Add On para o Fligh Simulator roubava as password do Chrome

O Add On era insuspeito pois vinha de uma empresa que já fez vários ao longo dos anos.

O nome Flight Sim Labs não será certamente desconhecido dos amantes do Flight Simulator. É uma empresa que é conhecida por ao longo dos anos ter disponibilizado vários add-ons para este jogo.

Mas as notícias que nos chegam mostram que esta empresa deverá ter arruinado de vez todo e qualquer nome que pudesse ter criado ao longo dos anos, uma vez que o que se passou com o seu último Add-One supera todos os limites do aceitável.

Este último add on, um ficheiro de nome Labs_A320X_P3D_v2.0.1.231.exe  que dava acesso a um modelo do Airbus 320 actualizado , estava, sem qualquer aviso ou alerta, a instalar igualmente um programa que lhe iria roubar as passwords guardadas no Chrome.

Quando a situação foi descoberta e a empresa contactada esta referiu que a situação fazia parte do seu novo DRM, e que os dados só seriam recolhidos se o o programa detectasse uma combinação de nomes de utilizador, emails, IPs e números de série suspeitos que pudessem fazer pensar que o software era pirateado. Nesses casos os dados eram recolhidos com o objectivo de se obter os dados do utilizador, tais como as passwords das redes sociais, de forma a este ser denunciado às autoridades.



A questão por detrás de tudo isto é que a empresa propunhas-se combater uma ilegalidade, praticando uma ilegalidade. Esta situação, mais do que uma medida anti-pirataria é uma intromissão, uma invasão de privacidade e de um sistema informático. No global, a pena prevista para os crimes informáticos praticados pela empresa com o seu DRM superam em muito a pena prevista para o crime de pirataria. Que se torna ainda menos compreensível quando falamos de um add on com um mero modelo de um avião e não um produto que tenha custado largos milhões a produzir.

A situação levou a uma onda de re-embolsos dos compradores do add on, sendo que certamente o nome desta empresa neste mercado estará irremediavelmente queimado.

Mas aquilo que é relevante focar-se é que há da parte destas empresas atitudes incompreensíveis que importunam e prejudicam os clientes legítimos, e com as quais os piratas nem sequer sofrem uma vez que estas situações na maior parte dos casos acabam removidas das versões pirateadas. E medidas que tratam o cliente legítimo como burlão, são inaceitáveis.



Posts Relacionados