2021 foi o pior ano de sempre para o Gaming no PC

5 3 votes
Avalie o nosso artigo

Basicamente os upgrades foram limitados, longe dos desejados, e extremamente caros.

À partida nada o faria crer. 2021 parecia ser o ano de recupeção da crise de componentes que existiu, e várias marcas anunciaram GPUs para os PCs a preços extremamente atrativos, e com performances de sonho.

Mas 2021 acabou por se revelar um pesadelo para o PC Gaming, e o mercado de baixo e médio custo, basicamente não existiu.

Apesar do egocentrismo de alguns que tentam resumir o mercado PC a hardware como o seu, e topo de gama, a realidade é que o mercado PC é extremamente extenso, e com produtos para todos os tipos de carteira.

Os elitistas, os que podem estourar dinheiro à vontade, esses comprarão sempre o GPU melhor do mercado, e isso independentemente do seu custo. Afinal é isso que os move, o ir para fóruns gabarolar-se do poder do seu PC.



Mas o mercado PC é mais do que isso, é um mercado ajustável a todas as carteiras. E o que faz o mercado PC ser atrativo para muitos é exatamente a procura da melhor relação qualidade preço, e o conseguir montar-se uma máquina adequada às suas necessidades, sem arrebentar com o orçamento familiar. E isto obriga a horas de pesquisa sobre performances, preços, e otimização, que tem a sua recompensa nos resultados finais.

Aliás, no passado, cerca de um ano depois do lançamento de novas consolas, já era possível por um custo similar arranjar-se um sistema PC a custo semelhante, com performances em tudo equivalentes.

Mas nesta geração isso é para esquecer. Os jogos 4K com as performances oferecidas pelas consolas de 500 euros, num PC estão agora na área dos 2000 ou mais euros.

A escassez de componentes de 2020 continuou em 2021, e até vai para 2022 e quem sabe 2023. E isto implica que a disponibilidade de componentes é baixa, esgotando logo mal há novos produtos no mercado. E essa escassez não só subiu preços, como a procura elevada de GPUs para a mineração ainda os fez subir mais. A modos que GPUs que deveriam nesta fase custar 100 ou mais euros, estão a ser vendidos a 300 ou mais. E isto nem falando dos modelos topo de gama.

E quando a produção é limitada, e sabes que tudo o que produzas vai sair, porque produzir entradas de gama, se podes ganhar muito mais com os topos de gama?

A consequência desta situação é que o mercado mais acessível, está morto, está estagnado. E as consolas são uma alternativa extremamente viável… isto se conseguirem arranjar uma.



A realidade é que desde a Geforce RTX 2080 a Nvidia anunciou já 6 GPUs abaixo dos 300 euros. Mas arranjar algum deles a menos de 500 é atualmente impossível, e mesmo 500 euros… é uma sorte! A falta de componentes aliada à elevada procura causada pela mineração, dispararam o preço dos GPUs para o dobro ou mesmo o triplo do valor inicialmente anunciado.

E o mesmo se passa com a AMD, que lançou 7 produtos abaixo dos 300 euros, e onde, talk como os da Nvidia, não se arranjam a menos de 500 euros, se for um bom negócio.

GPUs acessíveis e com performance… não há, e o mercado de menor custo está limitado a GPUs obsoletos, sendo que o de maior custo está a apanhar com os entrada de gama, e surge um novo mercado de muito elevado custo, que esse sim, apanha o melhor.

 



5 3 votes
Avalie o nosso artigo
guest
29 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Hennan
Hennan
14 dias atrás

Enquanto uma gpu for uma impressora de dinheiro, seu preço será determinado pela velocidade de impressão do mesmo. Logo o mercado nunca mais será o mesmo.

Júlio Esteves
Júlio Esteves
14 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Muitos anunciaram a morte dos consoles por vários motivos entre eles o cloud game, mas surpreendente os últimos acontecimentos tem mostrado o contrário. Mário você tem algum artigo escrito que esclarece as vantagens e desvantagens de cada plataforma? Gostaria muito de saber com detalhes.

HENNAN SANTOS CARVALHO
HENNAN SANTOS CARVALHO
Responder a  Júlio Esteves
14 dias atrás

Consoles nunca vai morrer. Simplesmente porque são um nicho dentro da indústria de games. E como nicho sempre terá seu público cativo.

Deto
Deto
14 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

acho que hoje jogar no PC esta pior do que na epoca que eu abandonei.

lá na epoca do DOOM3-Crysis a cada dois anos tinha que comprar um PC novo para rodar lançamentos no médio~alto

hoje pelo que o Mario me falou uma vez, não está muito diferente e ainda o preço está super inflado e nem tem para comprar.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Mário Armão Ferreira
14 dias atrás

Uma discussão interessante sobre isso é a questão da experiência em si. Por exemplo, o seu PC de 2000 euros entrega uma experiência muito superior às versões do PS5? Assassin’s Valhalla, Call of Duty Vanguard, e outros? Eu sei que temos as análises dos canais especializados, mas a experiência pessoal é muito determinante. Por isso fiz a pergunta.

Em 2012 eu montei um PC com um i7 3770k, P8z77-v e 16GB RAM DDR3. Tinha uma GTX 470, mas no ano seguinte (2013) comprei uma GTX 670, pois fiz uma viagem internacional e essa VGA ficou bem mais barata para mim.

De facto foi uma aquisição cara, com esses itens citados eu conseguiria comprar pelo menos 3 consolas Playstation 3. Entretanto, a minha experiência em jogos como Farcry 3, Crysis 2 e 3, Skyrim, Assassin’s Creed 3, Battlefield 3 foi muito superior nesse PC. As versões de PS3 rodavam com várias quedas de FPS, resolução e presets bem inferiores. E isso eu pude constatar pessoalmente, pois comparei PS3 vs meu PC na mesma TV.

Outro fator adicional é que como o i7 3770k foi lançado em 2012, consegui permanecer com essa configuração até 2019 sem ver necessidade de trocar. Obviamente troquei de GPU (GTX 970), mas mantive a CPU. Provavelmente eu precisaria trocar essa CPU para jogar em uma RTX com maiores resoluções, mas para a GTX 970 estava de bom tamanho. E eu ainda conseguia jogar com qualidade superior ao PS4 também.

Então foi uma situação onde eu investi um bom dinheiro, mas tive longevidade e uma experiência bem superior às versões do PS3 (e com a gtx 970 consideravelmente superior às de PS4). Mas agora a situação me parece diferente.

Claro que estamos em início de geração, onde o hardware do PS5 ainda é bastante atual. Mas temo que nos próximos anos eu não consiga uma configuração muito superior à do PS5 por um preço razoável. Se por volta de 2024 o PS5 estiver custando em torno de 299 euros e um PC de 2024 montado do zero com qualidade muito superior estar os mesmos 2000 euros, estaremos falando de 6 a 7x a diferença de preço. É muita coisa. Espero que isso não aconteça, pois pretendo montar outro PC.

HENNAN SANTOS CARVALHO
HENNAN SANTOS CARVALHO
Responder a  Mário Armão Ferreira
14 dias atrás

Acho essa história de custos uma falácia. Pagasse menos na aquisição, mas muito mais nos games. Quando se projeta isso em 6-7 anos, no final das contas, console sai mais caro. A vantagem continua sendo os exclusivos e a acessibilidade.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  HENNAN SANTOS CARVALHO
13 dias atrás

O problema é que atualmente a diferença de preço está muito acentuada, muito mais do que antes. Espero que mude logo.

E essa questão do preço dos jogos, eu concordo com você quando o assunto é mídia digital, pois via de regra a Steam é mais barata, inclusive nas promoções. Mas o console também tem o mercado em mídia física, que se pode emprestar, trocar, vender e comprar. Pelo menos aqui na minha cidade é um mercado bastante aquecido, e não tem nada de ilegal nisso.

HENNAN SANTOS CARVALHO
HENNAN SANTOS CARVALHO
Responder a  Mário Armão Ferreira
13 dias atrás

Tudo que vocês falaram, eu sigo. Mas isso só vale para jogos que tem mídia física e AAA. Para os demais jogos, mesmo em promoções, a diferença de preço é brutal. Vou dar um exemplo; comprei em dezembro Solar Ash, FIST, Aeterna Noctis e a pré-venda de Sifu pelo preço na epic store. Total 160,47. Nenhum tem mídia física, ao menos não nos varejista que conheço. Na psn sairia no momento por 778 reais. Mesmo que espere 6 meses ou 1 ano e todos entrem numa promoção. Dificilmente será maior que 50%. Ainda assim seria o dobro. Na Europa deve ser diferente. Mas no Brasil, com a desvalorização do cambio. A diferença de uma politica de preço especifica para nossa moeda é absurda. A Sony cobra um valor igual para todos os países, não é culpa dela. Mas resta procurar outra opções.

Hennan
Hennan
Responder a  Mário Armão Ferreira
13 dias atrás

Esse é exatamente o ponto chave da questão. A conversão da moeda. 40 dólares é pouco mais de 220 reais. Esse é o preço na psn. Mas no Brasil, na epic é steam é vendido a 80. E a epic dá mais 40 de desconto. Ou seja 40 X 220.

Hennan
Hennan
Responder a  Mário Armão Ferreira
13 dias atrás

Não é promoção Mario. É difícil de explicar para quem é de fora. Mas o preço base é diferente por ter uma uma conversão diferente do câmbio.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  HENNAN SANTOS CARVALHO
13 dias atrás

Pego muita coisa no lançamento no console e muita vezes revendo depois de jogar, troco, empresto. Se eu jogar um single durante 2 semanas sem parar, fazer tudo que quero no jogo e revender, gasto uma mixaria e a steam cobra muito mais nessa brincadeira. Esse papo que pc economiza nos jogos é pra quem não conhece console ou não prioriza mídia física.

AlterX
AlterX
Responder a  Sparrow81
13 dias atrás

Pera
Compra midia fisica e depois vende pra economizar uma grana?

Um game pass da Sony seria perfeito pra voce lol

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  AlterX
13 dias atrás

Hã? Quer comparar aluguel com compra e revenda de jogos? ** * ********? Pra começar eu comprei e o jogo é meu, faço o que quiser. Não é ilegal eu doar, emprestar, revender mídia física. Gamepass é aluguel! Não tenho interesse algum nesse modelo em que pago todo mês e não tenho nada!

No mais, eu assino a plus, onde os jogos são meus e jogo pouca coisa ali. Sabe porque? Porque a maioria dos jogos que quero jogar, eu compro! Não fico refém de servicinho me oferecer o que eles querem, na hora que eles querem.

Era só o que faltava, não posso mais comprar jogos e depois vendê-los. O ****** vem comparar compra com um serviço de aluguel. * *** ***** ***** * ********* * *******. Kkkkkkkk

Nota: Comentário alterado pela moderação. Não são permitidos comentários neste tom. O próximo será apagado e o utilizador penalizado.
O utilizador visado não deve responder em tom agressivo ou será igualmente penalizado.

AlterX
AlterX
13 dias atrás

E mesmo assim a PCzada prefere jogar num grafico integrado do que jogar em console

Steam bate o recorde de usuarios ativos simultaneos novamente, agora foi 28.2 milhoes, ate fim do ano ja deve ter pego os 30 milhoes

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  AlterX
13 dias atrás

Prefere? Não, são a iguais você. Ou seja, simplesmente não tem cacife para ter uma máquina de 5 mil reais! Tem o que podem ter… Ficam hypando máquinas super poderosas só que jogam em pcs defasados. Tipo, abriu o navegador e o game junto já deu ruim na performance.

AlterX
AlterX
Responder a  Sparrow81
13 dias atrás

O meu computador custou 4700, e foi montado em 2019

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
13 dias atrás

Está de parabéns né? Hahah

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  AlterX
13 dias atrás

4700 numa máquina defasada? Que belíssimo negócio!

Ki Sung
Ki Sung
12 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Tenho um PS4 e um PC montado em 2014 ou 2013 (Não me lembro bem a data), mas com ctz a melhor aquisição foi o PC (I7 6700k, gtx 970, 16 Gb Ram), apesar de hj as specs não serem boas, ainda posso dizer que a maioria dos jogos que eu jogo rodam de forma razoável pelo menos para mim.

Muitos dizem que o PC custam muito mais que um console, mas na minha experiência, a quantidade se jogos que comprei em promoções pela epic e steam com ctz compensou o maior investimento inicial. Se calcular na ponta do papel, os mesmos jogos comprados na minha biblioteca de jogos fosse no ps4, com ctz a longo prazo os consoles sairiam mais caros

Existe a questão da compra ou troca da mídia física usada, mas sinceramente, ir na st. Efigenia ou centro de sp pra vender e comprar jogos usados é um pé no saco que prefiro gastar meu tempo é jogando msm e comprando digitalmente. É uma pena que a PSN e principalmente a Nintendo não faça muita conversão monetaria para a realidade local, até entendo ela.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Ki Sung
12 dias atrás

Por que precisa ir até a st efigenia? Existe olx, marketplace Facebook etc… você não precisa nem sair de casa para vender ou comprar usados, cara. Eu moro em Curitiba e nunca precisei sair de casa para fazer isso, imagina em São Paulo. Sonho meu o mercado de usados fosse tão aquecido aqui como aí.
No mais, o comodismo da mídia digital acaba quando você casou com o jogo pra sempre, não tem opções de emprestar, trocar ou revender e a questão do imediatismo de ter o jogo na meia noite do Day one cai por terra, pois na maioria das vezes quando se compra na Amazon ou submarino o jogo chega 1 ou 2 dias antes do lançamento oficial, ainda mais em São Paulo. Você deve ter poucos ou nenhum amigo com Playstation pra te contar isso, hein?

error: Conteúdo protegido