório, a Nvidia vai cessar a produção do SOC da Switch durante este ano. E isso quer dizer que quem está a comprar uma Switch agora está a comprar algo em fim de vida. Tudo isto sem que a Nintendo tenha anunciado o fim oficial, ou descido o preço para compensar atuais compradores.

 Esta atitude não a considero correta, seja em que ramo de atividade for. O cliente deve saber o que compra e o que esperar do valor pago. E apesar de a Nintendo poder manter o suporte à consola por vários anos, o certo é que as consolas compradas agora ao preço de sempre poderão desvalorizar tremendamente dentro de poucos meses.

 



0 0 votes
Avalie o nosso artigo
35 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
José Galvão
José Galvão
7 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Bom dia Mário, a Switch foi lançada em Março de 2017, não em 2015.

Felipe Horvath
Felipe Horvath
Responder a  José Galvão
7 meses atrás

Mas o Chip Tegra X1 foi lançado em 2015.

José Galvão
José Galvão
Responder a  Mário Armão Ferreira
7 meses atrás

My bad Mário.

A Nintendo sempre foi assim, sempre teve o pior rácio de valor/qualidade em termos de hardware, sempre tiveram os acessórios mais overpriced da industria e no que toca aos seus jogos, promoção, é uma palavra que não consta no seu dicionário.
O falecido Saturo Iwata uma vez disse que os seus jogos não tinham promoção e estavam anos sem uma redução de preço, porque dessa forma habituavas mal o mercado.

Quando questionas sobre a inércia dos fãs da Nintendo perante os preços praticados, só te digo que se não dizem nada quando a Nintendo os obriga a comprar em separado, o carregador da New 3DS XL, ou a comprar cartões de memória para a Switch para correr certos jogos porque foi forreta na capacidade de armazenamento, então de certeza que não só não reclamam dos preços, como a defendem com unhas e dentes.

Edson
Edson
Responder a  José Galvão
7 meses atrás

Concordo contigo, Galvão! Eu tenho um switch e sou muito fã dos games da Nintendo, mas não compactuo com isso que aborda a matéria. Tenho um irmão que mora no Canadá e ele sempre me fala que não comprou um switch ainda, pois não admite pagar o msm valor por um aparelho que já está há anos no mercado. Dias atrás, inexplicavelmente, a Nintendo colocou alguns jogos dela com promoções, dentre eles o Luigi’s Mansion 3 e o Mario Maker, onde que foram até descidas consideráveis de preço, mas isso é raríssimo de acontecer, fora o fato de cobrarem 60 dólares em tudo que é jogo deles. Adoro Yoshi, mas não consigo aceitar que custe 60 dólares, por ex. Mas não adianta falarmos, enquanto a massa continua a comprar o console que já deve estar na casa dos 82 milhões nesse momento.

Edson
Edson
Responder a  Mário Armão Ferreira
7 meses atrás

80? Sério? Sei que são 80 dólares no Canadá, mas nos EUA eram 60! Será que aumentaram?

José Galvão
José Galvão
Responder a  Edson
7 meses atrás

80 milhões de consolas vendidas, não 80 dólares por jogo.

Hiago
Hiago
7 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

É por isso que não tenho um console da Nintendo desde o SNES, eu por norma prefiro ser um consumidor bem mais exigente, mesmo sendo fã de uma marca ou produto, se começar a me decepcionar ou não valer a pena (no caso por um preço abusivo) não espere que eu gaste meu dinheiro com isso.
Queria pontuar também que desde o PS1 eu sempre tive Playstation, porém não consigo ver a lógica em alguns visitantes do pcmanais que defendem e tentam justificar qualquer abuso por parte da Sony. Exemplos; preços dos jogos subindo, jogos sendo lançados para PC, falta de retrocompatibilidade, navegador sendo escondido dos usuários. Sério, que tipo de consumidor mais submissos que são vocês? Particularmente até agora a Sony mais me decepcionou do que agradou e só não vou para o lado da caixa (maior problema, falta de jogos interessantes) porque lá está pior e só por isso ainda não chutei a bunda da Sony da minha casa.

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Hiago
7 meses atrás

Hiago compreendo o que fala e também tenho notado que há uma defesa enorme com a Sony, mas pelo menos o Mário sempre se mostrou imparcial e sempre presa pelas informações corretas.

Agora um ponto que eu nunca entendi é por a Sony não traz a retro do Ps3 no PS5, já que no Pc a emulação em 4k 60FPS desse sistema já é possível vinda de uma equipe que não tem acesso aos códigos fontes do sistema.

Aqui um vídeo de um Pc portátil com um APU Ryzen 4500U operando em 15watts e conseguindo emular Demon’s Souls em 720p 30 frames: https://www.youtube.com/watch?v=NhvrmNE5yng&ab_channel=ETAPRIME

Assista a partir de 6:18 ( Não estou fazendo apologia a pirataria ou emulação, apenas mostrando o que é possível em um sistema tão fraco) e depois alguém me diga porque a Sony tendo todo o time de engenharia do PS3 não consegue fazer isso em um PS5?

Hiago
Hiago
Responder a  Daniel Torres
7 meses atrás

Não é uma crítica para o Mário, é sobre o pessoal mais entusiasta da Sony que participa aqui do site (e em outros sites). E sobre o porquê da Sony não ligar para isso, simples, como eu disse os usuários do Playstation só sabem dizer “não precisamos ninguém utiliza isso”. Não entendo esse tipo de argumento, porque a falta de uma função não traz vantagens e precisamos sempre cobrar como consumidor para que as empresas entreguem mais e não menos.
Os piores consumidores e fanático hoje em dia estão no mercado de consoles e de smartphones, me dá até pena do pessoal defendendo seu pedaço de plástico preferido a todo custo.

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Hiago
7 meses atrás

Exatamente concordo com você.

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Mário Armão Ferreira
7 meses atrás

Mário eu sei que a emulação do Cell é muito complexa e requer um esforço gigantesco. Porém a partir do momento que uma equipe independente que não tem acesso a nada do Ps3 e tiveram que fazer engenharia reversa, para poder criar o emulador, o argumento de não ser possível cai por terra, claro em minha opinião.

E eu nunca vou pagar a Ps now para jogar um jogo que eu tenho físico, isso para mim é rir na cara do consumidor que há anos pedem uma retro com o Ps3, mais até do que a do Ps4 no Ps5 e fora que o emulador em questão está melhorando a resolução e o fps dos jogos, no caso do Demons indo aos 4k e aos 60 fps, sendo que o original, mal chega a 30 frames e opera em 720p.

Ps: Tudo bem ela não oferecer a retro com o ps3 é direito dela, mas me fazer pagar para jogar os jogos do ps3 que eu já possuo, nunca

nETTo
nETTo
Responder a  Mário Armão Ferreira
7 meses atrás

Sem falar que o PS3 tinha GPU NVidia

Edson
Edson
Responder a  Mário Armão Ferreira
7 meses atrás

Via psnow sempre existiu, Mário!

nETTo
nETTo
Responder a  Edson
7 meses atrás

Mas ali não é emulação, são clusters de PS3

nETTo
nETTo
Responder a  Daniel Torres
7 meses atrás

Deixa eu tentar explicar a vc a questão da Retro com o PS3.

Pra início de conversa temos uma dificuldade considerável quando olhamos para CPU e GPU discretos do PS3. A CPU Cell é reconhecidamente um CPU muito complexo de se trabalhar, que dirá emular. Mas não para por aí, a GPU do PS3 não é AMD com a do X360, mas sim NVidia. Diante disso, estamos diante de uma combinação a qual dificulta muito para a Sony. No PS4 seu Jaguar além de ter uma arquitetura diferente (X86/Power PC), o mesmo ainda era inferior ao Cell conforme Slide publicado pela Ubisoft ao longo da geração. Na GPU as coisas também eram difíceis, pois a do PS4 era AMD e a do PS3 NVidia, são mundos totalmente diferentes quando o assunto é GPU. No caso do X360/Xbox One, a situação foi muito mais simples, eu acredito que o Xone foi concebido para ter essa retro, pois ele emula o sistema do X360 numa máquina virtual e consegui rodar os jogos, muito porque seu Jaguar é superior ao Xenon e a GPU do X360 já era da AMD e portanto tinha compatibilidade com a GPU do Xone por hardware legado.

Não quero aqui defender a Sony na retro, daria pra fazer? Sim, mais o trabalho seria muito, mas muito maior que o que a Microsoft teve. Alguém pode argumentar “mas no PC tem emulador de PS3”, vrd, tem mesmo, mas para rodar os jogos satisfatóriamente esses PCs precisam de uma máquina um tanto quanto robustas em CPU e GPU, algo que a Sony não tinha com o PS4 né.

Mas e o PS5, este tem hardware robusto, mas aí já entram outras questões como as mais diversas licenças que os jogos de PS3 tinham, algo que faz com que aja até no Xone um número limitado de jogos do X360.

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  nETTo
7 meses atrás

Netto gostei bastante se sua explicação, porém eu já sabia desses fatos, e quando eu falo de retro falo do Ps5 fazer, pois sei que o Ps4 não tem capacidade para isso. A única coisa que vejo como um fator grande contra a retro do Ps3 é como você citou a parte das licenças dos jogos.

Quanto os pcs serem parrudos, não muito, depende do que você quer alcançar, por exemplo se quiser emular a 4k 60fps, sim você vai precisar de uma máquina muito boa, agora se você quer só rodar o jogo, porém mais estavel, não precisará de uma máquina tão parruda e o exemplo disso é só ver o vídeo que linkei acima, onde o rapaz consegue 720p 30 ou 60 dependendo do jogo, isso em uma APU 4500U e 16gb LPDDR4, se você pegar isso que falei, não é difícil achar que a Sony querendo ou fazendo como a Microsoft e dedicando uma equipe para isso, conseguiria emular o Ps3 no Ps5 com tranquilidade.

nETTo
nETTo
Responder a  Daniel Torres
7 meses atrás

Tenho um PS3, estou jogando nele Lords of Shadow 2, dai que por curiosidade fui no youtube ver como andava este jogo no PC via emulação, o PC se não me engano tinha um Core i5 de última linha e uma GPU Nvidia 1080Ti, este jogo em si estava rodando em 4K 30fps com quedas. Por isso citei o “robusto”

Deto
Deto
Responder a  nETTo
7 meses atrás

Prefiro Remake dos jogos bons do que retro com o mesmo gráfico.

Prefiro remaster melhorado que retro com o mesmo gráfico.

E se estiver caro, eu não compro… mas o jogo vai estar lá sempre disponível bem melhor que o original.

nETTo
nETTo
Responder a  Hiago
7 meses atrás

Desde quando lançar jogos no PC precisa de defesa?

Quanto aos preços eu concordo contigo

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Hiago
7 meses atrás

Não vejo ninguém defendendo… Entender o motivo não é defender.

Marco Antonio Brasil
7 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Sempre tive Nintendo. Adoro Zelda e Mário Kart. Inclusive o namoro com minha esposa ficou marcado por inúmeros campeonatos que disputamos e rendem brincadeiras até hoje. Mas me recuso a pagar o preço cobrado pelo switch (e seus jogos), que considero abusivo aqui no Brasil.

nETTo
nETTo
7 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Eu sinceramente não concordo com as Política de preços da Nintendo quanto a seus games e jogos aqui no Brasil. O console dela, hardware muito fraco lançado em 2017 custa 3 mil reais, mais caro que o XSS. Sem falar que seus jogos custam de 300 a 500 reais.

Outro ponto, eu tenho um Wii U comigo já a bastante tempo, e nele os principais jogos da plataforma, o que me fez chegar a conclusão que os jogos da Nintendo hj em dia não tem mais apelo algum a mim, não compraria um console da Nintendo pelos jogos dela.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  nETTo
7 meses atrás

Switch só vende muito por ser híbrido e ser um console secundário.

Deto
Deto
7 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

É simples, tudo que a Nintendo lança sempre é do hardware mais barato que ela encontrar.

o switch saiu com LCD em 2016 quando o PS Vita saiu com OLED em 2011

chega a ser ridículo

Cada peça do switch e do wii u eram o hardware mais barato disponível para ser comprado e montado.

A vantagem que é como é hardware simples, velho e sem customização nenhuma logo é emulado e ninguém precisa se sujeitar a comprar um tablet com hardware de 2015 a preço de 2021 com gráfico inferior ao xbox one de 2013.

Talvez, eu disse um bem grande talvez, com o sucesso do Switch pode ser que a Nintendo resolva fazer um hardware mid de portátil no switch 2 ou switch Pro.

e veremos, mas segundo o padrão… o sucesso do switch vai ser flop.

Não desce o preço pq desde o Wii a Nintendo ficou viciada em vender hardware obsoleto a preço de ouro… o wii era um GameCube reciclado…. o Wii U usava a mesma CPU reciclada novamente.

O Switch é um tegra x1 reciclado que estava encalhado pq flopou.

Daniel
Daniel
7 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

A Nintendo é a “apple” dos games; um simples remaster do wiiu vende na casa dos milhões no switch a preço cheio, e eu não consigo entender. O mais impressionante é que a Nintendo está sendo obrigada a lançar um Switch Pro/ ou 2 pela Nvidia porque a mesma não aguenta mais ver/produzir o Tegra X1. Curioso para ver o que será esse novo console, pois teoricamente partirá de algo não lançado/ customizado pela Nvidia/Arm; talvez seja o primeiro grande projeto lançado pós aquisição. Uma tela Oled (aleluia) é esperada, mas quanto ao hardware, dado a “fome” de lucro da Nintendo não só em software como em hardware, imagino que utilizem algo bem consolidado (digo + barato) como a Turing. Com o dlss a disposição, talvez o port de alguns jogos da geração Ps5/Series X/S sejam possíveis de serem lançados nesse Switão, que não deve sair por menos de $349 quiçá $399. Ampere ou Hooper nesse novo Switch só se for muito barato de produzir (o que não me parece o caso).

error: Conteúdo protegido