Apple mente na duração das baterias do iPhone?

As marcas costumam dizer: O telefone dura X horas a navegar na net, o telefone aguenta y horas em chamada consecutiva, o telefone dura z horas em jogo. Mas apesar destes valores serem aceites, quantas vezes eles foram realmente testados?

Verificar a duração anunciada das baterias de um telefone não é simples. Quem vai estar essas horas todas a navegar, a ver filmes, ou a fazer chamadas? Basicamente todos nós usamos o telefone de uma forma mista, pelo que estes testes podem parecer pouco relevantes.

Mas mesmo que tal seja testado há sempre questões com os testes: Por exemplo, a navegação é algo muito variado e nem todos os websites exigem o mesmo poder de processamento, pelo que se pode sempre alegar que as diferenças se devem a não ter sido usada a mesma realidade. O mesmo pode ser dito dos filmes onde os codecs usados pelos diversos filmes podem ter implicações na duração.

Mas e nas chamadas?

Aqui estamos perante aquilo que poderá ser uma excepção: Um teste à duração de uma chamada contínua com condições de rede estável deveria poder conseguir aproximar-se dos valores anunciados pelos fabricantes!



Foi exactamente a pensar nisso que a Wich.co.uk resolveu testar telefones dos 5 mais populares fabricantes do mercado, tendo obtido resultados muito peculiares, sendo que duas das marcas, a Apple e a HTC, ficavam abaixo do que anunciavam. O caso era mais relevante na Apple, pois os seus telefones não só ficavam abaixo… como em alguns casos ficavam muito, mas mesmo muito, abaixo!

Quanto? Bem, variava de modelo para modelo, mas os valores anunciados pela Apple, comparativamente aos obtidos nos testes desta empresa, eram entre 18 a 51% superiores!



Ou seja, a Apple tem telefones, neste caso o mais flagrantes é o iPhone XR, que na realidade se aguentam bastante abaixo do anunciado quando colocados numa chamada constante! Quando a Apple anuncia 25 horas, a bateria deste telefone aguentou-se 16 horas e 32 minutos.

Ora apesar que uma chamada constante a gastar a bateria dos 100 aos 0, não ser algo que as pessoas façam, a realidade é que este teste constata outra realidade, a que este telefone, em chamadas, consome muito mais do que aquilo que a publicidade dá a entender. E isso quer dizer que numa utilização normal, o impacto de uma chamada na duração global da bateria, pode alcançar muito mais do a Apple quer fazer parecer.

51% anunciado a mais, é um valor muito, mas mesmo muito significativo!

O caso da HTC ao lado deste até acaba por ser pouco relevante. A variação máxima verificada foi de 5%, com o telefone aguentado 19.6 horas quando o anunciado era 20.5 horas! Bem longe do melhor caso da Apple onde a empresa “apenas” anuncia mais 18%.

Nos testes aos telefones das restantes marcas, Nokia, Samsung, e Sony, todos acabaram a durar tanto ou mais do que o anunciado, com destaque para a Sony onde o valor alcançado com o Xperia Z5 compact foi de 25 horas e 52 minutos, mais 9 horas que as 17 anunciadas, ou seja, 21% acima do anunciado.

Como dados, os telefones usados foram novos, comprados e retirados das caixas, carregados ao máximo e testados com chamadas constantes.

Fonte: Wich?, em comunicado de imprensa.



Posts Relacionados

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of