Afinal Xbox série X poderá só não ter exclusivos por alguns meses.

Apesar de as palavras de Matt Booty serem claras a referir um período de falta de exclusividade de dois anos, o timming do lançamento da notícia original não é bem localizado, e passa uma imagem errada. Na realidade a consola pode estar apenas sem exclusivos por uns meses.

As palavras de Matt Booty foram claras:

Durante o próximo ano, dois anos, todos os nossos jogos, ao estilo PC, serão jogáveis na nossa família de produtos. Queres garantir que quem investiu numa XBox no período que medeia entre agora e o lançamento da Série X, sente que fez um bom investimento, e que estamos comprometidos com eles a nível de conteúdo.

Estas palavras foram publicadas pelo Website MCVUK, que entrevistou Matt, tendo a entrevista ido online no dia 13 de Janeiro de 2020.

Naturalmente, perante esta publicação e a sua data, quando Matt fala no período de um ano, dois anos, a começar no próximo ano, sendo a entrevista de 2020, será de se presumir que estamos a falar de 2021, e 2022. Ora com a consola a ser lançada no final de 2020. estariamos a falar efectivamente de um período que pode mediar até 2 anos sem exclusivos.

A grande questão é que o Timming da publicação está errado. E a mesma deveria ter sido bem explicita nesse assunto. Apesar da publicação do artigo em 13 de Janeiro de 2020, as palavras foram recolhidas durante a X019 que decorreu em Londres de 14 a 16 de Novembro de 2019.



E isto quer dizer que a publicação com a entrevista sai basicamente dois meses depois!

Ora como se dois meses já não fosse um hiato temporal grande, a mudança de ano que ocorreu pelo meio só serviu para ajudar a se espalhar uma mensagem errada. Basicamente quando Matt Booty fala do próximo ano, dois anos, ele refere-se a 2020 e 2021.

Ora com a Xbox série X a ser previsto ser lançada em Novembro de 2020, o que Matt diz é apenas que a consola não terá exclusivos durante o seu primeiro ano. E mesmo aí temos de fazer a ressalva que Matt não garante isso. A sua frase é bastante segura sobre o primeiro ano, ou seja os jogos lançados em 2020, mas o segundo ano é dito como um acréscimo, o que quer dizer que não há a mesma garantia, ou pelo menos que o ano poderá não ser completo.

Por outras palavras, temos de reconhecer que a nossa anterior notícia se deixou levar por um lapso temporal. Na realidade a Xbox série X poderá apenas estar privada de exclusivos por alguns meses!

Nesse sentido a correcção à notícia impõem-se!



53 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
bruno
bruno
5 meses atrás

Humm.. bem me estava a parecer uma atitude demasiado esquesita quer no ambito da consola, quer no ambito do lancamento de titulos e quer no ambito do Gamepass.

Excelente, pelo menos, iremos ter bons jogos no lancamento de ambos os lados.

ps – alguem ja viu isto?

https://www.youtube.com/watch?v=WyYzrcZurAs

Lucas
Lucas
Responder a  bruno
5 meses atrás

Eu vi esse trailer, e espero muito que nessa nova geração não passemos a maior parte do tempo “assistindo” os jogos em vez de joga-los.

Tem muita gente de Hollywood querendo se aventurar nesse mercado como o J.J Abrams e o meu medo é que o mercado acabe se tornando numa enxurrada de filmes interativos.

bruno
bruno
Responder a  Lucas
5 meses atrás

Da me exemplos de filmes interactivos.

José Galvão
Responder a  bruno
5 meses atrás

Erica, mas penso que ele se refira a jogos como o Until Dawn.

AlexandreR
AlexandreR
5 meses atrás

Eu já estou à espera disso eheh
A Microsoft e a sua mudança de políticas…
Diz uma coisa e faz outra, nada que não estejamos habituados

Livio
Livio
5 meses atrás

[OFF] o que vocês acham dessa declaração do diretor do jogo no resetera:

Would anyone be interested in Ori and the Will of the Wisps in 120hz on Xbox?

https://www.resetera.com/threads/phil-spencer-prefers-frame-rate-over-resolution-future-titles-will-focus-more-on-that.167185/#post-28629272

Shin
Shin
5 meses atrás

Xbox não precisa de exclusivo, ele precisa de deixar de ser Clone do PlayStation. Enquanto as pessoas tiverem que fazer uma escolha entre um ou outro pois ambos se definem pelo mesmo motivo a Sony vencerá, pois é muito mais forte e amplo.

Está na hora da Microsoft tapar os ouvidos para a opinião da internet, toda a gestão de Spencer é uma contradição entre o que a Microsoft divulga sob o quê essa divulgação gera de opinião na internet, se é muito desfavorável eles mudam o discurso. Sony e Nintendo não estão sucediveis a internet isso é uma demonstração de força diante do público.

O lançamento dos consoles não é sobre colocar um monte de exclusivos. PSvita e Wii U tinha um monte de exclusivos, nenhum um Killer App, resultado não moveu os clientes. Switch não tinha quase nenhum exclusivo mas 1 Killer App estava lá, resultado sucesso absoluto. Se os rumores estiverem corretos a Sony cometerá o erro de não ter Marvel Spiderman 2 no lançamento. Então qual o Killer App? Talvez possamos considerar Ridge Race, Toshiden ou Tekken Killer Apps do PS1 mas não era realmente sobre jogos de peso, isso ocorre no ano seguinte. PS2 era um PS1, PS3 era um PS2. O PS4 tbm estava sem jogos de peso mas teve promessas para a geração inteira. A Sony vai vender o PS5 como uma máquina pra jogar PS4 melhor do que o próprio enquanto anuncia uma tonelada de jogos que só irão aparecer nos anos seguintes. Não é diferente.

Essa é uma nova geração prematura pois os jogos da Sony são jogos de PS4 que estão sendo aprimorados para PS5 e os verdadeiros jogos de PS5 somente depois de 2022, a Microsoft passa a mesma coisa pois começou a produzir tais jogos em 2018, mas é a única que comete a gafe de expressar isso para o público e a única que depois tem que retornar ao público e fazer controle de dano.

Brunoab
Brunoab
Responder a  Shin
5 meses atrás

tem que anunciar antes, pq ninguém compra um video game para jogar apenas jogos que sabe que vão sair nos proximos 12 meses.

isso de falar mal de quem anucnia 3 anos antes é pura PR da MS e Nintendo, com haters da Sony botando lenha na foqueira…. como a MS na epoca era movida a Halo, Gears e Forza; iria anunciar três anos antes como? iria anunciar dois Gears, três forzas e um halo?

Estamos ai esperando o Metroid para o switch que era apenas um LOGO sem data.

Zelda foi anunciado 4 ANOS ANTES de sair.

Agora temos a MS hypando até e-mail trocando entre o phill e o diretor da The initiative… trailer SEM DADA e SOMENTE CG da MS.

E outra, como jogo de PS4? vc quer dizer que Killzone SF era um jogo de PS3? UHAUHAAUHUHA

Que os jogos sem elevadores, corredores infinitos e animações para esconder loading eram jogos de PS4 que vão sair no PS5?

Shin
Shin
Responder a  Brunoab
5 meses atrás

Os Loading do PS5 serão mais rápidos que do PS4? Obviamente sim. Estamos falando do salto de um HDD 5400RPM que transfere no maximo 120MB/s para algo que está em velocidades superiores aos 3GB/s, mas também é mais distante porque o Jaguar é lento, muito lento para isso. Quando os verdadeiros jogos da nova geração chegar veremos o cenário superior ao PS4 se perpetuar mas não por muito. Por isso o destaque dos loadings mais rápidos é propagandista, na verdade uma vez que agora eles estão usando recursos em nuvem eles precisam de retirar latência de todo o sistema e o HDD era crítico a esse respeito, por isso estamos vendo essa geração tentando validar o SSD.

Sim Zelda era um jogo de Wii U remanejado, sendo por tanto multi, a Nintendo fez o mesmo com o Twilight Princess GC/Wii. Quando Zelda se torna Crossgen ele precisou se adaptar a isso e por isso tormou melhor forma no Switch.

Veremos a mesma estratégia sendo usada pela Sony em TLOUs Part 2, na verdade todo game de PS4 é um game de PS5. As pessoas estão esperando uma grandiosa mudança no aspectos dos jogos mas o que muda mesmo são alguns efeitos cosméticos.

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
5 meses atrás

Alias, Shin dizeres isso… e estranho. A Switch e um hardware que esta a vender precisamente devido aos exclusivos.

E sobre os ter ou nao ter no lancamento… claro que tinha – a Switch no primeiro ano foi mantida exlcusivamente a exclusivos e a Nintendo esta repleta de franchises unicos e de uma assinatura unica que permitiu a empresa sobreviver ate hoje.

Shin
Shin
Responder a  bruno
5 meses atrás

99% dos jogos do Switch são ports, poucos são exclusivos mas uma vez que estes jogos chegaram rapidamente eles levaram seus fans a esse ambiente e agora o Switch gera procura voraz. O Switch também desafiou o idealismo da indústria. As grandes produtoras deixaram de apoiar o 3DS pela falta de um mercado digital, o Switch gera uma corrida invertida, produtoras que pretendiam vender apenas digital, procuram vender seus jogos fisicamente pois existe mercado frutífero crescendo rápidamente.

O Switch está reposicionando o setor e isso lembra muito da era NES.

bruno
bruno
Responder a  Shin
5 meses atrás

Como a lista do Mario demonstra, tens imensos exclusivos na Switch. Zelda BotW E 1-2 SWITCCH foram os dois grandes exclusivos com que a consola foi lancada. Se o Zelda foi um port, foi, mas a unica outra plataforma onde existe e a WII-U.

E logo na “janela de lancamento” ainda tiveste um Mario Kart.

Shin
Shin
Responder a  bruno
5 meses atrás

Switch tem exclusivos? É claro que sim. Ele não é nulo. Mas o Switch é uma continuidade do Wii U e boa parte vem dele ou sequências ou então do 3DS. A maioria dos jogos são ports de outras mídias. Tanto que o principal game abordado no seu lançamento nem foi Zelda e sim Skyrim. Então se você olha os sucessos do Switch para além de Mario Kart, a maioria são jogos de mundo aberto. Que é o principal componente que faltava em dispositivos portáteis, pois portátil sempre foi sobre restrições de memória e o Switch em comparação a outros portáteis é um imenso salto nesse ponto.

bruno
bruno
Responder a  Shin
5 meses atrás

Por favor, Shin…

E que importa que seja uma continuidade ou que o desenvolvimento tenha iniciado no Wii-U? Nao pode ser jogado apenas naquela consola?

O Zelda BotW nao foi abordado? Em que Universo? Recebeu premio de jogo mais abguardado desde a sua revelacao, fez paragonas em artigos, analises e comparativos, teve uma nova elevadissima nas analises, vendeu imenso e ganhou premio de jogo do ano.

Isto e nao ser abordado?

Shin
Shin
Responder a  Mário Armão Ferreira
5 meses atrás

Estamos em um mundo onde consoles têm lançamentos globais então algo vai vender, o Wii U vendeu 1.4 milhão até o fechamento de 2012 mas logo depois começou a ter vendas estagnadas como o PSvita.

O problema do Xbox é que ele só vende nos EUA pois ele é um clone do PlayStation. Como clone nos EUA vai atrás do Xbox quando ele está barato. A Microsoft tenta construir esse paradigma de mercado de $500 que não existe e não promove qualquer diferenciação então acaba ocludida. Veja esse final de ano. O Xbox One S All Digital ajudou a plataforma ter vendas acima do PS4 na BFD. Tinha um Killer App lá, Minecraft. Só que você não verá Insiders falando isso. Eles associaram vendas do Xbox All Digital a Sea of Thieves e por quê o fizeram? Eles tem vergonha do fracasso ao ponto de negar o sucesso de uma franquia vencedora para ampliar a visibilidade da perdedora.

E as pessoas não estavam confusas com o Wii U, elas o odiaram, o Wii U parecia terrível para os clientes do Wii por causa do controle. Já o PSvita não houve ódio hpuve descaso, no Japão teve problemas com bateria, na Europa teve o Market vendendo ele como PS3 portátil quando rodava God of War Collection com Lag. O PSP já estava declinando desde 2008 e o PSPgo já evidenciava o desinteresse, PSvita já com esse nome tão ruim e escolhas tão contraditorias apenas acelerou o desinteresse. Sony abaixou o preço do PSvita Slim para menos de $189 isso não melhorou o interesse, então eles consideraram que o mercado Portátil estava instinto, não estava. Sony que nunca entendeu o cliente que jogava fora das telas de TV.

A Microsoft nunca se focou no mercado que gerou vendas ao XO que foi o setor de baixo custo, é por isso que agora eles investem em um segmento seletivo. Vai vender menos e eles sabem disso.

Sephirot
Sephirot
Responder a  Shin
5 meses atrás

Não concordo quando diz que o Xbox só vende nos EUA, no Brasil o console mais popular atualmente ainda é o Xbox 360, a Microsoft tem muita moral aqui, sempre chegam muito forte.

Shin
Shin
Responder a  Sephirot
5 meses atrás

No Brasil o X360 é o oficialmente mais popular, como a maioria dos consoles são importados sem registros isso é apenas uma fração dos consoles que existem no país nas casas das pessoas.

Brunoab
Brunoab
Responder a  Sephirot
5 meses atrás

X360 desbloqueado de pessoas pobres que sem desbloqueio nem comprariam consoles.

Já no xone vs PS4 é só vc ver que se encontra Xone X mais barato que PS4 slim, dada a diferença nas vendas.

daniel
daniel
Responder a  Brunoab
5 meses atrás

Puts, começou a apelar de novo. Essas mesmas “pessoas pobres” que migraram do ps2 para o 360, pois este era o rei da pirataria antes. Infelizmente nós brasileiros, de maneira geral, não temos renda, sem contar que os consoles são extremamente caros, por “N” motivos. Sobre o Ps4 ter muito mais demanda, estou totalmente de acordo, mas negligenciar/reduzir o fato de que a Microsoft liga mais para o consumidor brasileiro que a Sony é sacanagem. O one X é sim mais barato que o PS4 pro, seja no mercado cinza ou lojas oficiais, mas mais barato que o ps4 base eu nunca vi.

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Brunoab
5 meses atrás

One X mais barato que o PS4 slim???? que sonho foi esse kkkk

Brunoab
Brunoab
Responder a  Fernando Molina
5 meses atrás

Xbox One X já apareceu várias vezes por 2 mil reais.

Nunca aparece promoção de PS4 slim e muito menos de PS4 pro.

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Brunoab
5 meses atrás

Não amigo, nem no mercado oficial e nem no cinza o One X já apareceu mais barato q o PS4 slim, as pessoas vão acreditar nisso hein

bruno
bruno
Responder a  Shin
5 meses atrás

Eu associo a vendas do Xbox SAD ao facto de ter um preco que desceu abaixo dos 150 euros, enquanto a PS desceu somente aos 199 euros, e as outras versoes estavam mais caras.

E relativamente ao killer app, Minecraft e multiplataforma, embora seja da MS. Talvez por nao ser exclusivo e que ninguem o considerou na analise.

Livio
Livio
Responder a  bruno
5 meses atrás

Saiu relatório da MS é a divisão de games teve queda nas receitas e que segundo eles a queda do final de 2019 é devido um jogo third party de 2018 que alavancou as vendas naquele período o que não aconteceu em 2019

bruno
bruno
Responder a  Livio
5 meses atrás

Queda nesta fase no hardware nao e surpreendente. Estamos em final de geracao, a nova geracao ja foi anunciada, embora ache que a queda talvez seja demasiado acentuada…

Ja a razao dada tem fundamento porque o ano passado tiveste RDR 2 e este ano, nao. Alem disso, Fortnite perdeu alguma forca vreio. Seja como for, o interessante e que a queda tambem foi registada nas receitas do servicos de jogos enquanto indicam um aumento da subscricao do gamepass…

Livio
Livio
Responder a  bruno
5 meses atrás

A justificativa tem fundamento, mas demonstra um erro muito feio por parte da MS, depender de jogos de terceiros para manter a receita a níveis de períodos passados.

Segundo o site Olhar Digital:

A Microsoft não citou nomes, mas diz que um dos motivos pelo qual o fim de 2019 foi pior que o de 2018 foi pelo fato de que um jogo “third-party” (ou seja: um jogo multiplataforma não desenvolvido pela Microsoft) teve resultados fortes no ano retrasado que não se repetiram no ano seguinte.

Qual a imagem que passa? Não temos competência de ter um jogo desenvolvido por nós que segure parcialmente a receita e dependemos de terceiros para isso.

Com certeza essa divulgação da MS será alvo de artigo pelo Mário e já tem mais outro, Switch passou o Xbox One em números de vendas.

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
5 meses atrás

Pois, acho que agora que as concorrentes tambem referem os MAU deixou de ser uma boa forma de pintar a coisa como indo muito bem.. Afinal, da ultima vez acredito que a Sony com os seus 103 milhoes MAU deixava os MAU do live a metade desse valor.

O que e ainda pior considerando que se dividem por PC, Xbox (incluindo 360), Gamepass e nao sei sequer se o live por crossplay conta para isso.

Brunoab
Brunoab
5 meses atrás

Se for apenas 1 ano, está bom.

Mas vai ser 1 ou 2 anos mesmos de crossgen no xbox SX senão a MS, que gosta tanto de falar no twitter, já tinha negado esse rumor.

Mas já vi declarações do desenvolvedor do Ori perguntando quem queria o Ori2 em 120fps….

Inclusive retomando, por isso os “120fps”

se um jogo roda 720p 30fps no xone caixotão, vai rodar 4k 60fps no xbox SX.

se o jogo roda 720p 60fps no xone caixotão, vai rodar 4k 120fps no xbox SX

Por isso o papo furado de “FPS” agora, pq xbox SX vai rodar versão remasterizada do xbox caixotão durante 2 anos.

daniel
daniel
Responder a  Brunoab
5 meses atrás

Jogos como Ori pode tranquilamente perdurar a vida da atual geração, mas triple A, seja first ou third party, ou serão capados ao extremo, ou descendo constantemente dos 30fps. Jogaste Control nos consoles base? Aquilo é só uma pitada do que a nova geração fará, e o one S e o Ps4 arregam em situações de muita intensidade, ficando quase injogável. Eu penso que jogos double A já serão absurdamente difíceis de serem cross gen pós período de 1 ano, pois a defasagem é muito grande, principalmente perante os consoles bases. Fico pensando em quem tem as versões mid gen, principalmente o One X, pois embora tenham força advinda pela GPU, a falta de CPU e principalmente SSD os impedirá de avançar. Quase troquei meu One pelo One X, mas consegui resistir pelo risco de ficar com um abacaxi nas mãos. O esforço extra farei ou no ps5 ou no novo Xbox, mas só em 2021, infelizmente, pois dinheiro/prioridade tenho em outras coisas no curto prazo.

Brunoab
Brunoab
Responder a  daniel
5 meses atrás

Falei dos EXclusivos do Xbox crossgen.

O jeito mais fácil é fazer para Xbox One caixotão e aumentar a resolução e o FPS no Xbox SX. Simples assim.

Jogo 900p 30 FPS, 1min de loading no Xbox caixotão, vai ser 4k 120fps 6s de loading no Xbox SX.

bruno
bruno
Responder a  Brunoab
5 meses atrás

Nao necessariamente.

Tem em atencao que o Ryzen apresenta uma melhoria de 4x sobre o CPU de todas as vesoes da ONE. Ora um jogo que rode a 4k 30 fps na one X pode rodar a 4k 120 fps na ONE SX.

A s declaracoes de phil spencer sao obvias, na medida em que pela primeira vez, nao se espera uma aumento de resolucao face a geracao anterior. Os 1080p ja se aguentam bem, os 4K uma benesse que melhora sobre isso, os 8K completamente inuteis, mas por algum motivo ambas as empresas o puxam.

Marcos
Marcos
5 meses atrás

Mario. A Microsoft falou a poucos que o desempenho do HD do novo Xbox chegou a bater em 40x a velocidade do one. E segundo a Sony o ps5 bate 19x. Se for isso o Xbox seria muito mais rápido que o ps5 e provavelmente por isso que a Sony mudou seu slogan de console mais rápido.

Brunoab
Brunoab
Responder a  Marcos
5 meses atrás

O Phill nem falou em velocidade de loading.

Falou em velocidade total e tá mais para PR safada igual somar banda da DDR3 e Esram no Xbox One.

Nem sei como alguém leva a sério o que o Phill fala… 2 anos atrás dizia que ninguém notava diferença entre 30 e 60 FPS; tempo no qual ele passou arrotando “true 4k” e agora que vai lançar xbox SX para rodar jogo de Xbox One em 120fps, começou a falar q o foco é FPS.

É por isso que o Xbox não é levado a sério fora do EUA, onde parece fazer sucesso falar d+.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
5 meses atrás

Boa notícia, é pra frente que se anda

Ewertom
Ewertom
Responder a  Mário Armão Ferreira
5 meses atrás

@Mário,nunca vi isso em toda minha vida gamer.pois com o lançamento dos novos consoles a evolução fica evidente.Teremos perdas de um lado e ganhos do outro,como sempre foi jogos lançados em hardware diferentes.
Não entendo o que ele disse,pois tanto o Ps3 e xbox 360 e outras gerações tiveram jogos lançados por um bom tempo após o seu final de vida.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Mário Armão Ferreira
5 meses atrás

Sim.mas é isso que vai acontecer por isso a minha indagação conforme o descrito por aquele senhor.Snesta geração já tivemos diferenças de performance onde o hardware eram quase iguais,imagine em uma totalmente diferente e muito superior.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Ewertom
5 meses atrás

Ele refere ao suporte e isto sempre ocorreu com os consoles da Sony principalmente onde após anos do fim de uma geração tivemos jogos lançados,mutilados vamos dizer assim,devido ao hardware muito limitativo em comparação com a nova geração.Olha o Mercenários 2,como exemplo da era Ps2 e olha o que nos trouxe no PS3 como exemplo,ou seja tenho a certeza que serão jogos bem diferentes de uma para a outra demosntrando outro jogo sendo só o nome igual.
Veremos suporte ainda para esta geração por pelo menos 3 anos ainda.agora o que teremos de performance ou resolução em comparação com a geração vindoura só o tempo dirá

Mário Armão Ferreira
Responder a  Ewertom
5 meses atrás

Não pareces estar a perceber Ewerton.
Uma coisa são dois jogos… cada um feito a pensar nas limitações da consola… Outra coisa é o mesmo jogo feito a pensar nas duas consolas.
Das duas uma, ou vais limitar a superior, ou ter uma real trampa na inferior. Porque o código vai ser o mesmo.
Um exemplo?
Battlefield 4
– PS3/X360 – 32 jogadores
– Xbox One/PS4 – 64 jogadores.
Netcode diferente, servidores diferentes, numero de jogadores diferentes.
Aqui o jogo é o mesmo, o código é o mesmo. Ou cortas nos jogadores para a versão superior, ou abrandas a inferior e metes os mesmos jogadores. Mas não podes meter um jogador num servidor com menos jogadores do que os restantes que estão no mesmo servidor.

daniel
daniel
Responder a  Mário Armão Ferreira
5 meses atrás

Meu maior medo é o remaster/remake ray tracing edition, principalmente de jogos mais recentes advindo da geração ps3/360 em diante. Mas o sucesso de Crash, Spyro, Shadow of Colossus dentre outros me fazem pensar que virão mais forte do que vieram nessa geração. Pode ser que inovem e surge um remaster do remaster a preço cheio, e pelo fator nostalgia acabe vendendo bem ainda, inacreditavelmente.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Mário Armão Ferreira
5 meses atrás

Mas isso que tu dizes não tem como acontecer!
Como te falei amigo se já nesta gen tivemos diferenças de resolução e fps,com esta iniciativa e o que teremos é a segunda opção que é o que ocorre e ocorreu em todas as transições.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Mário Armão Ferreira
5 meses atrás

Isso foi o caso do Ps2,pela mudança brusca de hardware entre ele e o Ps3
O que se foi muito falado nesta geração foi a mudança de salto muito menor do que as anteriores ´por esse motivo as mudanças postas desta geração para a anterior não foi tão sofrível como foi a transição do PS1 para o PS2 e do PS2 para o PS3.
O que veremos agora após anos é a mesma coisa,jogos mutilados e resolução abaixo daquilo que se propos,fora os fps.
Eu fico muito preocupado com o que virá,mas não só o One,mas também no Ps4.
Falo das Thirds.

error: Conteúdo protegido