Digital começa a revelar-se mais caro que o físico

Podemos encarar a coisa como um mero mistério da vida, ou encontrarmos outros motivos mais económicos que justificam a situação.

O Digital… supostamente uma forma de se poder descer um pouco os preços dos produtos, eliminando despesas de transporte, distribuição, embalagem, e percentagem dos intervenientes intermédios.

Mas na prática, isso não se verificou. O Digital nunca se revelou mais barato que o físico, e as cópias digitais dos jogos são vendidas ao mesmo preço das físicas, servindo as poupanças obtidas na venda por este meio apenas como fonte de receita adicional para o distribuidor e produtor do software.

A realidade é que, por uma questão de facilidade de acesso e conveniência, o mercado digital tem vindo a crescer com alguns jogos a serem exclusivamente distribuídos dessa forma e quase dividindo as receitas geradas com o físico.

Mas eis que agora uma grande incongruência começa a aparecer, e o digital começa-se a tornar mais caro que o físico.



A situação não ocorre com jogos novos. Esses continuam a ser vendidos ao mesmo preço. Acontece isso sim com jogos que se mantêm algum tempo no mercado, cujo preço no mercado físico desce, mas no digital… mantêm-se inalterado.

Por exemplo, AC ODissey na PS4 está à venda na Amazon no formato físico por 25.02€, mas a versão digital na PSN está ainda a 69.99€.

Isto não é exclusivo da Sony. Acontece igualmente com jogo Nintendo e Microsoft. Por exemplo, Sekiro: Shadows die Twice, que está à venda para a Xbox na Amazon a 32.82, custa na loja da Xbox 69.99.

Isto são apenas exemplos, mas situações que se repetem em muitos jogos e em todas as consolas. A excepção é basicamente o PC onde o preço do digital por norma acompanha o do físico. Mas porque motivo isto acontece?

Aqui está o grande mistério. Podemos aceitar a coisa naturalmente, ou acreditar que há motivos económicos por detrás. E pessoalmente vou pela última versão.

O grande problema aqui é a falta de concorrência nas lojas digitais. Basicamente as lojas físicas são aos milhões espalhadas por todo o mundo, e ter um produto mais barato que a concorrente é uma vantagem para ser ela a escolhida. Já as lojas digitais das consolas operam numa situação de quase monopólio.



Se queres um jogo digital para a PS4 ou Xbox, a primeira opção para qualquer uma delas é a loja da marca. Já no PC, a Steam tem a concorrência da Epic Store, e ambas tem a concorrência das lojas que vendem chaves para aquisição dos jogos a baixos preços. Uma situação que abrange igualmente alguns jogos de consola, mas não todos!

Mas depois, o crescendo no consumo do digital leva a que não haja a vontade de se descer os preços. Como diz a oferta da lei e da procura, só se desce o preço quando desce a procura. Mas como o digital está em crescendo, há que se aproveitar isso.

A realidade é que analisando a coisa, o digital começa a ter casos onde só tem desvantagens face ao físico.



25 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Daniel Cardoso
Daniel Cardoso
4 meses atrás

Mário off topic:

Mário não sei se você chegou a ver aquela notícia de um pro player de fifa estar a vender aulas à 30 euros para estar a ensinar a jogar o cujo jogo…
A conclusão que cheguei e pode ou não a vir a ter impacto no nosso futuro é o seguinte: poderia me explicar desde quando jogar video jogos é profissão, um dia destes as pessoas vão quer trabalhadores para trabalhar nas áreas mais pessadas e não vai haver, porque a juventude só quer vida facilitada e ganhar bom dinheiro, a maioria quer é ser youtuber e pro player em esports, vamos quer bons médicos e não vai haver, imagine, voce compra uma casa, na parte da eletricidade acontece alguma coisa, você tem que chamar um técnico etc, quando for haver vai ter um técnico incapacitado porque esse técnico queria era jogar video jogos, e mesmo assim vai ser complicado arranjar alguém, porque cada vez mais as pessoas querem é trabalho facilitado a ganhar muito e a fazer pouco e levar vidas de reis. Por isso acho muito mau isto dos esports, quando isto virar profissões, vai ser muito complicado arranjar pessoas competentes nos outros sectores. Só para relembrar que isto é só a minha opinião e não um facto verídico, mas que pode acontecer lá isso pode.

Daniel Cardoso
Daniel Cardoso
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

É essa opinião que você expressou que me assusta muito. Obrigado por ter respondido ao meu post, a sua visão é igual a minha.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Puxa, até aí em Portugal? Aqui é exatamente assim. Uma vez saí com uma arquiteta e eu com ensino médio fiquei assustado com a ignorância dela de modo geral.
E são inúmeros outros exemplos que poderia dar.
O futuro deverá repetir o que sempre há, um grande declínio da sociedade e um novo status quo que sabe Deus como será.
Mas esses estúpidos de hoje do YT que cita não sabem o mal que estão fazendo aos jovens… Ou talvez sabem mas o dinheiro fala mais alto

Guerra de consoles por exemplo que tratamos aqui, e vemos entre adultos, já é um tremendo sinal da burrice e falta de valores pra se prosperar de verdade nesse mundo invés de trazer o caos a tona
Depois não adianta chorar.

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Por acaso, Mario, Danial, Carlos… acho que as razoes sao bem mais profundas que isso. E “a malta nao quer estudar” e fechar os olhos aos problemas que comeca por graves defeitos no nosso ensino e enormes faltas de oportunidades no mercado laboral.

Tu provavelmente pertenceste a geracao que fez o curso no fase pre-bolonha. Eram 4 anos de licenciatura, 3 de mestrado e provavelmente 3 ou 4 de doutoramento se pessoa quisesse seguir o curso ate ao fim. Ja os estudos do secundario provavelmente estavam amplamente divididos em cadeiras distintas, ou nao? Eu fiz o meu curso na fase pos-bolonha. 3 anos de licenciatura, 2 de mestrado. E posso garantir-te que aquilo esta uma confusao! Cadeiras introdutorias que sao dadas em simultaneo com cadeiras que tem como base esses conceitos, falta de materiais de estudo, os alunos sao praticamente obrigados a implorar a alunos mais velhos por materiais de estudo.

Tens cursos e cursos e cursos, que na realidade sao quase uma mesma licenciatura e te preparam mal e porcamente para o que tens que fazer.

Depois, nos primeiros anos formatorios (10-17 anos) os programas estao a ser constantemente alterados! Tiveste curiosidade de ver livros do 5/6 ano? Programas de Matematica, Ciencias completamente alterados, coisas retiradas, coisas adicionadas… enfim, uma valente confusao. Tudo porque, muda o governo, muda o ministro da educacao, muda o programa. Os nossos manuais escolares deviam ser standardizados do 5 ao 12 ano, e no entanto tens uma enorme confusao de editoras, umas a porem mais conteudo que outras, umas a nao tocarem nos pontos,outras sim. Tenho amigos professores que relatam o estado em que as coisas estao! O que interessa ao nosso ministerio, governo apos governo, e compor metricas.

Depois, hoje em dia as Universidades funcionam a base do caca niquel. O processo bolonha algomerou cadeiras e UCs, desorganizou-as completamentee tens imensa malta a chegar e ver-se completamente perdidos. Depois, para arrastarem os alunos durante anos em cursos, tens professores a nao fornecerem material de estudo, ou a divulgarem bibliografia que te demorara anos a estudar e a compreender, quando tens 5/6 meses para estudar essas e outras enquanto deves fazer outras coisas. Digo-te: ha mais interesse em manter os alunos em niveis baixos do que em ensinar nessas instituicoes.

Por ultimo… as geracoes de hoje nao tem a seguranca no trabalho como tem as de outrora. Isto e um facto: as pessoas sao obrigadas a mudar de vida e ir trabalhar para areas completamente diferentes daquelas em que se formaram, tao simplesmente porque nao ha empregos. E mesmo os empregos que ha sao uma treta.

Entao o que dizes de haver empresas que cobram aos trabalhadores estagiarios pelo direito de trabalhar. E empresas que se aproveitam dos fundos estatais para continuamente andarem em programas de estagio sem nunca contratarem? Isto e uma realidade mundial e mesmo no mundo dos videojogos ves isso. Sao constantes as queixas de quem trabalha horas e horas (14 ou mais horas diarias, em estagios parcamente renumerados na esperanca de encontrar uma posicao para depois ser mandado embora!)

Esta falta de seguranca laboral e o principal motivo pelo quais as pessoas cada vez procuram formas alternativas de renumeracao, como esse caso.

Tu se trabalhares nas consultoras IT na zona de lisboa trabalhas para ganhar apenas para comprar comida. Renda e o resto das despesas e bom que tenhas amigos com que contar ou pais que te deitem a mao. As coisas estao terriveis!

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  bruno
4 meses atrás

Eu acredito que antigamente era mais fácil de arranjar trabalho especializado, mas também mais difícil de tirar a licenciatura.
Eu por exemplo, acabei este mês a minha licenciatura em gestão de empresas, em Coimbra, e estou preocupado com o meu futuro! Sei falar Francês e tenho experiência em trabalhar num super mercado, em França durante as férias. Mas sinto me um bocado apavorado em entrar no mercado de trabalho e como irei aplicar os conhecimentos que adquiri durante o curso!

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  bruno
4 meses atrás

Bruno, sua frase “acho que as razões são bem mais profundas que isso” … Sim.
Até mesmo eu poderia escrever uns 10 ou + livros sobre o porquê estarmos nesse ponto (livre de ideologia), e é quase impossível num comentário que se faça perceber qualquer coisa com profundidade.
Levei 3 décadas e leituras complexas pra chegar nas minhas conclusões e agora sinto que é impossível pra mim sequer me comunicar adequadamente numa sociedade sodomita como a minha. A jornada é solitária, no máximo com nossa família, e se, formos muito abençoados.

Não é nenhuma critica ou resposta ao seu comentário, só que, as coisas vão seguir seu curso torto queiramos ou não, a maioria não tem acesso sequer a boa vontade de tentar entender o próprio mundo. Nos resta aproveitar o presente diário que Deus nos permite.

Vitor PG
Vitor PG
Responder a  Carlos Zidane
4 meses atrás

Carlos Zidane defender uma empresa não é mais idiota do que torcer para um time de futebol, mas se a pessoa torcer prum time não é malvisto, ao contrário de defender uma empresa q goste, eu sou sonysta e não me envergonho, gosto de flame war, torcer para um time é burrice, vc compra suas camisetas, briga com os amigos e o time não te deixa jogar uma partida com ele num amistoso por exemplo, o console na pior das hipóteses pelo menos você usufrui dos jogos, pode falar mal do Brasil a vontade q até faço gosto mas não ouse falar porcaria sobre videogame, q é uma das coisas q mais amo

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Vitor PG
4 meses atrás

Vitor, Gostar de ver o futebol ou jogar videogame não é mal.
Agora ficar brigando na internet ou na rua por causa disso.. antes até era engraçado e eu fazia parte, memes etc, mas agora é puro gente ácida e sem graça.
Não tem proveito porque argumentos não valem mais nada.

HENNAN SANTOS CARVALHO
HENNAN SANTOS CARVALHO
4 meses atrás

No Brasil é um fato faz tempo. Até em lançamentos. Comprei RDR2, Sekiro, Death Strange entre outros por 130 na pré-venda mídia física enquanto a digital custava 250. Uma pena que com a piora do cambio, essas mesmas lojas elevaram o preço e TLOU2 não baixou de 180 ainda.

bruno
bruno
4 meses atrás

O digital oferecer somente mais barato sempre foi uma ilusao e os grandes defensores do futuro so digital ou de que o fisico “e mentalidade consolista dos anos 90” que abram os olhos agora e para isto!

O digital deixa tudo nas maos das empresas e como estamos a ver, generosidade nao existe, so existe se estiverem a perder.

O fim do fisico sera o fim da liberdade dos consumidores.

AlexandreR
AlexandreR
4 meses atrás

Off-topic:
Saiu um leak de uma third party que recebeu o devkit 2 da ps5.
A ser verdade, grande mostro!

https://www.leak.pt/leak-especificacoes-finais-da-ps5-e-xbox-series-x-dois-monstros/

bruno
bruno
Responder a  AlexandreR
4 meses atrás

Nem por isso.

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  bruno
4 meses atrás

Em termos de qualidade preço ya.

bruno
bruno
Responder a  AlexandreR
4 meses atrás

Digamos que é por esse argumento que tens o CEO da nVidia a afirmar que os portáteis vão ultrapassa r as consolas em Breve.

Mário Armão Ferreira
Responder a  AlexandreR
4 meses atrás

Há tanto rumor… tanta coisa diferente, que sem uma confirmação oficial, neste momento, não acredito em nada.

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Pensamento aleatório sobre a próxima geração:

2012/2013

Série Radeon HD 7000
Radeon HD 7700: 640 SPs
Radeon HD 7870: 1280 SPs

2019/2020

Série Radeon RX 5000

Radeon HD 5700: 2560 SPs
Radeon HD 5800: ???

Agora curiosidades…

1280= 640 x 2

Radeon HD 7870 é equivalente ao GPU da PS4.

A AMD acaba de registar imensos GPUs e há rumores desde já bastante tempo que irá haver a Radeon RX 5900, 5800.

bruno
bruno
Responder a  bruno
4 meses atrás

* Radeon RX 5700 e Radeon RX 5800

daniel
daniel
Responder a  bruno
4 meses atrás

A AMD demora demais no lançamento de suas placas, e ultimamente me faz pensar que as BIG NAVI, e consequentemente os novos consoles não vão chegar tão overpower como imaginam, pelo fato da linha Ampere ser apresentada/lançado no final do ano (rumor).
.Da 960 (28 nm) a 1060 (14nm) tivemos um ganho de 70-75%
.Da 1060 (14nm) a 2060 base (12nm) tivemos um ganho na ordem de 40-45%
Não manjo muito de hardware em si, mas passar de 12nm para 7nm (EUV da Sansung) me parece uma evolução muito mais próximo do que foi a passagem da série 900 para a 1000.
Disso, se faz um adendo:
.Da RTX 2060 a RTX 2080ti, em 4k, há um ganho entre 70 a 80%
Logo, não me espantaria da 3060 ficar entre a 2080 e 2080 ti, que é onde os consoles, na melhor das hipóteses, devem se situar. Se o PS4 foi lançado a $399 ,trazendo para valor presente a mais ou menos $449, do que se espera destes, e por $499, está bem plausível.
Apesar de ser “chutômetro”, penso que os consoles terão algo na casa de uma série 60 da Nvidia, assim como o One X em 2017 pelos mesmos $499.

Livio
Livio
Responder a  AlexandreR
4 meses atrás

Esse rumor apareceu no inicio da semana no 4chan (segundo a pessoa que me passou a informação) e segundo a mesma pessoa este site(4chan) não possui credibilidade

Alexandre Oliveira
4 meses atrás

Eu continuo com a minha máxima…quando compro jogos day one compro em versão física até porque se pretender mais tarde vender o jogo posso faze-lo.
Caso não compre no Day One por norma espero uma promo na PSN.
É verdade que os preços de tabela na loja digital não baixam como os físicos, mas também é verdade que fazem muitas promoções, e essas sim compensam em relação a compra física (mesmo já estando baixo o preço de tabela na versão física as promos digitais pelos menos no meu caso têm funcionado mt bem).

Dou como exemplo alguns exclusivos da Sony e jogos da Ubisoft que em versão física estão mais caros que as promos recorrentes que a PSN faz.

Ainda agora vi na Worten Uma senhora a comprar o Division 1 por 26€ quando o Division 2 está a 9€ na PSN (em promoção claro).

Alexandre Oliveira
4 meses atrás

Resumindo o que quero dizer é que em relação ao preço de tabela sim é verdade e concordo com o artigo, mas por outro lado também é verdade que as promoções chegam mais rápido e são recorrentes no Digital.

Alexandre Oliveira
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Verdade Mário, não estamos a ter uma promoção, nessa altura estamos só a pagar um valor mais justo pelo digital.

error: Conteúdo protegido