Novo modelo da Playstation 5 não deverá ter problemas nenhuns

5 7 votes
Avalie o nosso artigo

A necessidade deste artigo surge após Austin Evans, um Youtuber, ter testado o novo modelo da PS5, tendo-o considerado pior que o antigo, e alegando que a temperatura extra que mediu pode encurtar a vida da consola, ou causar problemas.

Antes de começar este artigo devo desde já fazer uma ressalva. Não posso e nem devo, de forma alguma, e categoricamente, afirmar se o novo modelo da PS5 pode ou não ter problemas térmicos, ou se ele é efetivamente ou não, pior que o antigo modelo. Isso é algo que só o tempo dirá, sendo que este artigo tem apenas como intenção, o demonstrar que, da mesma forma que não posso afirmar nada disto, Austin Evans tambem não pode afirmar o contrário.

Basicamente devemos começar por um apanhado do sucedido.

A Sony lançou uma revisão da sua PS5… E esta revisão tem diferenças, sendo que as maiores estão no sistema de dissipação térmica da consola.

Eis uma foto que mostra parte dessas diferenças:



A imagem mostra os dissipadores das duas versões da consola. A original, maior e com bastante cobre, à esquerda, e a nova, menor e com menos cobre à direita. Outra diferença não mostrada passa pela ventoinha da nova versão que possui agora mais pás, conseguindo assim movimentar um volume de ar maior.

Perante estas diferenças, Austin Evans pegou num smartphone, com uma aplicação, e fez uma medição térmica da exaustão, tendo medido os seguintes valores:

Segundo Austin, a nova PS5 emite ar entre 3 a 5 graus mais quente que o modelo mais antigo. E perante a diminuição do dissipador, conclui que a nova versão da PS5 é pior, mais quente, e que tal pode levar a quebras de performance, ou até a uma diminuição da vida útil da consola.

E perante isso, devo dizer que tal… é um disparate pegado!



Para começar… a medição!

Um smartphone, com uma aplicação?

Bem, uma aplicação como a Flir One custa 400 e tal euros, e é uma aplicação relativamente fiável. No entanto, mesmo essa aplicação não é o mesmo que a solução hardware da mesma empresa. Ela depende da qualidade da lente e dos CCDs da câmara do smartphone, e mesmo nos melhores indica uma margem de erro de 2 graus para cima e para baixo.

Isso quer dizer que na realidade os 5 graus medidos podem ser apenas um, caso descontemos dois graus ao valor maior, e acrescentemos 2 graus ao valor menor. Mas no entanto a ideia nem é essa, mas apenas referir e ressaltar que esta medição tem erros.

Depois, uma medição tem de ser consistente. Repare-se na imagem de cima, e podemos ver que as leituras são obtidas em locais completamente diferentes.



Isto é super relevante, uma vez que há todo um fluxo de ar dentro da consola, pelo que medições em locais diferentes darão resultados diferentes.

Ora as imagens de cima dão a perceber que as medições realizadas foram feitas nos seguintes locais:

Basicamente a antiga consola mediu a temperatura sobre uma porta USB, ao passo que a nova a medida é realizada mais acima. E como se vê pelo raio X, a proximidade dos canos térmicos do dissipador é bastante mais próxima, o que forçosamente dará uma temperatura maior, uma vez que é neles que o calor se acumula.

Mas o maior erro, e esse convenhamos, é o medir-se a temperatura do ar expelido… e não a temperatura dos chips em si.



Basicamente medir a temperatura do ar que é expelido não mede nada… O que se tem de avaliar é se os componentes aquece mais ou não. E isso não foi feito.

Medir a temperatura do ar, num sistema que expele maior volume de ar pela ventoinha com mais pás e que possui maior concentração de calor num mesmo espaço, devido ao menor dissipador, é um erro. O ar será muito certamente mais quente!

Mas será que isso afeta os componentes? Para isso teríamos de fazer a medição diretamente neles, e isso não ocorreu.

O que realmente é preocupante e pode causar perdas de performance e quebra na vida útil dos componentes é a temperatura de junção, ou seja a temperatura máxima a que um componente pode funcionar nas suas condições ideais. Ultrapassar esse valor é que pode ser problemático! Isso aconteceu? Não foi medido, pelo que qualquer afirmação sobre afetação da consola é um mero bitaite.

A realidade é só uma. Os componentes electronicos possuem sensores ligados a uma ventoinha. E aquecendo mais, a ventoinha acelera! Isso não aconteceu, pelo que esse é mais um motivo pelo qual as afirmações de Austin Evans não parecem ter qualquer base de sustentação.



Depois temos ainda um outro factor. E para o perceberem, vamos recuar no tempo.

Em 2013, com a sua consola pronta, a Microsoft fez um overclock na Xbox One. Algo que aconteceu sem que alguma vez fosse previsto, e sem qualquer problema!

Como é que isto acontece? Bem, quando das primeiras revisões de um produto, as margens de segurança na térmica necessitam de ser maiores. Afinal não se sabe como o produto se comportará a larga escala, e como vai reagir. É esta margem que permitiu à Microsoft aumentar os relógios da Xbox sem problemas, e é esta margem que permitiu agora à Sony, constatando a realidade do produto, alterar o sistema de refrigeração.

Mais temperatura expelida, e até mais temperatura nos componentes não permitem concluir nada sobre eventuais problemas técnicos sem se saber qual a T-junction (temperatura de junção) e se estamos no seu limite ou não, algo difícil de acontecer uma vez que a AMD já deu a conhecer que até 110 graus os seus produtos gráficos funcionam sem problemas.

Olhando para a experiência do hardware PC percebemos que um mesmo CPU trabalha a temperaturas diferentes consoante o cooler usado. E mesmo nos GPUs as marcas possuem vários modelos de um mesmo GPU com dissipadores diferentes e temperaturas de funcionamento diferentes. E com excepção de uma maior ou menor apetência para overclock, todos eles funcionam e garantem o bom funcionamento e a vida útil do produto.



Mas já que falamos das semelhanças com o PC, também temos de falar das diferenças. É que as pessoas tendem a esquecer que a PS5 funciona de uma forma radicalmente diferente de todo o restante hardware do mercado. E em vez de frequências fixas e consumos variáveis, a PS5 funciona com consumos fixos e frequências variáveis. O motivo foi explicado por Mark Cerny e prende-se com o facto que, desta forma, torna-se mais fácil prever as temperaturas máximas alcançadas pela consola, e assim dimensionar todo o sistema de refrigeração.

E isto quer assim dizer exactamente que a consola terá muito mais dificuldade em sobrraquecer que com os sistemas clássicos.

Basicamente se somarmos tudo o que aqui é dito percebemos aquilo que é o objectivo deste artigo: Que a afirmação de Austin Evans é ela mesma cheia de ar quente. De forma alguma ele pode afirmar que a nova versão da consola vai ter problemas de aquecimento ou redução da vida útil. Não só ele mediu as temperaturas em locais diferentes, como não mediu onde deveria e não teve em conta nem a T-junction dos componentes, nem a metodologia de funcionamento da consola, as margens de segurança do dimensionamento de uma primeira revisão, o aumento do volume de ar removido, e nem sequer o simples facto que, mesmo que a consola efetivamente aqueça mais, as variações de temperatura são uma realidade em todas as variantes de hardware, sendo que nem por isso se pode afirmar que as performances ou a vida útil do hardware está em causa.

Apenas como nota, o meu processador Ryzen 9 trouxe um Cooler Wraith da AMD com ele. Instalado o processador funcionava perfeitamente atingindo uma temperatura máxima em picos de performance de 82 graus, o que são menos 8 graus que o limite térmico do mesmo. E a realidade é que há milhões de processadores destes a funcionar com estes coolers sem problemas.

No entanto, por mera iniciativa minha uma vez que pretendo ter dois GPUs na caixa, optei por criar condições para refrigerar mais a caixa, tendo trocado o cooler por um Noctua. A temperatura desceu para os 72 graus.



Em nenhum dos casos a performance do CPU estava em causa. Aliás a temperatura mais alta era obtida com a solução do fabricante, que garante que o cooler é suficiente.

Alguma vez alguém escreveu artigos dizendo que as soluções AMD podem colocar em causa a vida útil do processador ou as performances?

Se o fazem aqui o motivo é simples… Tal traz visualizações e tráfego, o que se traduz em dinheiro… E o dinheiro ainda manda muito.

A realidade é que dados palpáveis para se afirmar poder existir aqui um potencial problema ou, mais simplesmente, algo que possa ter um comportamento diferente da versão original, não existem!



5 7 votes
Avalie o nosso artigo
62 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Rui
Rui
1 mês atrás

Basta olhar para os dois e a diferença salta a vista, o chips sao os mesmos, a tecnologia e e velocidades dos chips sao os mesmos e de um lado temos uma máquina com um dissipador consideravelmente maior e ajudado pelo cobre, do outro bem é só olhar pra imagem, se isto não é um produto inferior que levanta questões de fiabilidade a medio longo prazo especialmente numa consola como a ps5 em que as velocidades de relogio sao muito altas então nao sei o que dizer.
O Sr Mário pode ter razao mas o que está a vista é inegável, voce falou da xbox one, que eu saiba a xbox one subiu as velocidades mas o equipamento foi sempre igual não andaram a cortar pro mesmo chip os coolers, aqui o equipamento foi reduzido é diferente.
E para finalizar a xbox 360 a fat tinha problemas na refrigeração, a longo prazo… elas não avaraiavam num mês era em média 3 anos, dai o aumento da garantia da Microsoft para 3 anos, a minha x360 fat a jogar basicamente todos os dias morreu com 4 anos.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Rui
1 mês atrás

O equipamento foi reduzido. E foi reduzido por não precisar ser o que era. Ou vc é mais um que vai falar um monte aí e nem sequer tem noção alguma de termodinâmica? Pelo amor de deus. Não se preocupe, cara. Vc não precisa se preocupar com algo que nunca vai ter.

Rui
Rui
Responder a  Sparrow81
1 mês atrás

Eu descobri ha 2 dias para cá, existem muitos doutorados em termodinâmica, chega a ser divertido os argumentos, o seu é dentro do normal, muda o tema a linguagem é a mesma, mas o sr Mário deixou me desiludido com o passar a mão no pelo. Mas pronto.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Rui
1 mês atrás

Não precisa ter doutorado. Apenas prestar atenção nas aulas de termodinâmica do ensino médio pra perceber que vc tá falando merda.

Deto
Deto
Responder a  Sparrow81
1 mês atrás

quer saber o nível do manjão ai… pergunta para ele quem faz trocadores de calor, ar condicionado, geladeira, etc.

ele nem deve saber que é eng mecânico.

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

eu fico impressionando como o M.O. é sempre o mesmo.

acusar a Sony de fazer as m$%¨& que a MS faz.

basicamente o Rui ai tá dizendo que o PS5 vai ter 3RLDs.

Tu não deve estar muito informado sobre as brigas de video game, mas é M.O. padrão de fã de xbox tentar emplacar na Sony todas as m$%¨& que a MS faz.

tão correndo para cima e para baixo com foto de Avatar da Alloy para tentar emplacar que é o “macaco craig” da Sony

tão pra cima e para baixo com print do “how share your game” sobre smart delivery.

já botaram fogo no PS4 PRO e com ajuda do Windows Central tentaram emplacar que o PS5 pega fogo igual o x360.

agora com esse video desse youtuber abobalhado, que:

“agora sim, o PS5 tá pegando fogo, agora vai, agora vai queimar, agora sim”

Deto
Deto
Responder a  Rui
1 mês atrás

Vou te dar uma dica simples, quanto maior a diferença de temperatura da fonte fria e da quente, mais rápido o calor é trocado… o calor no dissipador mais quente está dissipando mais rápido.

mais um dado, 3~5 é margem de erro de medição.

sabe qual o problema? quem achava “uma bagunça” apertar um prafuso para uma base, ou trocar dois parafusos para um SSD aberto; agora quer pagar de engenheiro mecânico.

aposto que vc nem sabe que é eng mecânico que faz trocadores de calor né?

Rui
Rui
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

A minha área é programação informática, não percebo de termodinâmica além do senso comum, mas você senhor Mário pelos vistos percebe muito, diga me lá então, olhando que se trata do mesmo chip, o cooler parece extamente igual mas com menos material nobre, menos tamanho de heatsink e menos heatpipes na sua opinião para o mesmo chip é mais eficiente ? Você tem os dados? Ou basta olhar pra lá e ver a realidade ?
Estou muito desiludido consigo para ser sincero.

Juca
Juca
Responder a  Rui
1 mês atrás

Ao leres o texto poderias concluir facilmente que não é porque um sistema de refrigeração é diferente que ele é menos eficiente, e que mesmo que fosse menos eficiente poderia se adequar a necessidade de refrigeração do aparelho, pois o limite dos chips está bem longe de ser atingido. Sabendo ainda que o controle de temperatura do chip é o que faz a ventoinha trabalhar mais ou menos, poderia-se facilmente concluir que se a ventoinha não acelera mais, é porque o sistema está sendo igualmente eficiente ou no mínimo suficiente pra manter as temperaturas, mas enfim, deves achar que os excessos é que fazem um produto melhor…
Observe que é dito que a ventoinha tem mais pás, logo, ela provavelmene movimenta mais massa de ar, mas pra você só é relevante ter menos cobre e menos heatpipes.
Veja, o console está em uso há quase um ano e pôde ser melhor monitorado, é natural que surjam revisões como surgiram em todos os demais modelos de consoles.

Livio
Livio
Responder a  Rui
1 mês atrás

O que você escreveu acima, se aplica a você e ao Austin. Você tem os dados que afirmam que o novo modelo tem refrigeração pior? Tens dados da temperatura que as esferas BGA estão enfrentando???

O 360 dava problema devido o estresse da temperatura, de ficar frio e esquentar e depois esfriar, em soma em 2006 a União Europeia mudou as especificações eletrônicas forçando que se adotassem soldas sem chumbo, as chamadas lead-free. As lead free possuem ponto de fusão acimas das de chumbo porém eram mais rígidas, por isso o estresse de temperatura causavam trincas na solda e os problemas de 3RL, em nada tinha a ver com CPU do 360 a perder rendimento com temperatura alta.

Só que já se passaram 15 anos da adoção do lead-free, nesse tempo as soldas já possuem qualidade e canais de YT conhecidos e seguros já suplicam para que os técnicos de fundo de quintal parem de tacar calor (fazer reflow) nos componentes e pratiquem a velha eletrônica, que é analisar a causa do problema. Em 2006 era tudo muito novo e não se sabia como as lead-free se comportariam.

é pensar fora da “caixa”, se uma empresa lança um modelo inferior não achas que ela seria facilmente processada no futuro e perderia milhões a reparar? Que perderia mais do que está ganhando na revisão?

Mas isso é porquê e na concorrente visto que medições apontam que o Series tem quase a mesma temperatura do novo PS5 mas com ele não acontece nada.

Interessante saber que você trabalha com programação, sabias que desde o PS3(pode até ter no PS2) a ventoinha trabalha com uma tabela de dados? Na programação do SYSCON há a verificação de temperatura e, partindo para a programação, se a condição é satisfeita faz um determinado trabalho, logo se a temperatura chega em um nível a ventoinha roda a uma determinada velocidade. A tua profissão (que é a minha também) explica e está de acordo com o que o Mário falou, se o novo modelo não chega a girar a ventoinha mais rapidamente logo o novo modelo está operando na mesma faixa de temperatura do antigo (ou até menos).

Aqui uma imagem da tabela de dados da fan da PS3:
https://www.psx-place.com/attachments/fan-png.23415/
(Esses valores foram modificados porque originalmente a fan a 100% é quando o CELL está a mais de 90º)

Livio
Livio
Responder a  Rui
1 mês atrás

E um complemento, só nos últimos 3 anos que se percebeu que parte dos YLOD dos PS3 não eram devido aos BGA lead-free (aqueles responsáveis pelo 3RL do 360) e sim a capacitores NEC-TOKIN. Muitos pensavam que era BGA e tacavam calor na placa que por consequência o PS3 voltava a vida, porém o que acontecia era que com o calor os NEC-TOKIN voltavam a ter valores aceitaveis e por isso o PS3 funcionava, mas era só passar o tempo (podia ser 1 dia ou vários anos) que o mesmo problema voltava.

Isso só foi descoberto porque conseguiram acessar a SYSCON e por lá há uma tabela de erros.

Nuno Sousa
Nuno Sousa
Responder a  Rui
1 mês atrás

Meu caro Rui
Deduzo que não consigas dormir ao lado da tua série X com valores máximos de saída de 62 graus, sim + 7 graus do que o produto inferior que afirmas. É confuso o vosso puder de argumentação.

Rui
Rui
Responder a  Nuno Sousa
1 mês atrás

Eu não tenho a X e eu disse que a ps5 nova é inferior à de lancamento, não falei sequer na xbox series mas quando se toca na ferida as mentes ficam perturbadas.

Juca
Juca
Responder a  Rui
1 mês atrás

É inferior porquê? Tem menos performance nos jogos? Não entrega mais o que promete?

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Rui
1 mês atrás

A questão é que não foi alterado apenas o heatsink, o projeto sofreu modificações inclusive na fan. Essas modificações sugerem que o novo modelo pode ser mais eficiente, não demandando a mesma quantidade de cobre do modelo de lançamento.

Rui
Rui
Responder a  Carlos Eduardo
1 mês atrás

A alteração na fan é logo um sinal claro que é menos eficiente, senão porque mudar o design?

José Galvão
José Galvão
Responder a  Rui
1 mês atrás

É sinal de que querem cortar custos e para tal, optaram por reequilibrar a solução térmica do sistema, neste caso cortaram no lado mais caro que é o heatsink e o cobre, e melhoraram o componente mais barato que é a fan, e acharam que os resultados obtidos eram praticamente semelhantes, e acredito piamente que não chegaram a essa conclusão com um smartphone, e certamente têm dados de telemetria que sustenta essa decisão.

O que me espanta é que toda a gente sabe que o Austin Evans é um boneco da Microsoft, não é por mero acaso que só ele e a DF é que foram a Redmond testar a Series X, ele sempre puxou para o lado da Xbox.

Toda esta tempestade num copo de água tem um nome, chama-se FUD, e este menino já é repetente nessa matéria.

Juca
Juca
Responder a  Rui
1 mês atrás

O que move basicamente o ar quente de dentro pra fora é o fan. Sistemas passivos costumam ser menos eficientes sem o fan.
Um sistema de arrefecimento tem de ser avaliado pelo todo, e não por suas partes.
O que a Sony possivelmente fez foi um sistema igualmente eficiente gastando menos, não é difícil perceberes, mas precisa aceitar que a indústria sempre vai querer diminuir custos e aumentar lucros.
De qualquer forma, não entendo a sua preocupação se nem planeja teres em playstation. És amigo do youtuber e queres embasá-lo/protegê-lo de críticas?

nETTo
nETTo
Responder a  Rui
1 mês atrás

Que bobagem, PS4 Fat teve 3 revisões antes do Slim, o Pro teve 2 ou 3 também.

Isso é normal, tá fazendo tempestade em copo de água

Livio
Livio
Responder a  nETTo
1 mês atrás

Quê?? o Sistema PS4 teve 19 revisões, 3 na fat, 10 na slim e 6 na pro.

Ver a tabela no fim da página as seções motherboard → retaill:
https://www.psdevwiki.com/ps4/Motherboards_Retail

Nem assim se ouve que o slim/Pro teve vida inferior ao fat

Livio
Livio
Responder a  Rui
1 mês atrás

Não se existe mágica, se retira o cobre tens que alterar algo que possa fazer o aparelho ter eficiencia termica semelhante, nesse caso uma das alterações foi colocar uma fan com mais pás.

Favor Rui, não sejas cego.

Juca
Juca
Responder a  Rui
1 mês atrás

Vou usar um pouco de maiêutica com você, colega. E o sistema de refrigeração não havia sido projetado para os clocks inferiores no xbox one, meu jovem? Ora, sobrecarregaram o sistema de refrigeração do xbox one ou ele era sobre dimensionado pra ter folga? Não pode ter ocorrido o mesmo para o PS5 e por isso a revisão, cortar custos tendo em mente que o projeto inicial foi sobre dimensionado ou agora pode ser mais ajustado após o lançamento inicial?

Deto
Deto
Responder a  Rui
1 mês atrás

as vezes eu acho que vcs são bem desesperados para emplacarem no playstation todas as vergonhas que o xbox já passou.

esse teu textinho é basicamente falando que o PS5 vai ter 3RLDs.

igual teus colegas verdes que usam avatar da Alloy tentando emplacar “macaco craig”

também tem os que querem emplacar “how share your game” com smartdelivery nessa semana.

impressionante, vcs não se aguentam.

Ao contrário de cobrar da MS lançar um candidato e/ou vencedor de GOTY por ano, preferem tentar emplacar que a Sony vai lançar um macaco craig, um 3RLDs, um “trava de usados”.

Dá uma lida ai e pensa um pouco, reflete… pq eu com isso ai tô é ajudando os fã de xbox.

Ao contrário de cobrar que a MS melhore, vc fica rebaixando a Sony.
Ao contrário de subir, quer puxar para baixo os outros.

nETTo
nETTo
Responder a  Rui
1 mês atrás

O dissipador é inferior

A ventoinha é superior

A performance no Stress Test foi a mesma do modelo anterior

E o console é mais silencioso

Enfim, cada um acredita no quer quer

Edit: sobre o X360 e essa média de 3 anos, isso não passa de falácia. Centenas de milhares X360 morreram antes do primeiro ano

Hiago
Hiago
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Eu não tenho nem uma fração do conhecimento do Mário nessa área, mas postaram um artigo falando sobre essas medicações no Game Vício e eu fui um dos poucos a falar exatamente isso, as medicações indicam picos de calor em lugares diferentes, e a versão revisada parece melhor por emitir o maior calor fora de um dos conectores e também comento sobre essa questão das medicações não terem sido sobre a temperatura atingida nos Chips. O problema que lá possuí um amontoado de crianças fanáticas por pedaço de plástico, então já dá para ter uma noção o nível do debate por lá.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Hiago
1 mês atrás

Sites desse tipo possuem uma bolha de pessoas que vivem em outra dimensão, que acordam, almoçam, jantam e dormem pensando em videogame (alguns mais especificamente flamewar). Os boletos magicamente se pagam, pois “é cringe pensar nisso”.

Deto
Deto
Responder a  Hiago
1 mês atrás

Eu nunca mais acessei depois que o KingsGoky, Renatito e outros “viraram” moderadores.

é o mesmo que ter o xbox milgrau postando noticias, esse kingsnoku ai até bolsominion igual o xbox milgrau, é.

sempre que alguém que fala sobre o GV, eu aconselho a não entrar lá e dar audiência para aquele site.

Hiago
Hiago
Responder a  Hiago
1 mês atrás

Medições*** maldito corretor 😒

José Galvão
José Galvão
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Só uma pequena correção Mário, ele não se chama Andrew mas sim Austin.

Segundo li o chip pasou de 7nm para 6nm, que se não estou em erro gera ainda menos calor.

De salientar que este Austin Evans que afirma que 56° na PS5 podem levar a perdas de performance e a uma redução do tempo de vida util da consola, é o mesmo Austin Evans que se mostrou deveras impressionado com os mesmo 56° na Series X que tem uma refrigeração inferior à da PS5.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Basta ter o mínimo de noção. O ar nunca vai ter a mesma temperatura do componente em si. Isso é básico do básico. Possivelmente se a exaustão está em 60°C, lá dentro está mais de de 90°C. Básico do básico.

Juca
Juca
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

A máquina de dinheiro é pesada… se não me engano, esse youtuber é o mesmo que “avaliou” o dualsense antes do tempo e se utilizando de um PC/xbox inferiorizando o controle!

Deto
Deto
Responder a  Juca
1 mês atrás

ele teve, junto com a DF, o acesso exclusivo para anunciar o xbox SX com teardown e tudo.

depois disso a DF ficou 1 ano sem achar problemas nenhum problema no xbox SX, memória dividida igual a 970 4+2GB. No PS5 até abertura no console achou d+ pq iria entupir de poeira… over de 2.2gh na 5700XT que não melhorava nada….

Nada de novo, fornece acesso exclusivo e depois espera os caras não acharem defeito no teu produto e encherem de defeito no produto da concorrência que não mandou “mimos” para eles.

Livio
Livio
Responder a  Juca
1 mês atrás

Sim foi o mesmo. Conseguiu um DualSense antecipado, chamou um colega e ficou tirando onda do controle

Deto
Deto
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Esse ai é o sujeito que recebeu acesso exclusivo ao xbox SX, junto com a DF.

Depois disso foi só acompanhar a DF falando sobre o PS5, era “clock fake 5700xt não melhora acima de 2ghz”, era “tem muita abertura, vai entupir de poeira”

Zero preocupações com memoria dividida do xbox, xbox também era imune a poeira, mesmo tendo toda a parte superior aberta ao contrário do PS5… Halo Infinito so precisva de um patch de RT…

Esse austin ai só tá seguindo o padrão normal e esperado de quem recebe “mimos”.

Acho curioso que o mesmo cara que teve acesso exclusivo ao dualsense para desmontar e botar defeito, agora tem acesso ao novo modelo de PS5 para desmontar e botar defeito.

nETTo
nETTo
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Lembram que em 2020 e principalmente depois da apresentação do PS5 alguns colegas aqui ficaram céticos sobre a eficiência do projeto do PS5, uso de frequências variáveis, dos benefícios do SSD personizado? Estes apos o lançamento e ao verem o rendimento muito igual ao da concorrente se calaram.

Eis que agora, estes mesmos voltam a ativa pra falar sobre a alteração no sistema de arrefecimento do console, com afirmações de que isso poderá trazer algum prejuízo no futuro.

Fico pensando naquele Sr, sim, aquele mesmo que fez o Teardown do PS4 Pro e PS5, não lembro o nome, é um engenheiro da Sony, fico eu pensando que este Sr cujo currículo já constam centenas de Milhões de consoles como o mesmo se comportaria lendo tais comentários? Será que ele tem dados do console de lançamento para promover as mudanças?

Fica a reflexão

Rui
Rui
1 mês atrás

Perdi a conta aos replys que recebi, a celeuma foi demasiada, eu vou dar uma resposta no geral que não quero ter de andar a responder a todos e já nem falo dos comentários do cavalheiro Deto, esses eu nem leio. Fica a minha ideia final em 2 pontos.

1 – Posso estar enganado admito isso, mas é inegável na minha opinião que a solução térmica é mais modesta para o mesmo APU a não ser que o tenham reduzido.
2 – Gostei das suas fotos e comparação com esses dissipadores da noctua, até porque as consolas como sabemos são maquinas muito grandes e com grande airflow dentro delas, não estamos a falar em maquinas personalizadas e miniaturizadas de equipamentos equivalentes desktop.. É a mesma coisa, ainda hoje não percebi o motivo de os cpu’s equivalentes e gpu’s equivalentes nas consolas/portáteis terem por norma sempre menos velocidade de relógio.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Rui
1 mês atrás

Rui, a engenharia da Sony já provou que é muito competente em 4 gerações anteriores, vou dar um voto de confiança, pois até agora, não existe motivo para o contrário.
Você questiona o Mário constantemente, mas não elogia seus acertos, você não enxerga problemas no Xbox, você trata as pessoas por senhor, cavalheiro, mas todos percebem que isso é só fachada de educação, para sua verdadeira face, um criador de caso comum, fanático por Xbox e sem argumentação pra manter suas afirmações. Sua saída é dizer que não irá responder ou ler comentários, mas isso sabemos é apenas por sua incapacidade de rebate-los.

Pode odiar o que digo, mas não pode dizer que estou sendo desonesto, inclusive ao apontar o fato de você passar a mão no pêlo pra empresa de Redmond.

Se não tem vergonha nessa cara depois do que disseram acima, não sou eu também que lhe vou chamar a razão, sempre haverá gente problemática, prossiga.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Sinceramente Mário, acho tudo isso uma tremenda perda de tempo, SE der problema nós falamos disso, ora, é uma possibilidade remota. Gostava de saber qual a temperatura do chip em si, mas essa informação o celular do Austin não pode me dar, queria saber se está ao menos uns 20 graus abaixo do teto do design da AMD.
Lembrando que o PS4 faz um barulhão e esquenta igual a um grill, mas resistiu a geração tranquilamente, esse PS5 nem barulho faz ou esquenta em demasia afirmam as pessoas que o possuem, é bem tranquilo.

Começo a pensar que a teoria da conspiração sobre FUD contra o PS5 seja real, a menor possibilidade remota já se levantam questões… E as pessoas envolvidas, acabam por terem algum rabo preso.
Mesmo assim o PS5 é um sucesso, e quando começarem a lançar certos jogos, tudo isso será esquecido, como sempre, e teremos de novo “problemas” como alguma poça d’água dentro do jogo não estar refletindo tanto quanto deveria 🙄
Nunca mais vi essas pessoas reclamando de Teraflops depois do anúncio do Serie S

Livio
Livio
Responder a  Carlos Zidane
1 mês atrás

Prefiro não dizer que se tenha incapacidade de rebater/responder, mas que não tem capacidade de assumir que as respostas dadas tem sentido e que possam ser válidas e que podem fazer mudar de opinião. Veja que ele defende que seja um produto inferior só porquê tem menos cobre, mas não aceita que uma simples fan com mais pás pode aumentar o fluxo de ar e compensar a retirada de cobre. Cada um respondeu com argumentos válidos, mas o que vale é que tem menos cobre e “esquenta mais”.

Fora o fato de falar que trabalha com programação e não refletir que praticamente tudo que é eletro-eletrônico tem programação embutida, tem sensores inclusos, até em meras TVs, LCD/LED/Plasma que possuem sensores de temperatura que desarmam o hardware caso algo de ruim ocorra. É não querer ver que se o novo modelo é até mais silencioso( até a DF falou) é que a nova solução térmica é no mínimo equivalente em relação a anterior. Segundo a análise em um artigo da DF não houve diferenças ao comparar os 2 hardwares.

Julio Santos
Julio Santos
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

No meu PC minha placa de vídeo corre a 75C e processador a picos de 70C. Segundo alguns a máquina já deveria ter derretido Lol. Três anos de uso. Zero problemas. Bacana o artigo… Mário sempre trazendo luz a esses assuntos. Mas digam lá, dia 09 com o trailer de God of War, quem vai querer saber de uns graus a mais ou a menos que nada mudam por estar a temperatura dentro da faixa de operação adequada? Esses senhores nunca tiveram um notebook gamer em mãos. Aquilo sim é calor. No fim, como a própria Sony falou: “deixaremos os jogos falarem por si só”.

Finn
Finn
1 mês atrás

Essa é uma discussão comum, que vem a tona sempre que há alguma revisão de hardware nos consoles. É absolutamente normal especular se a versão nova é melhor ou pior que a anterior, embora essa discussão fique restrita a fóruns/canais de tecnologia e só chegue a alguns consumidores mais atentos. O preocupante, desta vez, foi que esse youtuber em específico, mencionado na matéria, e sua equipe, receberam ameaças de morte simplesmente por constatar fatos e expor uma hipótese/opinião, que embora provavelmente (na minha opinião) esteja errada, não é descabida e nem refutável de plano. Isso é algo que deve ser condenado, seja de que lado partir.

Finn
Finn
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Não vejo isso como FUD, porque o que ele constatou são os fatos com os equipamentos e técnica que ele possui. Por mais que as afirmações dele sejam temerosas e que ele não as possa sustentar tecnicamente, também não são refutáveis de plano (exceto a de que o calor adicional pode afetar o desempenho do console), como geralmente ocorre com FUD.
E mesmo que se tratasse de FUD, as ameaças que ele e os colegas receberam são completamente inadmissíveis. Eu concordo que as figuras públicas ou da mídia precisam ter responsabilidade e profissionalismo, mas jamais existirá filtro de qualidade e qualquer coisa em contrário é censura, então basicamente quem deve fazer esse filtro de qualidade e evitar conteúdos tendencisosos ou falsos é o próprio público. Ou seja, caso esteja errado, ele deve pagar com a própria popularidade/reputação, não com a vida, por causa de um pedaço de plástico e componentes eletrônicos que fãs com transtornos psicológicos endeusam.

Rui Teixeira
Rui Teixeira
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Cá está uma medição correcta da temperatura de ambas as versões.
Conclusão… A nova consola é melhor que a anterior!
https://www.youtube.com/watch?v=Pwu_fkYwLEQ

error: Conteúdo protegido