Horizon Forbiden West na versão PS5, não será apenas a versão PS4 com maior resolução e nível de detalhe.

5 8 votes
Avalie o nosso artigo

O jogo terá diversas melhorias internas, a nível de física, renderização e som, que só são possíveis de ser executadas no hardware da PS5.

Horizon: Forbiden West fará uso do hardware da PS5 no sentido de melhorar a experiência de jogo face à versão PS4.

Segundo Mathijs de Jonge, o diretor de jogo, o jogo possui diversas otimizações que são apenas possíveis na PS5. Não se trata apenas de usar o maior potencial da consola, com maior resolução, maior taxa de fotogramas, ou mais nível de detalhe. Isso são situações que ocorrem naturalmente, desde que previstas, devido ao hardware mais poderoso da consola! Na realidade o jogo irá usar, por exemplo, as potencialidades de Ray Tracing da consola para obter efeitos de física mais realistas, renderização de certos efeitos de forma mais realista, e som igualmente mais realista.

Mathijs de Jonge não entrou em grandes detalhes técnicos sobre o que seria ou como seria implementado, mas referiu que o Ray Tracing será utilizado para melhorar “muitas coisas” no jogo. A sua explicação para não entrar em grandes detalhes foi que não é um “Engenheiro”, pelo que não pode explicar mais do que o que referiu.

Eis as diferenças que se sabem irem existir entre as duas versões:



Performance:

A versão PS5 terá um modo performance a 60 fps.

Cenários:

A água será um elemento importante no novo jogo. A PS4 e a PS5 processarão a água de forma diferente, usand mesmo métodos de rendering diferentes, com a versão PS5 a liderar em termos gráficos e de detalhe.

Luz:

A luz, a forma como é tratada e processada, será igualmente diferente entre ambas as versões, usando Ray Tracing para alguns efeitos na consola de nova geração. O efeito de luz em torno de Aloy, que a Guerrila denomina de “Luz de heroi”, não existirá na PS4.

Tempos de carga:

Segundo os criadores do jogo, a PS5 apenas demorará alguns segundos a carregar o jogo. A versão PS4 demorará algo na ordem dos 2 minutos.

Som:

Horizon Zero Dawn tirará partido do audio 3D, de forma a criar maior imersão.

Suporte Dualsense:

As caraterísticas do DualSense serão plenamente aproveitadas. A força que Aloy exerce ao puxar o arco será refletida no controlador, com os gatilhos a responderem de forma diferente a situações diversas.



Nota final:

Apesar de tudo o que é referido em cima não posso deixar de referir uma nota de tremendo desagrado com as políticas da Sony face aos jogos PS5.

É certo que Horizon Zero Dawn na PS5 é bastante mais complexo que a versão PS4, e que o jogo terá atualização gratuita entre versões após queixas dos utilizadores sobre a promessa de upgrade gratuito. Mas mesmo assim, não posso deixar de abordar as políticas da empresa face aos restantes jogos Cross Gen. E sinceramente, tenho bastante dificuldade em aceitar a política de rapina de se cobrar nestes jogos mais 10 euros. Sinceramente, a comparação mais direta que me ocorre é um jogo PC custar mais 10 euros se for jogado num GPU com Ray Tracing e ser mais barato se for corrido num GPU mais antigo. Apesar de a coisa não ser bem assim nas consolas, a realidade é que por muito que se tente fugir a esta comparação, é impossível evita-la por completo. Pura e simplesmente este custo extra faz pouco ou nenhum sentido. É certo que neste caso em particular a Sony tinha prometido que haveria um patch gratuito para passagem da versão PS4 para a PS5 seria gratuita, algo que referiu ir entregar após queixas. Mas no entanto para os restantes jogos manteve o custo de 10 euros, o que não faz sentido nenhum. Diga-se aliás que quando a Sony se referiu ao patch gratuito para Horizon o perceptível não foi que tal seria uma excepção, mas sim a regra. Mas aí, não tendo a coisa sido 100% clara, a Sony aproveita-se.



5 8 votes
Avalie o nosso artigo
guest
53 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Carlos Zidane
Carlos Zidane
17 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Essa notícia me agrada, pois se dependesse de mim, esse jogo nem saía no PS4, seria desenvolvido a raiz pro PS5.
O TLoU 2 deveria ter encerrado os trabalhos no PS4, é como já disse, de que adianta um novo console se os jogos vão continuar presos ao antigo?!
Entendo a questão dos mais de 100 milhões de clientes mas, trazer motivos pra arrancar forte a nova geração me agrada mais! Ou vamos ver o potencial da máquina só a 2 terços ou até 1 de sua vida útil.
E concordo com sua nota final sobre a malandragem deles, mas se o pessoal cobrar, eles terão de voltar atrás. Não podemos deixar a mentalidade pré PS3 voltar.
Devem continuar a boa filosofia da era PS4 onde massacraram recordes em todas as áreas, vendas, qualidade técnica, suporte etc.

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Carlos Zidane
16 dias atrás

Eu concordo 100% com o que escreveu e é por esse e outros motivos que eu sou tão severo em julgar as atitudes dessa gestão, eu honestamente vejo a Sony como a única empresa que me fornece jogos com qualidade alta e não gostaria de ver ela seguindo o caminho da Microsoft, ou entrar nessa onda de jogos GAAS.

E essa onda dela querer buscar renda abrindo mão de suas principais franquias, ou como falei ontem nomes fizeram o Playstation ser o que é hoje, sempre me pareceu um pacto com o diabo, onde a curto prazo não veremos nada, mas a longo pode ser extremamente prejudicial para a plataforma.

Deto
Deto
Responder a  Carlos Zidane
16 dias atrás

como critério de “100m” de consoles, o spider MM sempre bomba em vendas com as vendas do PS5.

foi um tiro no pé esses crossgens da Sony, não vai vender nada no PS4 e ainda vai ter amarras por ser crossgen.

Daniel Cardoso
Daniel Cardoso
16 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Hi ai Mário, já viu o novo GoW, praticamente é jogo ps4 com uma perfumaria a mais no ps5, a pergunta que faço é, porque diabos andámos a pagar 80 euros em jogos crossgen no Ps5, a teoria que os jogos estão mais caros, caiu logo por terra quando os jogos são na grande maioria crossgen, ou seja o preço está igual a geração passada, o que me leva a querer que isto é ganância pura. Para não falar do Uncharted, depois desse, é mais que certo que GOW 2018, Tlous 1 e 2, e Ghost vai dar as caras no PC, e assim se pede um legado que outrora era místico na plataforma playstation, más referente ao Uncharted gostaria se saber se vamos ter upgrade gratuito para quem já tem o jogo, se uma atualização a 10 euros, ou se vai ter que comprar o jogo outra vez para se ter direito a uma coisa que os PC já oferecem por direito, e por falar nisso, estou curioso para saber qual vai ser o preço em ambos os sistemas, se eles passarem a navalha ai, as pessoas então é que caiem em cima da sony.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Daniel Cardoso
16 dias atrás

Hã? Mas os jogos não são mais caros por serem desenvolvidos pro Ps5. Eles já estavam mais caros pra serem desenvolvidos no PS4. Não sei qual parte que você não entendeu.

Alexandre Oliveira
Alexandre Oliveira
Responder a  Daniel Cardoso
16 dias atrás

Conseguiste ver isso no trailer minúsculo de GOW…meus parabéns olho clinico.
(Ou demasiado selectivo)

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Daniel Cardoso
16 dias atrás

O que eu vi ontem é um GoW de PS4, não tem nada de especial (PS5) naquilo alí
Tristeza desse tal de crossgen, claro que ainda é um game lindo, mas podia ser muito melhor hehe

Alexandre Oliveira
Alexandre Oliveira
Responder a  Carlos Zidane
16 dias atrás

Calma o trailer é minúsculo com certeza o melhor está para vir, não é com esta amostra que se consegue tirar conclusões sem serem precipitadas.
Para mim que sou gamer casual (tenho uma bela vida fora desta vida) gostei bastante.
A minha critica maior vai mesmo para GranTurismo que volta á velha formula (e isso até é bom) mas parece-me falhar novamente nos efeitos de sujidade e fisica nomeadamente o vento continua a ser ignorado e colisões mais realistas, mas enfim o que disse para o GOW é valido para este também, ainda não mostraram tudo ou quase nada.
O Uncharted já era esperado, fere orgulho de fã acérrimo, mas a realidade é que o seu potêncial comercial está esgotado na Play e as empresas existem para fazer dinheiro.
Quando sair ou se sair o uncharted 5 (eu compro day one quem quiser esperar 6 anos e jogar jogo velho força nisso.)

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Alexandre Oliveira
16 dias atrás

Sim, não vou discordar totalmente de você, não penso o mesmo mas acho bastante válido o que disse.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
16 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Me pareceu que Horizon Forbidden West foi super bem vendido, e God of War Ragnarok ainda não.

Horizon Forbidden West teve um state of play somente para ele, onde tiveram tempo à vontade para destacar as principais melhorias em relação ao Horizon Zero Dawn e impressionar a todos. Já God of War Ragnarok se expremeu em um rápido trailer de 3 minutos onde precisavam mostrar que o jogo já estava encorpado, variando ambientações e cenários.

Então a minha impressão é que se Horizon Forbidden West fosse apresentado em um trailer de 3 minutos, muitos diriam que é igual ao Horizon Zero Dawn do PS4 porque não haveria tempo de se ver muita coisa. E se God of War Ragnarok recebesse um State of Play só para ele, teriam 15 minutos para detalhar um gameplay mostrando as novidades do jogo e convencendo que de fato teve evoluções notórias embora seja cross-gen.

Juca
Juca
Responder a  Carlos Eduardo
16 dias atrás

É preciso aguardar um pouco, é a primeira vez que se vê o game, e do pouco que vi, gostei imenso. Dá uma reassistida no trailer em 4k, numa tela grande, tem no canal do Playstation no youtube. Não vai se arrepender!

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Juca
16 dias atrás

Sim, eu vi que tem muito potencial. Só aquela parte da água já ficou claro ali que tem melhorias muito interessantes. A questão é que para esse potencial ficar escancarado na grande maioria, precisa de um state of play para o jogo, que deverá vir em um futuro breve.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Carlos Eduardo
16 dias atrás

Só complementando, no neogaf tá cheio de cara falando: “ah, curti o GOW Ragnarok, mas Horizon FW é mais bonito”. Eu tenho nitidamente a impressão que quando tiver um State of Play de GOW Ragnarok com 15 minutos para detalharem o gameplay como quiserem, muitas impressões podem mudar lol.

Edson Nill
Edson Nill
Responder a  Carlos Eduardo
16 dias atrás

Creio que isso esteja atrelado a arte de Horizon com inúmeras cores, dando a sensação que está melhor graficamente que o GOW.

Juca
Juca
Responder a  Edson Nill
16 dias atrás

Sem dúvida Horizon Forbidden West é mais saturado e a tal luz do herói dá um aspecto realçado e cinematográfico ao protagonista, tudo isso tem seu valor. Mas ambos estão igualmente incríveis, na minha opinião.

Deto
Deto
Responder a  Carlos Eduardo
16 dias atrás

quase certo que vai ter um state of play somente do God of War… mas isso só ano que vem.

Juca
Juca
16 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Essa política da Sony é burra em diversas frentes… Se fosse uma ganância inteligente teria aumentado o preço de tudo e oferecido esses patchs de transição “de graça”.
Estou de pleno acordo com você quanto a sua nota, Mário.

Deto
Deto
Responder a  Juca
16 dias atrás

também podia ter feito isso.

Deto
Deto
16 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Dizem que HFW e God of War são jogos de PS4 que foram empurrados um ano para frente para saírem no PS5 também.

Ai veio o Covid e ferrou com o planejamento de lançar crossgen somente até 2020

Mas de qualquer jeito, todos os dados que nos temos acesso indicam que o crossgen foi um fracasso, spider MM vende 90% no PS5.

No fim, foi bagunça.

Acho que pelo menos isso vai servir de análise de caso para exclusivo da Sony crossgen e meu palpite é que no PS6 eles não irão fazer mais isso.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Deto
16 dias atrás

Kk Se bobear eles estão muito felizes com esses 10% das vendas no PS4 (que vc refere) que são adcionais e tanto faz pra eles se o jogo é o último nível técnico, eles estão lucrando e sabem que o jogo é bom, bonito e vende de qualquer maneira.
O pessoal que planeja ficar no PS4 mais um tempo agradece também, só o pessoal do PS5 que paga o pato mesmo.

Deto
Deto
Responder a  Carlos Zidane
16 dias atrás

pode ser que esses 10% do PS4 iriam comprar um PS5 se precisasse para jogar

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Deto
16 dias atrás

Isso é um ponto de discussão bem interessante, porque dentro das dezenas de milhões dos jogadores ativos, existe um subconjunto que são os jogadores ativos que acompanham as novidades. E em nível global, esses jogadores costumam migrar rapidamente de geração, prova disso que via de regra todo console vende bem no lançamento. Então quando vem um console novo no mercado, o anterior se defasa muito rapidamente para esse perfil de jogadores, diminuindo consideravelmente as vendas.

Por exemplo, Gran Turismo 5 foi lançado em 2010, ali no meio da geração PS3, e vendeu 11.95 milhões de cópias. Já Gran Turismo 6 que foi elogiado na época e lançado em 2013 no finalzinho da geração vendeu menos da metade, ou seja, 5.22 milhões de cópias (https://www.vgchartz.com/gamedb/games.php?name=gran+turismo). O motivo disso é claro, como o PS4 tinha acabado de entrar no mercado, a grande massa de jogadores ativos e que acompanham novidades deixaram de dar o suporte ao jogo, já que o PS3 virou passado.

Creio que o cross-gen se deve mesmo à falta de consoles no mercado. Embora esses estúdios começaram o desenvolvimento usando as mesmas técnicas de rendering usadas no PS4 (provavelmente porque na época ainda não se tinha devkits), talvez projetaram centralizar esforços apenas no PS5 maximizando o que fosse possível em polycount, LODs, etc. e com a pandemia somados à escassez de PS5 no mercado, resolveram lançar como cross-gen mesmo, o que provavelmente explica alguns atrasos, pois mesmo usando rendering padrão do PS4, polir um jogo e deixar a experiência suave em cada SKU custa muito trabalho e tempo.

Livio
Livio
16 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

[OFF] Eu acho que se pudesse o Mário deveria fazer um artigo sobre a Insomniac. É o estúdio que mais está entregando na nova geração, são 5 jogos em menos de 2 anos de aquisição.

Livio
Livio
Responder a  Mário Armão Ferreira
16 dias atrás

só não vá engolir o Donut!!

Juca
Juca
Responder a  Mário Armão Ferreira
16 dias atrás

Qual Ender é essa, Mário? Estou pensando em comprar uma, mas ainda estou pensando se vale investir um pouco mais e comprar um modelo mais sofisticado.

eduard08
eduard08
Responder a  Mário Armão Ferreira
15 dias atrás

Eu sempre que vejo alguem a preguntar por uma boa impressora 3d, quase todos recomandam uma Creality Ender, que em qualidade/preço nao ha melhor ou a Artillery Sidewinder x1 (a x2 acho que esta a sair ou saiu agora)

Daniel
Daniel
Responder a  Mário Armão Ferreira
16 dias atrás

O que mais impressiona é a razão qualidade/produtividade do estúdio. Não só da Playstation Studios, mas de toda indústria. Não conheço nenhum estúdio do porte deles que entrega tanta coisa boa em curtíssimo espaço de tempo; entregaram 2 jogos em plena pandemia onde a maioria dos jogos fora adiado. Seria interessante um artigo sobre a dev mesmo. Eu já li que algumas coisas eles terceirizam, mas isso não é novidade; vários estúdios fazem isso. A questão deve estar mais ligado a gestão organizacional, que aparenta ser excelente por sinal.

Livio
Livio
Responder a  Livio
16 dias atrás

[OFF 2] Legal foi a reação!
https://youtu.be/EExTHVoiAvU?t=2807

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Livio
16 dias atrás

A Insomniac é um case muito interessante. Eles sempre fizeram bons jogos, mas com Sunset Overdrive resolveram arriscar algo diferente do que vinham fazendo com Resistance e Ratchet and Clank. Um jogo de cenários abertos e rápida transição entre o mapa. Sucesso.

O resultado alcançado com Sunset Overdrive abriu as portas para Sony e Marvel confiarem o Spiderman nesse estúdio. Se assistir a apresentação do pessoal da Insomniac na GDC, eles comparam bastante o que fizeram em Spiderman baseando sobre as técnicas que eles usavam em Sunset Overdrive (https://www.youtube.com/watch?v=KDhKyIZd3O8). Então é muito legal observar isso, entregaram um excelente trabalho em Sunset que abriu as portas para evoluírem mais (principalmente em narrativa) e chegarem às grandes massas com Spiderman.

E agora com os resultados alcançados no Spiderman e o Miles, abre-se uma porta gigantesca para esse estúdio virar uma grande fábrica de jogos envolvendo super heróis da Marvel. Já tem easter egg do Hulk no trailer de Wolverine, é possível que Iron Man saia do VR para se tornar um grande blockbuster. Tem tudo para ser uma gigantesca mina de dinheiro, maior do que já o é. Com isso, creio que levaremos muito tempo para ver outro Ratchet and Clank. O foco da Insomniac está bem claro.

As revelações de Wolverine e Spiderman 2 foram bombásticas e surpreenderam a todos nós, mas vejo explicações plausíveis. A Sony tem muito o que mostrar, tanto dos seus first-party quanto second-party. Só que devem ser jogos para 2023 em diante, dedicados ao PS5. E claro, deve ter IPs novas e sequências de jogos aclamados como Ghost of Tsushima. Mas ao que tudo indica, a Sony queria gerar um barulho muito grande por agora, talvez por não ter grandes lançamentos no holiday deste ano, que é uma época onde se vende muito videogame. E com todo o respeito, mas os novos jogos de Spiderman e Wolverine geram muito mais barulho em nível global do que as demais IPs da Sony, que são mais reservadas ao público gamer. Vão vender muito PS5 com esses anúncios, e 2022 está garantido com Horizon FW, GT7, Forspoken e GOW Ragnarok.

Então é isso. Queriam o barulho e conseguiram. Todos no hype (inclusive eu).

PS: e nem falei do remake de Star Wars, que até amigo meu que nem joga videogame veio me mostrar todo empolgado. A Sony quer porque quer esse público fissurado em cinema comprando PS5 rs

nETTo
nETTo
16 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Legal

E é isso, são jogos Crossgen com algumas perfumarias de nova geração não possíveis na velha.

Miles Morales mesmo foi assim
Nova tecnologia de cabelos
IA pra deformação de músculos
Raytracing

Horizon FW e God of War pelo que aparentam estão indo pelo mesmo caminho. Evoluções de seus anteriores.

Vi hj a análise grafica de Elanalistadebits com relação a God of War. Nítido que o jogo tá evoluindo em relação ao lançado em 2018, mais não é uma revolução geracional, personagens com modelagens melhores, melhores animações, e todo o resto que mais perto do lançamento deve ser detalhado mais a fundo pela Santa Mônica.

O hype é certo

Edson Nill
Edson Nill
16 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Depois que passou a empolgação e analisei o evento com racionalidade, daria um 7,5 pra ele! GOW lembra muito o do ps4, mas com algumas melhorias, principalmente na água. ( Olho de leigo). Certamente está condicionado ao ps4, mas abre margem para um debate sobre até onde um ps5 poderá melhorar aquilo, caso o game fosse somente do ps5, usando seu total potencial. como não curto tanto heróis, não me empolguei tanto com Spiderman, onde até me chama a atenção que já será o terceiro game do Aranha em 5 anos caso ele saia em 2023 ( algo que não acredito muito). Wolverine demorará ainda mais pelo jeito, fora que foram CGs ( ele e o homem aranha), mas alguns aqui não mencionaram isso, porém quando a MS fez o msm com seus games, meteram o ferro. Rsrs. Gt 7 é um game que está com bom aspecto e parece tentar resgatar o louros do passado. Quanto aos outros games, alguns bons, outros nem tanto, porém foquei mais nos exclusivos, pois eles que dão aquela pitada de sal. Para finalizar, Uncharted 4 e Lost legacy no pc abre margem para até quando os games do play irão migrar, se irão todos do ps4, se os do ps5 irão em menor tempo, etc… A Sony deixa brechas abertas para interpretação. Caso confirme essa lineup de games exclusivos para 2022, a mesma será ótima, mas… Adiamentos não estão descartados, porém há outros supostos exclusivos ainda não mostrados… O futuro nos reserva surpresas!

nETTo
nETTo
Responder a  Edson Nill
16 dias atrás

Spiderman não foi em CG, Wolverine sim

Sobre Uncharted, já tinha vazado em slide de uma apresentão para investidores que seria o mesmo, mas lá não aparecia o Lost Legacy. Enfim, desde que Horizon ZD foi anunciado pro PC continuamos a debater esta política da Sony que já está consolidada. Jogos legacy irão ao PC, quais, quantos? Ninguém sabe, por hora Horizon ZD, Days Gone e agora Uncharted 4/Lost Legacy estão confirmados.

Sobre outros supostos exclusivos, há alguma duvida de que NaughtyDog, Suckerpunch, Bend, MediaMolecule, Asobi, Blue Point, PixelOpus, Housemarque, London, San Diego e os dois mais recentes devem ter seus projetos em algum grau já de desenvolvimento. Sem contar as outras equipes dos times maiores como a liderada por Cory na Santa Monica, ou a liderada pelo Drew Murray que era líder da The Initiative e voltou em posição de liderança na Insomniac (está tem 4 times).

O presente tem sido promissor, o futuro não parece que deixará a peteca cair

Edson Nill
Edson Nill
Responder a  nETTo
16 dias atrás

Verdade, foi capturado do ps5, porém ainda sim para 2023.

José Galvão
José Galvão
14 dias atrás

Muito honestamente acho que esta showcase foi salva pelos últimos 10 minutos, adorei o GT7 e o GOW, gostei das surpresas da Insomniac só que achei que foram anunciadas demasiado cedo, não gosto nada de um anúncio para algo que só vou ter daqui a 2 ou 3 anos, é só combustivel para guerra de fanboy e ”filler” para um showcase fraco que de outra forma seria um evento ao nível do que a Microsoft nos tem habituado.

O que eu achei muito interessante foi constatar aquilo que já se especulava, o ”dobrar” dos estúdios da Sony ou seja, terem a capacidade de fazer mais que um jogo em simultâneo, já se percebeu isso com a Insomniac e o mesmo com o estúdio de Santa Monica bem como a Guerrilla, o que demonstra um investimento inteligente por parte da Sony, que em vez de fazer como a Microsoft que recorre ao livro de cheques para comprar competitividade, opta por investir e rentabilizar o que já tem, poupando muito mais dinheiro ao mesmo tempo que obtem melhores resultados.
A Microsoft até pode ter mais estúdios no papel, mas acredito que na prática a Sony tem muito mais mão de obra, é caso para dizer que, menos… é mais…

Andrio
Andrio
Responder a  José Galvão
14 dias atrás

O evento teve uma divisão estranha.

1. parte projetos parceiros e Indie
2. Ps Studios
3. Os caras lá falando

Fora isso como vc mesmo pontuou esse lance de mostrar algo muito cedo é algo que eu n acho legal. Critiquei a Microsoft e crítico a Sony também!
A diferença entre as duas é que uma vem entregando com constância e já tem jogos com janela de lançamento.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Andrio
14 dias atrás

No começo só Project Eve e o Knights of the Old Republic me animaram. O resto foi desnecessário eu diria.
A menina de cartolina tocando violão… Lamentável ter isso num evento desse.

Nathan Drake no PC argh, foi horrível ver isso.
GTA V update… Aí é pra matar de raiva (e pro ano que vem aínda???)

Mas depois, Spider 2 com Venom, Wolverine (incógnita, mas nas mãos certas), GoW, GT7 (+ ou -) e já sabendo de Kena, Horizon Forbidden West… Vish aí só alegria
E ainda uma hora dessas tem a Naughty Dog…

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  José Galvão
14 dias atrás

A mim é bom e ruim. Bom por saber algumas coisas que vem e ruim pela enorme espera. Acho que prefiro saber, não sei. Não saber pode dar um “vazio” desagradável também.

Estou torcendo pros estúdios MS detonarem, mas infelizmente não tenho muita esperança pelo tipo de conteúdo que eles tem apostado, o próprio Halo pra mim é um desastre. Tirando Starfield e FH5, mais nada me importa, e FH5 precisa inovar um pouco, já estou iniciando um pequeno cansaço, assim como o GT7 não empolga tanto (a mim) exceto pelo fato de que não teve um (pra mim) no PS4.

Pra completar, o console de 12 Tflop está devendo muito, mas muito dever de casa, assim como o One morreu devendo.
Let’s make Xbox great again!! Please! (Isto não é brincadeira)

Bom domingo a todos

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Carlos Zidane
14 dias atrás

Cara acabei de ver uma notícia que já me deixou completamente desinteressado no GT7, foi confirmado que o jogo é Always On, até para jogar o single.
Uma vergonha.

Andrio
Andrio
Responder a  Mário Armão Ferreira
14 dias atrás

Pois é, aconselho a n comprar, mas dei uma pesquisada aqui e só vi essa notícia na gamevicio. Dei uma passada rápida no blog do PS e n achei nada. De qualquer forma como Mario falou, senão mudar n comprem! Isso é totalmente errado.

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Andrio
14 dias atrás

Eita, eu também vi na gamevicio, mas como a fonte era o blog da Playstation deixei passar, se não for verdade eu peço desculpas pelo meu erro.

Andrio
Andrio
Responder a  Daniel Torres
14 dias atrás

Rlx Daniel, falei mais pq tinha dando uma olhada e não achei além da gv. Mas posso n ter visto certo. Esse ponto que vc trouxe é algo que n devemos aceitar para jogos singleplay.

Livio
Livio
Responder a  Daniel Torres
14 dias atrás

Pelo que vi na capa provisória ele segue o mesmo que o GT Sport, tem que estar online para salvar, até aí nenhuma novidade, embora eu tenha opinião contrária

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Livio
14 dias atrás

Entendi, eu joguei pouco do GT Sports e acho que por isso não percebi, mas o save do single depender do online para mim o jogo já sai de minha lista de interesse, GT eu jogo apenas por diversão e mal toco no online já que não trnho habilidade kkkkk

Livio
Livio
Responder a  Daniel Torres
14 dias atrás

Pois ‘e se GT7 continuar assim n~ao sei por qual motivo, ali’as nem sei do porqu^e o GT Sport n~ao salvar a campanha offline pq a campanha n~ao interfere no status FIA

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Daniel Torres
14 dias atrás

Daniel e demais colegas, caramba que notícia péssima! Se for assim mesmo passarei ao lado de mais um Gran Turismo.
Não aceito nada disso e não compro, pode ser o jogo que for. Espero que o pessoal não aceite, senão ja era.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Carlos Zidane
14 dias atrás

PS: quando estou lá no GTA Online ou no PUBG isso não importa pois, o jogo é pra interação com outros usuários, mas nos single player isso é inaceitável, joguei até o GT6 sem nada disso.

Livio
Livio
Responder a  Daniel Torres
13 dias atrás

No entanto, a mensagem está repleta de asteriscos que no fim explica o seu significado, “estas funcionalidades exigem uma ligação à internet”.

Isto significa que modos ou funcionalidades como Scapes, GT Café, Livery Editor, Modo Campanha e o GT Auto onde ajustas a performance dos carros ao teu gosto estão todos acompanhados por asteriscos, assinalando a necessidade de uma ligação online.

É o que tem na Eurogamer.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  José Galvão
14 dias atrás

Essa questão de “dobrar” os estúdios é bem interessante. Mas sobre o seu primeiro parágrafo, eu tenho outro ponto de vista.

Eu achei que o começo foi muito bom, eu estou super animado com Forspoken, e o remake do Star Wars foi bombástico. E vimos claramente a Sony querendo despejar anúncios de peso com alcance global além do público já conhecido dos games. Star Wars, Wolverine e Spiderman são títulos que alcançam um público maior do que os já habituados a assistirem esses eventos de jogos.

O que faltou no evento da Sony foram gameplays de impacto. Eu gostei do que vi em GOW Ragnarok, GT7 e Forspoken, mas é notório que os trechos de gameplays foram apresentados no formato cinematográfico de trailer, limitado a 3 minutos. Nós que gostamos de jogar videogame interagimos com os jogos, então o formato que nos agrada se aproxima mais das antigas E3 e dos State of Play, com gameplays mais sólidos, que nos permitam vislumbrar como vai ser a experiência real com o jogo. Trailers no formato de filmes parecem insuficientes para nós.

Entretanto, para resolver isso bastaria aumentar a duração do evento para 1 hora e meia como na E3 correto? Aí é que está a questão, me parece que a Sony quer fazer eventos curtos de 40 minutos com diversos anúncios rápidos principalmente porque as visualizações não estão mais restritas ao público gamer. Tem muita gente que é de fora do mundo dos jogos e está assistindo, e talvez esse público não tenha paciência de ver 15 minutos de gameplay. Só para deixar claro, eu não defendo essa abordagem, estou apenas tentando traçar um diagnóstico do formato escolhido pela Sony.

error: Conteúdo protegido