Novos dados do Unreal Engine 5 deixam-nos com agua na boca sobre o que pode vir por aí.

5 4 votes
Avalie o nosso artigo

A Epic deu novos dados sobre o seu Unreal Engine 5, e o que foi revelado é prometedor.

Ao falar sobre o seu Unreal Engine 5 a EPIC deu novos dados que se revelam extremamente importantes para se perceber o que esperar deste motor.

O primeiro dado, e dos mais relevantes, é que o motor é, como o Unreal Engine sempre foi, totalmente re-escalável. Isto quer dizer que todos os sistemas poderão tirar partido das novas vantagens. Os resultados dependerão depois das capacidades de cada sistema em executar as várias partes do motor, mas o certo é que ninguem ficará de fora, e com maior ou menor qualidade, todos poderão apresentar o mesmo.

Da mesma forma a EPIC refere que os objectos de cena não foram fundidos. Isso quer dizer que nas zonas sobrepostas, há milhões de polígonos desnecessários que tem de ser processados para remoção. Este é um passo que no futuro pode ser feito, com os objectos a serem fundidos para a versão final do jogo, o que reduzirá a carga nos sistemas.

A foto de baixo mostra uma das paredes que vemos na fase inicial da demo, sem algumas das camadas que a constituem. E como vemos, temos objectos inteiros e intra detalhados que ou estão enterrados ou apenas parcialmente visíveis. Na foto vemos uma pedra que depois é tapada, ficando apenas com uma pequena parte visível, e que é ela só por si constituída por 1 milhão de polígonos. Basicamente a EPIC usou força bruta na demo, sem qualquer tipo de optimização, algo que num jogo final nunca acontecerá.



Como a EPIC refere, o motor não requer que nada disso seja feito, pois as consolas de nova geração, e no caso particular a PS5, que foi a consola usada, tem capacidade para conseguirem remover os polígonos não usados. Mas mesmo assim, há aqui um trabalho que é uma sobrecarga desnecessária no GPU, especialmente tendo-se em conta que há mais de 16 mil milhões de polígonos no ecrã que são reduzidos para 20 milhões. Fazer uma fusão da geometria com objectos que só façam parte dessa cena, criando uma nova que apenas possui os triangulos efectivamente visível seria uma mais valia que no futuro pode perfeitamente ser realizada.

Mesmo assim, a PS5 consegue render a imagem em aproximadamente 4.5 ms. Um tempo dedicado à geometria que não é superior ao que um jogo como o Fortnite usa, e que habilita o motor a enquadrar-se em jogos de 60 fps onde temos 16.6 ms por cena. Diga-se aliás que se a PS5 (consola à qual os valores dizem respeito) apenas rendesse geometria poderia correr esta demo a mais de 200 fotogramas por segundo.



No entanto a demo não está a correr a 4K 60 fps, está a correr a 2496*1404, soberbamente re-escalado para 4K com Temporal Anti Alliasing Upsampling.

E porque?

Bem, a culpa não é da geometria… é do motor de luz, o Lumen.

O lumen é um motor de luz global dinâmica que reage imediatamente às mudanças de cena e luz. Nele, o sistema processa inter-reflexão difusa com reflexos infinitos e reflexos especulares indiretos em ambientes detalhados de grandes dimensões, que podem variar alcançar vários quilómetros. Este motor usa um sistema relativamente simples de Ray Tracing por software que inclui saltos de luz, o que o torna algo pesado uma vez que, nesta fase, não usa ainda qualquer aceleração hardware.



A consequência disso é que este motor de luz é pesado… E actualmente ele limita os fotogramas a 30.

E isso explica o número de fotogramas usado pela demo.

A quebra de resolução passa pelo mesmo motivo. Acrescentando o tempo de frame do Nanite e de todo o restante processamento da demo, esta estava acima dos 33.3 ms, o que significava que a demo não poderia correr a 30 fps. Nesse sentido, para melhorar as performances, mantendo os 30 fps fixos, a resolução teve de ser dinâmica.

No entanto a EPIC refere que conta que, até ao lançamento do motor melhorar bastante o Lumen, que deverá sair para o mercado a enquadrar-se já com tempos de frame de 60 fps. Pelo menos esse é o objectivo.



Basicamente tudo isto são excelentes notícias. Se o que já vimos é fabuloso, ter isto melhorado será algo de fabuloso. E eventualmente poderemos conseguir chegar aos 4K 60 fps.

O grande problema desta tecnologia é o seu custo em armazenamento. As texturas de alta resolução e a geometria complexa gastam imenso espaço de armazenamento. E isso requer soluções pois o espaço é cada vez mais valioso.

Felizmente a EPIC refere que há soluções em estudo e que tal pode ser conseguido.

Deixo-vos com uma imagens do detalhe daquilo que está no ecrã na cena final do voo, e que não consegue ser visto dada a velocidade do streaming:



E mais algum detalhe:



E isto sim… é nova geração!



5 4 votes
Avalie o nosso artigo
22 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Sparrow81
Sparrow81
2 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Nada de incrível para alguns. Pra mim, simplesmente espetacular e impensável até pouco tempo atrás. O salto é absurdo, até mais que na transição de 2d para 3d, onde o 3d era extremamente precário e muito feio.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
2 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Alguns dias atrás assisti o poadcast em português com Rafael Grassetti, brasileiro diretor de arte da Santa Mônica, (link https://www.youtube.com/watch?v=ERpfQPtsbe8&t=3629s).

Em algum trecho ele menciona claramente o quanto a Unreal Engine 5 ajudará os desenvolvedores indie a produzirem jogos com conteúdo mais próximo do que os estúdios triple-A conseguem entregar hoje.

Até aí nada de novo, os benefícios da Nanite parecem bem claros quanto a isso. Mas é sempre legal ver o pessoal da indústria comentando à respeito.

Daniel
Daniel
Responder a  Carlos Eduardo
2 meses atrás

Mais interessante que isso, é que no flow,ele fala que mais ou menos a metade dos funcionários do setor de arte do estúdio da santa mônica são brasileiros. Muito bom ver que brasileiros estão começando a ter boa representatividade, ainda mais em estúdios maiores.

Rodrigo Barbosa
Rodrigo Barbosa
2 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

São belas imagens sem dúvida nenhuma. Ainda fica a leve impressão que a qualidade apresentada ainda não avançou muito com o que já foi apresentado por exemplo em jogos que utilizam a Frostbite Engine como Star Wars Battlefront , Battlefield 5, Mass Effect Andrômeda. Mas é evidente que essa demo mostra todo o potencial que essa nova geração tem pela frente.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Rodrigo Barbosa
2 meses atrás

Discordo quanto a qualidade. mas blza.
Agora de uma olhada na apresentação da unreal 4 e os melhores jogos que saíram na geração atual. Estão muito acima da apresentação da unreal 4. Certo?

Rui Teixeira
Rui Teixeira
Responder a  Rodrigo Barbosa
2 meses atrás

Parece que ainda há pessoal que continua a não entender o objectivo desta ou qualquer outra demo técnica.
O objectivo nunca foi mostrar lindos lens-flare, tudo cheio de reflexos, efeitos, etc., o objectivo foi mostrar, sobretudo, duas novas técnicas chamadas, nanite e lumen.
O nanite permite usar assets de filmes em jogos, ou seja colocar milhares de milhões de polígonos em cena e usar texturas 8k. Nenhum outro jogo, nenhum outro motor mostrou tanto detalhe.
O lumen é um novo sistema de iluminação global em tempo real. Existem algumas técnicas que permitem fazer algo parecido, mas todas, ou quase todas, necessitam de fazer um pré-cálculo para reconhecer a geometria e os materiais da cena para conseguir criar uma iluminação realista. O lumen faz tudo isso em tempo real recorrendo ao raytracing.
Em baixo alguém fala da personagem, que não está nada demais! A personagem só está lá para mostrar algumas coisas do motor, como por exemplo a capacidade da mesma interagir de forma dinâmica com o cenário, colocar as mãos e os pés nos locais certos dependendo da geometria do cenário. Se não tivessem estas características para mostrar, provavelmente nem teriam usado personagem nenhuma.
As demos técnicas servem para mostrar características dos motores, não pare serem bonitas ou feias.

Marco Antonio Brasil
2 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Eu acho essa techdemo simplesmente espetacular! Como resumiu o Mário, isto sim é nova geração!
Pena que alguns deixam de apreciar está incrível tecnologia por simples implicância com o ps5.

Danilo Marciel
Danilo Marciel
Responder a  Marco Antonio Brasil
2 meses atrás

Como assim implicancia com o PS5 ?

Você sabe que essa tecnologia não é exclusiva dele que isso é apenas um motor gráfico né ?

E sendo o Xbox SX graficamente mais potente que o PS5 é óbvio que ele pode apresentar os mesmos ou melhores resultados.

Eu gostei muito dessa demo mas sinceramente a personagem não se compara com o ambiente parece um cartoon colocado em um filme.

Reinaldo
Reinaldo
Responder a  Danilo Marciel
2 meses atrás

A Demo não é sobre potência gráfica. É sobre capacidade de streaming.
E a PS5 é a uníca consola com motores de coerência que permitem colocar os dados na RAM sem check-in

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Danilo Marciel
2 meses atrás

Quando começa a guerra de consoles a sessão de comentários fica de dar nojo

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Danilo Marciel
2 meses atrás

Ninguém disse que é exclusiva. O que o Marco disse é que muita gente não quer ver o salto absurdo porque foi apresentado no ps5!
Você consegue afirmar que um vai entregar mais que o outro com base em poder bruto? Não tem nada de óbvio de apresentar os melhores resultados… Estamos falando de um console clássico vs um console como um PC mais otimizado. Não estamos a comparar dois PCs e dois sistemas com mesma natureza. Entendeu?
Se frequenta aqui, sabe que o ps5, apesar de menor poder bruto, tem otimizações e recursos que deixam a gpu e cpu muito mais “folgadas” que um sistema tradicional. Pois tem acesso direto a memória, ausência de check in, cache scrubbers, etc etc etc… Se você consegue chegar a essa conclusão, gostaria que mostrasse como chegou nela, pois sabemos que as gpus de Pc, por exemplo,não entregam tudo que podem, é até um desperdício gigante de desempenho. E é nisso que foi trabalhado o ps5: aproveitar ao máximo o Hardware disponível.

Fernando Medeiros
Fernando Medeiros
Responder a  Sparrow81
2 meses atrás

Mas isso não aconteceu na demo, 1404p/30fps significam qualquer coisa menos uma GPU e CPU com folga.

Marco Antonio Brasil
Responder a  Danilo Marciel
2 meses atrás

Danilo eu não quis entrar no mérito de “qual console é melhor”! A questão é que teve gente depreciando a techdemo só porque foi apresentada no PS. E isso não faz o menor sentido, como você mesmo disse, ela vai rodar em qualquer sistema.

Quanto à performance em outros sistemas, eu prefiro não opinar, pois não foi mostrado e nem disponibilizada nenhuma informação sobre isso, então qualquer comentário seria pura especulação.
O fato é que ela foi otimizada para o PS5, e isso não significa qualquer demérito para o SX.
Por isso não entendo porque colocar o SX nesse debate específico…

Davi
Davi
2 meses atrás

Você só se esqueceu de comentar os pontos fracos.
Os engenheiros da própria Epic disseram que nem tudo são flores, e que essas novas tecnologias da Unreal Engine 5 não conseguem lidar bem com elementos mais fluídos como cabelos por exemplo, também não lida bem com transparências.

Reinaldo
Reinaldo
Responder a  Davi
2 meses atrás

É a versão 1.0… Coloca um barrete no personagem 😉

Reinaldo
Reinaldo
2 meses atrás

Off

Não consigo meter aqui o tweet, pelo que vai o texto:

  • I know that at one time I was craving the Microsoft conference in July, but the conference that turns out to be different is different from the conference I had heard about previously. In short, do not live up to your expectations Microsoft changed the event a lot, and one of the reasons is there was a new event for Sony in August Not to mention some frustrating trends, if true

Esperemos que seja mentirinha.

Deto
Deto
Responder a  Reinaldo
2 meses atrás

Eita, de quem é esse tuite?

e qual o “frustrating trend” ?

olha, nem copiar o que vc escreveu para buscar no google eu consigo.

achei

https://twitter.com/LiquidTitan/status/1285940153886941186

Deto
Deto
Responder a  Deto
2 meses atrás

já começou o controle de danos, então deve ser verdade

[imgcomment image[/img]

Daniel
Daniel
Responder a  Reinaldo
2 meses atrás

Depois que eles revelaram o Series X e Hellblade 2 sem ninguém prever no TGA, eu tenho minhas dúvidas se não aparecerá surpresas na conferência amanhã. Mas é aquela coisa; surpresas negativas como SOT, SOD2 e Crackdown 3, ou positivas como o recente The Outer Worlds? O problema é que tem pessoas que esperam aquisição da WB, Bungie, CD Red, jogo da The Initiative AAAA com +- 50 pessoas, e por ai vai. Mas gameplays de Halo, Hellblade 2, um Forza next gen e o modo single player de crossfireX feito pela Remedy, pelo menos pra mim, seria muito bom. Qualquer coisa além disso, como um jogo second party triple A, já seria excelente.

Deto
Deto
Responder a  Daniel
2 meses atrás

acho que o rumor ai do twitte está certo mesmo, já começaram com “mas não vai ser o show inteiro”

[imgcomment image[/img]

Livio
Livio
Responder a  Deto
2 meses atrás

pelo que tem na Eurogamer já falaram que não seria somente jogos do Series X, mas também apresentariam da geração atual.

Do que tem para geração atual do Xbox?? Forza 8 e Halo? Porque o resto é multiplataforma.

Fora o Nadella dizendo que vai ser o maior alinhamento da história(provavelmente contando com a retro das gerações anteriores)

Fernando Medeiros
Fernando Medeiros
2 meses atrás

O Nanite é incrível e super rápido, mas 1404p/30fps não é nada impressionante. Eu falei no dia em que lançou que os artefatos da reconstrução temporal são muito visíveis ao assistir o fluxo 4k, vários detalhes parecem granulados e tem muitos efeitos fantasmas, principalmente ao redor do personagem e cabelos. A qualidade de imagem é bastante prejudicada por isso.

error: Conteúdo protegido