Microsoft contradiz-se, corrige o que diz, mas insiste no mesmo. Não há um standard para o logótipo de optimizado para série X.

4 2 votes
Avalie o nosso artigo

Em causa está a afirmação de que 60 fps serão um standard na Xbox One X, algo que depois foi corrigido como não sendo uma verdade. Mas postagens mais recentes continuam a afirmar o mesmo!

Sinceramente a Microsoft está a parecer cada vez mais como um conjunto de vendedores de banha da cobra. Falam, falam e falam, prometendo. Depois quando confrontados, corrigem o que disseram, mas no entanto… continuam a insistir no mesmo!

Tudo começou em Agosto de 2019, quando Phil Spencer, em entrevista à IGN, veio referir que um dos objectivos de design da Xbox série X era o de criar uma consola que oferecesse 4K 60 fps.

Penso que a área onde nos queremos focar na próxima geração são os fotogramas e jogabilidade dos jogos. Garantir que os jogos correm com o maior número de fotogramas. Somos também a empresa do Windows, pelo que veremos o trabalho que vai para o PC e o trabalho que os criadores estão a realizar. As pessoas adoram jogos com 60 fotogramas por segundo, pelo que colocar os jogos a correr a 4K 60 fps será um verdadeiro objectivo de design para nós.

Com estas frases começa a promessa dos 4K 60 fps. Algo ainda pouco consubstanciado, mas mesmo assim uma primeira referência a essa situação. E uma garantia que os fotogramas seriam um foco da Microsoft para a geração.

Esta situação rapidamente se espalhou como uma espécie de promessa de 60 fps. Algo que ficou ainda mais forte quando a 16 de Março de 2020, após a apresentação da consola, a página oficial da nova Xbox coloca o seguinte texto:



Hoje, os gamers cada vez mais exigem que mais e mais jogos corram a 60 fotogramas por segundo, com visuais de alta fidelidade e um input preciso. Os criadores apareceram com soluções criativas, tais como resoluções dinâmicas, para manter uma alta qualidade de imagem sem comprometeres os fotogramas, mas isso é conseguido contornando limitações e restrições da presente geração de hardware. Isso tudo vai mudar com a Xbox série X. Ela não só vai fazer com que os jogos pareçam melhores, mas vai jazer com que joguem melhor também.

A equipa sabia que tinha de construir uma consola de nova geração que pudesse correr os jogos a 4K 60 fps, sem compromissos para os criadores. Eles também se desafiaram a entregar um nível de performance que se julgava impossível numa consola, incluindo suporte para 120 fotogramas nos jogos mais exigentes e competitivos. E enquanto acreditando que a resolução e os fotogramas são decisões criativas deixadas nas mãos dos criadores, a equipa quis garantir que o sistema era capaz de suportar as necessidades dos grandes Blockbusters, e-sports competitivo, e criadores independentes inovadores.

Resumidamente o texto é auto explicativo. A Microsoft promete uma consola que supera todas as limitações actuais e que pode alcançar os 4K 60 fps sem restrições e, mais relevante, sem compromissos.

E apesar de uma ressalva sobre as decisões criativas dos criadores, é referido logo a seguir que o sistema é capaz de suportar todas as necessidades dos grandes Blockbusters e do e-sports competivivo. Basicamente há aqui um travão às expectativas, mas seguido de duas frases que o parecem anular, pois vindo de um contexto de 60 fps garantir que se suporta as necessidades dos Blockbusters e do e-sports competitivo (onde os elevados fotogramas são um must), atira a relevância do travão para uma mera nota de rodapé.

Daí que a dúvida fica… afinal os 60 fps são ou não uma realidade na Xbox?

Quem tira a dúvida é Aaro Greenberg, o responsável pelos estúdios Xbox! E afirma: A Xbox série X terá como standard os 60 fps. Mas a arquitectura até permite ir aos 120!

Ora aqui está… com esta frase as dúvidas estavam desfeitas. 60 fps serão o standard, ou seja o padrão, o valor de referência a ser usado.



Esta foi uma situação que rapidamente se espalhou por todos os media… a Microsoft promete tornar os 60 fps o valor padrão a ser usado pela nova geração.

Mas eis que surge o Xbox Inside… e os jogos optimizados sérieX… não tem os 60 fps como standard.

E tal gera polémica…

A polémica obriga a que Aaron Greenberg, a mesma pessoa que tinha dito que os 60 fps eram um standard, se tenha de retratar.



Afinal os programadores é que tem a decisão… os 60 fps como standard não são um mandato. Ou por outras palavras, o standard de 60 fps… não será um standard!

Esta atitude caiu muito mal no mundo gamer. As criticas naturalmente surgiram. A Microsoft usa livremente palavras e ideias, tentando passar uma imagem, recuando quando as coisas não são assim. É no mínimo pouco profissional e dá uma ideia de vendedores de banha da cobra, um termo usado para vendedores que passam imagens de mil e uma situações de interesse que depois não se comprovam existir.

Ora esta situação parecia estar arrumada. E poderia estar esquecida como um momento infeliz.

Não fosse o facto de no passado dia 25 de Junho a Microsoft vir explicar o que significava o logótipo “optimizado para a Xbox série X”, referindo que os jogos com aquele logótipo tem como alvo os 60 fps ou mais.

Eis a citação do Xbox wire, o website oficial de notícias Xbox:



Jogos que foram optimizados para a Xbox série X usam o poder da nova consola para entregar fotogramas mais alto e mais estáveis, com um alvo de performance de 60 fps a 4K. Alguns jogos até serão capazes de suportar 120 fps ou fotogramas variáveis, permitindo que os criadores ofereçam aos jogadores maiores realismo e controles mais precisos em acçao de ritmo elevado.

Esta é uma situação algo caricata quando vemos que os jogos de nova geração anunciados para a consola todos correm a 30 fps, e suportam o logótipo. Mais uma vez as frases são claramente enganadoras e a Microsoft insiste nelas. Aqui ou se impõem os 60 fps ou não pode falar de alvo ou de standard, e dizer que será um standard ou um alvo, mas depois deixar nas mãos do criador se ele suporta ou não, e atribuindo-lhes na mesma o logótipo, independentemente do que façam é claramente tirar toda e qualquer relevância ao mesmo, e um passar de uma imagem de desorganização onde o logótipo é anunciado apenas para se conseguir publicidade.

Por outras palavras, nestas condições o logótipo vale zero, e tê-lo ou não é a mesma coisa pois ele apenas permite entender que há um suporte à nova consola (algo que não requer um logótipo). Mas não permite perceber qual o tipo de melhoria existente. Não há um standard!… porque motivo? Falta saber!



4 2 votes
Avalie o nosso artigo
52 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Edson
Edson
3 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

A MS e sua arte de encantar serpentes! Como é terrível o marketing da MS!!!

Julio Esteves
Julio Esteves
Responder a  Edson
3 meses atrás

Até hoje nāo entendo como a MS deixou escapar a vantagem que teve na ėpoca do Xbox360!
Só a visão corporativa e de dominação de mercado pode explicar tantas contradições.
Que pena, podíamos ter uma grande
Plataforma independente de qual hardware fosse utilizado.

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Julio Esteves
3 meses atrás

As pessoas que hoje estão a frente da divisão Xbox não entendem nada do mercado de games, e me desculpa quem gosta dele, mas pra mim a única coisa que o Phil Spencer está fazendo ultimamente é parabenizar a concorrente pelos grandes exclusivos, a marca Xbox tem imenso potencial, no seu primeiro console ele bateu em vendas a poderosa Nintendo(acho isso um grande feito) e com seu segundo console conseguiu preocupar a Sony com seu Playstation(algo inédito até então), e atualmente ver a marca definhando e se encaminhando pra se tornar apenas um serviço é triste, puta potencial desperdiçado por pura incompetencia

julio Esteves
julio Esteves
Responder a  Fernando Molina
3 meses atrás

Fernando Molina, a Sony está com a faca e o queijo nas mãos e se não
cometer enganos a próxima geração é dela e o XBOX infelizmente vai
fazer compania ao Mixer.
Isto não é bom para o mercado de Games, mas tem uma hora que as consequências do que se faz chegam.
A MS ainda pode mudar as coisas começando pelo preço dos consoles
e investir em novas Ips, mas a entrevista do Saw Leiden falando do custo de jogos de 80 a 150 milhões de dolares só dá uma persperctiva sombria. Os “grandes estúdios” que a MS comprou estão fazendo jogos AA, vou acompanhar a MS pelo PC e se PS5 tiver retrocompatibilidade total daqui uns 2 anos devo comprar um.

Fernando Medeiros
Fernando Medeiros
Responder a  julio Esteves
3 meses atrás

A Sony tem o nome do Playstation que é uma força que vem desde os anos 90, mas esse pensamento é severamente limitado. O mercado de consoles voltados ao público hardcore não está se expandindo, na verdade ele está se retraindo desde a geração passada. O Xbox 360 e o PS3 venderam juntos pouco mais que o PS2, que tinha concorrência direta de Xbox e Game Cube que venderam a cima de 20 milhões cada. Esses 3 consoles faziam o mesmo tipo de jogo, e eram uma opção viável para qualquer jogador. A partir da geração passada, a Nintendo resolveu criar seu próprio nicho. Eles estão vendendo para jogadores mais casuais e jogadores que já possuem um PS ou Xbox. Eles não são mais uma competição de verdade, os jogos em comum nas outras plataforma não vendem nada na Nintendo. Hoje, o Switch está jogando por dois mercados, o de portáteis e o de mesa da Nintendo que já era um nicho desde a geração passada. Então, a competição que no início dos anos 2000 era entre Game Cube, PS2, Dreamcast e Xbox, hoje é apenas entre Xbox e Playstation. O PS4 foi um grande sucesso, mas a soma de vendas de PS4 e Xbox One está abaixo das vendas de 360 e PS3, que já estavam abaixo da soma da geração anterior. O que está acontecendo é que os jogadores estão migrando entre plataformas, e nos últimos anos o PC cresceu bastante. Nada impede que os jogadores que não tem fidelidade à exclusivos resolvam migrar do PS para um Xbox ou até ir para o PC na próxima geração, seja por preços, seja por poder ou políticas. As estratégias de fidelização da Microsoft com retrocompatibilidade, play-anywhere, smart delivery e XCloud é voltada à essa realidade que jogadores fans de um console discutindo na internet não conseguem enxergar.
Se você juntar 10 pessoas fans de PS que acham que TLOUS2 é o melhor jogo de todos os tempos, vai parecer que o Xbox é um cadáver ambulante, pois a discussão será apenas sobre como a Microsoft não faz jogos de Playstation. Se você pegar estatísticas de utilização, mesmo não oficiais, vai ver que existem muito jogadores ativos no Xbox, e na live em geral.

Esse site não é oficial, mas utiliza uma estimativa por amostragem. Não leve os números como regra, apenas entenda uma métrica, a de utilizadores mensais. Os jogos geralmente tem mais players únicos registrados no Playstation, mas o números de utilizadores ativos é muito bom em ambas as plataformas. Isso mostra que preocupações do tipo o Xbox vai morrer, ou o próximo é o último só existem em ambientes hostis à Xbox, igual o PC Manias ou threads específicas de fóruns aleatórios. É como estar preso em uma bolha, e ver só aquilo que te é direcionado.

https://gamstat.com/games/

É por isso que quando ocorre histeria das pessoas em relação à uma empresa expandir seus jogos ao PC, geralmente é uma preocupação boba ou infundada. A partir do momento que grandes empresas de multiplataforma adotaram o PC, os fabricantes de console também deveriam, pois esses são os jogos que realmente vendem muito, mas sempre haverão consumidores que não podem ou não sabem, ou apenas não querem ter um PC e irão para a facilidade do console.
Se hoje, apenas pessoas que jogam exclusivos comprassem um console a realidade do mercado seria essa:

A Nintendo venderia para sua fanbase que tradicionalmente só consome jogos da Nintendo e portáteis que não podem ser jogados em PC.
O Xbox acabaria por que os jogos podem ser jogados no PC.
O Playstation não venderia 20 milhões de unidades.

Reinaldo
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

Você aqui cria uma falácia.
Usa dados reais para dar credibilidade aos seus argumentos, mas a conclusão a que chega é completamente falaciosa e apoiada apenas em dados que só estão na sua cabeça.

E digo mais, você atacou recentemente a credibilidade do Mário, e agora ataca o website e consequentemente a credibilidade do Mário novamente.

Eu ando nesse website à muitos anos, e tomo ele como das poucas fontes crediveis de informação que consulto. Nesses anos todos o Mário sempre informou da melhor forma que pode e soube. Nunca o entendi como falacioso ou hostil. Apenas um website que não tem papas na lingua e que diz o que necessita de ser dito quando tem de ser dito, não sendo politicamente correcto.
A questão do hostil que você fala é consequência de atitudes e acções da Microsoft que este website pura e simplesmente não esconde e nem tenta amenizar por serem pura e simplesmente reais.

Como o Mário tantas vezes repetiu ao longo dos anos, a sua PCManias não é para todos, é para quem quer. Se você não está feliz com o que é dito aqui, é livre de se mudar. Mas nada lhe dá o direito de julgar a credibilidade e honestidade do que aqui é dito.

Equipa PCManias
Responder a  Reinaldo
3 meses atrás

Obrigada pela defesa Reinaldo, mas as regras aqui aplicam-se a todos. Respeito, bom senso e educação. A parte do respeito ao trabalho do administrador, que é meu amigo pessoal e que sei que mantêm o site sozinho, com muitos custos pessoais, tentando analisar as coisas da forma mais imparcial possível, é o que está a falhar ao leitor em causa,

Equipa PCManias
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

Leitor Fernando Medeiros. Há aqui referências à página que acusam a mesma de falta de parcialidade, chamando-a de hostil, de forma leviana e não consubstanciada.
Esta atitude foi anotada, recordando que o senhor já foi recentemente castigado por atitudes semelhantes, tendo o castigo sido removido por decisão do administrador. Respeite o trabalho das pessoas, e se não está contente, é livre de se mudar.
Esta mensagem será reportada ao administrador do website que decidirá o que fazer na sua próxima visita.

bruno
bruno
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

Eu nao sei se diria isso..

Somente depois da PS chegar ao mercado e que as consolas caseiras comecaram a vender acima dos 100 milhoes de unidades.

A geracao PS1 acabou com 155 milhoes de consolas vendidas (104 milhoes na PS, 20 mihoes nas duas SEGA e 32 milhoes na Nintendo).

A PS2 terminou a geracao com 131 milhoes de consolas vendias. O que somados aos 24 milhoes da Xbox e aos 21 milhoesda Gamecube da 176 milhoes de unidades.

A geracao PS3/360 terminou com 160 milhoes das duas somadas (vs 155 milhoes de PS2+Xbox). Mas aqui nao se considera a Nintendo e os seus estrondosos 100 milhoes.

A PS4 esta no sexto ano de vida, e ja vendeu 110 milhoes de consolas. Nao deve chegar aos 130 milhoes da PS2 por uma margem de 10 a 15 milhoes. Mas a Xbox deve estar nos 48/50 milhoes e neste aspeto, a venda das duas esta ou nos 160 milhoes ou acima disso. O que significa que nao houve reducao, mas as vendas mantiveram-se. face ao valor que as duas terminaram na geracao passada – e nem considero aqui a Switch.

Aconselho-te a ver este site com informacao relevante sobre o que dizes:

https://financesonline.com/number-of-gamers-worldwide/

O mercado das consolas (30% do mercado global) e o segundo maior e o primeiro maior e o mobile (android, iOS – 37%).Isto em termos de valor gerado.

Mais ainda, a maior parte da populacao gamer sao millenials, e destes quase 70% tanto das mulhers como homens jogam em consolas.

Alias, a Sony (que so conta utilizadores das suas consolas) reportou 103 milhoes de utilizadores mensais activos. O Steam, que representa 47% do mercado PC, e pelo menos e a loja de eleicao do mundo ocidental, reportou 95 milhoes o ano passado. A MS que conta PC, consolas e jogos que distribui noutras plataformas como Minecraft, reportou 90 milhoes. E isto depois de passar a oferecer jogos.

A verdade e so uma – o PC e um grande mercado… no mercado asiatico. E isto porque um dos maiores paises do mundo, a China, que possui a maior populacao gamer a nivel mundial passou mais de 14 anos sem consolas (devido a uma proibicao) ao mesmo tempo que o PC podia ser usado.

Por isso Fernando, calma la… Ha muita coisa em cima da mesa aqui. Muita coisa que nao se sabe.

Livio
Livio
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

O PS4 foi um grande sucesso, mas a soma de vendas de PS4 e Xbox One está abaixo das vendas de 360 e PS3, que já estavam abaixo da soma da geração anterior.

Só esqueceu de dizer acima que atualmente o PS4 tem 150% do valor de unidades vendidas em relação ao PS3 e o Xbox teve uma queda de aproximadamente 50% em relação ao 360.

Se fizeres as contas 150% de 80K dá 120K e 50% de 80K dá 40K, somando 120k+40K temos o valor de 160K, ou seja , praticamente o mesmo valor de unidades vendidas na geração passada, não indicando que os consoles estão em queda, porém um dos consoles teve uma baita queda perdendo mercado enquanto o outro conquistou mais metade do que tinha antes.

@Reinaldo já de conhecimento que quando a notícia é ruim para o Xbox o leitor acima sempre acha algo para amarrar a plataforma PS e ambos saírem como perdedores.

Julio Esteves
Julio Esteves
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

Fernando Medeiros, respeito a tua opinião, mas não concordo com ela por ter fatos questionáveis e refutáveis, com relação a parcialidade da PCmanias, até hoje não li nenhuma assunto aqui colocado pelo Mário que não tinha fonte ou algum tipo de corroboração de fonte externa, e a opinião dele é sempre sensata olhando em dois lados, não sei o quanto navegas na internet mas há pouco sites com este perfil equilibrado.
Vejo e leio sempre os teus comentários e vejo a poeira que muitos levantam em para te refutar, seria bom quando comentares que apresentasses números ou fontes, aí sim teríamos um bom debate sem viés de “ismos”.

Equipa PCManias
Responder a  Julio Esteves
3 meses atrás

Caro leitor, verifique o seu nome antes de postar. Ele estava errado!

Marco Antonio Brasil
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

@Fernando Medeiros eu acho muito bom termos pessoas com opiniões diferentes em um debate. Apesar de meio exagerado nas palavras, quando você quer conversar sem agressividade eu acho que você contribui! Eu acredito que você pode discordar do Mário e das pessoas aqui sem utilizar acusações e/ou hostilidade! Ou então procurar outro espaço…
Abraço

Carlos Zidane
Carlos Zidane
3 meses atrás

Nenhuma novidade aqui. Por essas e outras que acho um péssimo negócio gastar uma pequena fortuna no console da Microsoft.
O que é uma pena pois potencial monstro eles tem, mas é quase um pandemônio as idéias lá.

Deto
Deto
Responder a  Carlos Zidane
3 meses atrás

Me lembra que eu comprei APPs para Windows Phone….

Deto
Deto
3 meses atrás

Nossa, fui ver o video do Leadbetter da DF sobre o PS5 digital….

Cheio de “preocupações”

Ain, muita entrada para ventilação, vai entupir com poeira

Ain, o clock… tem que ver o clock bla bla bla

Ain, versão somente digital é limitar as opções do consumidor.

Será que a DF vai ficar preocupada com esse selo de FPS do xbox agora?

sim, pq no PS5 o Ledbetter se preocupa até com poeira, mas com o xbox ele não se preocupa nem com FPS?

Livio
Livio
Responder a  Deto
3 meses atrás

Ain, versão somente digital é limitar as opções do consumidor.

Não conheço ta criatura da DF, mas se ele falou isso então qual foi a opinião para o Xbox One S Digital Edition?? Caso ele não seja uma pessoa má intencionada a opinião deve ter sido a mesma.

E a opinião dele é o oposto da justificativa que deram para o One SAD, “é mais uma opção para o consumidor” e/ou “perfeito para quem só compra em mídia digital”, foram as opiniões que mais escutei

Ain, muita entrada para ventilação, vai entupir com poeira

O PS4 tem menos entradas e que são pequenas se comparadas ao PS3, tem um sistema de resfriamento que em full levanta helicóptero e mesmo assim não entope, porquê com PS5 vai entupir.

É o mesmo que procurar texturas de baixa qualidade em um cenário semi-mundo aberto!

Deto
Deto
Responder a  Livio
3 meses atrás

Não tem vídeo da DF sobre o xbox one s all digital, já tinha procurado.

Eu acho que xbox lock, o 4TF, vai ser somente digital, nem opção de versão com drive vai ter; vamos ver se o Leadbetter vai reclamar disso, pq afinal é O MODELO SOMENTE digital (lock somente digital), e não uma versão alternativa do MESMO modelo (PS5 vs PS5 Digital).

Essa na minha opinião é teste de fogo, se ele não reclamar do lockhart somente digital, pode atestar que ele é fanboy da MS e nunca acha “concern” sobre qualquer coisa que a MS faça.

Essa da poeira foi ridículo, ele nem sabe qual vai ser o fluxo de ar do PS5, se for da frente para a traseira igual o PS4?

Garanto que sugar o AR da frente do console e largar atrás suga muito menos poeira que sugar da parte de baixo do console para cima igual o SX.

Mas foi bom esse comentário, me lembrou que a gente pode aguardar e assistir o Ledbetter falando sobre o lock somente digital, sem nem ter opção de console com leitor de disco.

ah, pra quem quiser assistir, o video da preocupação com poeira no PS5, que pelo visto o xbox não tem, ele funciona com ar purificado sem poeira uhahuauhauh

https://youtu.be/qf_Uw-FJDLs

o video é cheio de “concern”

enquanto isso, no video da MS anunciando crossgen por 2 anos, o leadbetter tá lá sem nenhuma preocupação defendendo o modelo e dizendo que “é igual PC”

vou tentar achar a matéria dele de 2013 ou 2014 falando que resolução não importa.

Rui
Rui
Responder a  Deto
3 meses atrás

O richardL é um senhor dentro da área com anos no ramo e um dos melhores senao mesmo o melhor.
Nao confundamos opinião dele com o não gostar da opinião dele.
Ainda não vi o video, vou ver logo a noite.

Livio
Livio
Responder a  Rui
3 meses atrás

Mas aí é que está a questão, se ele não gostou da edição sem disco do PS5 a mesma opinião deverá ser para o Xbox One S e para o Lockhart caso se concretizem os rumores que virá sem leitor.

Se a opinião dele é negativa para o PS5 sem leitor e positiva para os Xboxs sem leitor então há algo de errado pois o que diferencia estes aparelhos é só a marca da fabricante.

Deto
Deto
Responder a  Livio
3 meses atrás

nem sei pq eu perco tempo comentando sobre esse maluco.

90% do video e ele “preocupado” com o clock do PS5…

Preocupado com o pó

que PS5 sem leitor de disco na verdade é dar MENOS opções a usuário…

faz tempo, que graças a ele e ao Alex eu me desinscrevi da DF… sigo o John no twitter e era isso.

Deto
Deto
Responder a  Rui
3 meses atrás

Ninguém aqui nasceu ontem

“ain, olha essas entradas de ar, vai encher de pó”

“ain, olha só esse PS5 digital, é na verdade dar menos opções para o usuário”

memoria divida no xbox? não fala nada.

xbox one SAD? não fala nada

poeira no SX que suga o ar por baixo? não fala nada.

2013, resolução não importa.

Livio
Livio
Responder a  Deto
3 meses atrás

Se não reclamar do Lockhart já sei qual a justificativa, é uma opção para aqueles que não possuem TV 4K! Pode apostar que ele irá falar isso, caso ele fale o contrário eu te pago 1 litro de Mirinda ou guaraná Wilson!

Deto
Deto
Responder a  Livio
3 meses atrás

claro que ele vai esquecer disso no lockhart.

no PS5 ele se lembra até do Pó entrando no console para “concern”

no SX ele não se lembra do pool de memoria dividida para “concern”

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Deto
3 meses atrás

Maldita mídia caixista kkkk

Deto
Deto
Responder a  Fernando Molina
3 meses atrás

midia?

tô falando de um cara.

mas ai não da para tentar aplicar o reverso

Fernando Molina
Fernando Molina
3 meses atrás

A Microsoft se contradizendo??? nem brinca, isso nunca aconteceu antes kkkk mas tão falando em uma grande reformulacão na divisão Xbox, podiam trazer de volta os responsaveis pelo 360

Lucas
Lucas
3 meses atrás

https://twitter.com/ZhugeEX/status/1280212217724575745

Parece que só algumas IPS seriam tranferidas, outras apenas sob licenciamento.

Reinaldo
Responder a  Lucas
3 meses atrás

Na verdade, o que estou lendo, englobaria só o talento. Todas as IPs ficariam.
Mas mesmo assim seriam 4 biliões. Muita grana.

daniel
daniel
Responder a  Reinaldo
3 meses atrás

Não faz sentido algum esses $4Bi sem as IPs ou parte deles. Lembremos que a Sony pagou $229 mi na Insomniac que era um dos melhores second party disponíveis no mercado até ano passado. Tirando a Mojang, das aquisições da Microsoft, a mais cara deve ter sido a Obsidian, que deve ter rondado os $150 mi. Dos estúdios interessantes da Warner, pelo que estou vendo aqui, só a Monolith, a Rocksteady e a NetherRealm tem realmente algum valor acima da média, mas não vale o que estão pedindo (nem perto disso sem as IPs).

Deto
Deto
Responder a  daniel
3 meses atrás

e a MS não pagou 4Bi no minecraft.

ela pagou 4Bi nos dados dos jogadores, mais ou menos igual pagar por uma rede social com 200M de pessoas

tá é recolhendo dados de ~200M de pessoas.

ela não se importa com minecraft, ela não vai fazer “minecraft 2” e ela não vai fazer o estúdio do minecraft fazer outro jogo.

único interesse da MS no minecraft é usar para recolher dados dos jogadores.

bruno
bruno
Responder a  daniel
3 meses atrás

Faz sentido considerando a quantidade de estudios.

São 15, não apenas um. Desses, pelo menos 4 tem imensa experiência com AAAs.

E, segundo, a empresa que pagar pode nao comprar os IPs, mas pode obter o direito de as usar (a pagar uma percentagem claro – imaginem algo do genero a Disney e a EA ou Square Enix) algo que pode ser valido para a proxima duas decadas (ou mais).

E isto e o que esta em jogo:

  • Batman (e restantes IPs da DC Comics – Suicide Squad, etc..)
  • Harry Potter
  • Lord of the Rings (Middle Earth)
  • FEAR
  • Mortal Combat
  • Injustice
  • Hitman (direto de publicacao)
  • Lego
  • Dying Light (publicacao?)
  • E como curiosidade – nos EUA e a Warner Bros que detem os direitos de publicacao dos titulos da CD Projekt Red. Imaginam The Witcher 4 ou Cyberpunk 2 exclusivo? Pois, e a Warner Bros publicadora de videojogos que vai ser vendida – e com ela estes direitos tb (que nao dizem respeito a IPs proprias). No japao a Sony possui e exerce, direito exclusivo de publicacao de alguns titulos, que ca fora chegam a todas as plataformas.

O valor, tendo em conta o potencial, e mais que acertado. Evidentemente quem comprar nao levara so os estudios. Levara tambem alguns contratos de direitos de publicar as IPs, nao sera permanente, nao sera para sempre, mas pode ser por uma geracao inteira.

A AT&t tem uma dívida de 154 mil milliões que precisa de saldar-o colocar a venda esta divisao neste momento tao crítico, em que uma geracao esta prestes a comecar e tens grandes players no mercado (Amazon e Google por exemplo) foi uma jogada de mestre. 4 billiões? É bem capaz de conseguir angariar mais do dobro.

Das empresas que se sabem estar interessadas espero muito que nem EA, nem Activision consigam. A EA ja mostrou com Star Wars a sua incapacidade de criar jogos de qualidade. E sim, tenho Fallen Order, e é um jogo doloroso de jogar – mal optimizado e mal desenhado. Nao sei como lhe deram a nota que deram.

A MS tem aqui uma oportunidade de ouro e direi mesmo que, para quem pagou 2 mil milhões pelo Minecraft – o Deto tem toda a razao no que diz, basta lembrar que a equipa de minecraft é tão pequena que nem o update 4K conseguiram entregar e o update HDR corre a 1080p na XsX – pagar 4 mil milhões pelos estudios e por algumas daquelas IPs (pelo direito exclusivo de as usar) seria algo que uma empresa investida em vender consolas, ou pelo menos o servico do Gamepass, faria.

Como ja analisamos aqui, neste momento é muito dificil que a MS esteja a ganhar dinheiro com o Gamepass. Esta compra, no início da geração, seria uma vitória muito grande da MS.

E enquanto gamer posso acrescentar que seria muito interessante para ver as movimentações no mercado a partir de agora se a MS leva este prémio para casa. Qual sera a próxima?

Sim porque há imensas publishers no mercado, dou so o exemplo da THQ Nordic (nao vale esse valor, mas pode ser adquirida por um 1 billiao), Sega, Capcom… etc.

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

A TT Games, ao que tenho entendido, nao e um estudio mas uma holding que inclui varios estudios no Reino Unido.

Realmente nao sera uma compra nada ma, e com tantos players no mercado, a AT&T deve conseguir um bom valor e bastante acima dos 4 mil milhoes que pede por isso…

Claro, provavelmente ira oferecer acordos de licenciamento de algumas de suas IPs que serao incluidas, so assim conseguira o interesse de terceiras como EA ou MS e incrementar substancialmente o valor.

A Leyou… acho sinceramente o valor alto de mais pelo que oferecem. Possui uma mao cheia de pequenos estudios e e de nota so a Digital Extreme, que fez Dark Sector e a LGC Entertainment que possui os direitos dos assets da Telltale.

Tudo o resto… so contribuiu com o desenvolvimento de conteudo DLC ou mapas para multijogador de titulos terceiro incluindo Halo ou Call of Duty. Mas, de novo, eles nao fizeram o conteudo todo… apenas contribuiram com auxilio no desenvolvimento fazendo mapas ou niveis extra.

O que vejo aqui e a Sony a construir um estudio stelite dedicado a conteudo multijogador para auxiliar os estudios principais como a ND. E nesse sentido os estudios tem imensa experiencia para fazer conteudo e crescentar conteudo a modos multijogador que a Sony queira fazer.

E talvez reaproveitar o trabalho da Telltale.

Seja como for… acho um exagero o que estao a oferecer e uma ma compra, por esse valor.

So para teres novao, por esse valor (ou pouco mais) a Sony poderia adquirir o Embracer Group. O Embracer Group (ex-nordic games cujos total assets estao por volta dos 934 milhoes de dolares – a Sony oferecendo 1.2 ou ate 1.5 mil milhoes sera um bom negocio) inclui a Koch Media (possui Deep Silver), a THQ Nordic a Saber interactive e ao todo 31 estudios europeus e varios IPs que a empresa poderia aproveitar. Sao mais de 3500 trabalhadores.

Em termos de IPs falamos de Destroy All Humans! (a Sony que de isto a Insomniac que vira logo IP de sucesso), Biomutant, Red Faction, Timsplitters (tem um culto de fas e e perfeito para multijogador), Kigdome Come, Darksiders, etc… e o direito de publicar jogos como a serie Metro.

Fora isso inclui distribuidores e produtores de cinema.

Se a Sony esta disposta a pagar esse valor por uma empresa que so contribui para algum conteudo onlines a outros titulos, de modo a ter estudios e produzirem para multihogador, o Embracer Group e uma boa aquisicao, dado que possui isso… e muito mais.

A nao ser que os ouros sectores da empresa interessem a Sony como um todo, com a empresa a procurar expandir.

nETTo
nETTo
Responder a  bruno
3 meses atrás

A Leyou também é dona de 81% das açoes da SNK

bruno
bruno
Responder a  nETTo
3 meses atrás

Que possui, de mais famoso… The King of Fighters e Metal Slug.

daniel
daniel
Responder a  bruno
3 meses atrás

Pelo visto, aquela história da indústria de games se concentrar cada vez mais em poucos players pode acontecer mais rápido do que muitos pensavam. Talvez a incerteza ocasionada pelo vírus chinês acelere esse processo. Não podemos desconsiderar a Tencent, a Amazon e a Google (principalmente as 2 últimas), que se quiserem entrar de vez no mercado de jogos, a hora é agora.

nETTo
nETTo
Responder a  bruno
3 meses atrás

Eu não posso falar por ti, mas na minha história gamer desde a década de 90 eu sempre ouvi falar de franquias como:

Samurai Shodown
Art of Fight
Fatal Fury

Vai ver vc é mais novo que eu né, pra só conhecer o Metal e o The King

bruno
bruno
Responder a  nETTo
3 meses atrás

Talvez. Na minha juventude ja haviam consolas PS e nunca pisei um salao de arcadas.

Seja como for que relevancia tem essas franquias hoje em dia? Quanto vendeu o ultimo king of fighters? Porque que tenha notado esses titulos sao geralmente relegados para segundo plano quando se fala de Mortal Combat, ou Injustice.

Alias, repara que a MS veio com Killer Instinct, e a franquia e o estudio morreram por si sos.

Nao digo que a Sony nao possa pegar nessas IPs e fazer grandes jogos… mas nao valem 1.1 mil milhoes.

A unica coisa a favor dessa compra sao jogos ja estabelecidos como Warframe e outros MMOs que ja contam com mais de 50 milhoes de users activos. Mas assim sendo, o objectivo e essas franquias continuarem no PC. E talvez, (talvez!) usa-las para promover o Plus ao colocar esses titulos como gratis com a assinatura na consola – isto podera aumentar o pagamento das rendas no plus (nao e uma boa noticia para os consumidores porque ate agora esses titulos na PS nao requeriam pagamento para jogar online).

Nao quando tens o caso que refiro em cima. Uma empresa que conta com 31 estudios de videojogos, que possui imensas IPs incluindo algumas franquias mais recentes e com um culto de fas comoTimesplitters ou Alone in the Dark, isto sem falar de Homefront, Dead Island ou os direitos de publicacao da serie Metro.

Continuo a dizer que nao e um bom negocio e nao vejo que valor tenham esses estudios para os Worldwide studios da Sony.

Lucas
Lucas
3 meses atrás

Cyberpunk 2077 na gamepass no lançamento? se for verdade vai cair como uma bomba.

https://wccftech.com/major-third-party-xbox-game-pass-cyberpunk-2077/

daniel
daniel
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Se a Microsoft não cobrar um valor diferente para o gamepass do Series X ( condicionando upgrade ao atual) ou então tirar um outro minecraft ou um fortnite da cartola, isso é loucura. Além de não gerar lucro, pode acabar com a indústria de games como um todo. Sou a favor de um gamepass, mas algo aos moldes do que é o psnow hoje (talvez excluindo os triple A somente).
Uma outra coisa que eu não entendo é como Sea of Thieves está vendendo tão bem na Steam; soa-me bizarro até. Será algum cheat da própria microsoft?

Reinaldo
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Mário, como esperado, a notícia era falsa. Foi um erro em que digitaram Xbox Game Pass em vez de Xbox série X.
Financiar um jogo desses no Gamepass, seria a pior coisa que poderia acontecer aos videojogos. Seria basicamente dar o jogo com a Microsoft a subsidiar o mesmo, algo que transmitiria uma ideia de um serviço De interesse, mas que nunca poderia ser viável na parte financeira.
Não sei como teve quem ficasse contente com tal notícia. Só mostra mesmo total e completa falta de noção da realidade.

Fernando Medeiros
Fernando Medeiros
3 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Um console com 8 cores de CPU de arquitetura atual, capaz de atingir frequências de 3,8GHz, 12Tflops de GPU da mais recente arquitetura, com largura de banda de 560GB/s é totalmente capaz de atingir 60fps se o desenvolvedor estiver criando um jogo de 60fps ou com esse objetivo.
Desenvolvedores sempre acharão uma limitação para voltar os frame rates para 30fps, seja pressionando gráficos, ou criando mundos muito detalhados ou com muita interação, ou até mesmo limitado por outras plataformas e engines que nãoe stão preparadas ainda. Isso é uma coisa que todo mundo sabe, uma fabricante não pode obrigar estúdios a adotarem um padrão, eles devem fazer como acharem melhor, ou como os seus recursos técnicos permitem, senão a reclamação seria sobre a Microsoft obrigar os desenvolvedores a limitar sua visão para atingir especificações. Acredito que os estúdios da Microsoft aproveitarão muito mais as capacidades para criarem experiências mais fluídas do que já criam hoje, mesmo já sendo muito mais comum jogos 60fps entre exclusivos do Xbox One. Diferente do que muita gente pensa, não se consegue 60fps apenas setando uma configuração magica. Motores precisam estar preparados para isso, cada ponto do desenvolvimento precisa ser criado visando maiores frame rates. É por isso que mesmo no PC alguns jogos são mais difíceis de atingirem 60fps sem muitos ajustes nos settings. Por exemplo, os próprios jogos Assassins Creed não rodam facilmente em altos frames com alta resolução, o Odissey por exemplo, mesmo a RTX 2080TI não consegue rodar o jogos acima de 45fps em 4K no ultra e só consegue garantir uma performance consistente em medium. Diferente de um game como Doom Eternal em que a RTX 2080TI roda em torno com mínimo de 90FPS na configuração gráfica mais alta em 4K. Depende muito do tipo de jogo, da tecnologia utilizada e do pedigree do estúdio. E eu citei a RTX2080TI por que essa placa hoje já é melhor que todos os próximos consoles que estão vindo, e se bobear ainda é mais preparada para o futuro do que eles, com a alta capacidade de ML dos tensor cores.
Agora o PC Manias sendo um site voltado à conteúdo técnico não deveria ter artigos que parecem uma thread do Resetera ou do Neogaf. É óbvio que a Microsoft não pode prometer 60fps em todos os jogos sem criar uma política invasiva nos estúdios. A única forma disso acontecer é se ela fizesse os jogos, e provavelmente uma grande parte dos jogos vindos de seus estúdios internos estarão setados em 60fps, e certamente muitos outros não também. A questão são as preferências, existe um público grande de 60fps que está jogando call of duty em outras plataformas e provavelmente ela pretende abraçá-los.

bruno
bruno
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

Fernando… entao para que se poe a prometer 60 fps padrao?

Marco Antonio Brasil
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

Você tem razão, mas não achas a MS tentou induzir os consumidores a acreditar que 60 fps seria um padrão no Series X? Essa é a crítica.

Mystogan
Mystogan
3 meses atrás

Olá Mário, espero que estejas bem.
Acredito que a tarja “otimizado para o series X” é um forte indício que haverá um console mais fraco que o mesmo, visto que se um jogo é feito para o console, não faz sentido ser otimizado para ele.
Outro ponto é que basicamente tudo o que for feito em um jogo que rode no series X o torna otimizado, já que na visão da M$, se o jogo foi feito pensado para o xsx ou foi portado para o xsx implementado alguma melhoria, merece o selo.

Livio
Livio
3 meses atrás

[OFF] Quem foi que disse que não existia mais gerações de consoles????

https://twitter.com/ResetEraNT/status/1281177941112750081

“Não existe mais gerações mas descontinuei(fim de linha) todos os modelos da geração atual”

Com isso o rumor de preço baixo do Lockhart começa a ficar verdadeiro.

Livio
Livio
Responder a  Livio
3 meses atrás

Naquela resposta onde eu citei que o preço do One X estava em 390 dólares eu tinha visto que no site americano do Xbox os modelos estavam descontinuados, até na Amazon americana essa informação estava sendo exibida.

error: Conteúdo protegido