A conectividade das novas consolas.

5 5 votes
Avalie o nosso artigo

Sabemos agora dados adicionais sobre a conectividade das novas consolas. E há diferenças entre as Xbox e a PS5.

Nota: Artigo alterado a 9/10 com dados de conectividade BT da Xbox

A conectividade das consolas é algo que se calhar poucos dão verdadeira relevância, mas a realidade é que ela existe e é uma componente das consolas que, dependendo do uso que se lhe dá, pode ter mais ou menos relevância.

E entre as consolas haverão algumas diferenças!

Portas USB

Ambas as consolas suportam conexões USB, mas apresentam diferenças quer no número de portas suportadas, como no fortato de USB suportado, e nas velocidades das portas.



Xbox série X

3 Portas USB

Tipo – A

Versão – 3x USB 3.1 Geração 1 – 5 MBps/s

PS5

4 portas USB



3 x Tipo A, 1x Tipo C

Versão – 1x USB 3.1 Geração 1 (5 Mbps), tipo A, 2x USB 3.1 Geração 2 (10 Mbps), tipo A, 1x USB 3.1 Geração 2 (10 MBps), Tipo C.

Bluetooth

O Bluetooth é usado para emparelhar os controladores e outros aparelhos como phones, smartphones e outros.

Xbox série X

Tecnicamente a Xbox série X é dotada de Bluetooth, dado que é com ele que emparelha os controladores noutros aparelhos. No entanto, a consola em si não possui conectividade BT.



PS5

Bluetooth 5.1

O Bluetooth 5.1 traz uma série de novidades destinadas a encontrar e localizar a posição dos aparelhos que o possuem. Isso graças a um conjunto de novidades:

Direction Finding

Esta é uma das grandes novidades do Bluetooth 5.1 e permite que os aparelhos Bluetooth determinem a direcção do sinal transmitido. Actualmente isso é feito baseado na força do sinal, o que não é perfeito, mas com o Bluetooth 5.1 será usada uma combinação de métodos para perceber com grande precisão de onde vem o sinal



Os dois métodos são o chamado Angulo de Chegada ou Angle of Arrival (AoA) e o Angulo de partida ou Angle of Departure (AoD), o que requer que os dois aparelhos que comunicam sejam dotados de várias antenas. Basicamente usando metodologias não muito explicadas esta situação permite calcular o angulo entre o emissor e o recetor, e este sistema de informação de ângulos permite a cri ção de um sistema de posicionamento de sistemas em tempo real. Basicamente o aparelho pode ser detetado com um erro de apenas centímetros, e certamente será usado pela Sony com a sua realidade virtual.

O BT 5.1 traz também uma maior estabilidade de conexão e menores consumos de bateria.

Wi-Fi

Xbox séries X

IEEE 802.11 a/b/g/n/ac

PS5



IEEE 802.11 a/b/g/n/ac/ax (Wi-fi 6).

O wi-fi 6 traz uma série de novidades face às versões anteriores.

A largura de banda sobe de 3.5 Gbps para 9.6 Gbps.

Acrescenta ou melhora os standards MU-MIMO e OFDMA.

MU-MIMO, significa “multi-user, multiple input, multiple output,” e apesar de já existir nos routers mais modernos atuais, leva uma atualização com o Wi-Fi 6.



Esta tecnologia permite que o router comunique com vários aparelhos ao mesmo tempo e não de forma sequencial. Atualmente o MU-MIMO permite a comunicação com 4 aparelhos, mas o Wi-fi 4 sobre isso para 8.

Basicamente, na tradicional comparação com carros, é como se a empresa de camionagem que entrega os dados duplicasse o número de camiões de entrega, podendo entregar o mesmo ao dobro dos clientes ou alternativamente entregar aos mesmos clientes a uma cadência dupla.

Já a OFDMA significa “orthogonal frequency division multiple access,” e permite que uma única transmissão entregue dados a múltiplos aparelhos em simultâneo.

Mais uma vez voltando ao comparativo com carros, isto quer dizer que um camião que transporta dados pode agora entregar os mesmos em vários locais. E mais ainda, o OFDMA permite olhar para os camiões e ver que capacidade de carga ele está a levar, e encher a capacidade que falta com dados para outros clientes.

São estas situações que permitem um aumento efetivo da velocidade, mas igualmente uma redução de latência que pode chegar aos 75%, tornado o Wi-Fi numa alternativa viável ao cabo.





5 5 votes
Avalie o nosso artigo
28 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Daniel Cardoso
Daniel Cardoso
20 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

É neste caso aqui a Xbox séries X só tem mais CV, equanto o ps5 tem menos CV, mas ganha nós outros aspectos ou seja é mais completo e luxuoso…

José Galvão
José Galvão
20 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Ou seja a PS5 a nivel de conexões e comunicação está mais bem preparada que a SX.

nETTo
nETTo
20 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Interessante

Um detalhe interessante que eu vi em uma discussão a um tempo atrás sobre o consumo da bateria do PS4 o qual todos são unânimes em pensar que o grande vilão é aquele led superior de cores sortidas. Bem, neste mesmo tópico trouxeram um estudo sobre o consumo da bateria do console e pra surpresa de todos o maior vilão é o input do controle, este consome muita bateria pra deixar o input bem baixo, muito superior por exemplo quando comparado com o controle do Xbox One, não este novo, o antigo.

Sobre o artigo, curti as informações

Ambos consoles tem entradas suficientes pra deixar nos consumidores tranquilos, destaque pro PS5 neste caso, pois vem com USB C e portas mais rápidas.

Livio
Livio
Responder a  nETTo
20 dias atrás

Led nunca foi o vilão do controle, primeiro que o consumo de um led é baixíssimo, em torno de 20mA. Eu creio que muitos pensam que aquela área branca em que as cores são exibidas se trata de um led, mas é só uma peça de plástico que reflete a lus emitia pelo led. O led em si tem um tamanho muito inferior, sendo até um dos menores componentes que existe dentro do DualShock4.

Algumas fotos do led: https://photos.app.goo.gl/TUpU2ccyrH95cEy48

Fernando Cardoso
Fernando Cardoso
20 dias atrás

Um bocadinho dececionante a SX não ter Wi-Fi 6.
Mário, o artigo tem uma pequena gralha. Onde está “O USB 5.1 traz também uma maior estabilidade…” deverá ser “O Bluetooth 5.1…

João
João
20 dias atrás

Os comandos da Xbox não se conectam à consola via Bluetooth mas sim por uma rede Wi-Fi proprietária.

Finn
Finn
20 dias atrás

A conectividade do PS5 é sem dúvidas muito melhor e future proof. Olhando para o aspecto prático: o USB C para carregar o controle foi uma ótima escolha e que deveria existir no Xbox. O bluetooth melhorado provavelmente será usado no PSVR2. Já o Wi-fi 6 não vejo como algo realmente necessário ou inovador, porque necessita de um roteador wi-fi 6 e ao menos por agora as melhorias são quase insignificantes para a grande maioria dos usuários (3.5 Gbps e mu-mimo do wi-fi 5 são mais que suficientes) e quem quer menos latência sempre vai preferir o cabo ethernet .
Me parece que as conexões mais rápidas do USB não vão fazer diferença alguma para a grande maioria dos consumidores. Para aumentar o armazenamento dos Xbox existe o armazenamento externo da Seagate; para aumentar de forma externa para jogos de Xbox one e 360 qualquer SSD ou HDD 3.1 serve e inclusive já teria velocidades maiores que o próprio HDD do X1X. Ter o dobro de velocidade (10 gigabits/s x 5) não faria grande diferença. A grande diferença na performance seria rodar em um SSD equivalente ao do console (2.4 gigabytes/s), para ambos os casos. A Sony ainda não explicou como vão funcionar as opções de armazenamento, mas me parece que até o momento não há opção externa para rodar jogos, então o importante é o slot M.2. Para jogos de PS4 serve o HDD, mas novamente a melhor performance só com um SSD equivalente ao do videogame. O USB C poderia ser mais útil no futuro, mas parece que não há thunderbolt, então sua aplicação fica limitada. Eu posso estar sendo presunçoso e desconsiderando alguma aplicação prática importante, então peço que se alguém souber, me informe.
Pra concluir, consoles são uma magia da engenharia ao conseguir colocar o melhor em termos de custo benefício em um pacote só, mas como os recursos são escassos, deve-se priorizar certas coisas em detrimento de outras. Acho que todos os gamers concordam que o que é mais importante em um console é a RAM, SSD e CPU. Dito isso, todas essas opções de conectividade são ótimas, mas têm um custo de fabricação considerável. Eu definitivamente não entendo as escolhas da Sony, nem ontem ao deixar de colocar um leitor de BD UHD no PS4 Pro por 10-15 dólares de custo a mais e colocar duas entradas USB 3.1 super speed; e nem hoje, ao usar tecnologia de ponta na conectividade, mas deixar o console com um SSD de 850 GB. Esses “150” GB a mais podem ser um selling point pra muita gente, especialmente se a superioridade do SSD do ps5 não se confirmar na prática ou se ficar restrita a poucos jogos First party.

Deto
Deto
Responder a  Finn
20 dias atrás

HD externo para jogos de PS4.

Finn
Finn
Responder a  Mário Armão Ferreira
19 dias atrás

Mário, eu não sei o custo de fabricação de cada componente do PS5 e provavelmente só a própria Sony sabe. Mas certamente cada componente de conectividade superior ao Xbox tem um custo de fabricação maior. Pode ser que de facto o custo de todos esses upgrades não seja suficiente para fazer upgrade de SSD, eu não desconsiderei essa hipótese. Montar um console é trabalhar com um cobertor curto, quando se cobre um lado, descobre-se outro. Então, o meu ponto é sobre as prioridades. Ao dar prioridade para a conectividade, provavelmente a Sony descobriu outra área, a não ser que os custos de fabricação realmente tenham sido insignificantes, na casa dos cêntimos no total, daí seria vergonhoso da parte da MS não ter feito igual. Não acho que o series S teria atrasado o hardware do X de qualquer forma, porque seria muito natural o X ser superior em todos os aspectos, inclusive na conectividade e apresentasse mais opções. Sobre o leitor UHD BD do PS5, ambos concordamos que a Sony está subsidiando a versão digital, porque é impossível que o leitor custe 100 dólares (o custo estimado era de 32 dólares, isso no One S, que já o tinha).
Eu concordo que para algumas pessoas o wi-fi 6 será de muita valia, como nos casos em que precisem de muitos dispositivos conectados ao mesmo tempo, mas não me parece ser esse o caso da maioria das pessoas agora e num futuro próximo, que sequer têm roteador compatível.
Sobre o USB super speed do ps4 pro, eu não estava comparando duas coisas diferentes, a comparação era interna do PS4 pro. Eu não pesquisei antes de escrever, porque me baseei na minha memória, de facto o USB 3.1 do Pro é super speed, mas é gen 1. Mas reforço que penso que não haveria diferença considerável caso fosse gen 2 (parece que por limitação da CPU o ganho no pro é só até 300 mb/s, o que é diferente no ps5). Eu mesmo meti um HDD externo 3.0 de 2 TB e pude jogar tudo que queria/podia.
Por fim, não quero entrar na discussão, porque não é esse meu objetivo, mas fui bem cauteloso ao usar um SE sobre a questão do SSD do PS5 não fazer diferença na prática. É um condicionante em uma situação hipotética, não sei como poderia ser menos presunçoso que isso. Eu também não me meto de antemão na discussão sobre a superioridade do Series X em teraflops ou da do SSD do PS5, porque vou aguardar para ver essas superioridades se confirmarem na prática.

Finn
Finn
Responder a  Mário Armão Ferreira
19 dias atrás

Eu fui um tanto crítico à Sony, mas isso porque ela tem histórico de priorizar certas coisas secundárias e deixar de lado outras mais centrais. Basicamente meu ponto é: se a Sony precisou sacrificar algo mais importante para ter essa conectividade melhor, então isso na verdade é ruim, porque embora ótimas, as opções melhores frente ao Xbox não são substanciais. Se foi barato e ela não precisou sacrificar nada, então está ótimo (mas ao meu ver é improvável). Daí tem-se de ver se a MS precisou sacrificar tais conectividades para melhorar outro ponto importante (ao meu ver, provavelmente sim). Mas como provavelmente não será possível confirmar nada disso por falta de informações, não há como sair da especulação. Sobre o SSD, eu realmente acho que ela poderia ter sacrificado algo para deixá-lo com 1 TB/850 reais, porque pouco mais de 650 GB disponíveis me soam muito pouco para a nova geração.

Rui Teixeira
Rui Teixeira
Responder a  Finn
19 dias atrás

A Sony já explicou como vai funcionar as opções de armazenamento. Vais poder usar qualquer ssd de qualquer marca, a Sony só irá analisar se ssd x ou y terá características suficientes para os mínimos necessários para a consola.
Sobre o wifi 6, num mundo onde há cada vez mais dispositivos em casa a ligar-se por wifi, boxes tv, telemóveis, televisões e um cada vez mais largo etc., eu diria que o wifi6 será uma mais valia.
Ainda me ri sobre que uma consola ter mais 150GB de armazenamento é um selling point, nunca vi ninguém decidir comprar uma consola ou outra só porque tem um pouco mais de espaço, mas não sei, devo viver num monto à parte.

Finn
Finn
Responder a  Rui Teixeira
19 dias atrás

A Sony explicou mais ou menos como funcionará o armazenamento, não disse nem se aceitará armazenamento externo (provavelmente não) e nem quais os SSD que são compatíveis.
Sobre o wi-fi 6, pelo que li em fóruns, o ganho de velocidades e latência é muito pequeno em comparação ao wi-fi 5 em condições normais, a grande diferença é mesmo quando há muitos dispositivos conectados e usando da conexão ao mesmo tempo.
A afirmação de que seria um selling point é só uma especulação minha, mas me parece bem razoável.
O consumidor leigo não sabe comparar especificações técnicas de largura de banda, de CPU, de APU, de ram. Mas com certeza sabe comparar os números da capacidade de armazenamento, porque já o faz em outros dispositivos eletrônicos. Ele também sabe que quanto mais espaço, mais jogos dá para colocar lá. Claro que para um gamer mais hardcore como o pessoal que provavelmente frequenta o blog, isso não vai fazer muita diferença, mas para um pai que só vai comprar um console da nova geração para o filho, isso provavelmente vai fazer diferença, assim como faria em dois telefones na mesma faixa de preço, um com 32 GB e outro com 64 GB. Um consumidor menos leigo, mas também casual e que joga primordialmente jogos multi também pode optar pelo Xbox por causa do armazenamento, caso na prática o SSD superior do PS5 não traga grande vantagem, seja porque fazer upgrade de armazenamento é custoso, porque não sente segurança para fazê-lo sozinho, enfim existem N motivos para tal.
Arrisco a dizer que o armazenamento é muito mais selling point que qualquer opção de conectividade superior do PS5. Agora não vejo de maneira alguma alguém comprando um console porque tem wi-fi 6, bluetooth, USB-C e velocidades melhores no USB.

Rui Teixeira
Rui Teixeira
Responder a  Finn
19 dias atrás

O armazenamento externo também já foi explicado, só para jogos ps4.
E não, ninguém, absolutamente ninguém, compra consolas por causa do tamanho do disco, se fosse o caso ninguém compraria uma switch. Compra-se uma ou outra consola sobretudo por causa dos jogos, depois vem os serviços e se os amigos estão mais numa ou na outra, o resto são extras.

Finn
Finn
Responder a  Mário Armão Ferreira
19 dias atrás

A Sony declarou que boa parte dos jogos de PS4 terão boost mode e rodarão melhor no ps5 (o que já era de se esperar, já que o Xbox também faz isso, sem otimização alguma), melhorando a resolução e aumentando ou ao menos estabilizando os fps. Claro que boa parte disso será devido à CPU, mas imagino que essa declaração foi feita com os jogos a rodar no SSD do PS5. Eu parti do pressuposto de que o SSD tem um papel maior que só o tempo de carregamento. Se for só pelo tempo, de facto não compensaria usar o armazenamento interno.

nETTo
nETTo
Responder a  Mário Armão Ferreira
19 dias atrás

Kkkkkk

Olha o nível desse cara

Eu sendo CEO já teria o demitido

Deto
Deto
Responder a  nETTo
19 dias atrás

Ridículo o nível desse sujeito.

Livio
Livio
Responder a  Mário Armão Ferreira
19 dias atrás

Ahhh agora entendi o TV TV Tv de 2013, estava no lugar do You, you , you desse podcast

Finn
Finn
Responder a  Rui Teixeira
19 dias atrás

O Switch não pode ser comparado da mesma forma que o Xbox e Playstation. Nessa discussão em específico, porque os jogos físicos praticamente não ocupam memória interna e porque só existe o switch de console híbrido, então quem quer o modo portátil ou compra o switch com 32 GB ou compra o switch lite. Claro que existem diversos fatores na escolha de um console e o armazenamento não é um dos principais, mas na minha opinião, muita gente leiga vai deixar de comprar o PS5 standard por causa do armazenamento inferior, mas pode ser que o DE também angarie consumidores do Series S pelo mesmo motivo.

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
19 dias atrás

eu olhei o teardown, juro que vi somente 6 chips de FLASH, 3 de cada lado da placa.

não deviam ser 12?

eduard08
eduard08
Responder a  Rui Teixeira
19 dias atrás

Eu e quase 100% certo que vou comprar as 2 consolas, mas acredita que um dos grandes factores de nao comprar agora e mesmo o tamanho da memória, vou esperar para ver se vao fazer o mesmo que fizeram nesta geração, ou seja lançar consolas colector com maior espaço em disco

error: Conteúdo protegido