AMD começa a liderar o mercado de CPUs

A noticia que a AMD tinha passado a Intel nos mercados Asiáticos já foi divulgada à algum tempo. Mas recentemente um inquérito demonstrou que a AMD é a preferida na Europa, e a Black Friday mostrou que isso genericamente acontece no  mundo todo.

Em Julho deste ano, pouco depois do lançamento dos novos Ryzen, foi divulgado que a AMD tinha ultrapassado a quota de mercado de CPUs anteriormente dominada pela Intel, nos principais mercados Asiáticos, o que levou à maior quota da AMD no mercado de CPUs, dos últimos 5 anos. – Fonte

Mas desde essa altura a AMD não pára de crescer. Os seus Ryzen são processadores excelentes, com performances de topo (o conhecido benchmark passmark está dominado nas posições cimeiras por processadores AMD), e preços ultra competitivos. – Fonte

Daí que o sucesso da AMD se esteja a espalhar para outros mercados, e um estudo recente mostra que 60% dos europeus tem actualmente preferência pelos CPUs AMD. – Fonte

Mas a coisa não se está a limitar à Asia e à Europa. Mesmo nos EUA a qualidade da AMD está a vir ao de cima, e tal pode ser constatado olhando para a lista dos CPUs mais vendidos pela AMAZON na Black Friday, onde no top 10 dos mais vendidos, os 9 primeiros lugares… São AMD! – Fonte



 



13 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Edson
Edson
9 meses atrás

Mário, não sei se é off topic, pois tem AMD na pergunta que lhe farei. Esse possível lockhart seria capaz de rodar a próxima geração toda, caso confirme esse possível hardware que estão especulando. E se sim, será que ele aceitaria Ray tracing tbm? Te pergunto, pq por morar no Brasil, creio que seria a única opção plausível dentro da nossa realidade de preço, pois deverá custar uns 300 dólares.

By-mission
By-mission
Responder a  Edson
9 meses atrás

Meu pitaco:
Se ele for focado em rodar os games da Xbox Scarlett em 1440p sim. Acontece que sendo confirmado que ele deve rodar em 1080p e o Xbox Scarlett em 4k aí com certeza não pois com o passar do tempo os jogos cortam em resolução e um jogo que force a Xbox Scarlett aos 1080p acabará por ser muito limitado na Xbox Lockhart…
Não quero dizer que não dure toda a geração mas como aconteceu com alguns jogos mais exigentes na Xbox One X a primeira Xbox One se vê obrigada a voltar nós 720p ou 864p.

Edson
Edson
Responder a  By-mission
9 meses atrás

Dizem que estará condicionado em 1440p, ou seja, talvez acabe nos 1080p, creio eu! Mas meu palpite é de leigo.rsrs

Edson
Edson
Responder a  Mário Armão Ferreira
9 meses atrás

Obrigado, Mário!

daniel
daniel
Responder a  Mário Armão Ferreira
9 meses atrás

Não achas que a Microsoft mirando num 1440p num primeiro momento é evitar que no longo prazo o Lockhart tenha que ficar abaixo dos 1080p? Talvez a intenção do Lockhart seja num marketing trabalhado em: ” Te prometo 100% um 1080p, em alguns jogos terás 1440p e quem sabe em alguns indies verás um 4k”. Como você reitera que a nível GPU, o Lockhart não precisa exatamente da metade da potência bruta de GPU do Scarlett para entregar um 1440p e não precisas de 1/3 dessa potência para o 1080p. Não seria essa uma resposta ao desenvolvedor de que o trabalho com o Lockhart será menos árduo que o habitual e a portabilidade (PS5 e Scarlett serão o padrão) será facilitada por essa “sobra” no hardware, e não precisas impactar tanto com o irmão de cima. Eu penso que aquele dito de “é melhor sobrar do que faltar” calha nesse caso, e outra coisa, talvez o custo irrisório de se ter 1TF a mais na GPU (por exemplo) com a tecnologia NAVI, seja aumentando um pouco os Cu ou aumento do clock sem alterar todo o comportamento do sistema faça valer lá na frente.

daniel
daniel
Responder a  Mário Armão Ferreira
9 meses atrás

Um outro ponto Mário, é que se a Microsoft lançar os 2 consoles, ela tentará colocar pelo marketing, o Lockhart como sucessor do OneS e o Anaconda como sucessor do OneX, muito em função de entraves, como uma eventual contagem de TF do One X face ao Lockhart. Segundo rumores, a Microsoft está tendo problemas com temperaturas com o Anaconda, e talvez esse problema seja justamente a ciência do Ps5 tendo uma potência, ao menos bruta, maior, e eles querem forçar um pouco mais o hardware para recuperar esse posto de console mais poderoso. Falo porque tenho ciência de que 5 ou 10% a mais ou a menos para qualquer um dos lados é ínfimo, só que quando se traduz isso pro marketing, tem um peso diferente. Eu falei besteira, ou achas que faz sentido o raciocínio, até pelo fato de que para se suceder o “monstro”, seu sucessor deverá assim o ser. Se irá conseguir é outra história, mas a questão do atraso dos Dev Kits finais do Anaconda pode fazer sentido aqui.

bruno
bruno
Responder a  Edson
9 meses atrás

Edson, tu agora tocas no ponto… E imagino ate que foi devido precisamente a questão que aqui colocas que a Lockhart esteve na confusão que esteve, com a MS a nao confirmar a sua existencia e os devs só a saberem sobre ela agora.

Porque a questão é somente esta – como consegues dimensionar consolas se não sabes qual será o standard da geração? Nesta geração, a PS4 e a Xbox ONE já estavam no mercado há 3 anos quando as versões Pro chegaram, mas como dimensionas um mínimo a 1080p se nao sabes o que o teu concorrente vai fazer?Aí é que reside o risco!!

Mais uma vez, para mim a conversa de que tudo se deveu ao Stadia é treta, na minha opiniao, a nao ser que ambas as empresas realmente acreditassem em todo o PR – o que acho difícil dado que ninguém aqui acreditava nisso!

E penso definitivamente que é aí, na tua epergunta, que a dúvida da MS esteve. Por isso é que a Lockhart primeiro exisitiu, depois deixou de existir (precisamente quando na E3 revelaram a MS ter sido apanhada de surpresa e agora tornou a existir outra vez),e agora retornou outra vez.

Nota – já aqui o disse antes, esta estrategia, de lancar duas consolas faz todo o sentido e é uma necessidade quando nesta geracao tiveste versoes PRO! E acredito que é perfeitamente possivel dimensionar dois sistemas, um para rodar a 1080p e outro para rodar os mesmos titulos mas a 4K. E uma forma inteligente de criar um sistema de baixo custo, e de chegar a mais publico. Melhor – tambem e uma forma de conseguir criar um sistema 4K mais potente para os entusiastas. Isto é, de criar um novo sistema e de o vender mais caro!

Mas.. há sempre um risco elevado de a concorrente puxar o nivel de baixo num valor maior que o teu. E como combates isso?

By-mission
By-mission
Responder a  bruno
9 meses atrás

Bruno não sei se concordas comigo mas nesta geração a PS4 se fez o standard com todas as outras versões a rondar o que ali se conseguiu em 1080p. Agora imaginem a PS5 sendo o standard da próxima geração 1440p… Os jogos apostando em checboard e reconstrução temporal e “SE” e um enorme ‘se’ a PS5 realmente for mais capaz que a Xbox Scarlett a Lockhart estará morta a partida.

Edson
Edson
Responder a  bruno
9 meses atrás

Bruno, eu consigo até entender a questão dos tflops serem menores no Lockhart do que no one X, mas como sao arquiteturas diferentes, medições tbm são. Mas não consigo entender a questão do poder gráfico. Ex: O one X rodaria um Guears 6 mais bonito que o lockhart? O lockhart rodaria os jogos com todos os recursos visuais de nova geração? Sei que Mário fará um grande artigo sobre isso, mas se puder tirar essas dúvidas minhas, eu agradeceria muito! Bom domingo!!!

error: Conteúdo protegido