Insomniac custou 229 milhões à Sony. Como comparação, a Mojang custou 2,5 mil milhões à Microsoft.

0 0 votes
Avalie o nosso artigo

A disparidade de preços pagos por duas empresas radicalmente diferentes mostra bem a diferença de objectivos e visão de ambas as empresas.

Confesso que quando soube o preço que a Sony pagou pela Insomniac fiquei surpreso. 229 milhões!

E fiquei surpreso porque, não fazendo a mínima ideia do preço que poderia custar uma empresa como esta, usava como bitola de medição o preço pago pela Microsoft pela compra da Mojang, uma empresa Indie, detentora do popular jogo Minecraft.

E quando a Microsoft pagou 2,5 mil milhões de dólares (ou 2,5 biliões na unidade Americana) por essa empresa, o preço da Insomniac, parece quase uma pechincha. Mas não que isso seja uma total surpresa pois basicamente a compra da Mojang é referida como potencialmente a mais cara da história face à empresa que é.

A realidade é que a Mojang é uma empresa que sempre fez jogos Indie, a Insomniac produz títulos dos mais variados, incluindo AAA de sucesso. De acordo com o Linkedin a Insomniac possui 201 funcionários fixos, a Mojang possui 51 funcionários fixos. A Insomniac produziu desde 2011 um total de 20 jogos dos quais podemos destacar como conhecidos Resistance 3, Ratchet and Clank: All 4 One, Ratchet and Clank: Into the nexus, Ratchet & Clank: Full Frontal Assault, Sunset Overdrive, Ratchet and Clank – PS4, Song of the Deep e Spider-man, a Mojang produziu desde 2011 um total de 14 jogos, dos quais podemos destacar como conhecidos Minecraft, Minecraft Classic, Minecraft earth, Minecraft Dungeons e Minecraft Realms.



Basicamente vemos aqui uma semelhança clara entre estas empresas e a filosofia dos estúdios de ambas as empresas, onde num lado se aposta na diversidade e criatividade, e no outro no explorar do mesmo jogo até à exaustão, com equipas presas ao mesmo.

Basicamente a diferença entre as empresas é gigante. O que as aproxima, e até dá a vantagem à Mojang é que a empresa teve entre mãos um dos maiores sucessos dos videojogos, o seu Minecraft. Um jogo que se tornou popular e vendeu mais de 176 milhões de cópias.

A compra da Mojang pela Microsoft é uma mostra dos da realidade e objectivos da empresa. Uma empresa que não se importa de gastar largos milhões para entrar nos mercados de massas, para obter uma fatia do mesmo e arrecadar a sua receita. A ideia da Microsoft é estar presente nos mercados onde há muitos clientes.

Agora, será que o custo da Mojang se justifica? Apesar de a Microsoft não referir valores exactos, o que o wikipedia nos refere é que em 2015 as suas receitas nos videojogos aumentaram 63 milhões, tendo a Mojang contribuído para isso. Mesmo que possamos atribuir a totalidade do valor à Mojang, o que vemos que a este ritmo a Microsoft necessitará de 39 anos para recuperar o investimento.

Aliás, o valor pago percebe-se ser alto quando vemos que os 176 milhões de cópias de todas as versões de Minecraft, que foram vendidas a uma média de 15 dólares cada (umas versões mais caras, outras mais baratas) terão rendido à Mojang algo na ordem dos 2.65 mil milhões de dólares (ou 2.65 biliões na unidade Americana). Perante esta estimativa estamos perante um valor de apenas 150 mil dólares mais do que a Microsoft pagou!

Já a compra da Insomniac pela Sony mostra a procura de uma empresa com diversidade, qualidade e capacidade de produção de material diverso.



E foi a compra cara? Claro que não! Só o Spider man vendeu mais de 13.2 milhões de unidades. Se aceitarmos, numa estimativa altamente por baixo que ignora a receita de todos os restantes jogos criados para a Sony, e usando apenas o Spider Man, considerando que metade destas vendas foram a 70 euros (ignorando a receita vinda da outra metade), temos que a receita gerada pela Sony só com este jogo foi de 420 milhões, ou seja 1,8 vezes mais do que custou a Insomniac.

Uma pechincha!

Há aqui claramente uma diferença notória na forma de investir, de ver o mercado, de gerir o dinheiro, e de pensar a produção de jogos para a sua consola. Até porque com a compra da Insomniac os  IPs que esta detêm passam a ser exclusivos Playstation, ao passo que com a compra da Mojang, o Minecraft continua a ser multi formato e disponível em quase todos os sistemas, não sendo assim uma verdadeira mais valia para a consola da Microsoft.

Isto não torna qualquer uma das compras melhor que a outra. Mas mostra que há claramente uma diferença na forma de gestão e visão do mercado, das consolas e dos videojogos. Tal e inegável.

Mas como um jogo de sucesso como o Minecraft não é algo que se acorde e decida criar, sendo basicamente um golpe de sorte, a nível de capacidade de produção, a compra da Sony soa a bem mais interessante para a produção em geral… e acima de tudo, barata!



Nota final:

Já depois de ter escrito o artigo de cima, tive conhecimento do valor que a Microsoft pagou pela compra da Rare em 2002.

Foram 375 milhões de dólares! Ora de acordo com este website que calcula a taxa de inflação, isto traduz-se num valor em 2019 de mais 42%, ou seja 532 milhões de dólares.

 



error: Conteúdo protegido