Poderá a PS5 ter hardware dedicado a Machine Learning que iguala ou supera os Tensor Cores da Nvidia?

5 5 votes
Avalie o nosso artigo

A situação, a existir, nem sequer será segredo, apesar de não ter sido abordada nesse sentido.

Durante o The Road to PS5, Mark Cerny deu a conhecer duas situações às quais poderá não estar a ser dado o respetivo relevo. Naturalmente, e antes de começar, deixemos claro que o artigo que se segue se baseia em especulação, motivo pelo qual o mesmo poderá ser usado como base de reflexão, mas nunca como uma verdade, uma vez que as conclusões a que aqui se chega não estão comprovadas como sendo verdade.

Mas vamos a factos:

Facto 1

A apresentação “The Road to PS5” estava prevista como sendo apenas a primeira de algumas apresentações sobre as capacidades da PS5. Nesse sentido, nada nos garante que o que ali foi apresentado diz respeito à totalidade das alterações implementadas pela Sony na sua consola.



Facto 2

Devido à má interpretação por parte dos media de muitas das tecnologias apresentadas, a Sony resolveu cortar com as apresentações seguintes. E desde essa altura não mais deu a conhecer qualquer dado sobre a PS5, optando por “deixar os jogos falarem por si”.

Facto 3

Durante o “The Road to PS5”, o novo Geometry Engine da PS5, foi apresentado com um ícone de um cérebro, denotando a possível existência de alguma capacidade de inteligência artificial associada.

Facto 4



A Sony possui patentes e direitos sobre o Cell, uma unidade de processamento bastante avançada para o seu tempo, que era um misto de CPU com GPU.

Facto 5

Durante o the Road to PS5, Mark Cerny deu a conhecer a presença de um CU adicional e não contabilizado no GPU, que foi alterado para poder ter um comportamento semelhante a um dos SPUs do Cell.

Estes factos iniciais são a base da especulação que se segue. Pela ausência de informações adicionais vindas da Sony, esta é a base que temos para análise. O que vamos fazer de seguida é pegar em outros factos, e tentar associar os mesmos a estes. E essa é a parte especulativa do artigo, pois nada nos garante que tal seja efetivamente assim.

Que outros factos temos então?



Facto 6

Os Tensor Cores da Nvidia são baseados em GEMMS ou General Matrix Multiplications, que não são mais que operações de matrizes.

Facto 6



Conforme reportado pela Military & Aerospace Electronics, a Mercury Computer Systems criou um software para aplicação em cenários de guerra baseada no Cell.

Facto 7

Este software baseia-se no uso de GEMMs pelos SPEs, sendo que a empresa relatou que a performance encontrada foi “SOBERBA”



No entanto, estamos a falar de um software de 2007, pelo que o que era soberbo na altura poderá estar agora ultrapassado face ao novo hardware.

Facto 8

A realidade é que uma rede neural de inteligência artificial de elevada precisão pode ser feita quer com operações de virgula flutuante com precisão de 32 bits (FP32), como com um misto de precisão de 16 e 32 bits (FP 16/32). Este último caso é o que acontece nos Tensor Cores da Nvidia, que trabalham com matrizes 4×4, com entrada de dados de 16 bits e saida de 32 bits. Isso fica demonstrado no documento que se segue:



Facto 9

O Cell possuia suporte a Int 8, Int 16, FP 32 e FP 64, mas não possuía suporte nativo a FP 16, pelo que nestas matrizes trabalhava sempre a 32 bits.

Facto adicional não relevante para o artigo

Apesar de o Cell não suportar FP16, os cálculos de shaders nos jogos eram quase todos realizados nessa precisão. Tal devia-se ao suporte pelo Cell daquilo que ficou mais tarde conhecido como RAPID PACKED MATH, a capacidade de processar dois comandos de 16 bits, numa única string de 32 bits.

Especulação não relevante para o artigo



O RAPID PACKED MATH apareceu nos GPUs AMD com as VEGA, sendo que a sua primeira implementação apareceu na PS4 Pro, num GPU baseado na Polaris. Poderemos aqui especular que este suporte poderá ter aparecido devido à colaboração entre a Sony e a AMD, sendo uma tecnologia adaptada do Cell que transitou para os GPUs AMD.

Facto 10

Desde as Vega que a AMD suporta FP16 nativamente, sendo que com o RDNA 1.1 a AMD acrescentou suporte Int4, Int 8, FP 16, FP 32 e FP 64, pelo que o CU adaptado para funcionar como SPE da PS5 tem suporte FP16 nativo, algo que faltava aos SPEs originais.

Tudo o que temos em cima são situações fatuais… e é com elas que iremos especular. Mas antes disso temos uma questão que ficou por responder. Como vimos a Mercury Computer Systems considerou a performance dos SPEs do Cell como excelentes, sendo no entanto que isso foi em 2007. Será que actualmente os SPEs do Cell ainda são considerados como adequados ao tipo de operações Fundidas de Multiplicação Adição (FMA) usadas no cálculo matricial das GEMM?

Essa questão é respondida neste estudo:



Facto 11

De acordo com o estudo, um único SPE (e vemos isso pelos Gflops debitados – 25,4), processa uma matriz de 64×64 com precisão de 32 bits, debitando um total de 65536 operações FMA.

Ora perante isto, só temos de tentar obter um valor de operações dos Tensor Cores da Nvidia, que como já vimos no documento acima, trabalha com matrizes bem menores, de 4×4, pelo que, sendo hardware mais recente, o mais certo é esmagar o valor do Cell.

No entanto, a coisa não é bem assim:



Facto 12

Apesar dos seus Tflops, o número de operações FMA realizados em matrizes de 4×4 é de 40960. Um único SPE consegue realizar 60% mais operações deste tipo que os 640 Tensor Cores da Nvidia, e tudo isto usando matrizes bem mais complexas, e uma precisão fixa de 32 bits (a Nvidia, como já tínhamos visto, usa 16 bits de entrada e 32 bits de saída).

A não haver má interpretação dos dados, os SPEs são uma besta otimizada para este tipo de cálculos. A ideia de Ken Kutaragi na criação do Cell era um CPU, ou uma unidade de processamento genérico,  com SPEs que rivalizasse com os GPUs, mas tudo numa arquitectura eficiente que fosse adaptada às necessidades de processamento de redes neurais.



Facto 13

E alguns dos motivos para esta alta eficiência dos SPEs, é o seu design “dataflow”, com acessos DMA, algo que foi referido por Mark Cerny como tendo sido uma das alterações realizadas ao CU da PS5 que passa a ter acessos DMA, bem como um controlador DMA dedicado, equivalente a um ou dois Zen cores.

Ora é pegando nos factos todos de cima que fazemos então a nossa especulação.



Especulação

Será que o CU alterado, apenas será usado para áudio?

Sendo este um CU, que por calculo à velocidade de relógio da consola, é capaz de 285 Gflops, a sua adaptação para funcionamento como um SPE torna-o em algo mais capaz que o SPE do estudo, ainda por cima, acrescido do suporte a FP16.

Com a potência teórica deste CU, e com os resultados de um SPE do Cell com apenas 25.4 Gflops, este pode perfeitamente processar audio, e ainda processar IA. Tudo isto com resultados iguais ou superiores aos apresentados pela Nvidia com os seus Tensor Cores.

E tal explicaria ainda o motivo pelo qual o GE foi apresentado como uma inteligência. A capacidade de processamento de redes neurais poderá ter sido apenas uma das novidades colocadas pela Sony na PS5, com o seu GE a ser uma evolução do da PS3, mas com capacidades de IA associadas.

Conclusão

Como podem ver o artigo é basicamente uma sucessão de factos, e apenas as linhas finais são especulação. Mas não se pode dizer que é uma especulação qualquer, pois não só é bastante básica nos pressupostos, como se baseia numa quantidade enorme de situações que estão dadas como fatuais.

Basicamente a Microsoft apostou na alteração do Int4, e Int 8 para acréscimo de potencialidades de IA. No entanto, esta capacidade compromete as performances do GPU. Se a Sony tiver apostado nesta situação alternativa, com um SPE dedicado que faz isso, extra GPU, teria aqui uma situação vencedora nas mãos. E o facto é que a Sony desistiu de falar, e não abordou mais nada sobre a PS5, pelo que a especulação é tudo o que nos resta.

Infelizmente nada nos comprova que tal seja verdade. Mas a realidade é que a Insomniac acaba de lançar um Patch para o jogo Miles Morales na PS5 onde, usando ML, cria deformações nos tecidos e músculos realistas. Tudo isso com a afirmação de que as performances do jogo se mantém inalteradas.

Ora apesar de não sabermos o nível de exigência deste tipo de processamento específico, a realidade é que este sendo feito no GPU deveria ter algum impacto nas performances. Afinal se nunca ninguém usou algo do género antes, por algum motivo foi concerteza. E daí estes factos terem todos vindo à cabeça e a especulação aparecido.



5 5 votes
Avalie o nosso artigo
guest
67 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Gervas69
Gervas69
17 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Apesar de ter percebido metade, se foi tanto, quer dizer que a PS5 tem uma unidade de processamento separada e específica para áudio e que pode ser utilizada para IA?
Bem a Sony a algum tempo já tinha registado uma patente para o uso do IA para ajuda nos jogos, por exemplo no caso de termos dificuldades em alguma fase do jogo o próprio sistema apresentava soluções (ex: videos do Youtube, tutoriais).
Será daí que virá o processamento adicional sem afetar a performance nos jogos?
Acho que era uma das características que vinha com a PS5, confirma-se?

Sparrow81
Sparrow81
16 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Sobre o chip de áudio, foi referido na época que ele seria ótimo para trabalhar com IA. Deve ser o caso, já que não se usa muito dele no áudio.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
16 dias atrás

O próprio Cerny cita que o chip pode ser utilizado para outras coisas em Road to ps5. E também teve um Dev, não me lembro qual, que falou que o tempest é excelente pra IA. Carlos Eduardo até posto isso um tempo atrás no Twitter.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
16 dias atrás

E referiu, só infelizmente não lembro qual foi o Dev. Foi uma entrevista que falaram sobre geometry engine ser algo mais complexo de programar, mas que seria algo inovador TB.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
16 dias atrás

Ah, vale lembrar TB que quando saiu novas vagas de emprego no Studio em San Diego da Sony, um dos cargos era sênior em ML TB.

nETTo
nETTo
16 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

https://www.playstationlifestyle.net/2021/03/31/miles-morales-ps5-muscle-deformation/

https://twitter.com/xMBGx/status/1377636487827755011

“Insomniac Game’s confirms they are utilizing machine learning with the PS5 and that they are “just getting warmed up” with what they can do with it”

Interesssante o assunto, cai bem pois a Insomniac Games acaba de incluir no Pacote de Spiderman Miles Morales a tecnologia de ML para deformação realista dos músculos de Miles no game, isso sem afetar os 60fps e Raytracing do modo performance.

Spiderman Miles Morales segundo a DF é o game de nova geração que melhor implementa o uso de Raytracing em reflexos nos novos consoles, o que garantiu ano passado o segundo lugar no Top10 da mesma quanto a jogos e suas features técnicas

Deto
Deto
16 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Vai ter matéria do Jin Spencer Ryan amanhã?

“Hurrr durrr serviço não sustenta AAA Day one”

“Vamos lançar MBL Day one no GP e $&9 no $# de quem comprou o nosso console”

Kct, que nojo, jogar no lixo esse Playstation

Felipe Horvath
Felipe Horvath
Responder a  Deto
16 dias atrás

Isso foi mancada , realmente…

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
16 dias atrás
Gervas69
Gervas69
Responder a  Deto
15 dias atrás

No xbox wire confirma a disponibilidade a partir de 20 de Abril no game pass na consola e cloud

Edson Nill
Edson Nill
Responder a  Mário Armão Ferreira
16 dias atrás
Deto
Deto
Responder a  Edson Nill
16 dias atrás

Sempre falei o que pensava do fã de Xbox q achava o máximo pagar on line para jogar Gears enquanto o PC é on line grátis.

Agora o Jim Pinóquio Ryan faz isso, Sonysta pagando 70 dólares no jogo para jogarem de graça no Xbox

Eu se fosse o CEO da Sony ligava para o Ryan e dava 6 meses para ele remediar isso, senão iria rodar.

Edson Nill
Edson Nill
Responder a  Deto
16 dias atrás

Concordo totalmente contigo!

Edson Nill
Edson Nill
Responder a  Deto
16 dias atrás

Quando eu falava que a MS não estava de brincadeira com o gamepass, debochavam de mim! A MS está disposta a ferrar a indústria, modificando-a, mas o pior é que desta vez, há a benção de Satya para fazer acontecer! Isso é uma humilhação sem precedentes na história do PlayStation, tudo muito pelo idiota do Jim Ryan. Certamente, a MS ofereceu uma bolada para a Sony e a msm aceitou, não medindo o malefício que isso trará para a marca. Jim Ryan mostra que está prostituindo a divisão PlayStation e o consumidor que se lasque.

Felipe Horvath
Felipe Horvath
Responder a  Edson Nill
16 dias atrás

Espero que o Jim Ryan rode rapidamente.

Edson Nill
Edson Nill
Responder a  Felipe Horvath
16 dias atrás

Eu tbm!

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Felipe Horvath
16 dias atrás

Se pudesse votar, também queria esse “Phil” Ryan bem longe do PS.

eduard08
eduard08
Responder a  Edson Nill
16 dias atrás

As vezes era melhor pensar um pouco antes de falar, e quando se e fanboy ainda e pior

Achas mesmo que a Sony ia gastar dinheiro num jogo e depois ia deixar a concorrência utilizá-lo gratuitamente deliberadamente?
Acredito que, para que saia na xbox seja quase obrigada pela MLB quando renovaram o contrato em 2019, e para que saia directamente no game pass, ou houve pressão de algum lado ou e tudo uma questao de marketing da Sony
A Sony nunca faria uma coisa destas para perder dinheiro, pois mesmo se o jogo saia de graça para quem tenha o game pass, so sera o jogo, e o resto? Quanto dinheiro nao deve ser gasto no jogo? Se por ex aqui na europa ha muitos jogadores que gastam fortunas em FIFA, nos USA e a mesma coisa neste genero de jogo, ou seja so lucro para a Sony, quantos jogadores nao vao esperimentar o jogo so porque esta no game pass? E talvez muitos desses jogadores que o vao experimentar vao continuar a jogar ate gastar dinheiro no jogo
Isto sao coisas que sao muito bem estudadas pelas marcas, nao sao coisas feitas ao azar, isso sao coisas que so quem e cego como os fanboy e que nao ve

E como diz o Mario mais acima, talvez a sony va fazer o mesmo e sai-lo no ps+

Edson Nill
Edson Nill
Responder a  eduard08
16 dias atrás

Eduardo, concordo totalmente, tanto é que vc é tão fanboy que não leu o que eu escrevi acima. Disse que a Sony provavelmente ganhou uma bolada da MS, falei que o Jim Ryan prostituiu a divisão PlayStation, agora a prova cabal que o fanboy é vc, é quando enxerga algo bom nisso. A empresa perde uma exclusividade, algo que era para a Sony não produzir o jogo mais, entendo eu! Tem o msm jogo chegando a concorrência por uma fração do preço em um serviço da concorrência, onde o jogo é feito pela Sony, mas o gado azul aplaude. ” Nossa, a Sony vai ganhar milhões com isso, etc…” Já usou o cérebro pra ver a merda que é isso para a Sony? Está lá o Phil Spencer publicitando o jogo, agora todo mundo olhará para o jogo, associando-o ao game pass, vendo as vendas do jogo caírem exponencialmente. A Sony está cobrando 70 dólares, esse game é bem popular nos EUA, maior mercado de consoles. Xbox tem alguma força nos EUA, mas… ” mais pessoas irão jogar!” Sim! No xbox game pass, pagando micro transações para a MS caso o game tenha, matando as vendas do jogo no xbox, provavelmente no PC , caso vá para o game pass do PC e até no PlayStation, caso a pessoa tenha as duas plataformas caso, mas vc como um fanboy da gadolandia azul, acha mil maravilhas para a Sony e vem me chamar de fanboy ainda? Parabéns! Pelo seu raciocínio, a Sony terá que lançar seus exclusivos no game pass, pois terá uma audiência maior. Acorda!!!

eduard08
eduard08
Responder a  Edson Nill
16 dias atrás

Edson Nill eu nao te estava a chamar a ti de fanboy, desulpa se nao percebeste, foste tu que apareceu como a quem dei resposta mas a parte de fanboy era para outra pessoa mais acima, com quem nem quero perder tempo a me dar cabo da cabeça, e tambem nao quero trazer um mau espírito aqui no pcmanias
Quanto ao resto, porque seria a Microsoft a ganhar o dinheiro das micro transações se o jogo nao e dela? Pode ate ganhar uma parte mas a maior prte desse dinheiro se nao for todo vai direto para a Sony
Ps: eu fanboy? Aqui em casa tao depressa se joga na xbox como na PlayStation ou na Switch, eu sou jogador e se posso jogar os jogos todos porque me limitar a uma plataforma?, aqui ha de tudo,se quiseres ate ha consolas de Sega

Edson Nill
Edson Nill
Responder a  eduard08
16 dias atrás

Eduardo, desculpe-me! Eu o ataquei pq pensei que estava fazendo o msm comigo e do msm jeito que não é fanboy, eu tbm estou longe de ser. Quanto a ganhar com o jogo, isso é péssimo para ela, pq associa o game ao gamepass. O histórico de games de esporte no gamepass é que eles voltam e a Sony depende de vendas, fazendo com que posso atrapalhar as vendas futuras na plataforma.

eduard08
eduard08
Responder a  Edson Nill
16 dias atrás

Eu concordo contigo, mas o problema e que acima de tudo a Sony e uma empresa, e como tal o objetivo e ter receitas, e certo que nao da muito boa imagem para ela, mas por outro lado, não conheço muito o numero das vendas do jogo, mas acredito que fora dos USA e principalmente na Europa que seja mesmo fraquinha, ou seja pouca coisa vai mudar, por agora muitos vao falar e nao vai passar disso, de gerras de fanboy, por agora a Sony ainda nao disse nada, mas como ja disse, nada nos garente que nao saira no ps+, e o melhor e esperar por um anúncio público da parte da Sony pois por enquanto so temos metade da informação (anunciada pela Microsoft) e a outra metade (anúncio da Sony) pode mudar tudo

Deto
Deto
Responder a  Edson Nill
16 dias atrás

É igual a desculpa de fã de Xbox.

“Hurrr durrrr a MS vai ganhar dinheiro liberando no PC, adoro pagar on line no Xbox e ser grátis no PC, lucro da MS > Eu”

Ridículo o cara hypar lucro em detrimento do consumidor.

Eu hypo lucro de vendas do God of War para ter God 2, e NAO pq quero ver o Jonas Ryan ganhando Bônus gordo de fim de ano.

Edson Nill
Edson Nill
Responder a  Deto
16 dias atrás

Penso igual a ti, Deto!

Andrio
Andrio
Responder a  Mário Armão Ferreira
16 dias atrás

Pelo o que eu vi, o Studio da Sony desenvolveu, mas vai ser publicado na loja da ms pela MBL. Realmente n pertence a Sony, porém manter como selo PlayStation Studios “queima” a imagem da Sony. Agora tem muita gente questionando pq no PS 70 dólares e no Xbox game pass.

Deto
Deto
Responder a  eduard08
16 dias atrás

Eu NÃO tô interessado em lucro que NÃO REVERTE PARA O CONSUMIDOR.

tô cagando se a MS pagou 100M para a Sony.

Lucro da Sony SÓ importa se reverter para o consumidor do PlayStation.

Para mim é um jogo q custa 70 dólares ou 350 reais no playstation e 1 real no Xbox É fazer o consumidor do PlayStation de lixo.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Deto
16 dias atrás

Concordo bastante com o que você disse Deto.

Mesmo que a publisher não seja a Sony, o jogo foi produzido por um estúdio da Sony. Então moralmente ficará muito feio o dono de Playstation pagar 70 euros e o dono de Xbox ter day one no serviço.

Eu não sou jogador de MBL. Mas o impacto dessa discrepância pode ser significativo em quem realmente gosta desta IP. Isso pode fazer inclusive que alguns troquem ou experimentem outra marca, já que estão vendo uma potencial vantagem no concorrente.

Vou citar um exemplo parecido no PC. Eu gosto da Steam e sempre que posso adquiro jogos de PC por esta plataforma. Só que tenho interesse em jogar Forza Horizon 4 e Gears 5 que somados custam 450 reais na Steam. Já no gamepass de PC, o primeiro mês é 5 reais e os demais 30 reais. É uma diferença muito significativa que não posso ignorar, o que pode me fazer mudar a preferência de plataforma no PC.

Então eu diria que MBL não me atingiu diretamente, mas Forza e Gears sim, me atingiram no sentido de repensar a plataforma que estou habituado a investir o meu dinheiro.

Livio
Livio
Responder a  eduard08
16 dias atrás

E um ponto, os consumidores do MLB estão no PlayStation. O jogo saindo este ano para o GamePass pode ser somente para conquistar novos jogadores visto que não há um no Xbox pois a franquia está estreando por lá.

E segundo, pode ser uma tatica da Sony para ver como o Game Pass funciona, rolou muito acordo entre as 3 partes, sony, MS e a detentora dos direitos do MLB, para que isso ocorra e muito certamente a Sony não saiu a perder

Livio
Livio
Responder a  Livio
16 dias atrás

E ainda tenho um terceiro ponto, quem está no PS não vai mudar para o Xbox, investir mais U$500,00? Valor que equivale a 6 edições a anuais do jogo e ainda com a incerteza do preço do GamePass nos próximos anos. Quem não tem PS5 pode ficar tentado a ir de Series X.

Um comentário na eurogamer que acho válido, embora o acordo seja entre a MLB e a MS, a Sony soube com antecedência e possa ter feito moeda de troca com os jogos da Bethesda. Fora que a MLB não deve ser doida de desagradar um estúdio que há anos desenvolve o jogo, que tem o know-how, para que tenha o perigo da franquia ir para algum outro estúdio que nao tem experiências com o esporte.

Deto
Deto
Responder a  Livio
16 dias atrás

Esse papo de JóBethesda é só delírio.

Parece fanboy do Xbox quando Ori e Cuphead saíram no Switch, ficavam alucinando que Zelda iria sair no Xbox.

Quando uma marca faz m&$#@ acaba se queimando com fã com cérebro… O Bruno pistolou aqui com a Sony pq ela começou a liberar jogo no PC… Eu já fiquei com nojo desse negócio do MBL… Tanto falei aqui que era falta de repeito lançar Gears com on line Grátis no PC e pago no Xbox, agora a Sony lança First Party de graça no Xbox e por 70 USD no ps5…. Total falta de respeito com o consumidor… Isso somando com a Guerrilla passar 6 meses lançando patch do HZD para PC e nada de patch para PS5.

Do jeito que vai no final vai virar igual o Xbox, só vai sobrar os descerebrados defendendo o Playstation, de tanto a Sony desrespeitar o consumidor engajado.

Eu não tenho problema, só vendo o PS5 e espero 2022 para montar um PC… Ainda até. Torrente para baixar jogo f2p…

Tenho 600 reis na PSN e estava pensando em pegar ReC, Returnal e Horizon Forbidden West… Agora vou pegar HFW e esperar promoção para gastar o que sobrar…. Eu q não vou ser trouxa de comprar Jogo de PS5 para daqui a pouco a Sony escrota lançar por 1 real no Gamepass.

E só vou comprar pq já tenho 600 reis na carteira, caso contrário só ia comprar HFW, não gasto mais nenhum real com Sony… Vou saber quando o jogo vai sair de graça no PC e eu palhaço pagando 350 reais no jogo e ainda com On Line pago.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Livio
16 dias atrás

Essa questão de trocar de marca tem dois pontos importantes. O primeiro é que a maioria ainda não comprou console next-gen. Então para muitos está em aberto. E o segundo ponto que vejo é a questão da pessoa preferir uma marca mas começar a ver valor na marca concorrente, como foi o caso que citei da Steam em um comentário acima. Esse evento isoladamente não deve ter força para fazer a pessoa trocar a preferência de marca, mas com certeza é mais um “peso” que entra na balança mental que muitos terão ao escolher um produto.

No meu comentário mais acima, eu disse que para mim esse jogo estar em serviço não muda em nada. Se colocarem na plus, provavelmente nem farei download. Mas não tem como por enquanto eu deixar de ver como uma grande jogada por parte da MS visando agregar valor no seu serviço e tentar se diferenciar do concorrente pelo menos nesse jogo que sempre foi usufruído apenas por donos de Playstation. Se houver retribuições será ótimo, mas prefiro não contar com isso.

Livio
Livio
Responder a  Mário Armão Ferreira
15 dias atrás

Por minha parte estou tranquilo em relação a isso, para mim jogos PS não irão aparecer no Xbox, MLB não é um jogo da PS, é um jogo da MLB e desenvolvido por um estúdio PS, lembrem que a exclusividade se perdeu ass que a Sony aceitou tornar o jogo multi. Agora se sabe que a negociação para o gamepass foi entre MLB e MS.

Mais uma vez digo, se a Sony aceitou tornar multi é porque viu vantagens, MLB21 day one no gamePass deve ser somente para ganhar jogadores no lado Xbox.

Em nada garante que anualmente esse jogo será day one na MS e ela provavelmente quer fazer o que a Sony fez com Rocket League e Fall Guys na PSN+

eduard08
eduard08
Responder a  Mário Armão Ferreira
16 dias atrás

Não acredito que a Sony deia ventagens a Xbox, pois acredito que devara haber uma oferta na ps+ pois senao cairia mal para muitos jogadores, e mais para os fanboy pois seria como uma traiçao, um pouco como quando saiu horizon no pc
E se a sony visse que nao seria lucrativo acredito que nem tinha renovado o contrato em 2019

eduard08
eduard08
Responder a  Mário Armão Ferreira
16 dias atrás

Ainda ha aqui muita coisa que nao se sabe, ha que se esperar pelo anuncio da Sony, se houver claro
Se assim foi, e que tudo foi feito pelas costas, vai haver “guerra” nos tribunais pois a Sony nao vai se daixar fazer

eduard08
eduard08
Responder a  Mário Armão Ferreira
16 dias atrás

O problema e que neste tipo de coisas onde ha muito dinheiro envolvido nao ha ninguem honesto e serio, e tudo a puxar o rabo da sardinha para a sua brasa
Como ja disse e digo, a sony deitou-se a sombra do sucesso da ps4, mas desta vez as coisas nao serao iguais, pois a Microsoft esta a atacar o mercado de outra maneira (e que por enquanto ninguem sabe onde vai dar pois com eles tudo e uma incerteza), e não acredito que a Sony perca nesta geração para a Microsoft mas tudo pode mudar e entao com esta pendemia ainda e pior

Aqui esta uma coisa que pode ser sem precedentes, mas ha contratos, ha assinaturas, agora so falta saber como a Sony fez as coisas do lado dela para que “permita” que uma coisa destas aconteça e so lhe cabe a ela de aceitar as consequências, ainda por cima o jogo ja deve estar ou quase pronto pois esta previsto de sair este mes, as despesas ja foram feitas

Felipe Horvath
Felipe Horvath
Responder a  Mário Armão Ferreira
16 dias atrás

Isso tá muito esquisito… Muito difícil acreditar que a Sony daria um tiro no pé por vontade própria. Espero que a Sony se explique.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
16 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Ótimo artigo, apesar de ser especulação (me lembra um pouco o molho secreto do One ;p – é brincadeira).
O Cell sempre voltando ao tema, um verdadeiro monstro.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Mário Armão Ferreira
16 dias atrás

Sim, avisei que era brincadeira, o artigo está muito bom, espero que venha se mostrar realidade o raciocínio.
Confesso que na época apesar de ser óbvio que era mentira, torci muito pra ter o tal molho de fato kk.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Carlos Zidane
16 dias atrás

Ainda bem que não é fanboy falando né. É Dev falando que serve pra IA e o próprio Cerny… que pode ser utilizado para outras coisas, fora áudio. então é real, não um delírio. Nem compável com essa crença idiota.

Fernando Medeiros
Fernando Medeiros
16 dias atrás

Igualar ou superar os tensor cores naquele SOC minúsculo em comparação a qualquer GPU Nvidia turing para frente é algo fora de cogitação. Eles podem de repente ter alguma coisa ali para descarregar o trabalho dos núcleos de computação da GPU, mas e impossível igualar a solução da Nvidia com pouco dinheiro.
Veja bem, isso nao é uma duvida da capacidade técnica da solução, é uma dúvida sobre a viabilidade financeira disso sequer existir.
De fato, pensando nos jogos, a grande questão do DLSS nem é exatamente os tensor cores, mais importante do que isso, é o treinento da rede neural para aprender o que sao bons gráficos. O jogo não calcula nada em tempo real, ele apenas preenche o que falta rodando uma rede neural que foi treinada previamente em super computadores rodando código de jogo em resoluções absurdas. A Nvidia tem sua infraestrutura para fazer deep learning. A Microsoft tem o Azure e toda sua experiencia e capacidade com deep learning. A AMD nao tem nada parecido, e a Sony também não. Eu duvido muito que o PS5 vai rodar qualquer coisa baseada em aprendizado de maquina.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Fernando Medeiros
16 dias atrás

Não. Seu texto é uma mistura de conceitos corretos com afirmações precipitadas.

Quando você fala de Azure, precisamos lembrar que a solução de IaaS/PaaS da Microsoft está disponível tanto para a própria empresa como também para seus clientes, por exemplo Samsung e outros. Mesmo que a Sony supostamente não tenha infra-estrutura para treinar redes neurais gigantescas com Deep Learning para imagens colossais de até 64k pixels, a Sony pode terceirizar computação com serviços como Azure, AWS e Google Cloud, que possuem soluções cada vez mais especializadas em Deep Learning.

Sobre a execução de Deep Learning, o código-fonte do jogo que roda no PS5, Xbox Series X e PC com RTX já está com a rede treinada e todos os pesos devidamente ajustados. Então quando se trata de consolas e PC, toda a discussão no parágrafo anterior de treinamento da rede neural é irrelevante. Eu não acho que as consolas consigam ultrapassar todo o poder bruto dos tensor cores. Entretanto, se uma RTX 2060 com seus 102 TOPs em precisão int 8 está rodando DLSS reconstruindo de 1080p para 4k, penso que o Xbox Series X com 48.6 TOPs int 8 e PS5 com 41,12 TOPs int 8 poderão entregar resultados interessantes. Provavelmente uma rede um pouco menor que faça uma reconstrução mais discreta, mas é possível que possam escalar de 1440p para 4k com bons resultados.

Conceitualmente seu texto está errado quando diz que o jogo não calcula nada em tempo real. A saída da rede neural é calculada. O que não é calculado são os pesos da rede que já estão prontos como citei no parágrafo do treinamento. Com DLSS, uma imagem em 1080p é renderizada (rasterização), onde seus 1920 x 1080 pixels são input para a rede. Então o papel do DLSS é pegar esse input, calcular as saídas dos neurônios em todas as camadas da rede e entregar a saída 3840 x 2160 em tempo real, dentro do orçamento do quadro (60fps = 16.66ms). E é óbvio que para quadruplicar a quantidade total de pixels, estamos falando de uma rede gigantesca, com milhares de neurônios e várias camadas ocultas. E o orçamento de cada frame é muito pequeno, logo faz-se uso dos tensor cores com seu poder bruto, que irão paralelizar ao máximo o cálculo das saídas de cada neurônio e entregar tudo dentro do orçamento de tempo do frame.

Sobre o que você falou do PS5 não rodar qualquer coisa baseada em aprendizado de máquina (Machine Learning), você só pode estar a brincar. O próprio ZivaRT que acabou de ser implementado em Spiderman Miles Morales é uma biblioteca que roda em tempo real usando algoritmos de Machine Learning.

ZivaRT (Ziva Real Time) is a machine learning based technology that allows a user to get nearly film-quality shape deformation results in real time.

Fonte: https://docs.zivadynamics.com/zivart/introduction.html

Acho que é importante distinguir isso bem.

DLSS está usando algoritmos de Machine Learning (mais precisamente Deep Learning) para reconstrução de pixels em tempo real.

ZivaRT está usando algoritmos de Machine Learning para deformação de músculos, pele em tempo real.

JALI está usando algoritmos de Machine Learning para produzir diferentes NPCs em idiomas e expressões faciais distintas. Cyberpunk usa essa tecnologia. Link: https://www.youtube.com/watch?v=fa3_Mfqu8KA

E existem várias outras implementações interessantes que vão surgindo, algumas rodando em tempo real, fazendo uso destes algoritmos e sendo executados diretamente nos shaders ou tensor cores (se possuir) da GPU fazendo uso de Rapid Packed Math.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Mário Armão Ferreira
15 dias atrás

Mas sobre a reconstrução de pixels, tenho estado a pensar na seguinte situação fictícia:

Tempo total do quadro – 16.6ms

Tempo usado para renderizar 1440p – 14ms

Tempo usado para reconstrução 4k – 2.6ms

Nesses fictícios 2.6ms, todos os shaders da GPU estariam sendo usados para realizar a reconstrução dos pixels.

No DLSS creio que o pipeline como um todo não deve ser muito diferente, já que os núcleos tensores estão ligados aos núcleos CUDA.

Já no caso de Spiderman Miles Morales, a deformação nas roupas está sendo feita durante a renderização, logo a solução ZivaRT executa nas CUs de forma concorrente aos demais shaders.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Fernando Medeiros
16 dias atrás

Bom, você anda duvidando sempre quando se trata de PlayStation. A sorte é que ocorre sempre tudo o contrário das suas previsões sem embasamento algum. A Microsoft tem uma bagagem e experiência com deep learnig e sony e AMD NADA? Eu racho de rir desse universo onde tu vive. É o mundo do pirulito.

Livio
Livio
Responder a  Sparrow81
15 dias atrás

Não esquente a cabeça porque para ele o GPGPU só começou a ser utilizado pelo Xbox One no finalzinho da geração.

Sendo que praticamente desde o início da geração o Mário fslava que o PS4 estava a utilizar, mas ele nunca aceitou.

Então ML em Mile Morales, para ele, não foi ML.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Livio
15 dias atrás

Assim como raytracing não existe no ps5 via hardware e no incrível SX os devs não estão usando a unidade oculta dedicada para Ray tracing. Esses devs… Fanboy de Xbox adora ser enganado. É incrível!

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
15 dias atrás

Caso alguém queira rir, a turma do flame foi falar bobagem sobre Machine Learning, e dois engenheiros que trabalharam no PS5 entraram na discussão.

https://twitter.com/syke/status/1377686225281196033?s=20

https://twitter.com/ilMal3/status/1378324553785573377?s=20

Deto
Deto
Responder a  Carlos Eduardo
15 dias atrás

Já pensou o cara que já esta cansado de fake new na politica? ai entra no twitter e vê somente um “lado” de video game o dia todo espalhando fake news?

imagine se por causa dos fanboys, o sujeito talentoso da indústria pegar nojo da Marca que tem os fanboys que ficam o dia todo espalhando fake news?

marcio
marcio
15 dias atrás

Obrigado pelo artigo Mário!

error: Conteúdo protegido