Com os jogos Xbox One no Windows 10 quanto custa um PC capaz de competir com a consola?

PC

Quantum Break apresentou os seus requisitos para PC. Quanto custa um PC capaz de igualar os requisitos mínimos e recomendados ali apresentados?

QuantumBreak

Existe desde à muito o conceito que um PC com as mesmas capacidades das consolas representa um custo muito superior. Apesar das vantagens reconhecidas universalmente às consolas, estas são um sistema fechado e como tal menos versátil que não pode sofrer evolução. Nesse contexto, sendo o PC uma máquina modular e evolutiva, o seu custo terá forçosamente de ser superior. Mas será que é assim tão superior?

A ideia deste artigo é verificar isso mesmo. E para isso vamos ver exemplos de custo de dois PCs, que batam os requisitos mínimos e recomendados apresentados na tabela de cima.

A ideia aqui é apenas apresentar um PC funcional e o mais barato possível para ambos os casos. Aqui não nos vamos preocupar em escolher componentes de marcas ou não, não nos vamos preocupar se há ou não melhor no mercado! Vamos apenas cumprir com os requisitos mínimos pelo preço mínimo!

Caixa

Para os requisitos mínimos vamos usar uma ATX 1 Life com fonte de 500 Watts, com um custo de 26.90 Euros.

Para os requisitos recomendados vamos apostar em uma caixa Nox Vulkan por 24.9 e uma fonte de 750 watts comprada à parte, uma Halfman de 700 w por 29.9 euros

Acumulado:

Minimo: 26.9
Recomendado: 54.8

Motherboard

Usemos uma Micro ATX, e vamos para a Asus M5A78L-M LX3 com socket AM3 e um custo de 48.55 euros.

A Motherboard pode igualmente ser usada nas especificações recomendadas

Acumulado:

Minimo: 75.45
Recomendado: 103.35

CPU

AMD FX 6300 com 6 núcleos a 3.5 Ghz por 106.95 euros, tal como indicado nos requisitos mínimos.

Para os requisitos médios temos de referir duas situações que são aparentes inconguências dos dados fornecidos:

Nas especificações mínimas o processador Intel solicitado é um i5 4460, 2 ,7 Ghz. Um processador que não existe pois o 4460 corre a 3.2 Ghz.

Da mesma forma nas especificações recomendadas pede-se um i5 4690 a 3 Ghz. Mais uma vez um processador que não existe pois este processador corre a 3.5 Ghz.

Nesse sentido, dado que se pede um processador equivalente, e sendo o FX 8310 o processador mais aproximado do 4690, dada a incongruência de velocidades, para garantia de performances, vamos optar pelo modelo acima, o FX 8320.

AMD FX 8320 com 8 núcleos a 3.5 Ghz por 144.36 euros, igualando o i5 referido nos requisitos recomendados

Acumulado:

Minimo: 182.4
Recomendado: 247.71

Memória

Tal como nas consolas, 8 GB DDR3 1600 Ghz da Crucial por 33 euros para os requisitos mínimos.


Para o recomendado vamos comprar mais um pente da memória de cima, por 66 euros.

Acumulado:

Minimo: 215.4
Recomendado: 313.71

Disco

Dada a comparação com a consola, deveríamos optar por um disco de de 500 GB. Neste caso um Toshiba de 500GB a 7200rpm com 32MB cache por 41.44 euros.

e que serve para ambas as configurações.

Acumulado:

Minimo: 256.84
Recomendado: 355.15

Placa Gráfica

Para os requisitos mínimos solicitados temos a GIGABYTE RADEON R7 260X OC 2GB DDR5 PCI-E – GV-R726XOC-2GD por 130.90 euros.

Para os recomendados usaremos uma gigabyte GeForce GTX970 WindForce 3X OC 4GB por 348.53 euros.

Acumulado:

Minimo: 387.74
Recomendado: 703.68

Teclado mais Rato

Z8 teclado + rato slim por 7.5 euros para ambos os sistemas.

Gamepad

Comando Z8 tech Gamepad Dual Shock por 2.95 euros para ambos os sistemas

Naturalmente tudo pode ser melhorado e até poderíamos descer o custo de alguns componentes, especialmente na recomendação mínima. E caso possuam algum PC, mesmo que antigo, certamente ainda poderão usar a caixa, teclado, gamepad, rato e quem sabe, até a fonte, o disco, e a licença do windows, o que colocaria o PC mínimo ao nível do custo da consola.

Custo total:

398.19 euros – mínimo

713.13 euros – recomendado

Nestes PC de exemplo não somamos o custo do Windows original, o qual acrescentará cerca de 100 euros.

Qualquer dos casos é mais caro que uma consola Xbox One, mas estes são os preços atuais. O mercado PC evolui a um ritmo tremendo, e dentro de um ano muitos destes componentes poderão apenas ser arranjados em segunda mão e a preços de saldo. Conclusão, o preço destas máquinas vai descer muito depressa.

Nesta fase esta comparação pode ser prematura. Não são conhecidos os verdadeiros planos da Microsoft e em que casos os jogos da consola passarão para o PC (há uma conferência da Microsoft agendada para hoje que deverá esclarecer esses planos), se por perda da exclusividade na consolas (acesso geral), se apenas para os possuidores de consolas XBox One, pelo menos por algum tempo. O segundo caso seria muito interessante, mas o primeiro nem por isso, pois caso o PC não pagasse igualmente o Xbox Live Gold (há uma conferência da Microsoft agendada para hoje que deverá esclarecer esses planos), o seu preço tornar-se-ia ainda mais atractivo pois teríamos de na comparação fazer valer os vários anos de Gold. Note-se ainda que os multiplataforma são mais baratos no PC, com certos websites a apresentarem promoções fantásticas

Note-se que por mais uns cobres podemos ainda montar uma máquina com requisitos mínimos que supera igualmente a PS4. No entanto mesmo que seja muito superior, dado que não existe a hipótese de está poder ter acesso aos exclusivos da consola da Sony, não há o mesmo interesse em fazer um artigo comparativo!

Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (17)

  1. Mas será que no One será igual nas configurações mínimas do PC??? Eu acredito que seja melhor.

  2. Não sei dizer, mas com este hardware mínimo, tem obrigação de ser igual.

    • Acredito eu que no One deva ser melhor que o minimo no PC, pq se o que foi mostrado até agora for mesmo rodando no One, fico aqui imaginando o Ultra no PC, não vai ter nem para o belíssimo Unccharted 4.

      • Sinceramente não estou a ver como se pode ter um jogo consola dedicado a 100% ao hardware e com níveis de detalhe.
        Daí que eu diria:
        Mínimo – qualidade Xbox
        Médio – 1080p 60 FPS se consola for 1080p 30 FPS ou 4K 30 FPS se a consola for 1080p 60 FPS
        Ultra – 4K 30 FPS ou 4k 60 fps

        • Achas Mario ?! A consola 1080p 60? Sejamos sinceros será um um grande trabalho da parte da remedy o jogo correr 1080p (Nativos e nada de resoluçoes Dinâmcas) 30FPS. Na Parte do Pc acho que o jogo a nível de performance vai ser um pouco como o Division e o Rise Of Tomb raider na parte das Nvidias neste caso a 980Ti (Tipo o Ultra + Nvidia HBAO+ e PCSS) tens para cima de 60FPS a 1080p 90% do tempo o resto é má optimização, agora resta ver o molho secreto das AMD e o seu poder realmente com Direct X 12. E ver as diferenças para o DX11 e se são assim tão abismais!

          • Basicamente o que eu estou a dizer é que não estou a ver os exclusivos Xbox com menus a definir opções e que as diversas escalas do PC apenas garantirão níveis de resolução e fps melhores.
            Quando sabemos que um dos grandes problemas das consolas é não termos os jogos pensados para o seu hardware e em que depois cortamos nas opções para ele se adaptar à consola, se isso passar a acontecer nos exclusivos, então a consola perdeu de todo a sua relevância e importância.

            Teremos de continuar a ter os jogos 100% optimizados para a consola, e criados para a consola. O PC quando muito poderá melhorar as resoluções e FPS, mas se melhora a qualidade dos efeitos, do ambient oclusion, ao Anti-aliasing e outros, então diga-se que a consola fica muito mal vista no meio disto tudo. Afinal estes são os exclusivos dela e não do PC. No caso contrário em que são os exclusivos PC a passar para a consola isso aceita-se, mas se isso acontece nos exclusivos da One, ora bolas, então a One é apenas um PC em todos os sentidos.

          • E só para esclarecer, nao falava de Quantum Break mas de forma genérica.

  3. Mário, esquece…

    Mesmo com as configurações mínimas e muitas batotas, o PC acaba mais caro que a consola, e ainda assim com muitas desvantagens (garantias, trabalho extra, preocupações extra, SO, etc…)

    Quando refiro batotas, refiro-me ao facto esse computador não contar com placa de rede, drive blu-ray e muito menos um gamepad à altura (é de terceiros, com fios, e a ver vamos como se comporta face ao oficial da consola, fora a ausência de cabos para ligação à TV). O que aumentaria esses 398€ para algo bem acima dos 400€.

    Em contrapartida já é possível encontrar a Xbox ONE, usada à venda por 270€. A nova por 360 (e em alguns casos com disco de 1TB). A PS4 já se encontra nova, por 360, e o modelo de 1Tb, com um jogo, por mais 6€ que a configuração mínima.

    Eu não preciso de mais provas para ver que nem o DX12 irá fazer milagres no PC.

    Eu nunca apostei no PC e a única vez em que pensei fazer isso, o caso era muito mais vantajoso para a plataforma e mesmo assim, não teria valido a pena, no fim.

    Estávamos em Maio de 2009, e eu a ponderar o upgrade da minha velhinha PS2, para uma plataforma da nova geração. Devido ao preço da altura, e querendo mais liberdade considerei o PC.

    Dessa forma consultei uma publicação que por 397€, me permitiria construir um PC capaz, segundo eles, de jogar os jogos mais recentes com uma qualidade até superior à das consolas e por menos dinheiro (a PS3 estava na altura nos 399€ para cima).

    Eis a configuração recomendada:

    Fonte: Halfman 500W (18€)
    CPU: Athlon X2 7750 2,7 GHz (65€)
    Gráfica: Radeon HD 4850 512 MB (135€)
    MotherBoard: Asus M3A78-EF (65€)
    Drive Ótica: LG DVD+/- RW (19,90€)
    Memória: 2x Kingston 1GB DDR2 800 MHz (22€)
    Caixa: Asus TA-861 (25€)
    Disco: Samsung 320 GB Sata II (47€)

    Total: 397€

    Dado que não sabia montar um PC, e devido ao tempo reduzido, passei alguns meses a informar-me… Ainda bem que o fiz, pois em Agosto, sai a PS3 slim, com o Uncharted 2 por 300€!

    Pior, no mês de Setembro desse mesmo ano a mesma publicação já dizia que essa configuração estava ultrapassada.

    Diga-se de passagem que na minha PS3 por 300€, tive direito a Tomb Raider, Hitman Absolution, Resident Evil 6, Alien Isolation fora os exclusivos. Tudo a 720p e 30 fps, e com o suporte devido, e com menor consumo energético.

    Pelo que me informei essa configuração ainda hoje dá para esses jogos nos requisitos mínimos, mas qual a performance?

    O que sei, é que em Agosto o preço conjunto desses componentes já não valiam face à consola.

    • Bruno, o PC em causa é uma prova de conceito, nada mais. E na realidade está mais caro do que devia como perceberás com o artigo de amanhã.
      Esse PC apenas demonstra que é possível montar-se uma máquina ao nível da XBox por preço equivalente e capaz de jogar os exclusivos da consola com a mesma qualidade mantendo uma versatilidade superior.
      Esse computador conta com placa de rede na motherboard, e o disco escolhido foi de 1 TB e não de 500 GB para compensar a drive de Blu-Ray que não é um standard no PC.
      Quanto ao ficar obsoleto… Ele já está obsoleto à partida. Mas no entanto como a sua concepção foi pensada para jogar os exclusivos XBox mantendo a versatilidade PC, e dado que as especificações da XBox são fixas, para esse objectivo ele manter-se-á actual enquanto a consola existir e tiver suporte.

      • O texto diz 500GB. Só se te enganaste…

        Relativamente à drive Bluray, está presente na consola e se é suposto o PC ser um substituto devia estar presente.

        Já se sabe quais as condições em que o jogo roda em cada um níveis de requesitos?

        • Não conheço nenhuma pessoa com PC com drive de Blu-Ray. Existem, mas não são um standard!
          Pelo lógica, os quesitos só podem ser: mínimo = consola, recomendado = 60 FPS, ultra = 4k. São exclusivos XBox One logo, mais uma vez pela lógica, não deveriam possuir regulações de parâmetros. Mais ainda, pela capacidade do hardware e o uso do DirectX 12, só posso esperar equivalência.
          Quanto ao disco, tens razão, meti de 500. Inicialmente tinha metido 1 TB mas como o local onde estava a ir buscar o CPU mais barato saiu do Kuantokusta, para manter o preço abaixo dos 400 € fui buscar o de 500 GB e já nem me lembrava.
          Como disse é uma prova de conceito, longe de ser um bom PC. Mas funciona e pode correr os exclusivos. É mais potente que a One: 50% mais CPU e 50% mais GPU. Só não tem é mais largura de banda.

          • Até podem não ser um Standard no PC, mas temos de nos recordar que quando a Xbox ONE foi lançada o mercado falou. E disse que queria a continuação do formato físico.

            Se o objetivo é demonstrar que é possível construir um PC que faz o mesmo que a consola, é mais que justo que a drive seja incluída.

            Afinal o objetivo é ou não é demonstrar que o PC pode ser uma alternativa?

          • E é. Mas o PC funciona quase todo por digital. Lojas como o Steam e a G2A revolucionaram o PC e os preços. Quando uma G2A te tira 20 ou 30 euros ao preço de um jogo acabado de lançar, ninguém quer o físico.

  4. Sou brasileiro e ” EU ” uso blu-ray.
    Já faz uns 5 anos (para mais).

    Sobre o computador ” ultra ” na imagem lá em cima….., está ” quase ” chegando ao nível do meu computador.
    Porém……………, precisa melhorar e muito =)

    • Viva

      Maquinão que deves ter aí não? 😉
      Mas recorda-te que os produtos vendidos da Windows Store não são uso a múltiplas placas gráficas.
      Quanto ao Blu-Ray vais convir que um utilizador PC normal lhe dará pouco uso (no teu caso provavelmente usas o o PC para reproduzir filmes ou se criares e gravares conteúdo multimédia HD). Afinal a nível de jogos eles não se vendem nesse formato e os DVD de dupla camada chegam e sobram para o uso normal.

  5. É impressão minha ou no hardware escolhido a motherboard não suporta pcie3.0 que seria necessário para usar a gráfica.

    • Como referido, as máquinas criadas foram pensadas não para a performance máxima, mas para o custo mínimo.
      Dada a compatibilidade quer para trás, quer para a frente do PCIe, a situação não é impeditiva de seja o que for.
      Quanto à performance, essa sofre… mas como se pode ver aqui, a perda não é significativa ao ponto de se abdicar do custo mais baixo da motherboard pretendido para o artigo.

Os comentarios estao fechados.