Níveis de prioridade do SSD da PS5 não estão a ter a relevância merecida.

5 8 votes
Avalie o nosso artigo

Quando se fala em SSDs as pessoas apenas pensam no tempo de carga. Mas na realidade é muito mais do que isso, e o SSD da PS5 é único em outros aspetos que se vão mostrar muito relevantes no futuro.

Os níveis de prioridade do SSD da PS5 são algo que nas conversas sobre especificações parece ter ficado esquecido como sendo uma realidade existente. As pessoas parecem olhar apenas para os SSDs como sendo algo capaz de tempos de carga e grande fluxo de dados, quando na realidade o SSD é muito, muito mais do que isso.

Essa situação ficou bem clara nas palavras dos programadores de Godfall:

Ao longo dos próximo anos será de esperar que o SSD seja o que mais marcará a mudança dos videojogos. Conforme nos movemos de código de motor genérico desenhado para correr no PC ou do PC para algo afinado à mão para o pipeline de streaming criado especificamente para a PS5 devemos ver salmos fantásticos tanto no detalhe dos conteúdos bem como na velocidade a que este conteúdo carrega.

Isto não significa apenas mundos mais densos que se carregam mais depressa, mas também pequenos ambientes super detalhados.

Ora isto parece algo genérico, e que qualquer SSD pode fazer. E se é assim, porque destacar o da PS5? Apenas por ser mais rápido? Na realidade há um conjunto grande de motivos e um deles são as prioridades do SSD.

E para percebermos o que as prioridades do SSD podem fazer, temos de recuar um bocado no tempo e fazer uma comparação com o GPGPU.



Quando o GPGPU apareceu, fascinou pela capacidade de processamento paralelo, que batia as capacidades de qualquer CPU.

Mas infelizmente essa capacidade potencial estava londe do seu potencial máximo, uma vez que as dependências do código criavam imensos tempos mortos em que o GPGPU ficava parado no processamento à espera de dados.

Basicamente isto acontece quando um cálculo é solicitado, mas para ele ser efetuado é necessário o resultado de outro cálculo, que pode estar ainda a ser processado, ou nem sequer ter iniciado o processamento. Trata-se de uma dependência que impede que o sistema possa ser usado ao máximo por ficar preso à chegada de um dado que pode ou não já existir. Estamos a falar de valores temporais que se tornam difíceis de serem concebidos na nossa cabeça, valore extremamente pequenos para nós, mas que para um processador são enormes, e basicamente perdidos, prejudicando a sua capacidade de saída final.

Para ajudar a resolver essa situação a AMD criou as unidades ACE. Basicamente as unidades ACE analisam os comandos e verificam a prioridade dos mesmos. Assim, se vemos que um comando é dependente de outro resultado, o que acontece é que as unidades ACE enviam o processamento da qual dependem para ocorrer primeiro, e o restante processamento depois. Há uma organização do código processado de forma a que o sistema não tenha de parar unidades de processamento à espera de resultados, e dessa forma possa estar sempre o mais ocupado possível, melhorando assim a sua eficiência.

Isto não quer dizer que com as unidades ACE as dependências não continuem a existir, mas com elas estás podem ser reduzidas e a eficiência melhorada. E quanto maior for a capacidade de separação das prioridades do código, menos gargalos obtemos e melhor rendimento o GPU terá..

Assim, numa situação destas quantas mais prioridades houver, melhor. Esse foi aliás o conceito por detrás da colocação de 8 unidades Ace na PS4. A ideia era decompor o código no máximo de prioridades possíveis de forma a que as dependências fossem reduzidas ao mínimo. A AMD sempre trabalhara antes com 4 unidades ACE, que aliás é o número presente nas consolas Xbox, mas a PS5 quis levar a optimização ao extremos e introduziu as 8 unidades, algo que a AMD, vendo os resultados, usou para as Sea Islands, na forma das Radeon R7 e R9 série 2xx, sendo que esse valor de unidades se tornou desde então um standard.



As unidades Ace acabaram mais tarde substituídas pelas HWS, que foram a evolução natural das ACE, criando uma espécie de virtualização das filas de espera e basicamente eliminado os limites anteriormente existentes. Uma espécie de SMT ou Hyperthread criado no GPGPU, que permite às HWS lidar com “threads” duplos, podendo ainda ser afinadas por microcódigo.

Ora como já tinhamos referido num outro artigo, as prioridades do SSD que a Sony criou, basicamente assemelham-se a esta situação das unidades ACE. Basicamente o SSD, perante todos os pedidos existentes, fica capaz de reconhecer a prioridade dos dados que necessita de enviar, enviando primeiro aqueles que são os criadores de dependências, de forma a garantir que o sistema não vai sofrer gargalos no processamento.

Basicamente os SSDs possuem já todos dois níveis de prioridade, ou seja são capazes de distinguir comandos prioritários de comandos menos prioritários, mas a PS5 foi mais longe e distingue a coisa ainda mais.

Nesse sentido fiz um esquema de como os dados se processam num SSD normal e no da PS5.



Como se pode ver, o SSD pode agora separar os dados não em apenas prioritários e não prioritários, mas definir níveis de prioridade diferentes dentro das prioridades anteriores.

Não sabemos porém se os seis níveis ocorrem desta forma, ou se todos são feitos paralelamente, caso em que em vez do de cima teriamos um esquema igual ao do SSD normal, mas com 6 caixas lado a lado:

Seja como for, independentemente de qual for o caso, a realidade é que os dados são ordenados no envio por prioridade. O que quer dizer que, com a ordem de recepção devidamente optimizada, se ganham aqui preciosos ms, e os dados recebidos podem ser basicamente processados de uma forma super ordenada e basicamente imediata, oferecendo assim ao sistema a possibilidade do uso total da sua eficiência.



Para além disso, puxar por um SSD aumenta a latência. Isso é pouco relevante se estivermos a falar de loadings onde o ecrã está parado, mas a ser usado em streaming de jogo, actualizado em tempo real, a latência já se torna relevante.

As 6 prioridades permitem que hajam pedidos de grandes quantidades de dados sem que os pedidos prioritários sejam prejudicados por isso.

É aqui que entra o exemplo de Mark Cerny. Num mundo dinâmico obtido por stream, se entrarmos numa nova zona vamos ter de carregar novas texturas e geometria. !as no entanto o mundo não pára e algo pode acontecer que requeira a entrada de dados não previstos. O exemplo de Cerny era um soldado que era abatido e iria dizer umas últimas palavras. Com as prioridades, o pedido pode entrar e ser satisfeito imediatamente sem penalização de latência, e não apenas depois ou ao mesmo tempo das texturas entrarem, o que causaria engasgos no som bem mais perceptíveis do que tudo o resto!

Assim os dados são enviados imediatamente de acordo com as necessidades, optimizando o processamento. Tudo se torna fluido e eficiente e a fluidez do jogo pode assim ser optimizada.

Isto é conseguido à base de reserva de velocidade. Basicamente, se o SSD da PS5 não tivesse estes níveis de prioridade, ele poderia ser mais rápido, mas não tão eficiente. E esse é o motivo pelo qual drivers SSD NVME PC que possam dar na PS5 vão precisar de ser mais rápidas que 5.5 GB/s, pois quando estas forem ligadas ao controlador da PS5 com os seus 6 níveis de prioridade, a performance vai descer, senso que não pode descer dos 5.5 GB/s.



Basicamente esta situação é que permite que a alta transferência seja verdadeiramente eficiente em atreaming. Enviar elevadas quantidades de GB/s pode parecer rápido, mas se os dados que são precisos primeiro só chegarem no final da transferência, as performances vão sofrer pois o sistema vai ficar a espera dos dados. Torna-se necessário que o SSD consiga priorizar os dados que envia de forma a que estes sejam inseridos no que está a ser enviado, o mais rápido possível e de acordo com as necessidades.

Tudo isto se traduz em eficiência. E eficiência… em performance!

 



5 8 votes
Avalie o nosso artigo
91 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Luis Fouto
Luis Fouto
27 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Excelente artigo.

O SSD e I/O da ps5 tem grande potêncial, mas infelizmente a norma é as coisas muito diferenciadas serem esquecidas ou apenas serem usadas em exclusivos.
O sistema de fluxo de dados da ps5 é muito particular, tanto que a ps5 não tem capacidade de correr jogos directamente da memória ssd expansível uma vez que apenas tem duas lanes para esta.

O SSD da ps5, de muito interesse no início tornou-se hoje alto pouco falado, muito devido aos resultados idênticos á concorrência. Só o tempo dirá se o investimento em personalização terá bons resultados.

A sony deveria focar-se em algo como o quick resume como na xbox, que é bem porreiro e para mim que sou jogador eterno do TheHunter: Call of the wild dava-me muito jeito.

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Mário Armão Ferreira
27 dias atrás

Até pode ser que futuramente com o avanço dos SSD a ps5 consiga correr os jogos directamente a partir de um ssd externo, mas até lá o controlador terá de fazer de intermidiário.
Mário, atenção que me expliquei mal no post anteior, o que queria dizer é que por enquanto o controlador interno tem de servir de ponte o que deverá a loadings um pouco mais lentos devido á latência. Em gameplay não deve haver diferenças.

“Na Xbox temos 2 Lanes por SSD, 2X Gen4 para o SSD interno e mais 2X Gen4 para o SSD secundário
Como o SSD da Xbox apenas tem uma velocidade máxima de 2.4GB/s, fica dentro do limite dos 4GB que as 2X lanes disponibilizam.
Isto significa que ambos os SSD podem ser acedidos ao mesmo tempo, á velocidade máxima. Ou seja, os SSDs podem trabalhar em paralelo.

Mas no caso da PS5, o SSD tem uma velocidade de 5.5GB/s. Ou seja, é preciso 4X lanes Gen 4.
A questão era se a Sony iria colocar mais lanes PCIe para o SSD secundário.
Agora, temos a confirmação de que a Sony não adicionou mais lanes PCIe.
Isto significa que o SSD secundário tem de ser ligado ao SSD interno e passar todos os dados pelo controlador do SSD interno.
Ou seja, é uma ligação em série e o controlador do SSD interno tem de funcionar como uma ponte, entre o controlador do SSD secundário e o SoC.
Isto aumenta a latência de acesso ao segundo SSD e provavelmente significa que apenas pode estar um dos SSDs a trabalhar ao mesmo tempo.
Isto também complica o firmware que controla os 2 SSDs, o que explica o atraso na funcionalidade do segundo SSD na PS5.
Também deve complicar um bocado a compatibilidade de SSDs com a PS5. Talvez seja preciso SSDs com um controlador e/ou firmware específicos para a PS5.”

Certo que a velocidade do SSD da ps5 é o dobro, mas também é verdade que pouco se sabe da tal xbox velocity architecture, que pode não ser nada como pode ser muita coisa, não sabemos.

Quando comparas o quick resume ao hibernar é de um sem sentido que nem vale a pena discutir. Aceito que possas não saber ao certo o que é o quick resume.
De que me interessa o hibernar se o jogo que estou a jogar não for aquele com que quero começar posteriormente? E se quiser mudar para um jogo a meio de outro?

Quanto á degradação do ssd não sei se é caso de preocupação já que a ps5 o tem soldado á mb. A sony parece estar confiante.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
27 dias atrás

O Quick resume foi uma sacada muito boa da MS, mas, DÚVIDA minha: os cards do PS5 funcionam como um Save em qualquer jogo a qualquer momento? Se volta exatamente onde estava? Por exemplo; estou dando uma flexada num Tiranico em HZD e aperto algo (que não sei como funciona) e depois desligo e saio, então a noite volto e retomo da tal flexada normalmente?
É uma dúvida que tenho e não vi ninguém explicar isso, se alguém puder me responder agradeço!

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Carlos Zidane
27 dias atrás

Não sei a precisão da coisa, mas pelos videos que vi parece até bastante preciso.

O quick resume dá mais interesse em alguns jogos do que outros, como por exemplo corridas de endurance ou no meu caso no call of the wild que é um jogo bastante realista e por vezes temos de seguir um animal durante uma hora ou mais a pé em ritmo lento. Se sair do jogo, ao começar é a partir de um restspot (cabana) e posso nunca mais encontrar o rasto do tal animal.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
27 dias atrás

Mário, ou outro user que tenha o PS5 poderia por gentileza me explicar sobre minha pergunta acima sobre os cards por gentileza?

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
27 dias atrás

Ok Mário, valeu assim mesmo.

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Carlos Zidane
27 dias atrás

Mesmo que o Mário, nunca usei.

Eron
Eron
Responder a  Carlos Zidane
27 dias atrás

Sobre o seletor do Ps5 não começa de onde parou. Vc apenas tem a visualização dos jogos mais recentemente jogados, mas ao iniciar o game começa como se estivesse abrindo o jogo do zero.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Eron
26 dias atrás

Obrigado pela resposta Eron. Não é o que eu pensava.

Felipe Horvath
Felipe Horvath
Responder a  Carlos Zidane
27 dias atrás

Não , Carlos , não existe esse tipo de salvamento pelos cards. Eles tem a função de mostrar alguns objetivos a cumprir nos jogos e você pode saltar direto pra esses objetivos , mas não salvar o jogo onde vc está.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Felipe Horvath
26 dias atrás

Oh, ok. Decepcionante… Obrigado pela resposta Felipe.

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Mário Armão Ferreira
27 dias atrás

Não digo que sejam mal feitos, são mais propositados para dificultar. Em jogos de carros com provas de endurance também dá muito jeito!

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Mário Armão Ferreira
27 dias atrás

Aproveitando o nome do artigo, voces não estão dando a relevância merecida ao quick resume kkkk ligar o console depois de semanas(mesmo o tirando da tomada) e sair exatamente onde estava no game, é legal demais

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Fernando Molina
27 dias atrás

Não estão porque a PS5 não tem, se tivesse possívelmente seria a oitava maravilha do mundo (pelo menos para dois users).
Eu gostava que a ps5 tivesse, e até acho que seria de fácil implementação.

Felipe Horvath
Felipe Horvath
Responder a  Fernando Molina
27 dias atrás

Eu não gosto de usar o Quick resume pq a velocidade da internet cai drasticamente. Sempre que saio de um jogo no Xbox séries x eu encerro ele.

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Mário Armão Ferreira
27 dias atrás

Discordo de voce na parte que afetar a velocidade do download lhe tira grande parte do interesse, ligar o console e em no máximo uns 6 segundos já estar jogando o game exatamente de onde parou, acho espetacular

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Fernando Molina
26 dias atrás

Vi num video onde GTA V voltou em apenas 16 segundos no Quick Resume! É algo que eu espero aconteça com os jogos criados pensados para esses consoles novos. Vi no Spiderman Miles Morales o jogo partir do zero em algo como 4 segundos se não me engano até o menu e do save até o gameplay algo como 2 ou 3 segundos! Isso sim é o que eu quero ver daqui pra frente.
Sobre a velocidade, bom, só não usar o QR enquanto estiver baixando algo e pronto.
Problema é que a gente baixa muita coisa o tempo todo hehe 😅

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Fernando Molina
26 dias atrás

Sem dúvida isso aí de voltar de onde estava mesmo tirando da tomada é excelente. A MS fez algo nota 10 aqui.
Uma pena o PS5 não ter algo assim, podiam copiar essa idéia e mandar num update, não seria mal.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Luis Fouto
27 dias atrás

Nesse caso que citou é uma baita mão na roda.

Gervas69
Gervas69
Responder a  Mário Armão Ferreira
27 dias atrás

Se o cartão de memória para a XBOX é caro, nem vou querer saber o preço do SSD da Sony, a ideologia parece idêntica aos memory cards da PSP. Neste caso a alternativa mais viável seria substituir o SSD por um com mais espaço e com as mesmas características, o que para o utilizador comum terá de recorrer a um pro porque o SSD é soldado.
Apenas para linha de raciocínio, no caso do SSD interno for ao ar o externo também deixa de funcionar? Uma vez que é com funcionamento em linha e não paralelo

Edit: em relação á pergunta esqueçam, claro que deixa porque o SO da consola está lá, o mesmo acontece para a XBOX, em caso de avaria no SSD principal terá de ir á marca por causa de instalar o SO. Está certo não?

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Luis Fouto
27 dias atrás

Quick resume deveria ser o investimento e não o SSD? Que loucura! Agora o Quick resume que é o game changer. Sério, as vezes é melhor ser cego do que ler certas coisas.

No mais, como não está sendo usado? Algum jogo visualmente que chegue perto de Miles Morales ou Demon’s Souls no Xbox, nos multis? Até agora nenhum. Você está falando que é algo que é desnecessário, que o Xbox está com resultados similares e não está! Viu a diferença na vegetação que AC Valhalla tem no ps5 para os outros sistemas? Isso é Streaming de dados. E isso lembrando que o SSD nem está sendo utilizado de forma decente ainda. Início de geração te diz algo?

Eu creio que você comprou o videogame errado, amigo. Deveria ter comprado o SX antes e não o Xbox. Você sempre escreve com um porém sobre o PS5 e elogiando Xbox. Eu hein… Deveria se informar um pouco mais e ver que o conse que mais tem evoluções tecnológicas é o Ps5 e não o Xbox.

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Sparrow81
27 dias atrás

Era para não responder pois não tenho por hábito dar conversa a fanboys, mas vou aproveitar e mostrar como és fanboy.

1 – Até dei exemplos onde o quick resume faz diferença. Pela tua conversa nem sabes o que é o quick resume nem para que serve.
Mas deixa-me adivinhar, para ti o quick resume não serve para nada, o suporte a 1440p não serve para nada e o VRR também não serve para nada, não…espera…agora o VRR já presta.

2 – Como sabes que está a ser usado para pontenciar os gráficos? Tens informação? Para mim gráficamente o único jogo que me impressiona atualmente é o RDR2 ultra settings no PC com realistic mods. O demons souls é bom, mas o spider man não acho nada demais.

3 – Quem é que disse que era desnecessário? AC Valhalla está idêndico em ambas assim como a grande maioria dos jogos. Como é que sabes que isso da vegetação é do ssd? Tens dados ou informação que o comprovem? E porque só no Valhalla? Porque não a mesma coisa em todos os jogos?

Já agora se não te importas, mostra lá essas comparações para eu ficar mais esclarecido quanto a tamanha diferença.

4 – Eu compro o que quero, já tu é visível que não consegues pois és um visível partidário. Deverias te informar um pouco mais para não mandares larachas sem o minimo de comprovação e não andares sempre a desdanhar da xbox sem informação factual apenas porque lhe tens um ódio de estimação infantil.
Estou-me nas tintas para a consola que mais evoluções tem ou não, isso nunca me disse nada nem quer dizer nada.

E mais uma vez, pessoas como tu e o Deto mantenho na minha lista de pessoas a dar pouca conversa, não gosto de participar em conversas tóxicas.

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Luis Fouto
27 dias atrás

@Sparrow81

“Quick resume deveria ser o investimento e não o SSD? Que loucura! Agora o Quick resume que é o game changer. Sério, as vezes é melhor ser cego do que ler certas coisas.”

Nunca disse nada disso, essas insinuações são apenas delírios teus.

Mas agora o mais grave é que não era isso que tinhas escrito, tinhas sim umas linhas de desinformação a dizer que o quick resume não serve para nada e mais uns disparates.
Depois do Mário moderar a minha resposta e tu a conseguires ver alteraste o texto para amenizar o chá que levaste.
resumidamente, foste um troca tintas.

Peço que me ignores que eu vou fazer o mesmo, não tenho o minimo interesse em manter conversas com pessoas como tu.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Luis Fouto
26 dias atrás

Que chá meu amigo. Eu editei minha resposta antes de qualquer coisa. O que disse na linha anterior foi: O Quick resume não faz diferença grande assim. Eu posso muito bem terminar uma fase e ir até o save antes de desligar o console. No mais, ficar com vários jogos ao mesmo tempo, TB não vejo grandes vantagens. Eu jogo um game de cada vez.

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Sparrow81
26 dias atrás

Agora podes dizer o que quiseres que não conseguimos ver o que estava escrito antes de alterares.

nETTo
nETTo
Responder a  Luis Fouto
27 dias atrás

Quanto a questão 3, segundo a DF a relva mais densa no PS5 é resultado do maior Clock de sua GPU, ao quem me lembre é isto.

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  nETTo
26 dias atrás

Pois não sei se é ou não, mas acho que mesmo no PC apresenta menos relva e o PC tem GPU e CPUs com o clock mais elevado e mais potentes.
Era um bom teste verificar novamente com uma RX6XXX

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Luis Fouto
26 dias atrás

Fanboy? Vc fala uma besteira dessas, que a Sony não deveria ter dado tanta importância pro SSD e sim para algo como Quick resume e eu que sou fanboy? Pelo amor de Deus!

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Sparrow81
26 dias atrás

Nunca falei nada disso, és tu que estás a inventar.
Mas dessafio-te a postares o que eu disse para se verificar, mas já vi que não gostas de postar provas ou dados quanto te os pedem.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Luis Fouto
26 dias atrás

Luis, quando você escreve num artigo de SSD dando a entender que não vai ser utilizado o potencial máximo e no parágrafo seguinte, sem off, você fala de Quick resume, você quer que as pessoas entendam o que, meu amigo? É uma questão de interpretação e eu interpreto o que está claro. Se você não foi claro no texto, a culpa não é minha mas ok. Me desculpe pelo tom que usei e segue o baile. Abraço.

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Sparrow81
26 dias atrás

O problema é não saberes interpretares ou então interpretas da maneira que te covém.

Mário, este não merece aviso? Sou só eu quando foi ele que começou as acusações?

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Luis Fouto
26 dias atrás

Não, assassins Creed não está idêntico em ambos os consoles. Veja o vídeo da digital foundry ps5 vs Pc desse game.

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Sparrow81
26 dias atrás

Eu por acaso vi vários videos de compraração e pareceu-me idêntico em todas as plataformas. Algumas diferenças, tallvez algumas já diminuidas com patchs.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Luis Fouto
26 dias atrás

E quanto ao Xbox, não é desdenhar dele, mas sim desdenho da Microsoft. Não tenho mais nada aqui em casa dessa empresa, fora o windows pra trabalhar. Uma empresa predatória e com pouca competência no que propõe, sempre tentando ganhar o mercado na base do dinheiro, que fez fortuna com um produto e rasga dinheiro fazendo aquisições que ela enterra anos depois. Parabéns por achar excelente, eu não acho. A verdade é que o Xbox sempre vai ser uma cópia barata do PlayStation e isso tudo pela gestão porca da Microsoft.

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Sparrow81
26 dias atrás

Vês como adivinhei logo que tinhas um ódio de estimação infantil!

Basta ler dois ou três comentários teus para se ficar a perceber isso, não era necessário escreveres isso para te dares a conhecer.
A xbox é o que é e a PS é o que é. Eu não vou muito á bola com apple, acho os seus produto restritivos e overpriced, mas ao contrário de ti lido bem com isso, sei admitir as qualidades (que são muitas) dos seus produtos.
Não gostas não compres.

Tomara eu um dia ter uma empresa com a gestão “porca” da MS,onde fabricar uma consola não é prioritário (e ainda têm o PC com o windows), há dinheiro sem fim e colocada no top de empresas mundiais. Esse teu sentimento tem um nome, e acho que no fundo sabes qual é.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Luis Fouto
26 dias atrás

Não tem nada de infantil… Eu simplesmente não tolero mau caratismo dentro de uma empresa desse porte, ainda mais de seus líderes. Phill Spencer seguir e conversar com os fanboys mais tóxicos… Com Dev fake do jogo do golfinho a falar merda do PlayStation e bem do Xbox e essa galera ficar quieta. Infantil são eles, perderam um potencial cliente. No mais, eu tenho 40 anos e nunca vi na história dos videogames algo tão baixo como é a tentativa desesperada desse pessoal que o Phill Spencer bota no colo em passar desinformação e FUD sobre o rival. Chega a impressionar. E não me venha dizer que não existe, pois existe e faz mais de 1 ano que notícias fakes vem semana após semana.

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Sparrow81
26 dias atrás

Existe dos dois lados, e apenas incomoda quem lhes dá atenção e passa muito tempo a olhar para eles.

Vou acabar com o off-topic
dExiste os dois lados, e apena incomoda quem lhes dá atenção e passa muito tempo a olhar para eles.

Vou acabar com o off-topic

Carlos Zidane
Carlos Zidane
27 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Eita artigo bom. Estou só esperando pra ver jogos aproveitando isso, sendo otimizados pra tal, e acredito realmente haverão resultados ótimos, lembro o quanto me espantou ver TLOU 2 com aquele nível de detalhe tão lindo, em um console ultrapassado em potência já no lançamento, ficava a admirar os detalhes do cenário, espetáculo, mas agora o PS5 tem ainda mais inovação e uma boa potência.

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Carlos Zidane
27 dias atrás

Ainda não joguei o TLOU2, estou á espera do patch para ps5.
Ghost of tsushima a 60fps ficou outra coisa.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Luis Fouto
27 dias atrás

Não tenho intenção de jogar de novo o TLOU 2, uma vez bastou. O original eu joguei umas 30x e vou jogar de novo se bobear… 60fps é sempre bem-vindo, e agora com reduções de load… Essa nova geração está do jeito que eu sempre quis, exceto que jogo mesmo não tem nada novo até agora, nesse ponto está um desastre.

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Carlos Zidane
27 dias atrás

Eu só costumo jogar uma vez cada jogo, por isso não jogquei. Já o ghost of tsushima também guardei para a ps5.

Adorei o TLOU, mas agora estás a por-me medo com o 2!

nETTo
nETTo
Responder a  Mário Armão Ferreira
27 dias atrás

Perfeito, o mundo brutal o qual se passa Tlou é isso aí mesmo.

Toda decisão tem uma consequência seja positiva ou negativa.

Inclusive para mim Part2 >>> Tlou

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Luis Fouto
27 dias atrás

Não se preocupe, o jogo não é ruim. Eu é quem tomei um certo “ranço” como dizem, mas isso ocorreu basicamente lá pros ~75% da campanha pra frente. Porém o gameplay é muito bom. Eu recomendo.

eduard08
eduard08
Responder a  Carlos Zidane
27 dias atrás

Utilizaram vários programas de IA e edição e para simular os resultados de TLOU 2 na ps5 em 2160p/60 fps e o resultado e o seguinte

https://youtu.be/kDD_VRiFmmo

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  eduard08
26 dias atrás

Hmm, não achei nada muito relevante na questão dos detalhes. Já é lindo no PS4.

Gervas69
Gervas69
27 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Não percebi uma coisa, é o SSD que faz as prioridades ou a consola, pelo que me deu a entender é o controlador da consola que pede quais os dados que tem mais prioridade, ou o controlador está no próprio SSD? Se for por esse motivo deve ser por isso que não há SSD externo de expansão e quando ouver deve vir a custar quase tanto quanto a consola, pelo menos até se tornar padrão.
E então as velocidades do SSD anunciadas não são as reais, ou melhor, pode atingir essa velocidade se “desligar” o controlador?

Hiago
Hiago
27 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Entendendo como as coisas funcionam realmente acho no mínimo engraçado que tem um grande Youtuber gamer brasileiro (vários outros também) que adoram dizer que não entendem o porquê da Sony falar tanto de SSD sendo que os SSDs já existem nos PCs há tempos. Isso prova como essas pessoas várias vezes falam sobre coisas que não entendem.

E Mário, falando de não entender, eu realmente não percebi sobre o seu último artigo referente a AVX256 na CPU do PS5, afinal ele possuí? E o que falta ainda não se sabe? Li o artigo, leve em conta que tenho um nível baixo de dislexia, as vezes é complicado alguns texto e realmente não percebi muito bem o que dizia.

E mais um adendo, onde está escrito “mas a PS5 quis levar a optimização…” Creio que era para ser “PS4”.

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Hiago
27 dias atrás

A sony fala do ssd pela mesma razão que a MS fala do GPU. São as peças de maior destaque nas suas consolas.

A PS5 pode eventualmente ter AVX256 (penso que não há certezas mas suporte tem), mas mesmo que não tenha não é relevante enquanto máquina de jogos.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Hiago
27 dias atrás

O motivo é porque esses youtubers (assim como vários outros) podem conhecer peças de hardware e entender suas especificações, mas no geral sabem pouco (ou nada) sobre desenvolvimento de jogos, para não dizer desenvolvimento de software no geral.

Para confundir essas pessoas, basta perguntá-las como é possível que Nioh rodando em modo BC carrega no SSD do PS5 em 8 segundos, sendo que a versão remasterizada rodando no mesmo SSD carrega em 1 segundo. Então toda a discussão é sobre como projetar o Software para aproveitar ao máximo as capacidades que o hardware em questão fornece.

Fernando Molina
Fernando Molina
27 dias atrás

Por tudo que estou vendo e lendo, me parece que a Sony acertou muito, é um console redondinho, não vejo a hora de conseguir pegar um pra fazer companhia pro meu SX na estante

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Fernando Molina
27 dias atrás

A sony tem de tomar decisões e cuidados redobrados pois não tem o dinheiro da MS para andar a esbanjar.
Tiros falhados com a ps5 têm muito mais consequências na sony do que tiros falhanos na xbox para a MS.

A falta de margem de manobra da sony perante falhas acaba por ser boa, pois obriga a dedicação , a soluções e a decisões muito bem ponderadas.

Gervas69
Gervas69
Responder a  Luis Fouto
26 dias atrás

A Sony tem dinheiro, ainda agora meteu mais 135M na Epic Games. Pode-se dizer que não quer é investir mais do que o necessário para obter o máximo de lucro.
A Sony já tem a base feita, mesmo que a coisa não corra muito bem a Sony vende bem 100M de consolas mais os 30% de fifas, GTAs e Fortnite, e tem meia dúzia de estúdios a fazer 2 ou 3 exclusivos para manter aquela pica dos fãs e não precisa de se chatear muito, a divisão de jogos quase se mantém em piloto automático.

Gervas69
Gervas69
Responder a  Mário Armão Ferreira
26 dias atrás

Dá para comprar, pode comprar pela loja da Microsoft ou pelo Steam
https://www.xbox.com/pt-pt/games/microsoft-flight-simulator?source=lp
Apenas para completar, este também é um jogo com microtransacoes, com todo o conteúdo, se não estou enganado, fica por volta dos 20k€

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Mário Armão Ferreira
26 dias atrás

Mario, é só clicar na foto de capa do game, ai aparece a opção de compra

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Gervas69
26 dias atrás

Tem dinheiro, mas nada que chegue perto da MS.
A PS para sony é importante, a xbox para a MS nem por isso, e como já disse, isso é bom pois obriga (tal como á nintendo) a bom planeamento, decisões e investimento, tudo isso se pode traduzir em bons jogos que têm de cativar o público.
Felizmente para nós a sony ainda não vai atrás de lucros enormes e “fáceis” com jogos tipo fortnite e minecraft. Até quando se vai aguentar sem o fazer não sei.

A MS acabou de comprar a Nuance por 19,7 MIL MILHÕES….

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Mário Armão Ferreira
26 dias atrás

A MS funciona como qualquer empresa das suas dimensões e grau financeiro.
Acredito que o sistema de subscrições tenha sido imposto pela MS para poder haver financiamento para a xbox.
Os acionistas e mesmo a própria MS nunca foram muito á bola com a xbox devido a ser algo fora da area de actuação da empresa.

Como disse anteriormente, por vezes não ter dineiro é bom. Se a playstation fosse tão importante para a sony como a xbox é para a MS, provávelmente a sony arriscarira muito mais e poderiamos já ter o mercado alterado para as “modas”!

Se acontecer pelo mundo o que está a acontecer em Portugal, esta falta de stock vai ser benéfica para os estudios da sony, pois só estão a vender bundles.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Gervas69
26 dias atrás

Mais 200 milhões na epic. Ela não é boba. Sabe que a epic vem forte como concorrente da steam e ainda tem a Unreal engine 5 que pode ser usada pela Sony sem custos adicionais e extremamente otimizada para o ps5.

Felipe Horvath
Felipe Horvath
Responder a  Fernando Molina
27 dias atrás

Faltam algumas coisas no SO , como poder colocar os jogos em pastas , assim como já era possível no PS4.

nETTo
nETTo
Responder a  Felipe Horvath
27 dias atrás

Sabes o que eu não entendo?

Porque Diabos eles não pegam o SO que já está no PS4 com todas as suas funções e portam pro PS5 adaptando assim suas necessidades na nova geração, assim de cara o sistema já saí redondo.

Felipe Horvath
Felipe Horvath
Responder a  nETTo
27 dias atrás

Deve ser pra dar aquela sensação de nova geração , mas sei lá , se tivesse as pastas eu já estaria satisfeito pq eu tenho mania de organização hahaha. Outra coisa cagada é o hdr que funciona o tempo todo , não gosto disso.

eduard08
eduard08
Responder a  Felipe Horvath
27 dias atrás

Amanha sai uma grande actualizaçao para a ps5, ainda nao vai haver as pastas mas vai haver maneira de organizar melhor a biblioteca
E vai ser possível a transferência dos jogos ps5 para um disco externo mas para jogar o jogo tem que estar no disco interno
E muitas mais novidades

Felipe Horvath
Felipe Horvath
Responder a  eduard08
26 dias atrás

Sim , esse update vai trazer um monte de novidade. To ansioso pra ver.

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Felipe Horvath
26 dias atrás

Resolvido com a nova atualização

Luis Fouto
Luis Fouto
Responder a  Mário Armão Ferreira
26 dias atrás

Era ao HDR que me referia. Nunca me incomodou até porque o the Hunter é o único jogo que tenho SDR e a TV dá para desligar o HDR na porta HDMI.

Hiago
Hiago
Responder a  Mário Armão Ferreira
26 dias atrás

há comentários no Euro Gamer PT dizendo que não resolveu, o relato foi de Final Fantasy XIV ainda estar com as cores lavadas.

Felipe Horvath
Felipe Horvath
27 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Ótimo Artigo , Mario ! Tenho uma dúvida em relação a otimização necessária pra se tirar partido de toda a performance do i/o do ps5. Seria essa otimização feita na engine e todos os jogos tirariam partido quando compilados pro ps5 , ou teria de ser uma otimização feita jogo a jogo ?

Felipe Horvath
Felipe Horvath
Responder a  Mário Armão Ferreira
27 dias atrás

Seria sensacional se vc conseguisse fazer uma entrevista com algum dev , hein Mario ! Haha.

marcio
marcio
27 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Mais um ótimo artigo Mario !

Marco Antonio Brasil
26 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Muito bom artigo. Fico empolgado imaginando as possibilidades dos jogos desenvolvidos do zero para a nova geração.

Rodrigo
Rodrigo
25 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     
Mais um excelente artigo Mário. Melhor explicação que essa é impossível. Não sei porque muitos por aí acham que os 6 níveis de prioridade do SSD da PS5 e o Sampler Feedback Streaming do Xbox são a mesma coisa, ou semelhantes. 

 Pelo que eu já entendi até hoje são coisas diferentes. O SFS requer o carregamento de partes das texturas em sua reconstrução. E isso  pode ter impactos dramáticos na CPU, a busca, a determinação de qual parte da textura é necessária, a desconstrução e a reconstrução da textura para salvar a taxa de transferência.  Para receber esses ganhos se perde alguma potência da CPU que é dedicada ao processo. 

No lado do PS5, isso é abordado de forma diferente. A largura de banda do PS5 é muito alta, o sistema foi construído para extrair os ativos da mais alta qualidade e reduzi-los em qualidade conforme necessário, enquanto o Xbox é construído para otimizar baseado em métodos anteriores de desenvolvimento de jogos. Quanto às faixas prioritárias, elas são projetadas para reduzir a latência dos ativos necessários para fazer fila instantaneamente. Além disso, o SSD do PS5 pode atingir 22GB / s,  se algo for compactado excepcionalmente bem.

 O PS5 também possui depuradores de GPU personalizados projetados para funcionar de maneira semelhante com o SFS, descartando apenas os ativos desnecessários e ajudando as UCs ​​a trabalhar de maneira mais eficiente. Os conceitos parecem que são semelhantes, mas são implementados de forma diferente e em locais diferentes no hardware. Se eu estiver enganado nessa explicação alguém pode corrigir.
error: Conteúdo protegido