Mais do que nunca, apresentação do novo iPhone foi um regresso ao passado!

A Apple, que durante tantos anos foi líder em tecnologia, agora apresenta as suas novidades com muita tecnologia que já está disponível, alguma há alguns anos, no Android!

Nota inicial: Este não é um artigo de análise, ou de critica, mas apenas de mera constatação.

As apresentações da Apple, apesar de continuarem a conter muitas novidades tecnológicas (e mau seria se não as tivessem), cada vez mais soam a uma viagem ao passado. Aquela que em tempos foi uma empresa líder em tecnologia, e em que os seus produtos eram 100% inovadores, agora apresenta como novidades tecnologias que o Android já possui à alguns anos. Mas, curiosamente, nem esta mistura de tecnologias de ponta e outras já com anos permite que os preços dos iPhones sejam mais baratos! Na realidade a cada novo lançamento, e apesar de cada vez mais existir tecnologia que já não é novidade nenhuma, os preços dos iPhones batem novos recordes.

E não se negando que mesmo assim, este iPhone apresentou muitas tecnologias inovadoras, algo cuja descrição foge ao âmbito deste post, eis a lista de tecnologias apresentadas no iPhone 11 em que a Apple se limita a recuperar terreno:

As novidades que não são novidade nenhuma:

A nova câmara super grande angular



Uma novidade que foi introduzida no Android faz agora 3 anos. Foi a LG que a introduziu no seu G5 nessa data! Actualmente a Huawey suporta-a desde o seu Mate 20 Pro lançado o ano passado, e a Samsung também a a suporta desde o seu S10 lançado no início do ano.

O Modo Noite e as fotografias de baixa luz

Introduzida nos Android já à vários anos, sendo suportado regularmente pela Huawei, LG e Samsung. A Google introduziu isso no seu Pixel também, em Novembro do ano passado!

Dolby Atmos

No Android o Dolby Atmos é já um padrão, e todas as marcas apostam nessa tecnologia. O suporte Dolby Atmos possui suporte Android desde o Android Nougat  (7), lançado em 2016! Nessa versão do Android, o suporte Dolby Atmos tinha de ser instalado à parte. Por exemplo, para o Motorola G5, modelo de 2015, esse ficheiro pode ser encontrado aqui.

Carregamento rápido 

Não só esta tecnologia existe há anos no Android, como os sistemas estão muito mais evoluídos e as potências de carga são maiores.

Futuras novidades que já não são novidade

Numa futura apresentação de um iPhone 12 a Apple deverá vir a apresentar novidade pelo menos as seguintes tecnologias, já presentes no Android à mais de um ano.

Reverse Charging – A capacidade de carregar, por indução, outros aparelhos, usando a carga da bateria do smartphone.

On screen firgerprint reader – O leitor de impressões digitais embutido no ecrã.

Conclusões

O iPhone 11 apresentou novidades! Muitas delas inovadoras e únicas. Mas no entanto a maior parte do que este telefone apresenta de novo é um conjunto de algumas tecnologias já comuns na concorrência. Associemos a isso à ausência de algumas tecnologias de ponta que o Android já possuí, e torna-se difícil perceber os custo cada vez mais altos dos novos iPhones.



newest oldest
Notify of
Hennan Santos Carvalho
Visitante
Hennan Santos Carvalho

Sério que o leitor ainda não é na tela? Só falta dizer que ainda tem note também?

Brunoab
Visitante
Brunoab

Única coisa que a Apple ganha é de ter o SO e hardware fechados e decididos por eles e assim tudo funciona melhor e mais integrado.

Agora não sei se faz diferença na prática, não tenho acesso a Pixel, S10 e iPhone lançamentos para comparar.

eduard08
Visitante
eduard08

ontem tive a oportunidade e ter o Samsung Fold nas mãos e posso afirmar que esta uma bom avanço tecnológico, mas também posso dizer que nao me vejo a andar com telefone daqueles por enquanto no bolso, para mim e mais uma tecnologia que esta a sair muito cedo
isto para mim e um bom exemplo de muitas das funções do android, saiam muito cedo e poucas são utilizadas a saída
e mais uma coisa e certo que os iphones sao vendidos muito caros mas continuam a vender e o pior disso e que os “rivais” em vez de se aproveitarem disso ainda fazem igual e um bom exemplo disso é a Huawei que vem de anunciar o Mate 30 pro a preços elevados e ainda por cima sem nenhuma app da google (mesmo que se possam instalar manualmente, penso que muita gente ainda hoje nao o saiba fazer) o que para mim faz perder muito no valor final do produto