Microsoft não quer que se instale o Chrome ou Firefox

A Microsoft tenta que os utilizadores usem o seu software de todas as maneiras possíveis.

A Microsoft e o Windows 10 ficaram já na história por tudo o que rodeou o upgrade para o windows 10, com actualizações forçadas que ocorriam se o utilizador não respondesse se queria atualizar, ecrãs enganosos onde o fechar de uma janela iniciava a instalação, e muito, muito mais.

A Microsoft quer impor o seu software no mercado, e tenta de todas as formas que os utilizadores o usem!

A situação mais recente deu-se com o seu Browser Edge que a Microsoft tenta a todo o custo que não seja preterido por outros browsers. E daí que na build 1809 do programa Insiders do Windows 10 detectou-se que quando alguém tentava instalar o Chrome ou Firefox, era brindado com o seguinte ecrã:



Não é que com esta forma a Microsoft impeça as pessoas de instalarem o que querem, mas cria um bloqueio à instalação, tentando desincentivar a mesma e dando uma possibilidade de abrir directamente o Edge. Diria que, sem ter verdadeiramente conhecimentos jurídicos para afirmar tal com toda a certeza, tal me parece uma situação de abuso de posição privilegiada, e aparentemente, discriminatória, uma vez que não há relatos de o aviso aparecer em outros browsers que não os dois mais populares do mercado, o Chrome e o Firefox. Estas políticas parecem violar não só as directivas Europeias como as leis Antitrust dos EUA.

 



Posts Relacionados

newest oldest
Notify of
eduard08
Visitante
eduard08

Pelo que vi esta semana e se nao estou em erro pelos vistos a Microsoft ja veio atrás com esta decisao