Rumor: Xbox Anaconda poderá ser mais avançada do que a PS5

0 0 votes
Avalie o nosso artigo

O rumor surgiu logo após a entrevista de Mark Cerny, e poderá indiciar que a futura Xbox usará tecnologia mais recente que a PS5.

Após a entrevista de Mark Cerny, um rumor surgiu na internet, supostamente confirmado por vários insiders:

A próxima Xbox, conhecida pelo nome de código Anaconda, será mais avançada que a PS5!

A notícia foi rapidamente espalhada, mas com uma pequena diferença face ao revelado. O termo avançada foi substituído por outro: “poderosa”! Em alguns casos esse termo foi até antecedido pelas palavras “significativamente mais”.

E assim, a notícia que se espalhou, especialmente na boca dos fanboys da marca, foi que a Anaconda seria mais poderosa que a PS5.

Eis no entanto o tweet original do rumor, onde podemos confirmar o uso do termo “avançada”.



Este rumor era no entanto algo estranho. O que significava exactamente o termo “avançada”?

Pois bem, atualmente há um novo rumor que parece explicar tudo isso, e acima de tudo se enquadra nas palavras usadas, e no timming da entrevista de Mark Cerny!

Vamos por partes:

Mark Cerny revelou muito pouco na sua entrevista, sendo que os dados mais relevantes foram apenas 2.

1 – Que a PS5 usará uma tecnologia estilo SSD revolucionária e mais rápida do que tudo o que existe no PC.



2 – Que a PS5 usará um CPU de 8 núcleos baseado na terceira geração de processadores Ryzen, associado a um GPU Navi.

Ora terá sido exactamente com base nestes dois dados, até porque pouco mais foi revelado, que surgiu o tweet de cima.

Ele refere que os detalhes da PS5 eram exactamente o que esperavam (8 núcleos Zen 2 e Navi); Mesmo acima do que muitos esperavam (a situação do SSD).

A última parte  do tweet era então a que surgia como novidade. E ele referia que ue múltiplos insiders confirmavam que a Anaconda seria mais avançada. Esta era a parte que levantava dúvidas. A que se referia exactamente?

A resposta surge agora num novo rumor. Ao que tudo indica a próxima Xbox terá uma versão preliminar do Zen 3! E que novidades traz o Zen 3? SMT de 3 vias!



O SMT é o equivalente ao Hyperthread da Intel, e na sua versão atual e standard, ele permite que cada núcleo, se não ocupado a 100%, possa processar dois threads em simultâneo ao permitir que cada núcleo seja detectado pelo sistema operativo como 2, um real e um virtual. Nesse sentido, um processador Zen 2 de 8 núcleos, terá 16 Threads.

Mas o Zen 3 poderá ter até 4 threads por núcleo, apesar que as primeiras versões, nas quais este rumor inclui a Xbox One, apenas terá 3. Isso quer dizer que, a confirmar-se o rumor, a Xbox terá um processador de 8 núcleos, com 24 Threads, ao ter cada núcleo detectado como 3.

Basicamente isto quer dizer que se um Zen 2 standard tem a capacidade de processar 2 comandos por ciclo de relógio, o Zen 3 inicial processará 3.

Porque motivo tiveram então os autores do rumor o cuidado de não referir que a Xbox seria mais poderosa, mas apenas mais avançada, se há aqui um teórico ganho de performances?

Os motivos são diversos, sendo que o mais coerente é que não só não se sabem quais as velocidades de relógio dos CPUs da Sony e Microsoft, como tambem não se sabe que alterações a Sony poderá ter feito no seu Zen 2. Eventualmente, apesar de ser um Zen 2, ele até pode ter igualmente alterações no SMT, uma vez que Cerny nunca referiu o número de Threads, mas apenas que o CPU era “baseado  na terceira geração de processadores Ryzen”, o Zen 2.



Mas mesmo que a PS5 não tenha um SMT diferente do normal, a realidade é que o SMT não garante ganhos de performance, e quando o faz é limitado nos ganhos que oferece e não se equivale de forma alguma à duplicação pura dos CPUs. Pode aliás até nem trazer ganhos absolutamente nenhuns!

A questão principal é que, dependendo da optimização do uso do CPU,  o SMT pode trazer zero de ganhos. O SMT é uma virtualização do núcleo que requer que o processamento usado não use os recursos todos do Mesmo. Se o CPU estiver devidamente optimizado, basta um único thread para o ocupar a 100%, e como tal não resta assim qualquer potência livre para os núcleos virtualizados.

No entanto, em software não optimizado, que consiga tirar partido dos núcleos extra, mesmo que virtuais, o ganho é inegável. Daí que com uma programação que use os recursos do CPU de forma moderada, algo que nem sempre é possível de ser feito, a virtualização pode funcionar em pleno, e trazer ganhos.

Nos casos em que o ganho é possível de ser efectuado, Sebastian Aaltonen, um dos nomes mais populares de programadores de topo que circulam nos forum, referiu em tempos que, com a optimização perfeita, o SMT pode tornar um CPU de 4 nucleos num processador de 8 núcleos com 62.5% da velocidade de relógio inicial.

Ou seja, um CPU de 4 Núcleos a 3.2 Ghz, com o SMT equivaler-se-ia a um processador de 8 Núcleos a 2 Ghz. Basicamente o ganho de performance real equivale-se ao acréscimo de um núcleo adicional ao CPU de 4 núcleos, na sua velocidade nativa, mas com a versatilidade do paralelismo de processamento de um CPU de 8 núcleos.



4*3.2=12.8 Ghz
8*2=16 Ghz

Diferença = 3.2 Ghz, O mesmo que um núcleo real extra no CPU de 4 núcleos, ou 25% de ganho. Tal, a ser compensado por um CPU identico sem SMT requeria um processador de 4 núcleos a 4. Ghz! Um ganho médio de 25% real, que pode oscilar para cima ou para baixo dependendo dos casos.

Eis um gráfico com uma média de ganhos de SMT ou Hyperthread, em software que beneficiou dele, em alguns CPUs diferents e em alguns testes realizados, e onde vemos que o valor médio para estes testes específicos não anda muito longe da média que Sebbbi referiu:

Ora o SMT de 3 vias, salvo algum tipo  de alteração radical no CPU (que pode existir), não é expectável que traga sequer um ganho idêntico, devendo este ser mais pequeno, e será apenas essa diferença que distinguirá o Zen 3 do Zen 2. Daí que, pelo desconhecimento da realidade da tecnologia do Zen 3, e pensando pelos parâmetros atuais, é de se acreditar que a velocidade de relógio necessária num Zen 2 para compensar esse ganho não seja impossível de ser alcançada, e daí o cuidado de, sem se saber esses dados, não se usar o termo potente, mas sim e apenas o termo avançado, relativo à tecnologia usada.



Este é um rumor que, por estes cuidados no que é dito, merece bastante credibilidade, até porque explica frases até ao momento sem compreensão. Esperemos para ver que mais novidades poderão surgir, até porque rumores assim credíveis do lado da Xbox não tem existido muitos.

 

 

 

 





error: Conteúdo protegido