Digital começa a revelar-se mais caro que o físico

0 0 vote
Avalie o nosso artigo

Podemos encarar a coisa como um mero mistério da vida, ou encontrarmos outros motivos mais económicos que justificam a situação.

O Digital… supostamente uma forma de se poder descer um pouco os preços dos produtos, eliminando despesas de transporte, distribuição, embalagem, e percentagem dos intervenientes intermédios.

Mas na prática, isso não se verificou. O Digital nunca se revelou mais barato que o físico, e as cópias digitais dos jogos são vendidas ao mesmo preço das físicas, servindo as poupanças obtidas na venda por este meio apenas como fonte de receita adicional para o distribuidor e produtor do software.

A realidade é que, por uma questão de facilidade de acesso e conveniência, o mercado digital tem vindo a crescer com alguns jogos a serem exclusivamente distribuídos dessa forma e quase dividindo as receitas geradas com o físico.

Mas eis que agora uma grande incongruência começa a aparecer, e o digital começa-se a tornar mais caro que o físico.



A situação não ocorre com jogos novos. Esses continuam a ser vendidos ao mesmo preço. Acontece isso sim com jogos que se mantêm algum tempo no mercado, cujo preço no mercado físico desce, mas no digital… mantêm-se inalterado.

Por exemplo, AC ODissey na PS4 está à venda na Amazon no formato físico por 25.02€, mas a versão digital na PSN está ainda a 69.99€.

Isto não é exclusivo da Sony. Acontece igualmente com jogo Nintendo e Microsoft. Por exemplo, Sekiro: Shadows die Twice, que está à venda para a Xbox na Amazon a 32.82, custa na loja da Xbox 69.99.

Isto são apenas exemplos, mas situações que se repetem em muitos jogos e em todas as consolas. A excepção é basicamente o PC onde o preço do digital por norma acompanha o do físico. Mas porque motivo isto acontece?

Aqui está o grande mistério. Podemos aceitar a coisa naturalmente, ou acreditar que há motivos económicos por detrás. E pessoalmente vou pela última versão.

O grande problema aqui é a falta de concorrência nas lojas digitais. Basicamente as lojas físicas são aos milhões espalhadas por todo o mundo, e ter um produto mais barato que a concorrente é uma vantagem para ser ela a escolhida. Já as lojas digitais das consolas operam numa situação de quase monopólio.



Se queres um jogo digital para a PS4 ou Xbox, a primeira opção para qualquer uma delas é a loja da marca. Já no PC, a Steam tem a concorrência da Epic Store, e ambas tem a concorrência das lojas que vendem chaves para aquisição dos jogos a baixos preços. Uma situação que abrange igualmente alguns jogos de consola, mas não todos!

Mas depois, o crescendo no consumo do digital leva a que não haja a vontade de se descer os preços. Como diz a oferta da lei e da procura, só se desce o preço quando desce a procura. Mas como o digital está em crescendo, há que se aproveitar isso.

A realidade é que analisando a coisa, o digital começa a ter casos onde só tem desvantagens face ao físico.



error: Conteúdo protegido