Os trabalhos de bastidores da Sony

5 6 votes
Avalie o nosso artigo

Ou como aumentar o output de novos jogos, sem adquirir novos estúdios.

As estratégias de mercado da Sony e da Microsoft são claramente diferentes. E isso não é novidade.

A Microsoft adquiriu uma série de novos estúdios nos últimos anos. Foram no total 13 equipas (Mojang, Ninja Theory, Compulsion Games, Playground Games, Undead Labs, Bethesda Game Studios, id Software, ZeniMax Online Studios, Arkane, MachineGames, Tango Gameworks, Alpha Dog e Roundhouse Studios) que custaram mais de 10 mil milhões de dólares (apenas somando os valores conhecidos), e que elevaram o número de equipas first party da Microsoft para 23.

No entanto, do lado da Sony a empresa não se pode dar ao luxo de adquirir empresas a este preço, pelo que as suas aquisições tem sido muito mais moderadas, e mais do que isso, a Sony tem procurado outras formas de aumentar a produtividade, a custos bem mais reduzidos.

Assim, a Sony, que conta agora com um total de 17 equipas First Party, adquiriu a Insomniac Studios, a Housemarquee, e a Nixxes, por um total de 229 milhões (apenas contabilizando os valores conhecidos).



Tudo aponta assim que Sony possui agora menos 6 estúdios que a Microsoft. Mas será que é mesmo assim?

Na realidade a Sony tem procurado outras formas de aumentar o output de jogos exclusivos para a Playstation, optando porém por soluções que não envolvam orçamentos que superam os de alguns países, como a Microsoft. E nesse sentido a Sony tem apostado em outros campos.

  • Aposta na Firewalk – A Firewalk é uma nova empresa independente, criada por veteranos que saíram da Bungie. A Sony está a apostar nesta equipa ajudando-os a crescer e a estabelecerem-se, tornando-os numa equipa second party que se encontra neste momento a produzir um jogo multi jogador AAA que será exclusivo da Playstation.
  • Aposta na Haven Entertainment Studios, um estúdio criado por Jade Raymond, ex responsável pelo Stadia, e que se encontra igualmente a trabalhar como second party num novo IP que será exclusivo da Playstation.

Vemos ainda, no relatório e contas da Sony aqui explanado, que a empresa investiu 4 mil milhões em si mesma, de forma a poder crescer internamente. Este investimento está acompanhado de um aumento das despesas anuais em mais 183 milhões de dólares em despesa corrente.

Em que consiste esta despesa é algo que não conseguimos apurar, mas uma coisa é certa. De acordo com o website Growjo, as seguintes equipas  da Sony sofreram alterações na sua dimensão:

ND: 504 employees (+20% que no ano passado)
Sony Santa Monica: 426 (+33% que no ano passado)
Insomniac: 396 (+20% que no ano passado)
Sucker Punch: 204 (+13% que no ano passado)
Bend Studio: 134 (+8% que no ano passado)

Feitas as contas falamos de 84 novos devs na Naughty Dog, 106 novos devs na Santa Monica, 66 novos devs na Insomniac, 24 novos devs na Sucker Punch e 10 novos devs na Bend Studios.



Falamos de mais 290 devs.

Ora segundo as frases da Sony, estes 183 milhões destinam-se a:

We intend to increase development personnel and other in-house costs by approximately 20bn yen [$183m] year-on-year, as we further strengthen our in-house software

Isto quer dizer que este dinheiro se destina a várias despesas, mas igualmente a aumentar as equipas. Se a coisa for numa base de 50 /50, isto quer dizer que, com pagamento de 100 mil dólares por ano (salário anual), estamos a falar da aquisição de mais 900 devs… O equivalente a duas Naughty Dogs/Bethesda, cinco Sucker Punch/Id Software, ou 7 Bend Studios…

Basicamente o que se percebe é que a Sony aposta numa vertente bem diferente. Em vez de adquirir equipas, adquire mão de obra adicional para as suas equipas já existentes, com custos bem mais reduzidos, mas com efeitos semelhantes.

A realidade aqui é que, quer seja a Sony ou a Microsoft, estas situações tem custos… E onde se nota a diferença na capacidade financeiro é no facto que Sony está a recuperar os custos com os jogos PC e aumento do custo dos jogos. A Microsoft, pelo seu poderio financeiro, continua a absorver prejuízo e a passar uma imagem de abundância e baixo custo no Gamepass que não poderá, de forma alguma ser mantido no futuro, de forma a tentar conquistar clientes e absorver o mercado.



Mas esse tema fica para uma outra altura.

 

 



5 6 votes
Avalie o nosso artigo
26 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Juca
Juca
24 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Por curiosidade, gostaria de saber qual seria o prazo pra tal abundância do Gamepass, tendo em vista que certamente esperam algum resultado num dado momento. Será que a meta é atingir 200mi de usuários em 2 anos? Quando será que teremos essa informação?

José Galvão
José Galvão
24 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

A Sony pela calada vai construindo uma força de trabalho que lhe permite aumentar a quantidade da qualidade a que já nos habitou.

Já à algum tempo que se fala que a Sony estava a investir forte e feio na sua rede de estúdios, permitindo assim “duplicar” os seus estudios, se no papel a Sony tem menos estúdios que a Microsoft, na prática tem uma força de trabalho superior, isto sem ter em conta as parcerias inteligentes que tem feito, a Sony tem olho para o talento e além disso, dá liberdade criativa, já a Microsoft prende os seus estudios ao mesmo IP e a tipos de jogos que suportem o modelo de negócio pretendido.

Elton
Elton
Responder a  José Galvão
24 dias atrás

Isso de prender ao mesmo tipo de jogo ocorre com ambas.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Elton
21 dias atrás

A Sony se prende ao single player de qualidade e a Microsoft ao multiplayer. Questão de gosto, mas vejo jogadores mais maduros sempre preferindo o single player do que ficar aí fazendo a mesma coisa num game.

No mais, a diversidade é maior na Sony, pois temos mundos abertos grandes como Ghost of Tsushima, Horizon; Lineares como Uncharted; Lineares com maior exploração como TLoU 2 e GOW 2018, O Soulslike preferido de muitos como Bloodborne e Roguelike como Returnal, um mundo aberto mais rápido como Miles e Spider-Man, para vários públicos como Sackboy e Ratchet and Clank e acho que já dá pra parar por aqui, pois sabemos que tem mais…

Gostaria de saber onde que a MS sonhou em chegar nessa diversidade algum dia?

Edson Nill
Edson Nill
Responder a  Sparrow81
21 dias atrás

André, creio que o rapaz refere a diversidade de estilos de jogos. Na MS, tem games de corrida arcade como Forza Horizon, e simcade com Forza Motorsport, shooters de primeira pessoa com Doom, Wolfestein, Halo, game de simulação com Flight Simulator, estratégia com Gears Tatics e Halo Wars, MMO com Sea Of Thieves, luta com Killer Instinct, RPGs ocidentais como Elder Scrolls, Fallout ( agora com a compra da Zenimax), Fable. Hack n slash com Hellblade, TPS com Gears, plataforma com Ori e Psychonauts, Espionagem com Perfect Dark, etc .. Alguns ainda não foram citados, mas foram anunciados e não há como negar que a Sony foca mais em Single players com qualidade ímpar, enquanto a MS investe em maior diversidade, até pelo modelo de negócio do Game pass.

Edson Nill
Edson Nill
Responder a  Mário Armão Ferreira
21 dias atrás

Gears é um TPS, Killzone um FPS, ou seja, Killzone está mais para Halo do que para Gears. Quanto ao Street Fighter, ele não é, nem nunca foi da Sony, por isso que não o citei!

Edson Nill
Edson Nill
Responder a  José Galvão
21 dias atrás

Não, não tem uma força de trabalho maior! Se pegar a 343 e a Bethesda, verá que são equipes enormes, fora o crescimento de outras equipes da Zenimax e tbm da Playground games. O crescimento orgânico só não está do lado da Sony, mas tbm da MS! Ando acompanhando no linkedin as equipes dos dois lados e posso assegurar que as contratações estão grandes dos 2 lados. A diferença é que a MS possuía equipes menores, mas essas equipes estão crescendo exponencialmente como é o caso da Ninja Theory e da Obsidian. A PG tbm anda contratando muita gente. Do lado da Sony, tem uma Nauthgy dog contratando bastante, a Santa Mónica, fora a Insomniac e a Sucker Punch, crescendo bastante tbm.

Edson Nill
Edson Nill
Responder a  Mário Armão Ferreira
21 dias atrás

Insomniac tem mais de 400 funcionários, Mário! Não citei a produtividade, e sim, tamanho de equipes de ambos os lados.

Sephirot
Sephirot
24 dias atrás

Sei lá, confesso que depois do fechamento da Japan Studios essa gestão do Jim não me convence, quantas mentes brilhantes, quantos devs foram dispensados ali, será que a situação entre Sony e Japan Studios estava assim tão insustentável?

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Sephirot
24 dias atrás

A Japan Studio foi desmembrada. E isso foi por impostos. Nada mais que isso. Achar que fecharam é desinformação.

Edson Nill
Edson Nill
Responder a  Sparrow81
24 dias atrás

Perderam várias mentes criativas nos últimos anos, André! Só não foi uma mera troca de nomes.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Edson Nill
23 dias atrás

Quais mentes criativas? As que criaram Knack, Gravity Rush? É melhor que percam mesmo. Hahaahah

Edson Nill
Edson Nill
Responder a  Sparrow81
23 dias atrás

Não! O que criou Silent Hill e o que esteve por trás tbm de Demon Souls, fora outros tantos que saíram nesses meses.

Deto
Deto
24 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

por hora o que eu tenho de evidência:

DEV da ID software reclamando do SS no twitter, quer dizer q ele não foi consultado sobre o console antes.

O mesmo DEV elogiando o PS5 antes do anuncio, sinal que ele foi consultado sobre o PS5.

Zero DEV dos estudios q a MS comprou comemorando no twitter
pelo menos dois DEVs da Housemarque comemorando a compra no twitter.

pessoal ai desse estudio novo, Haven, falando que queriam trabalhar com ou para a Sony.

chefe da The Initiative voltando para a Insominac

fiasco do Halo Infinite

CG de starfield

dead loop “mééééhhhh”

Todos os indicativos e sinais, não são fatos, apontam que a estratégia da Sony é bem melhor.

e não é somente em jogos, a Sony parece estar focada como visão estratégica em vários dos seus segmentos a produzir hardware para criadores de conteúdo… celular, cameras, video games; todos focados em quem produz videos e fotos, produz video games.

eles acham que se garantirem os produtores e conteúdo, por influência ou conteúdo, pegam o usuário final.

===============================================

off

lembrei ontem lendo o GAF que o “xbox serie S 300 doláres gamepass machine vai destruir o ps5” que diziam ano passado.

até agora o unico indicativo que as pessoas querem jogar video game “pagando barato” para jogar gamepass está flopado, já vi foto do SS até em feira do rolo, na gringa todo mundo fala que tem SS encalhado nas prateleiras das lojas.

se eu não estou enganado, vc compra os bolachoes de silicio.. e imprime o que quiser… aposto que a ideia era o SS “explodir” em vendas por ser “gamepass machine” e a MS iria mandar imprimir 2 APU de SS no lugar de 1 apu de SX, diminuir bastante o SX e aumentar muito o SS, e iria começar a marketear o “poder absoluto, mas caro de de nicho SX” e “tem pouco pq é nicho” e “barato e bom SS”

então por hora, o unico indicativo que as pessoas querem jogar jogo barato gastando pouco está flopado.

Marco Antonio Brasil
24 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Outro ponto muito interessante na estratégia da Sony para a nova geração é que me parece que ela está tentando apostar mais em novas IPs e diversidade de gêneros de jogos. Acho que veremos alguns bons frutos dessa iniciativa nos próximos anos.

AlexandreR
AlexandreR
24 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Mário, esqueceste da parceria com a Deviation studios.

Lucas Diogo
Lucas Diogo
Responder a  Mário Armão Ferreira
24 dias atrás

O estúdio foi criado por Dave Anthony e Jason Blundell conhecidos pelos seus trabalhos na franquia Call of Duty.
Outro nome que pode ser conhecido é Dave Kosak, “lead quest designer and lead narrative designer”(alterando entre eles) em Warcraft e HearthStone sendo agora um “Creative Director”.
A equipa possui cerca de 100+ desenvolvedores e estão nas fases iniciais de desenvolvimento sendo que ainda não se sabe que tipo de jogo estão a fazer, mas olhando para os fundadores do estúdio tem grandes chances de ser um FPS.

Edinho
Edinho
23 dias atrás

O que me prende a continuar com o PlayStation, são os games japoneses, que a cada geração de console tem saído cada vez menos jogos. Os games japoneses tem algo de diferente e especial que só os orientais conseguem fazer.

marcio
marcio
23 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Eu gosto do trabalho que a Sony vem realizando com seus Studios, fazendo parcerias alguma aquisiçoes especificas com studios proximo que ja trabalharam com ela, e a evolução/crescimento organica das suas equipes, tambem ajudando studios novos com pessoas de tradição da industria….
Pra fazer jogos de qualidade é preciso nohall e isso a Sony tem de sobra, o que faz a PS ser o que é são sem duvidas seus jogos e studios.

error: Conteúdo protegido