20 milhões de jogadores PC vão passar para as consolas ou para o Streaming

5 1 vote
Avalie o nosso artigo

A estimativa vem da John Peddie Research.

A conhecida empresa de estudos de mercado e hardware, a John Peddie Research, estima que até final de 2022, mais de 20 milhões de jogadores PC irão abandonar o mesmo em detrimento das consolas ou do Streaming.

Existe um número de razões referidas para esta situação, mas o ponto fulcral está do lado do PC. A JPR refere que o PC estagnou um pouco no seu crescimento, com a distância entre novos lançamentos de hardware a ser cada vez maior. E piorar tudo isto temos que os produtos estão a manter-se por periodos de 4 anos, com preços elevados, agravados pela atual crise económica que inflacionou os preços.

Assim, aqueles PCs mais económicos, que até hoje, apesar de menos capazes, iam desenrascando, estando a precisar de upgrades, poderão não se manter no mercado PC, optando por soluções mais económicas, como as consolas, ou mesmo o streaming.

A performance das consolas, os seus exclusivos, e o grande ecrã que é a TV, poderão ser fatores decisivos.



No entanto o mercado PC continua forte, e com tendência a crescer, sendo que esta é uma situação que ocorrerá a curto prazo devido às condições atuais das coisas.



5 1 vote
Avalie o nosso artigo
17 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Juca
Juca
25 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Essa pesquisa foi publicada provavelmente em 2018, pois em abril de 2019 já se tinha notícias da repercussão dela na mídia, ela também previa o espaço de tempo pra que isso acontecesse entre 2018 a 2022… presumo, usando proporcionalidade, que como estamos ao fim de 2021, provavelmente perto de 15 milhões já deram tal passo. Será que já houve algo próximo a isso? Não sou especialista, mais como acompanho notícias e boa parte do tempo da previsão transcorreu, tenho lá minhas dúvidas, mas vamos esperar mais um ano e ver se vinga tal previsão desse estudo e dar mais um tempo pra tal xcloud e a ida dos games do PS pro PC pra ver como fica.
Talvez o Jon Peddie ai seja ajudado pelo Patcher, vai saber! Rs

https://hexus.net/business/news/system-builders/130007-analysts-predict-sizable-pc-gamer-migration-consoles/

https://apnews.com/press-release/pr-businesswire/d30e3007f579421693fb474bf2f5893d

Juca
Juca
Responder a  Mário Armão Ferreira
25 dias atrás

São muitos fatores, Mário, e estudo estatístico nesses moldes é um “chute orientado” de tendência, mas pra ser fato precisa ser confirmado.
Entendo que o fator adicional que você cita colabore para a premissa do estudo, mas precisamos ver os dados transcorrido no período pra ver se a estatística de tendência foi confirmada de fato.
Como o outro colega disse, minha bolha social não mostra isso, mas ela não reflete a realidade factual global, eu sou uma pequena amostra do todo, portanto só quero ver o quanto a tendência do estudo se confirma.

Editado: Colaborando para a estatística o artigo abaixo cita uma queda de 8.7% (aparentemente nas receitas) no mercado de PC em 2020 em relação ao ano anterior, enquanto todas as demais plataformas cresceram.

Fonte: https://financesonline.com/number-of-gamers-worldwide/

AlterX
AlterX
25 dias atrás

OFF: Porque esse website aparece como “não seguro” no meu navegador?

Vitor hugo Reale Pereira
Vitor hugo Reale Pereira
25 dias atrás

Espro que a Sony seja honesta e estabeleça o que espera para o PC e seu console

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Vitor hugo Reale Pereira
25 dias atrás

Também gostaria de saber da Sony o que vai ser, a Microsoft pelo menos já deixou essa parte clara.

Se dissessem que sairá tudo pro PC, eu não sei se compraria o console, pois podendo ter o melhor das duas em um único lugar que tem suas próprias vantagens (PC) é uma soma de 3 plataformas portanto, um investimento mais interessante na minha opinião.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Carlos Zidane
25 dias atrás

“Hulst diz que, embora os jogos do PlayStation tenham obtido grande sucesso no PC, as versões do console ainda são a prioridade e os jogos chegarão lá primeiro. “Normalmente, passaram-se cerca de dois anos entre o lançamento em nossa plataforma e a plataforma de PC”, diz ele. “Mas pode contar connosco para continuar a criar conteúdo exclusivo que define a plataforma PlayStation – essa é parte da razão pela qual existimos. É muito importante para nós extrair o máximo da plataforma, construir vitrines para a plataforma e realmente permitir que o público veja o que esses excelentes recursos estão contribuindo para a experiência geral. ”

Esse trecho foi tirado de https://www.gameinformer.com/2021/08/20/inside-the-mind-of-playstation-studios-hermen-hulst

Creio que jogos do PS5 poderão sair no PC em um intervalo de 2 anos. Ele não está afirmando isso claramente, mas está subentendido que 2 anos é um intervalo razoável. Então farão os jogos “conteúdo exclusivo que define a plataforma Playstation”, e depois poderão portar para outros ecossistemas como o do PC. Também não são garantidos 2 anos, deverão avaliar esse intervalo caso a caso.

Claro que isso é uma visão de momento, e talvez as coisas poderão mudar nos próximos anos. Mas pelo menos em curto prazo, se a pessoa quer jogar todos os jogos da Playstation Studios em day one, é só em console da Sony. Agora se a pessoa não se importa em esperar, certamente vai jogar os grandes sucessos da Sony no PC, não apenas os do passado, como os do presente, e ao que tudo indica, até os do futuro.

Com God of War no PC, eu acho difícil deixarem de lançar os grandes sucessos, seja em 2, 3 ou mais anos. Eles já fizeram o “piloto” deles com Horizon Zero Dawn e Days Gone, e agora seguiram em frente colocando um dos seus GOTY na steam. Se Days Gone foi um sucesso na Steam para eles, então os demais blockbusters da Playstation Studios também serão. Com isso, Last of Us 2 e Ghost of Tsushima certamente irão, cedo ou tarde. Horizon Forbidden West e God of War Ragnarok certamente também. Já jogos com menor potencial de venda deverá envolver um pouco mais de análise. Por exemplo, Killzone Shadow Fall ou Infamous Second Son. Envolve análise, não é garantia certa de vender milhões de unidades, pois são IP menores.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Carlos Eduardo
25 dias atrás

Hmm, obrigado pelo comentário.
Num desabafo, me sinto um pouco descontente com a Sony, pela primeira vez na história, tenho dúvidas sobre o PlayStation, mais precisamente onde coloco meu dinheiro.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Carlos Zidane
25 dias atrás

O que me incomoda pra te falar a verdade não é nos jogos irem para o PC. Mas sim porque ainda não vimos muito da nova geração.

O PS5 teve um bom primeiro ano, Demon’s Souls Remake e Ratchet and Clank Rift Apart me deram um “aperitivo” do que será a nova geração. Não vou falar de Returnal porque ainda não joguei.

Mas para o próximo ano, por enquanto temos Horizon FW, GOW Ragnarok e GT7, que são jogos cross-gen usando essencialmente toda a base da geração passada. Pelo menos por enquanto, não se tem expectativas de um jogo de fato next-gen para 2022. Forspoken pode surpreender, mas por enquanto me parece aquele jogo que tem “amostras” next-gen, e não algo de fato que te dê o fator “wow”.

Por mais que Horizon FW seja lindo, o fator cross-gen cobra um preço, pois se trata de um jogo “continuidade”, e não algo refeito. Por exemplo, quando você vê God of War de 2018, é notório que voltaram para a prancheta e recomeçaram muita coisa. Uncharted 4 também tem uma evolução monstruosa se comparado ao 3, tecnicamente é uma geração à frente. Já com os jogos cross-gen citados, eu espero no máximo uma evolução tipo Batman Arkham Knight para os jogos da geração anterior, ou seja, incrementos visuais, mas em essência, no mesmo patamar.

Isso claro não se aplica apenas à Sony, mas sim para toda a indústria de jogos. Claro que a pandemia atrapalhou, o custo dos jogos AAA está cada vez maior, e pela primeira vez temos uma transição de geração envolvendo arquiteturas similares, o que facilita trabalhar com jogos cross-gen e postergar a conclusão de motores gráficos next-gen.

Entretanto, imagina uma pessoa que investiu no Xbox One X em 2017, e no Xbox Series X em 2020. Estamos falando de um bom dinheiro investido, e até agora uma pessoa com Xbox One X tem pouquíssimos motivos para migrar para a nova geração. No Playstation a situação é melhor por causa de 2 ou 3 jogos, que é uma margem pequena também. Embora eu ache Spiderman Miles Morales lindo no PS5, convenhamos, com um Ps4 Pro em casa eu jogaria esse game tranquilamente, sem sofrimento.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Carlos Eduardo
25 dias atrás

Isso deve estar a incomodar um pouco toda gente. É uma nova geração de hardware sem jogo de nova geração real. Ratchet até foi bem, mas não é exatamente o que se espera após ver algo como TLoU 2, RDR2 etc.

No Xbox a coisa é ainda pior, e deixa eu dizer, vejo as pessoas dizendo que o Forza Horizon 5 é lindo… Ora, ele já era desde o 3 mais ou menos isso aí. 3, 4 e o 5 são muito próximos. O 5 vai rodar no One, hardware do mais defasado que nem no lançamento impressionava.

Ainda bem que temos velocidade e boa taxa de frames pra nos animar e não focar tanto que não há praticamente nada novo que justifique o hardware caro. É como ter um “PS4 Pro Max”.

MAS, não estou totalmente insatisfeito apesar disso, gosto dessa boa estabilidade e agilidade, a tecnologia tem que seguir mesmo que lenta, não gostaria de ficar preso ao PS4 mais tempo, uma hora os resultados chegam.

Vitor hugo Reale Pereira
Vitor hugo Reale Pereira
25 dias atrás

Mesmo com essa pilota maluca da sony, o PlayStation 5 deve ser o foco principal e dificilmente os novos jogos irão chegar ao PC.

Juca
Juca
Responder a  Mário Armão Ferreira
25 dias atrás

E já rondam boatos de Sackboy Adventure, que nem tem muito tempo.

error: Conteúdo protegido