Oh Google… vai-te catar!

0 0 votes
Avalie o nosso artigo

As medidas de segurança são por vezes exageradas ou mal pensadas e em vez de beneficiarem o utilizador… prejudicam-no!

Hoje aconteceu-me uma situação que considero ridícula! E a culpa é da segurança que ou por ser mal pensada, se torna um empecilho, em vez de uma ajuda!

Pela hora de almoço esqueci-me do meu telemóvel em cima da minha secretária. Nada de anormal, mas algo que não é hábito, e nesse sentido, quando dei pela falta do smartphone no bolso, fiquei preocupado.

Não sabendo onde ele estava, e indo almoçar, nada mais simples para me tranquilizar do que localizar o telefone. Se a sua posição fosse no meu local de trabalho, estava seguro! Não fosse, e então tinha-o perdido!

Ora estando-me a dirigir para um restaurante, naturalmente que não iria ter nenhum PC ou qualquer outro sistema informático. A alternativa era o smartphone da minha esposa, e a opção de localizar smartphones da Google. E nesse sentido, pedi-lhe o telefone!



Pesquisando por “Locate my Phone”, entrei no link ali indicado, e passei a introduzir os dados da minha conta de forma a localizar o mesmo! Qual a  minha surpresa quando recebo uma mensagem que refere que o smartphone da minha esposa não era reconhecido, e que como tal iria ser enviada uma mensagem para o meu smartphone para reconhecer o dispositivo como fidedigno!

MAS QUE RAIO DE LÓGICA É ESTA?

Então uma pessoa está a usar a função de localização do smartphone, supostamente porque o perdeu ou não o tem consigo, e quando usa um sistema emprestado de outra pessoa, algo que parece ser a coisa mais lógica de acontecer num caso destes, a primeira coisa que a GOOGLE faz é dizer que o dispositivo não é reconhecido e enviando uma mensagem ao telefone perdido para o confirmar como fidedigno e impedindo o acesso até isso acontecer???

OH GOOGLE?? CADÊ O TICO E TECO? UM DELES DEVE TER IDO PASSEAR, E SÓ COM UM NEURÓNIO A COISA NÃO DÁ!

Como é que pretendem que confirme um aparelho quando o smartphone está perdido? Que a confirmação ou o aviso seguisse para o telefone, isso aceita-se, até como alerta para o proprietário em em caso de acesso ilegal. Deveria indicar que houve um acesso e uma tentativa de localização do aparelho. Mas negar a localização, especialmente depois de ter introduzido um username e password válido e correcto, à primeira tentativa… isso nunca! Porque dessa forma não há como se localizar um telefone perdido de forma expedita. Imaginemos numas férias no estrangeiro, teria de voltar a Portugal para usar o computador de casa??? TENHAM JUÍZO!

Naturalmente que numa situação destas, tratando-se de uma emergência, a situação não deveria ser lidada desta forma. Compreende-se a segurança, mas ora bolas, quando uma pessoa perde o telefone vai ter à mão um dispositivo fidedigno para localizar o mesmo? O mais certo é que isso não aconteça, e desta forma, ao fazer isto, a Google está a impedir o telefone de ser localizado e, para todos os efeitos, a beneficiar quem o encontrou ou roubou, dando-lhe tempo para reagir e desactivar o GPS ou a conta.



Naturalmente que hoje quase nem almocei. Apesar de o mais coerente era o telefone ter ficado na secretária, a mera possibilidade de o smartphone estar perdido não me deixava desfrutar da refeição. Sinceramente Google… QUE VERGONHA! Ajeitem mas é isso pois é uma falha grave demais!



error: Conteúdo protegido